1. Spirit Fanfics >
  2. A gerente do Nekoma - Haikyuu!! >
  3. Crianças

História A gerente do Nekoma - Haikyuu!! - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - Crianças


Fanfic / Fanfiction A gerente do Nekoma - Haikyuu!! - Capítulo 5 - Crianças

“É como cuidar de uma creche.”

O episódio do macarrão não havia sido esquecido, e, como punição por ter perdido, Lev teve que levar o time para um churrasco - mesmo que boa parte dele não tenha participado da “competição” -.

— Carne de graça, uhu! E eu nem comi aquele veneno! — Inuoka comemorava enquanto a equipe caminhava em direção a um restaurante.

— Não deveríamos chamar a S/N? — Yaku perguntou.

— Não, ela não comeu o macarrão, sem falar que ela quase quebrou meu nariz. — Kuroo respondeu.

— Você mereceu... ela só vai ficar ainda mais brava quando souber que não a convidamos... — Kenma disse sem tirar os olhos de seu celular.

— Kenma está certo, ela já está estressada por causa do incidente no ginásio. — Yamamoto falou.

— AHEM! Não temos culpa, não fizemos nenhum ritual para chover, e, também não pedimos para alguém ir lá nos assustar. — Tetsuro respondeu e abriu a porta do restaurante, dando espaço para os outros entrarem. Todos se sentaram em uma mesa grande, para que não ficassem separados.

— Uau, são tantas opções! — Kai disse enquanto lia o menu.

— Posso pegar uma de cada?! — Yamamoto perguntou, e antes que Lev pudesse dizer um “não”, Kuroo já havia falado.

— Não vamos pagar, e é uma punição, então obviamente poderemos provar de tudo. — Tetsuro sorriu diabólico, o Haiba queria chorar enquanto imaginava todas as suas economias irem embora.

— É melhor pegarmos os dois que tiverem maiores porções, não sejam exagerados. — Yaku disse, Lev o agradeceu silenciosamente. 

Todos - exceto o capitão - concordaram com a ideia de Morisuke, e depois da garçonete anotarem seus pedidos, ela voltou com os pratos algum tempo depois.

— Será que a S/N ainda está brava conosco? — Yamamoto perguntou e o time o encarou.

— Óbvio que n-

— Você ainda tem dúvidas? Ela estava tão estressada com os últimos acontecimentos que é capaz dela sair do clube. — Yaku disse, sendo o único sincero ali e encarando a dura realidade.

— E-ela vai sair?! — Lev perguntou.

— Provavelmente. — Kai assustava propositalmente o primeiro ano.

— M-mas-

— Nossa única gerente... — Taketora chorava.

— Kai, não provoque eles. S/N está estressada, mas ela só precisa de uma folga e descanso. — Morisuke acalmou o time, que havia finalmente terminado de comer, Lev e Inuoka se sentiam como um balão de gás hélio.

— Moça, poderia trazer a conta? — Kuroo pediu e logo a mulher veio, entregando um pequeno papelzinho. O Haiba arregalou os olhos ao olhar o preço da conta, ela se sentiu derrotado e apenas aceitou sua realidade, o meio russo colocou a mão no bolso, procurando por sua carteira, que deveria estar lá.

— Lev? Você está bem? Parece que vai vomitar. — Morisuke comentou, vendo que o Haiba estava pálido.

— N-não é isso... — Lev encarou seu bolso.

— Não me diga que esqueceu sua carteira? — Kai comentou como uma brincadeirinha, mas o silêncio que se fez presente deixou todos chocados.

— COMO QUE VOCÊ ESQUECE A CARTEIRA SEU IDIOTA?! VOCÊ SABIA QUE IA PAGAR! _ Kuroo balançava o mais novo, que apenas se entregava com um boneco de pano.

— Kuroo, pare com isso, podemos juntar nosso dinheiro e depois ele nos paga de volta. — Kenma disse.

