História A gota d'água-Shawmila - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Cameron Dallas, Camila Cabello, Fifth Harmony, Shawn Mendes
Personagens Cameron Dallas, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Shawn Mendes
Tags Adolescente, Amor, Cameron Dallas, Camila Cabello, Colegial, Dinah Jane, Drama, Festa, Ficção Adolescente, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Romance, Shamila, Shawmila, Shawn Mendes, Shoujo
Visualizações 161
Palavras 2.128
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gentee, eu sei que demorou, mil desculpas por isso, mas eu me ocupei muito nos últimos dias. Bem, apareci, quem tá vivo sempre aparece kkk. Não sei o que dizer sobre esse capítulo, me digam vocês...e escutem a música da Camila "I Only Told The Moon" enquanto leem.
Aproveitem.
Xuxus ♥️

Capítulo 10 - I Only Told The Moon


Fanfic / Fanfiction A gota d'água-Shawmila - Capítulo 10 - I Only Told The Moon

Shawn on

Depois do acontecimento com a Camila, as coisas mudaram, mudaram completamente. Eu resolvi mudar. Apenas cansei de tentar algo, uma coisa que sentia -ainda sinto, mas me nego em acreditar, pois sinto raiva- que queria que fosse real entre nós dois, mas aparentemente, ela não.

De lá pra cá, conheci melhor a Lauren, estamos namorando agora, ela me faz feliz, mas acho que falta algo. Algo que eu sentia quando estava com a Camila, algo que fazia meu coração bater mais rápido quando a via, ou quando eu só escutava a sua voz e uma alegria me envolvia, mas isso acabou, e eu estou com Lauren agora. Ela me faz feliz. Lauren diz que me ama, mas não tenho tanta certeza disso, tudo aconteceu tão de repente...

- Mas, amor, temos que rever isso -Eu e Lauren estamos vendo o que é melhor a se fazer em um trabalho da escola. Andamos um pouco com esse trabalho, mas não estamos nem um pouco perto de acabar.

- Eu acho que está bom, amor. Ficou legal isso que você fez -Sorrio, dando de ombros e ela se aproxima mais de mim, me dando um selinho demorado, que logo é transformado em um beijo calmo, porém intenso.

Ela beija muito bem. Acho que nunca tinha beijado alguém assim antes, talvez sim, com minha ex namorada, mas já faz um tempo e parece que me esqueci de como é ser beijado assim. Durante o beijo, fiquei pensando em nós dois, em como as coisas aconteceram de repente e foram rápidas demais. Talvez ela só me quisesse por interesse? Afastei esse pensamento, mas isso me levou a outro lugar: Camila. Só me imaginei beijando "a" Camila, imaginei "a" Camila ali. Me afastei de Lauren com esse pensamento.

- O que foi, amor? -Ela coloca suas mãos espalmadas em meu peito, fazendo com que ela possa escutar as batidas do meu coração, que estão aceleradas, não por causa do beijo, mas por causa dos meus pensamentos- O seu coração está batendo rápido, o beijo foi bom assim, ou está sentindo outra coisa? -percebo seu olhar de malícia e ela olha para minha calça. Rio um pouco nervoso.

- Você beija muito bem, e faz eu querer cada vez mais. É isso. -Dou mais um beijo nela, um pouco mais calmo e lento.

- Te amo -Sorri e me dá um selinho.

- Também -Sorrio de leve. É sempre isso que eu respondo: "Também". E eu nunca falo "eu te amo".

Os momentos com a Lauren são bons, são legais, me fazem feliz, realmente fazem, se eu disser que não, estarei mentindo. Mas

-sempre tem um mas- eu não sei se esse sentimento realmente existe, tanto da minha parte quanto da dela. Quero ter certeza antes de fazer qualquer coisa, não quero me precipitar, mas também não quero ficar muito tempo em uma coisa que talvez seja uma farsa, vindo da minha parte e da parte dela também. Mas eu resolvi aproveitar esses momentos.

- Vamos sair hoje? -Ela pergunta com entusiasmo-

- Não, não. Eu quero fazer outra coisa ao invés de sair -sorrio e vejo o seu olhar malicioso, rio com isso- ficar agarradinho, assistindo Netflix, comendo e quem sabe no final, podemos fazer isso que você quer -beijo a ponta do seu nariz.

- Amei essa ideia -E ela me beija mais uma vez, dessa vez foi diferente, não sei explicar. Parece que tinha algo a mais.

- Amo você, Shawn -Sorrio e ela também, o sorriso dela é tão lindo, igual ao de Camila. E cá estou eu. Pensando na Camila enquanto estou com a minha namorada, preciso esquecer essa garota. Preciso pensar mais em Lauren.

