História A Golpista - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Ariana Grande, Demi Lovato, Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Visualizações 47
Palavras 1.494
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, FemmeSlash, Festa, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Acho que por hoje são esses, caso eu consiga posto mais hoje 😘
Boa leitura


Obs: Quando eu colocar pontos como este.......... Significa que passaram algumas horas ou alguns minutos depois ok???
Qualquer dúvida me avisem!

Capítulo 4 - Capítulo 4


                        Lauren Pov

Desci para tomar café e Demi já estava sentada a mesa com nossa filha ao seu lado, as duas comiam conversando animadas

Me sentei na cama também e comecei a me servir em silêncio, minha mulher não me olhava, parecia que ainda estava brava, porém com nossa filha ela estava agindo naturalmente

_Mamãe para onde vamos -Meg pergunta com a boca suja e eu sorri para ela

_Você escolhe aonde vamos primeiro filha - Falei ainda sorrindo e os olhinhos dela brilham

_Podemos ir ao Happy World? - Pergunta batendo as mãozinhas animada, eu e demi rimos de sua alegria

A Meg ama esse lugar, é um parque somente para crianças, havia de tudo lá dentro, bonecas, brinquedos, sala de jogos, era literalmente um mundo feliz para as crianças 

_Claro que sim Meg, podemos ir -Falo e ela sorri ainda mais 

............ 

Depois do café, fomos ao parque, demi e eu só ríamos do quanto nosso filha falava dentro do carro, apesar de ter apenas 2 anos ela falava tudo, meio enrolado mais entendíamos perfeitamente tudo o que ela falava.

....... 

Quando chegamos ao parque a Meg já foi correndo e entrou no lugar, ficamos tranquilas pois era um lugar muito seguro, cheio de câmeras e supervisores, era um lugar no qual confiavamos para deixar a Meg a vontade 

Demi e eu sentamos em uma mesa onde havia diversas coisas de comer para os pais que ficavam esperando os filhos brincarem, haviam pais de não tinham pique pra acompanhar os filhos, então ficavam esperando as crianças nessas mesas, os pais que tinham mais pique, podiam ir acompanhar os filhos nos jogos e nas outras coisas que haviam no parque.

_Você vai ficar desse jeito comigo até que horas? -Perguntei olhando pra Demi e ela suspirou sem me olhar e sem me responder

_Você sabe que odeio ficar nesse clima com você amor -Falei pegando em sua mão e ele me olhou

_Eu só queria ter minha mulher comigo no único dia da semana que ela tem livre pra ficar com a família -Fala calma porém séria

_Eu não quero mais discutir sobre isso, você sabe dos meus compromissos, não posso recusar -Falei suspirando

_Esquece, não adianta mesmo a gente debater -Falou soltando minha mão e olhando para frente, suspirei derrotada, ela tinha razão, porém precisava ser mais compreensiva com o meu trabalho.

............ 

Depois de um longo dia de diversão com minha filha, já que a minha mulher não trocou uma palavra comigo, fomos para casa pois já estava ficando tarde.

Quando chegamos pedi para a Maria dar um banho na Meg e colocar ela pra dormir, já que a mesma veio no carro dormindo de tão cansada que estava.

Subi para o meu quarto e fui direto para o banheiro tomar um banho, a Demi subiu junto comigo em silencio. 

........... 

Depois do banho fui até o closet me trocar, coloquei um vestido preto longo, e um salto, algo mais formal, deixei meus cabelos soltos, fiz uma maquiagem não muito pesada.

Quando saí do closet minha mulher estava deitada na cama mexendo em seu celular, quando ela me viu, fez um bico enorme ao ver como eu estava vestida, ela era muito ciumenta, algo que causava muitas brigas entre nós quando namoravamos, hoje em dia ela conseguia se controlar bem mais. 

Me aproximei da cama e sentei ao seu lado, e ela continuava mexendo no celular 

_Amor, eu já estou indo -Falei passando a mão na barriga dela 

_Tchau -Falou sem me olhar e eu revirei os olhos 

_Me da um beijo -Pedi e ela fingiu que não me ouviu

Puxei o celular da mão dela e ela me olhou irritada 

_Amor para com isso, eu prometo que não vou demorar, vou ficar lá pelo menos uma hora e vir embora, vamos ter tempo pra ficarmos juntas -Falei calma 

_Mais eu não quero que você vá Lauren, ainda mais vestida desse jeito -Falou ainda mais irritada 

_Então vem comigo, a gente fica um pouco lá e depois saímos pra jantar -Falei sorrindo e ela revirou os olhos 

_Você sabe que não suporto essas festas -Fala sem me olhar e dessa vez quem revira os olhos sou eu 

_Então eu vou, fico um pouco la e depois nós saímos pra janta, combinado -Falei e ela ficou em silêncio e não me respondeu, como eu odeio quando ela faz isso. 

