História A Garota Misteriosa! - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Candelaria Molfese, Diego Domínguez, Jorge Blanco, Lodovica Comello, Martina Stoessel, Mercedes Lambre, Ruggero Pasquarelli
Personagens Jorge Blanco, Martina Stoessel
Tags Jortini, Romance
Visualizações 35
Palavras 1.177
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


DEMOREI MAS CHEGUEEI!
Hi People!!!
Como estão??
desculpem a demora, mas como vocês sabem, Meu Notebook não gosta de mim e as vezes fica rebelde :(
Mas hoje consegui domar a fera e cá estou e antes de tudo, resolvi não acabar a fic agora, podem gritar
espero que gostem.
Nos vemos lá embaixo
Boa Leitura!

Capítulo 6 - Insegurança!


Fanfic / Fanfiction A Garota Misteriosa! - Capítulo 6 - Insegurança!

Pov ‘s Jorge:

- Bom Dia – Chego animado cumprimentando meus amigos.

- Bom Dia Jorge – Lodo me cumprimenta estranhando minha animação.

- Bom Dia é o caralho! – Ruggero diz nos deixando assustados – Você não me ligou ontem depois que saiu da casa da tini, filho da puta!

- Meu celular descarregou – Dou de ombros – E não precisa dessa agressão toda.

- E como foi na casa da Tini? – Lodo pergunta e eu lhe olhei confuso.

- Como você sabe que eu fui na casa da Tini? – Ela olhou pro Ruggero que coçou a cabeça – Fofoqueiro!

- Qual é? A Lodo é a melhor amiga dela – Deu de ombros – Tu beijou ela?

- Beijei – Digo e eles arregalaram os olhos – No sonho de vocês! – Ri da cara que eles fizeram – Vocês realmente acharam que eu ia me aproveitar dela? – Eles abaixaram a cabeça – Eu mereço! – Nego com a cabeça.

- BOM DIAA! – Tini chega abraçando lodo que a encarou confusa, assim como eu e o Ruggero.

- Tini você ta bem? – Ela assente com a cabeça sorridente, olha pro Rugge e o abraça – Mas o que raios aconteceu contigo?

- Eu só estou feliz Lodo – Deu de ombros, me olhou e sorriu, abri meus braços e ela se jogou me abraçando, olhei pros meus amigos no meio do abraço que a encaravam confusos, me olharam e eu dei de ombros, eu realmente não sei o que aconteceu.

- Tudo bem, garotinha? – Pergunto e ela assente sorrindo.

- Garotinha? Você dá cada apelido pra ela – Disse Ruggero rindo

- Por que dessa animação toda Tini? – Lodo pergunta e Tini a olha

- Eu contei pra eles Lodo – Lodo abre um sorriso enorme e a abraça.

- Estou muito orgulhosa de você! Esta se sentindo melhor?

- Muito! – Disse e sorriu – Muito obrigada meninos, por tudo – Nos olhou e nós sorrimos.

- Não precisa agradecer Tinita! – Rugge a abraçou novamente – Mas, você beijou aquele garoto? – Pergunta curioso e eu não aguentei e comecei a rir fazendo a Tini me olhar com uma cara de tédio, depois daquele nosso momento fofo eu não a deixei em paz com essa história – Que foi? – Pergunta confuso.

- Só escuta – Digo e olho pra Tini sorrindo divertido que apenas me olhava querendo me matar.

- Infelizmente, eu cheguei a beijar ele – Abaixou a cabeça e eu só agora percebi que o primeiro beijo era uma coisa importante pra ela e aquele garoto estragou tudo, olhei pro Rugge que tinha um semblante sério e confuso ao mesmo tempo enquanto Lodo apenas nos olhava com um sorriso estranho no rosto.

- Por que esse retardado começou a rir? – Ele pergunta e eu olhei pra Tini que suspirou.

- Eu contei isso pra ele ontem – Ruggero assentiu e fez sinal pra ela prosseguir – O beijo foi horrível.

- Por que? – Pergunta mais curioso ainda.

- O Garoto – Parou de falar e me olhou – Sugou a minha língua – Disse por fim e ficou vermelha ainda me olhando, sorri pra ela e olhamos pro Ruggero que estava parado e sério.