- Eu também -Sorrio e lhe dou um selinho mais demorado do que o normal. O que arranca uma risada nela.

- Pra que isso? -Se é pra eu ter certeza, vou fazer um teste.

- Pra eu demonstrar o meu amor, como eu não quero me desgrudar mais de você -E com essa frase, recebo um sorriso de orelha a orelha, seguido de um abraço e um beijo na bochecha. O que isso quer dizer? Ela me ama mesmo?.

- Ah, Shawn. Eu te amo muito -Sorrio.

- Eu também.

Nós fomos fazer o que eu propusera, ficar agarradinhos na cama, com o ar condicionado gelando até o máximo, um cobertor felpudo, conchinha, algumas coisas que nos engordam, Netflix e vários beijos e mais tarde, fizemos uma coisa que parece ter nos unido mais, uma coisa que fazemos com certa frequência -sexo, muito sexo-. Isso foi muito, muito bom.

Mas enquanto Lauren dormia, eu não conseguia tirar aqueles pensamentos, exatamente aqueles que me levavam até ela: Camila. Eu sinto raiva, ódio e rancor, mas ao mesmo tempo que sinto isso, sinto tristeza, mágoa e saudades. É tudo junto, isso me deixa confuso, eu quero a Lauren, mas ao mesmo tempo que quero ela, quero a Camila. Fiquei comparando as duas, Lauren me faz muito feliz, Camila me fazia muito feliz, as duas têm as suas qualidades que eu amo, cada uma tem sua beleza, tanto externa quanto interna. Mas eu não conseguia tirar um único pensamento da minha cabeça: Lauren ou Camila...

Camila on

Os dias vêm sido difíceis sozinha, não me sinto bem com nada, não sinto vontade de fazer nada e me sinto muita triste. Dinah, minha melhor amiga, me abandonou e eu afastei o garoto, o único garoto, que se sentiu atraído por mim e eu por ele.

Os dias passam se arrastando, como se tivessem um peso muito grande sobre as costas e não conseguissem andar direito por causa disso, é assim que meus dias vêm sendo desde então. Eu sempre me encontro sentada no telhado, de madrugada, apenas eu e a lua, conversando. Isso parece estranho, mas ela é a minha melhor confidente, sempre está lá para me ouvir e não me deixa sozinha. Em uma dessas minhas idas ao telhado, levei o meu caderno, o meu velho caderno onde escrevo coisas e músicas. Fiquei lá, conversando com a lua, sobre eu e Shawn, ao mesmo tempo que escrevia em meu caderno. Escrevi como me sinto, fico me perguntando como seria roubar um beijo dele, sentir seu lábios nos meus, só fiquei pensando nele, e Meu Deus, eu me apaixonei. Eu só disse à lua esta noite no telhado, eu disse a ela que estou com medo, que todos os meu pensamentos se parecem com ele. E pedi pra ela me dizer se ele também contava a ela. Eu só disse a lua e escrevi no meu caderno.

Esses dias, lendo isso que escrevi, percebi que é uma música, uma música boa, porém triste, e que podia ter uma melodia bacana. Desse dia pra cá, resolve distrair a minha mente, afastar os meus pensamentos de Shawn por um momento e focar nisso. Nessa música.

Atualmente, escola

Eu me encontro sentada na grama- em um canto afastado de todos, na hora do intervalo- sentada com o meu violão e o meu caderno, aberto exatamente na folha da música. Tentando encontrar alguma melodia que fique legal, mas nada. Meus pensamentos me levam a outras coisas, que me tiram o foco, e eu não consigo pensar em nada, em alguma melodia, ritmo. Exatamente nada. Resolvi fazer uma pausa, respirar um pouco e ir tomar uma água. Quando cheguei no bebedouro, me deparei com Dinah, fiquei um pouco chocada ao perceber que ela estava normal, sem aquelas roupas de couro e tirou o piercing do nariz. Estava preparada para sair, mas ela me chama.

- Camila! Eu quero falar com você, por favor

- Tudo bem, pode falar -tento não soar empolgada, mas a minha voz denuncia isso.

- Me desculpa, por favor. Sei que fui uma Idiota e te abandonei em um momento que você precisava -ela fala, enquanto se aproxima de mim. Fiquei pensando o motivo de ela mudar de ideia. Parecia tão certa sobe se manter afastada.

- Tá tudo bem, Dinah -Sorrio, sem mostrar os dentes, ainda tentando não demonstrar que estou feliz. Quero mais explicações.

- Sério, Camila. Me desculpa, eu foquei meus pensamentos só nele, a propósito, ele é um ridículo, horrível. Me largou. Me desculpa mssmo, Cami. Volta pra mim? -Sorrio e corro para abraça-la. Era isso que eu estava precisando, um abraço amigo.

