História A garota hipnotizante - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias ASTRO, B.A.P, Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, Momoland, Monsta X, Secret, Sonamoo, Untouchable (South Korean band)
Personagens AhIn, Baekhyun, BamBam, Bang Yongguk, Chanyeol, Chen, D.ana, D.O, Daehyun, Daisy, Euijin, Eunwoo, Han Sunhwa, High.D, Himchan, Hyebin, Hyung Won, I'M, Jackson, Jane, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinjin, Jinyoung, Jongup, Joo E, Joo Heon, Jun Hyoseong, Jung Hana, Jungkook, Kai, Ki Hyun, Kris Wu, Lay, Lu Han, Mark, Min Hyuk, Minjae, MJ, Moonbin, Nahyun, Nancy, Nayun, NewSun, Personagens Originais, Rap Monster, Rocky, Sanha, Sehun, Show Nu, Sleepy, Song Jieun, Suga, Suho, Sumin, Taeha, The Action, V, Won Ho, Xiumin, Yeonwoo, Youngjae, Youngjae, Yugyeom, Zelo
Visualizações 23
Palavras 553
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - O amor batendo a porta


POV ZELO

Não conseguia olhar para Vicky por muito tempo e muito menos responder a ela de uma boa maneira, não sei porque ela me deixava totalmente bobo e mesmo não a respondendo como deveria respondê-la, mesmo agindo como se a quisesse longe, não queria que ela sequer pensasse em ir. Só de ouvir a voz dela minhas mãos soam e meu coração bate com intervalos bem próximos, por quê será?

Embora não queira, acho bom eu ficar bem longe dela, não sei exatamente o que está acontecendo comigo, quero ter certeza do que se passa por minha cabeça antes de dizer ou fazer qualquer besteira.

POV VICKY

Já era quase seis da manhã e sem sombra de dúvidas já passou da hora de ir embora.

Levantei-me com bastante preguiça do puff de bolinhas esparramado no chão, dando um tchau a todos equivalente a minha coragem de me arrastar até a cama, indo em direção a porta até que de repente fiz a coisa mais inútil e corriqueira da minha vida, tropecei nos meus próprios pés e caí batendo forte meus joelhos no chão. Surpreendentemente, até mesmo me impressionando, já que o tratamento durante a conversa não foi nada agradável, o primeiro que foi ver o que tinha acontecido comigo foi Zelo.

-Você está bem?

-Acho que estou.

-Tem certeza?

-Tenho.

-Quer ajuda?

-Não precisa, só me dá um espaço pra levantar.

-Claro.

Assim que levantei, dei alguns passos e logo meus joelhos fraquejaram…. malditas ligações ruins as minhas. Estava prestes a batê-los no chão novamente quando senti braços longos e duas mãos bem grandes me segurar fortemente, era Zelo que havia me agarrado por trás me impedindo de ir ao chão.

-Sabia que mentir é feio? - ele sorriu pra mim e me pegou em seus braços me apertando fortemente.

Não sei o por quê, mas aquela situação me deixou um tanto quanto feliz e eu não conseguia tirar meus olhos dos olhos dele, parecia que tínhamos uma conexão única que ninguém podia romper naquele momento.

-Posso te levar ao seu dormitório ou vai mentir dizendo que ele não existe?

Dei uma risada anasalada e respondi sorrindo:

-Se não for incomodo. Não quero correr o risco de cair de novo e me machucar mais seriamente, as meninas precisam de uma líder inteira e não aos cacos.

-Então vamos.

Zelo me levou ao dormitório sem desgrudar seus olhos dos meus. Achei isso tão fofo.

POV JONG UP

Vicky é tão nova, mas tão tentadora. Não devia cair em tentação, mas ela é extremamente bonita e gostosa, com certeza é o tipo de mulher que gostaria de ter em minha cama todos os dias e teria o prazer de pensar em coisas indevidas, principalmente em executá-las.

Quando ela resolveu ir embora da visita que nos fez durante a madrugada, Vicky tropeçou em seus próprios pés e caiu, prontamente Zelo foi ajudá-la. O tempo todo os dois ficaram bem agarradinhos e nunca sequer desviaram os olhares. Confesso que tive muito ciúme, porém reprimi o sentimento como se nada estivesse acontecendo. Ele sequer falou direito com Vicky, por que foi ajudá-la como se fosse um príncipe encantado socorrendo a princesa?

No final das contas, Zelo foi levar Vicky no dormitório. Não sei por quê, mas estou com a sensação de que isso não vai acabar bem.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...