Me aproximei do seu rosto e beijei o mesmo devagar 

_Amor... não fica brava comigo vai -Falei dando leves beijos no rosto dela

_Não quero ir brigada com você, prometo te recompensar amanhã, chegando bem cedo em casa -Falei perto da orelha dela

_Humm -Falou suspirando quando eu comecei a beijar seu pescoço, comecei a beijar um pouco mais forte e subi até sua orelha mordendo de leve sua orelha, ouvi ela gemer baixo, algo que já me deixou excitada 

Senti a mão da minha mulher apertando minha coxa por dentro do vestido, gemi com isso e ataquei seus boca, o beijo era apressado e cheio de excitação, com uma mão eu segurava em sua nuca e a outra eu passava em seu corpo, apertando com força 

Uma das mãos da Demi está puxando meu cabelo da nuca enquanto a outra mão ainda está por baixo do vestido, ela começa a subir a mão e aperta meu menti que já estava duro feito pedra 

_Ahh.... -Gemi mais alto, ela estava me deixando louca 

_Amor... Melhor pararmos.... - Falo com o pouco de consciência que ainda me resta 

_Faça amor comigo... Eu estou tão molhada... -Fala arrastado, porra que tesao que eu estou

_Amor... Eu estou louca de vontade de fazer amor com você, mais agora não posso, você sabe... -Falo com a testa colada com a dela e ela suspira derrotada 

_Tudo bem, mais quando você chegar Lauren, você será toda minha, nada de telefonemas com a Vero, nada de relatórios pra assinar, nada disso entendeu -Fala séria e eu sorri com o jeito mandona dela. Vero é minha melhor amiga desde sempre, trabalhava comigo e era meu braço direito 

_Tabom amor, você que manda -Falo dando um selinho nela 

_Agora você pode tirar a mão do meu membro amor... -Falo brincalhona e ela sorri, antes de tirar a mão ela o aperta forte e eu fecho meus olhos mordendo os lábios, ela sorri sapeca com o que me causou e eu suspiro 

_Quando eu chegar em casa você vai se arrepender por isso -Falo ameaçadora e ela sorri de lado 

_Mal posso esperar -Fala e me da um selinho, sorrio largo para ela e me levando, ajeito minha roupa e meu cabelo e volto a ir até minha esposa 

_Até mais tarde querida - Falo dando um selinho nela 

_Até amor, juízo -Fala me apontando o dedo e eu sorrio largo 

_Sim senhora -Falo batendo continência a fazendo rir. 

Saio do meu quarto e antes de sair de casa vou até o quarto da minha filha, dou um beijo na testa dela e logo depois saio de casa pegando meu carro. 

...............

Quando chego na festa, entrego a chave do meu carro para o rapaz estaciona-lo e vou até a entrada, digo meu nome para o segurança e o mesmo libera a minha entrada. 

Ando até o enorme salão comprimentando os meus conhecidos e desconhecidos também

_Olha quem foi liberada hoje -Fala uma voz já conhecida por mim, reviro os olhos olhando para o encosto ao meu lado

_Não começa Verônica -Falo entediada 

_Aí que nervosinha, o que foi, a chefe enxeu o saco para te deixar sair é? - Fala gargalhando 

_Por que você insiste em chamar a Demi assim em? -Falo séria, eu nunca gostei da forma que a Vero se referia a minha mulher, da mesma forma que não gostava quando a Demi insultava a Vero 

_Ahh você sabe que nós não nos gostamos né, na verdade, quem gosta mesmo sua mulher em? - Pergunta irônica e eu bufu revirando os olhos

_Tabom tabom, parei ok -Fala levantando os braços em rendição e sorrindo inocente 

_Ótimo - Falo olhando em redor 

_Nossa essa festa está lotada, olha quanta mulher, eu estou no paraíso -Fala olhando ao redor também, dou risada 

_Você não tem jeito em Vero -Falo ainda rindo e ela ri para mim 

_Vai me dizer que só porque você é casada e tem uma filha que ficou cega -Fala irônica me olhando 

_Não, não fiquei cega, mais respeito a mulher que estou casada 

_Falou a mulher que no colégio enfeitava a cabeça das garotas -Falou rindo e eu acabei rindo da besteira que ela falou 

_Mais eu era mais nova, não tinha cabeça

_Isso sem dúvidas, não sei o que seria da sua vida sem mim pra te por no bom caminho -Fala se gabando e eu dou uma gargalhada sendo acompanhada por ela 

_Ahh sem dúvidas Vero -Rimos juntas, pelo menos a festa não seria tão chata tendo minha melhor amiga comigo para me fazer rir!!


Notas Finais


Bom... É isso kk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...