— Eu não trouxe minha carteira porque o Lev disse que ia pagar. — Morisuke falou.

— Eu também não. 

— Nem eu.

— Não olhem pra mim.

— Oque faremos agora?! Ninguém trouxe! — Yamamoto entrava em desespero.

— Podemos...

— Ligar...

— Nem pensar, ela provavelmente vai ficar ainda mais brava com a gente!

— Mas S/N é a única que pode nos salvar! 

— Ela jamais nos atenderia. — Tetsuro falou, e então todos encararam Kozume, que estava prestes a correr dali. — Nem sonhe em sair, ligue pra ela, você é o único que ainda não deixou ela brava.

— Mas- — Kozume ia retrucar, mas todos estavam lhe encarando, e ele apenas suspirou enquanto pegava seu celular e procurava pelo nome da gerente na lista de contatos.

S/N costumava estar sempre com o celular na mão, para caso os meninos entrassem em algum problema - algo normal e constante -, mas naquele dia, ela apenas largou o celular em sua escrivaninha e foi ler um dos livros que ela comprou mas nunca teve tempo ou vontade para ler.

O toque do celular ecoou pela casa inteira, que estava silenciosa já que S/S estava sozinha, ela suspirou e tentou ignorar, continuando sua leitura, porém, ela sabia que poderia ser algo urgente. 

Ao reconhecer o contato de Kenma, a garota entrou em pânico, já que Kozume raramente ligava para ela.

 — S/N... será que você poderia vir nos socorrer? — A voz do loiro parecia calma.

— OQUE VOCÊS FIZERAM DESSA VEZ?! — A garota gritou, fazendo com que Kenma afastasse um pouco o celular de seu ouvido para não ter seus tímpanos estourados.

— Lev ia pagar churrasco para nós por ele ter perdido a competição do macarrão, mas ele e todo mundo esqueceu a carteira, agora estamos presos aqui no restaurante. — Kozume falou tudo de uma vez, para evitar mais problemas.

S/N suspirou fundo, ela queria poder enforcar aqueles garotos.

— Manda o endereço.

Trocando de roupa e pegando sua carteira, a garota saiu de sua casa e indo em direção do lugar que Kenma indicou. Chegando lá, ela conseguiu ver de longe os garotos quase chorando de vergonha e desespero.

— NOSSA SALVADORA CHEG-

— Cala a boca. — S/S disse e apenas ignorou o time, indo direto pegar a conta e pagando, ela sentia uma dor em seu peito ao ver o preço.

— S/N-san- — Novamente, ignorando a equipe, a garota passou direto, indo embora do lugar.

— É, agora ela sai de vez. 

— N-no outro dia ela e o treinador Nekomata estavam conversando, eu consegui ouvir algo sobre “sair”. — Inuoka disse, deixando um clima tenso na mesa.

[...]

yaku gucci princess💅:
hey
yaku gucci princess💅:
você pode vir aqui no ginásio? 
bbysn:
não.
yaku gucci princess💅: 
sei que hoje era seu dia de folga, mas queremos te recompensar.

A garota suspirou, se levantando do banco a qual ela estava sentada e indo em direção ao ginásio do clube de vôlei, afinal, deveria ser algo importante, certo? Yaku era alguém confi

— S/N-chan! O Lev causou problemas pra você, então resolvemos dar uma punição pra ele! Ele vai ter que levar várias boladas na bunda dele! Então pensamos que você gostaria de ter a honra de ser a primeira. — Kuroo disse.

— Ah, claro. — S/N suspirou fundo e pegou uma bola, mas ao invés de jogar no Haiba, ela jogou no rosto do capitão. — A merda, Kuroo, vai a merda. 

“Deus, me dê força pra aguentar essas crianças...”, pensava S/N enquanto saía do ginásio, indo em direção da enfermaria para pegar algum remédio para dor de cabeça.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...