História A garota suicida - Capítulo 30


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts
Visualizações 72
Palavras 1.344
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Mistério, Suspense, Violência
Avisos: Drogas, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


hiii

Capítulo 30 - 30.30


Fanfic / Fanfiction A garota suicida - Capítulo 30 - 30.30

Adriana on*

Estava novamente procurando por informações do meu filho.

??- Você é Min Adriana?

Ad- Só Adriana por favor

??- Sei de uma coisa que talvez te ajude

Ad- Como assim?

??-Me siga 

Era uma mulher, muito bela, ela estava com um vestido longo e um salto fino 

Saímos do aeroporto e fomos até um carro

Ad- Não irei entrar no seu carro

??- Olha, vamos agilizar, me chamo Yang e tenho 35 anos, sou uma colega antiga do seu marido, ou ex, como preferir 

Ad- E o que isso faz você pensar que devo confiar em você?

Yg- Quer descobrir quem é seu filho né? Eu sei quem é mas deixarei você descobrir, qual a graça de acabar com toda sua busca que você fez durante 17 anos?

Ad- 

Yg- Entre logo

(...)

Ela está dirigindo para um lugar afastado do aeroporto e um pouco perto da minha casa

Ficava umas três quadras depois da casa de Eui

Chegamos numa casa, era simples e não havia ninguém

Ad- Cansei de brincadeira, quero sair daqui agora sua maldita

Yg- Ei calma, foi aqui que eu, Dong e Kyung planejamos tudo, entre

Ad- O que?

Eu entro e ela fecha a porta, somente eu naquela casa.

Parece uma casa cuidada, era simples.

Por mais que estivesse empoeirada, entrava luz do sol e estava tudo no seu devido lugar

Vou analisando a casa e vou vendo brinquedos de bebê espalhados

No andar de baixo da casa, não havia nada demais, apenas brinquedos, coisa que poderia ser de qualquer bebê

Subo e no final da escada já no outro andar estava o ursinho do meu filho Min-ki (pra quem não lembra capítulo 11 ou 12 fala sobre esse nome) 

Eu estou na casa que ele morava

Continuo subindo e entro num quarto cheio de papéis e um quadro com uma foto minha, da Nina bebê e do Min-Ki

Ad- O que?

Começo a ler os papéis e tudo estava sendo por um acordo de empresa, entre a Min e Jeon.

Depois de ler tudo e não achar nada vejo um notebook no canto com um pen drive

Era um vídeo

Mostrava tudo

Vídeo on*

Narradora on*

Mk- Vamos Yang, você precisa saber que na hora não poderá andar pra trás

Yg- Não posso, não farei isso

Ela sai correndo

-Corta fita-

Dong e Kyung brigavam com a mulher, chamando ela de fraca

-corta fita-

Eles assinam um papel e juntam as mãos

-corta fita-

Passa fotos diversas da Nina bebê

-corta fita-

Um domingo ensolarado com a Adriana brincando com seus filhos na piscina inflável infantil

-corta fita-

Adriana deixando os filhos na escolinha

-corta fita-

O aeroporto

-corta fita-

As crianças estavam brincando, e a tal Yang se aproxima deles, mas logo se afasta nervosa

Kyung e Adriana ainda discutiam 

-Corta fita-

Nina joga a chupeta e chora, Min-ki desce todo desajeitado o banco de espera e pega a chupeta.

Ele não teve nem tempo de entregar a chupeta para irmã e logo foi pego por um homem, que deu as costas para o casal que discutia.

-corta fita-

Saída do aeroporto o homem sai e entra no carro com o bebê e a mulher

-corta fita- 

placa do carro

-corta fita-

Dong sendo filmado escondido numa conversa com Kyung

Jd- Claro, eu entendi, você não consegue bancar três filhos e dará fim em um, no caso a garota que não tem e habilidade para administrar uma empresa

Mk- exatamente

Yg- Mas, como assim três filhos 

Ela estava filmando, porém, participava da conversa

Jd- Jungkook não é meu filho, Kyung que engravidou a Eui, e ele vai bancar o filho dele

Yg- O que? E vai fazer uma barbaridade com sua filha?

Mk- Não se intrometa, entenderam, eu irei distrair Adriana, vocês pegaram a Nina e sumiram, dará a ela o nome de Sara

-corta fita-

Mk- VOCÊ NÃO FAZ NADA DIREITO DONG, PEGOU O GAROTO

Jd- ELA IA OLHAR

Mk- O QUE VOU FALAR PARA A FAMÍLIA???

Jd- Fala que se enganou

-corta fita-

Kyung com Min-Ki nos braços

Assina um papel com uma família de nação diferente.

Eles levam o nenê embora.

-corta fita-

A câmera segue os país de longe

-Meses depois-

Os pais dão o bebê para casais coreanos

-corta fita-

Eles trocam o nome do bebê

-corta fita-

Yang se comunica com a família

Eles ficam espantados

Eles analisam o menino

Mudam o nome dele 

-corta fita-

Fica um silêncio.

