História A Garota do Peter Parker - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Homem-Aranha, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Dr. Bruce Banner (Hulk), May Parker, Natasha Romanoff, Pepper Potts, Personagens Originais, Peter Parker (Homem-Aranha), Steve Rogers, Thor
Visualizações 107
Palavras 1.033
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Como muitos dizem: "Quem é vivo sempre aparece!". Eu sumiu por muito tempo e eu não esperava por isso, mas eu explico o que aconteceu. Uma semana depois de postar o último capítulo, eu já estava com esse pronto (e eu não estava tendo nenhum bloqueio), eu geralmente escrevo a fic no Wattpad, e quando eu fui entrar para postar.... Cade o capítulo? Cade o rascunho? Simplesmente sumiu. Eu tive que escrever de novo, duas vezes e ontem o querido decidiu aparecer, o capítulo completo que eu tinha escrito antes. Agora que ta tudo bem, divirtam-se com esse capítulo "trabalhoso"

Capítulo 15 - A Volta Pra Casa


Senti minha mão esquerda arder um pouco, o que me fez resmungar e começar a abrir os olhos lentamente, ainda um pouco zonza me sentei na cama e comecei a prestar atenção no lugar onde eu estava. É, eu estava em um quarto de hospital, olhei para o lado esquerdo onde tinha uma poltrona e vi a bolsa de Lisa em cima dela, olhei para a minha mão que ardia e vi que ela estava enfaixada, no pé direito tinha aquela bota imobilizadora, suspirei e ouvi a porta ser aberta.

-Talyah, que bom que você acordou! - Lisa falou me abraçando. - Como você se sente?

-Cansada, minha mão arde e parece que eu dormi de mal jeito, meu corpo está um pouco dolorido.

-Era de se esperar depois de tudo o que você passou. Eu fiquei tão preocupada com você, eu fiquei louca quando ligaram para mim falando que você estava aqui. - Sentou ao meu lado.

-Faz muito tempo que eu estou dormindo? 

-Não, apenas um dia inteiro. O médico achou melhor te deixar dormir para ter um descanso melhor. - Explicou. - Você quase levou ponto na mão, já o seu pé foi um torção de 1º grau, quase 2, ai colocaram essa bota para prevenir. Você vai ter que ficar com ela por uma ou duas semanas. É melhor eu chamar o médico, ele vai te explicar melhor. - Ela levantou da cama.

-A mamãe já sabe? - Perguntei pensando no quão preocupada ela deveria estar.

-Ela já está até aqui. - Arregalei os olhos. - Quando ela soube o que aconteceu, pegou o primeiro voo junto com o seu pai. Eu pedi para eles irem para o apartamento e descansar, hoje de manhã.

-Hoje de manhã? Que horas são? 

-14:22. Eu vou chamar o médico. - Lisa saiu do quarto e eu fiquei tentando assimilar tudo o que tinha acontecido.

Quando o médico entrou no meu quarto, ele falou as mesmas coisas que Lisa disse e eu ainda tive que fazer outro curativo na minha mão e ver como estava a situação do meu pé, que por sinal estava inchado e eu ainda tinha que ficar de repouso, pelo menos até o inchaço diminuir. Pelo menos a única parte boa nisso tudo é que eu poderia ir pra casa.

 

  *. *. *. *. *. *  

 

-Fique ai querida, eu vou pegar gelo para colocar no seu pé. - Mamãe falou indo para cozinha enquanto meu pai me ajudava a andar até o sofá.

-Seus amigos foram no hospital te ver ontem e pode ficar tranquila que eu já avisei para eles que você está em casa. - Lisa falou indo para a cozinha também. Mamãe saiu da cozinha com gelo e colocou um banco na minha frente, pediu para o meu pai tirar a minha bota e pegou uma almofada em cima do banco e colocou o meu pé em cima e depois o gelo.

-Você tem que tomar mais cuidado por onde você anda Talyah. - Ela reclamou e eu olhei para o meu pai pedindo ajuda e ele fez um sinal para eu ignorar ela. - Não faça mais isso comigo e nem com o seu pai. - Brigou comigo e eu estava perplexa.

-Mas mãe eu...

-Eu sei, me desculpa! Eu só estou um pouco nervosa ainda, tudo aconteceu muito rápido, sei que você não tem culpa de nada do que aconteceu. - Me abraçou.

-Você agora precisa descansar, sua mãe vai preparar alguma coisa para você comer, você deve estar com fome. - Meu pai falou e eu concordei.

Depois que minha mãe fez um lanche para todo mundo, eles queriam saber exatamente o que tinha acontecido no Central Park eu contei dês da hora da explosão até a hora em que o Homem-Aranha apareceu. Minha mãe ainda um pouco em choque, não queria me deixar sozinha, por um lado era até bom porque eu estava com saudade dela e do meu pai, mas por outro... ela toda hora perguntava se eu não estava sentindo nada, até que meu pai me salvou pedindo para ela preparar o almoço com Lisa. A campainha tocou e o meu pai foi atender.

-Temos visitas. - Meu pai falou da porta. Eu me virei e vi meus amigos.

-Oi gente! - Falei sorrindo fraco.

-Como você está? - Perguntou Morgana.

-Eu quase não acreditei quando me contaram o que aconteceu com você. - Falou Michelle.

-Pelo menos você está melhor e em casa. - Completou Ned.

Eles sentaram no sofá e percebi que o único que não falava nada era Peter, mas ele me avaliava, era como se ele quisesse ter certeza de que eu estava realmente bem, ele percebeu que eu estava o encarando e sorriu um pouco sem graça.

-Eu vou ajudar as meninas na cozinha, vocês podem ficar a vontade e eu gostaria que ficassem para o almoço.

-Claro, nós ficaremos! - Morgana falou sorrindo simpática.

-Acho que vamos ter que te carregar quando você for para a escola. - Brincou Ned, me fazendo rir.

-Ainda bem que temos muitos voluntários por aqui. - Continuei a brincadeira.

-Pelo menos não temos que te dar comida na boca. - Michelle fez um aviãozinho imaginário.

-Você sente alguma dor? - Peter falou pela primeira vez.

-Eu apenas sinto a minha mão arder, mas nada de mais, depois passa. - Respondi.

-E como você fica em relação ao curso de culinária?

-Eu não sei Peter, eu tenho que conversar com a minha professora, talvez eu fique um tempo afastada.

-E você vai perder a sua final? - Morgana perguntou chocada.

-Provavelmente.

-Mas eles não podem fazer isso. - Reclamou.

-Eu não quero que eles parem o curso, não faz sentindo isso Morg. Se fosse em curso particular eles não iam fazer isso de jeito nenhum e sinceramente, se a situação fosse ao contrário eu não ia gostar, eu ficaria triste por um colega ficar afastado por causa de um acidente, mas não ia querer que o curso parasse.

-Tudo bem! - Ela resmungou.

-Mas o que aconteceu lá? Como você conseguiu ficar assim? - Michelle perguntou curiosa e eu mais uma vez tive que explicar toda a história.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...