- Ruggero? – Lodo pergunta estranhando o comportamento do primo, ele nos olha ainda sério e uns segundos depois começou a rir, fazendo a Tini revirar os olhos e me olhar novamente com tédio e os braços cruzados, ri e me aproximei dela a abraçando.

- Me desculpa Tinita – Ruggero diz assim que se recupera das risadas – Mas é que eu nunca escutei isso na minha vida.

- Tudo bem – Diz e aponta pra mim – Ele teve a mesma reação.

- Como você se sente em questão a isso? – Pergunto

- Em vocês ficarem rindo? – Pergunta e eu neguei rindo um pouco.

- Sobre o beijo – Falo e ela suspira.

- Era meu primeiro beijo e bem – Sorriu envergonhada – Eu vivia pensando em como seria, se seria que nem nas séries que eu via, o garoto leva a menina pro parque, se declara e a beija ou sei lá, algo carinhoso, Romântico, Bonito e que eu tivesse boas recordações mas não – Fez um semblante triste – Ao contrário de tudo o que eu imaginei, o beijo foi horrível, sem sentimento algum me deixando traumatizada e ele ainda me humilhou então – Deu de ombros – Não me sinto muito bem com isso – A abracei, se eu pudesse apagaria essa lembrança dela, nos separamos e eu coloquei seu rosto entre minhas mãos.

- Você ainda vai encontrar alguém que nutre sentimentos de verdade por você, que te ama do jeitinho que você é e que te ajude a superar tudo isso, por que você merece ser feliz – Ela sorriu me fazendo sorrir também.

- Acho que ela já encontrou essa pessoa – Lodo diz a fazendo corar, ri e a abracei olhando pra Lodo que piscou pra mim, o sinal bateu nos fazendo se separar.

- Boa aula estressadinha – Beijei sua bochecha a fazendo ficar corada novamente.

- P-pra Você também – Abraçou o Rugge e a Lodo e saiu correndo pra sala.

- Vai ficar enrolando até quando? – Ruggero pergunta e eu o olho confuso.

- Que?

- Vocês se gostam, no enrole tanto Jorge – Lodo completa e eu suspiro.

- Pela primeira vez, eu estou inseguro – Confesso os deixando surpresos.

- Inseguro com o que? – Rugge pergunta.

- Em machucar ela, em poucos dias ela se tornou tão importante pra mim que eu não me perdoaria se algo acontecesse com ela – Falo e ele colocou sua mão em meu ombro.

- Você vai machucar ela se não tomar uma atitude retardado – Ri e assenti – Viu o jeito que ela falou sobre como ela queria que fosse o seu primeiro beijo? – Assenti – Tentar fazer algo parecido, faz ela feliz – Sorri, é por isso que eu sou amigo desse Italiano.

- Gente – Lodo nos chamou – A aula – Arregalamos os olhos

- PUTA QUE PARIU! CORREEM – Rugge grita e começamos a correr em direção a sala e assim que chegamos a porta estava fechada – Ferrou! – Bati na porta e a professora abriu.

- Licença – Dissemos em uníssono, ela nos deixou passar e assim que nos sentamos ela nos olha.

- Por que demoraram? O sinal bateu tem dez minutos.

- O Jorge Teve alguns problemas hormonais – Ruggero diz e a Lodo prendeu a Risada assim como o resto da sala, o olhei e ele sorriu pedindo desculpas.

- Problemas Hormonais? – A professora pergunta confusa e o Ruggero assentiu.

- É professora, a senhora sabe, quando o menino ta... – A Professora o interrompe

- Não precisa explicar Ruggero, abram o Livro na página 50 e façam os exercícios, é pra nota – Assentimos

- Assim que saímos dessa sala, Eu te mato – Digo ao Italiano que riu junto com a Lodo, belos amigos não?

- Foi mal Blanco, foi a primeira coisa que veio na minha cabeça – Riu – E ela entendeu errado – Se referiu a professora – Eu ia dizer apaixonado mas ela não tem uma mente muito pura – Fiquei o olhando inconformado por algum tempo mas acabei rindo junto com eles.

- Silencio! – Nos olhamos e começamos a fazer os exercícios.

- Jorge? – Ruggero me chama – Passa a resposta.


Notas Finais


capitulo meio pequeno mas prometo caprichar no próximo.
Não deixem de comentar.
Um Beijo e
Adíossss <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...