Aparece a família coreana, eles estavam usando máscaras.

Logo a mulher começa a falar com aplicativo que muda a voz

??- nós não sabíamos que ele era seu filho

??- Nós recebemos por cuidar dele e manter ele longe - o homem fala

??- Mas minha amiga, Adriana, eu cuidarei bem dele, quando você descobrir sobre esse vídeo já estaremos longe, não daremos sinal, e sei que o amor de tia que você passará pra ele vai tornar ele o homem que é hoje, você criou o seu filho o tempo todo, mas me perdoa - a mulher fala abraçada ao marido

??- Vá atrás dele, ame ele e não se culpe, deixamos você cuidar dele o tempo todo

O vídeo acaba 

Vídeo off*

Adriana on*

Fico olhando e pensando.

Kyung é pai do Jungkook, a empresa não estava só falindo como também ele estava sendo ameaçado a ser entregue 

Ele queria roubar a Nina

Dong roubou meu filho.

E quem é Yang?

Quem são aquele casal?

Olho o quarto e vejo uma carta azul

Na frente estava escrito "ele é seu filho"

Um pouco nervosa eu abro a foto.

Vejo os papéis da adoção dos pais estrangeiros, e o nome dele "Lucas", depois vejo o outro papel de adoção dos pais coreanos, Família Lee.

Calma, que?

Lee, meus amigos, não pode ser 

Vou abrindo mais rápido e por fim, tava lá a foto dele.

O tempo todo eu estava com ele

É ele.

Ela, deixou eu criar ele com restrições.

Mas por respeito e amizade deixou ele com nosso sobrenome

Min Yoongi

Meu filho.

Adriana off*

Namjoom on*

Eu preciso ser discreto.

Estou dentro do manicômio apenas esperando ficar livre.

Logo, entro numa sala e me visto como enfermeiro

??- Quem é você

Rm- Enfermeiro particular da Nina, eu preciso ir

??- 

Saio do quarto e vou para as áreas.

De frente pro quarto dela, abro e vejo ela dormindo.

Vou devagar pro lado dela 

Toco em seu braço e ela se assustar, ainda me olhando ela não sabe quem sou, estou de máscara

N- O que é agora

Tiro a máscara e por fim ela se surpreende

N- Namjoom, me ajuda, eu preciso sair daqui

Eu não tinha reação quando olhava nos seus olhos

Apenas empurro ela que com efeito ela bate a cabeça na parede

Namjoom off*

Narradora on*

Nina com o impacto da cabeça na parede acaba ficando meio tonta

Sem delongas, Namjoon sobe em cima da garota que logo sente um desconforto

Ele passa sua mão por todo seu corpo chegando ate sua barriga, lá ele faz pressão com a mão para baixo, afim de apertar.

Nina começa a sentir dor e grita, mas ninguém aparece para ajudá-la

Ele tira sua calcinha e não pensa em lumbrificar ela.

Apenas tira o cinto, a calça e abaixa a cueca

Nina gritou muito quando sentiu ele ser colocado de uma vez

Para abafar os gritos, ele prensa um travesseiro no seu rosto, deixando ela com certas dificuldades de respirar 

Forte e Fundo.

Nina sangrava horrores e isso dava prazer a Namjoom

Ele se retira quando sentiu seu orgasmo chegando.

Começa a se masturbar e deixa que pingue na barriga de Nina que estava coberta com a camiseta longa do manicômio

Ela ainda chorando, com o rosto coberto pelo travesseiro, é obrigada a levantar, ela não tinha forças então, Namjoom a segurou e obrigou ela a tomar um remédio

Narradora off*

Namjoom on*

Depois de feito ela tomar o remédio, deito ela bem delicadamente sobre a cama e faço cafuné no seu cabelo molhado de suor 

Rm- Sabe Nina, você deveria ter acreditado no Jimin-shi

N-

Rm- Naquela festa, onde todos ficaram trancados no quarto, era eu. Jimin foi embora como ele mesmo disse, mas eu não podia perder a oportunidade né

N- 

Rm- *me abaixo na altura do ouvido dela* Sei que Jungkook vem te visitar com frequência né, mas se eu ficar sabendo que contou para ele sobre nosso caso, eu irei complicar as coisas para você Nina

Saio de lá e quando fecho a porta a enfermeira está do lado de fora com uma faca

En- Eu contarei ao senhor Jungkook e Min Kyung

Empurro ela e consigo mudar os papéis, dessa vez ela está sendo ameaçada pela faca

Rm- Fique calada e nada vai acontecer com você, faça o seu trabalho e tudo ficará bem 

Vou andando em direção ao meu carro e saio do manicômio com destino a minha casa 





Notas Finais


CARALHOOOOOOO BATEMOS 200 FAVORITOS, GENTE EU AMO DEMAIS VOCÊS E ESSA FIC PORRAAA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...