1. Spirit Fanfics >
  2. A garota e o Dragão. >
  3. Capítulo Único.

História A garota e o Dragão. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Uma pequena ideia que tive durante a noite e que fiz em poucas horas, apenas para me distrair. Aproveitem e boa leitura!

Aviso: A história é bem curtinha!

Capítulo 1 - Capítulo Único.


A manhã era fresca e silenciosa, como de costume. As folhas das árvores dançavam junto à brisa fria, que fazia seu caminho até entre os tecidos do belo vestido branco, fazendo-os balançarem suavemente por breves segundos, assim como as mechas brancas da jovem que o vestia.

Seus olhos azuis mantinham-se fixos no céu acima de sua cabeça, uma imensidão bela e repleta de nuvens, trazendo consigo o calor do sol. Sentada no pequeno banco de madeira, com seus pés descalços tocando a grama, a garota apreciava o momento de solidão em seu jardim.

—  É um belo dia... — Sussurrou, formando um sorriso calmo em seus lábios. Suas delicadas mãos repousavam sobre seu colo, enquanto as pontas de seus dedos giravam a pequena joia em seu anelar esquerdo.

A bela aliança banhada em ouro, decorada com o pequeno quartzo rosa esculpido na forma de uma margarida. Sempre que olhava na direção do anel, os olhos da jovem transmitiam felicidade genuína e, daquela vez, não foi diferente.

O ar escapou de seu nariz em forma de uma breve risada, enquanto seu olhar baixou para a joia, prestando atenção em cada detalhe de sua composição. O vento mais uma vez fez seus cabelos dançarem, logo antes da garota erguer seu rosto, olhando em direção às árvores.

O som despreocupado e alto das correntes arrastava-se para perto, despertando alegria na jovem. Os pássaros por perto logo abriram voo, saindo de dentre os galhos e folhas das árvores, que eram atravessadas sem dificuldades pela enorme e negra figura.

De escamas tão escuras quanto carvão, espinhos afiados percorrendo toda a extensão de suas enormes costas e olhos de cor contrastante com o azul suave do céu. O enorme dragão, com um enorme colar a base de correntes claramente pesadas em seu pescoço, encarava a jovem em sua frente com… Carência, soltando o ar na forma de uma pequena bufada.

 — . . . O que foi? — Ela riu baixo, erguendo sua sobrancelha. E logo abriu seus braços na direção do enorme animal, lançando-o um sorriso gentil. — Venha cá.

A passos cuidadosos, as enormes patas do dragão amassavam a grama conforme ele se aproximava da jovem, deixando claro para ambos sua diferença de tamanho. Ele aproximou sua cabeça de seu colo, deitando o queixo sobre suas pernas e tendo sua cabeça envolvida pelos braços da albina.

Instintivamente, seus olhos fecharam-se com o toque caloroso da mesma. A jovem o olhava com calma, deslizando as mãos pela lateral de seu grande fuço, em um carinho suave. — Bom dia… — Sussurrou, recebendo um resmungo de resposta. — Você dormiu bem?

Outro resmungo, logo a criatura deitava-se confortavelmente à frente da garota, sem afastar sua cabeça. O peso era incômodo para a jovem, mas estava tão acostumada com tal que não se importava, apenas seguia a acariciar o animal.

— Hoje está fresco… — Comentou, erguendo seu rosto para olhar em volta, com calma. — Podíamos passear…

O dragão abriu singelamente seus olhos para encará-la, dengosamente, parecia admirar o rosto da garota por um momento. Ele ergueu sua cabeça, afastando-a e surpreendendo a garota.

A criatura balançou a cabeça, sinalizando para ela que subisse nele, enquanto sua cauda balançava-se de um lado para o outro. A albina o olhou, logo sorrindo e então, levantou-se do banco.

Sua mão deslizou pela lateral do corpo do animal, conforme andava por seu lado, até apoiar ambos os braços em suas costas para que conseguisse subir na mesma, pondo seus pés no corpo do animal. Era como uma breve escalada, devido ao tamanho dele.

Ele esperava pacientemente para que a garota se acomodasse, remexendo seu fuço como se farejasse os aromas frescos daquele jardim. Finalmente, sentada sobre o poderoso dragão, a albina segurou-se em um de seus espinhos e riu, mais uma vez sentindo a sensação que tanto amava…

A liberdade. Dando dois pequenos tapinhas na lateral do animal como um aviso, ele tratou de firmar suas patas no chão e logo levantou, começando a caminhar com a jovem em suas costas, mantendo suas asas recolhidas.

— Obrigada… — Ela disse, aproveitando a brisa mais intensa que vinha contra seu rosto, fechando seus olhos e respirando profundamente. O ar saiu de sua boca ao mesmo tempo que um largo sorriso se formava, de mais pura felicidade. 

Seus cabelos eram jogados para trás, assim como a saia de seu vestido. O dragão ganhava cada vez mais velocidade em seus passos, até no menor dos avisos, estar correndo pelo vasto campo que compunha aquele jardim, amassando suas patas na terra e arrancando risos da albina em suas costas.

Tomando impulso com suas patas traseiras, a criatura abrira suas asas de cor escarlate e lançou-se para o alto, batendo-as com forças para que subissem, em direção aos céus. Rapidamente o dragão atravessava por entre as nuvens, até o alto das mesmas onde tinham a mais limpa visão da imensidão azul.

A garota agora mantinha seus olhos bem abertos, olhando para tudo ao seu redor com emoção, em pequenos risos mudos. Ela encarou o dragão, que virou sua cabeça para poder vê-la.

— Eu te amo… — Ela disse baixo, apenas para que ambos pudessem escutar e mais ninguém no vasto mundo. O animal não pôde expressar melhor suas emoções, se não pelos seus olhos marejados e brilhosos na direção da jovem.

Mesmo de forma silenciosa, seu olhar ainda podia demonstrar seus sentimentos mais genuínos, estes que sua amada entendia muito bem e ainda faziam com que suas bochechas ruborizassem. As asas do animal bateram mais suavemente, para que fizessem seu passeio sem pressa pelos céus, apreciando o restante da bela manhã...

A corrente em seu pescoço balançava hora ou outra, com o pequeno cordão amarrado em sua ponta, onde a pequena e delicada aliança mantinha-se presa. Banhada em ouro, com um quartzo rosa decorando-a na forma de uma margarida...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...