História A Garota-Mulher e o Homem sem-título. - Capítulo 32


Escrita por:

Postado
Categorias G-Dragon
Personagens Personagens Originais
Tags Artigo De Opinião
Visualizações 49
Palavras 546
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 32 - Medicamentos.


Fanfic / Fanfiction A Garota-Mulher e o Homem sem-título. - Capítulo 32 - Medicamentos.

Na marca do hospital, acordei meia tonta. Abrindo meus olhos devagar vendo as coisas se desebaraçar, as imagens se recolocarem no devido lugar. Ouvia-se paços pra lá e pra cá, e meu corpo imóvel. Parece que enquanto eu dormia fizeram alguma cirurgia em mim. 

Só sei que ta tudo dolorido. 

- Paciente, tudo bem?

- Ah, oi. : Me levantei aos poucos, pois ficar deitada me dava torcicolo. 

- Como está se sentindo? : Dizia uma doutora loira. 

- Estou quebrada. Mas estou bem. 

- Bom, vamos conversar um pouquinho sobre o que aconteceu com você. E depois vou te trazer café da manhã. 

Começamos a conversar, ou melhor; com ela me interrogar da mais diversas formas. Queria saber sobre o que havia acontecido, se eu estava melhor.

Aquelas perguntas bestas que os médicos tem que fazer. Quando terminamos todo o papo, ela me trouxe remédios pra tomar, dizendo que algumas de minhas lesões estavam sérias. Relevei, mas uma coisas que ela perguntou que me deixou meia "Se tá querendo saber demais" foi a pergunta sobre o Kwon. 

"A senhorita é o que do G dragon?" 

Eu não respondi nada, pois não seria da conta dela. Vendo que não queria responder, me deu mais medicamento e buscou meu café, na volta da minha comida perguntei se eu teria visitas, ela disse que tenho muitas porém um de cada vez poderia entrar. 

Escolhi Kwon. Que não estava acostumado com tudo isso, que te devia desculpas e dizer que isso se acontece mesmo. 

A doutora sem questionar seguiu seu caminho. Enquanto me alimentava com essa comida sem gosto. Minha sala era vazia, só comigo dentro e uma janela besta do meu lado mostrando a paisagem bonita, apesar de estar escuro (anoitecendo) está fresquinha a noite:

- Amor. : Ouvi o barulho da porta abrir. 

- Oi Kwon. Esta tudo bem? : Ele me olhava sério, parecia nítido que não dormiu, que passou a noite toda me esperando acordar. Até seus olhos estavam inchados. 

- Eu fiquei com medo. : Ele veio mais perto, abriu seus braços e me abraçou, entrelaçando nossos corpos. Sentia se suas lágrimas quentes caírem sobre meu pescoço. 

- Eu sei, mas faz parte da aventura. 

- Que aventura? Você está toda machucada, ferida. A forma que eu te olhei ontem, me fez desabar.

- O perigo é a melhor aventura.

- Não quando se perde alguém que ama. 

...

Essa frase me calou a boca, me deixando refletir sobre o que eu havia feito. Era realmente uma aventura? Sim, era. 

- Promete pra mim, que não vamos fazer isso de novo. 

- Que? : Me soltei do seu abraço. 

- Você ainda me pergunta? Não vamos fazer isso mais. Eu não vou deixar que você faça.

- Como assim? tá maluco?

- Quando você quiser pinchar, você me fala que dou meu jeito pra você fazer suas artes. Mas na rua, nesse perigo todo, não quero mais. 

(Você tem que querer alguma coisa?)

- Mas..

- Não me venha com "Mas" me deixa cuidar de você. 

...

- Eu paro.

(Mas não prometo nada)

Ele sorriu. E voltou a me abraçar, me alimentou e contou como foi que me socorreu. Disse que não havia dormido e não ligou pra mais nada, a não ser a mim. Chorou muito. 

É que amanhã, possa ser que eu tenha alta.


Notas Finais


Continue acompanhando. ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...