- Claro que eu desculpo, Di -aperto mais o abraço- eu precisava tanto disso, precisava tanto de você...

- Eu sei pequena, eu sei -sinto sua mão começar a acariciar meu cabelo, sorrio por causa disso- Me desculpa mesmo, mas agora eu estou aqui, vamos conversar e chega de tristeza

- Tudo bem -Sorrio, saindo do abraço- senti tanto a sua falta, Dinah

- Eu também senti, muita falta. Mas agora nós estamos juntas novamente e temos que aproveitar isso -sorrio e ela também.

- Exatamente, esse é o espírito! Aliás, eu estou precisando de uma ajudinha com uma música, você poderia me ajudar?

- Camilinha Cabello escrevendo música e pedindo para eu ajudar? O que aconteceu com você nesses dois meses? -Rio um pouco.

- Muita coisa, Dinah, muita coisa...-suspiro- mas sim, Camilinha Cabello escrevendo música e pedindo sua ajuda -rio- A letra já está toda pronta, só falta a melodia, não consegui achar uma que ficasse legal... Então preciso da ajuda de Dinah Jane -Rio.

- Claro que eu te ajudo. Essa música...é baseada em que? -Me encolho um pouco e suspiro.

- É sobre o que eu estou sentindo, sobre os dois últimos meses, essas coisas...

- Ah, Cami...

- Tá tudo bem, Dinah -dou um mínimo sorriso- Mas enfim, se essa música ficar boa, eu quero gravar um vídeo e mandar para uma gravadora. Algumas pessoas me disseram que eu tenho talento e deveria tentar isso

- Sério?! -Afirmo com a cabeça, vendo o seu entusiasmo- Meu Deus, Cami. Você vai ser famosa -rio.

- Eu não vou ser famosa, Dinah. Não sei se eles vão gostar

- Mas é claro que vão. Você é realmente muito talentosa, Cami. Vem, quero te ajudar, vamos trabalhar nisso agora mesmo.

E assim fizemos, fomos trabalhar nessa música, ficamos o intervalo todo tentando encontrar uma melodia que encaixasse e ficasse legal. Demorou um pouco, mas finalmente encontramos. A música tem uma pegada triste, mais sentimental e profunda. Eu realmente passei tudo o que estava sentindo e sinto, é a música mais real possível no momento. Todas as que escrevi ou escrevo são, mas essa eu me entreguei de coração. A cada coisa que acontece na minha vida, cada fase que passo, cada sentimento que sinto, eu escrevo uma música, assim eu posso lembrar daquele momento e vivencia-lo novamente a qualquer hora, a qualquer momento.

Shawn on

Depois da escola, fui pra casa, estava muito cansado, pois hoje começaram os treinos de futebol. Lauren não venho comigo, ela iria sair para fazer alguma coisa, ou seja, dia livre para descansar.

Tiro minha calça e minha camisa, ficando só de cueca, o bom de morar sozinho é isso, posso ficar pelado quando eu quiser e na hora que eu quiser. Me jogo no sofá e ligo a TV, só para fazer barulho mesmo, não sou muito de assistir televisão, só para ver Netflix. Mas eu só fiquei mexendo no meu celular, meu maior e mais vicioso vício.

Eu estava olhando o YouTube, quando me deparo com um vídeo da Camila. Camila?! Um vídeo da Camila cantando, com mais de centenas de visualizações, likes e comentários. Aperto o play e começo a escutar e assistir, presto atenção na letra daquela música, me identificando com tudo o que ela canta. Presto atenção na sua doce voz, que ecoa por meus ouvidos, irradiando o meu coração. Me sentindo cada vez mais tocado, e a parte que mais mexeu comigo foi:

"So, how are you? How you've been?

Lately I wonder how it feels to taste your lips

Nothing much, just fine I'm doing well

And you can read between the lines but God, I fell

I only told the moon, tonight up on the roof

I told her that I'm scared

That all my thoughts they look like you"

Isso realmente me tocou, saber como ela se sente depois do que aconteceu, me fez sentir culpado, afinal, eu tinha provocado aquilo.

"Aah, and I'll wait for the moon to lean in close and say

That he only told the moon, tonight up on the roof

He told me that he's scared

That all his thoughts they look like you"

 Vou até o banheiro e lavo o meu rosto, fico me olhando no espelho, pensando naquela letra, foi tudo pra mim. E é ssim mesmo que eu me sinto, me sinto assustado, com certo medo, mas a raiva já não existe mais. E todos os meus pensamentos levam a ela, todos mesmo. Até quando estou com Lauren, afinal de contas, quem eu amei e amo...é Camila.


Notas Finais


Quero ver os comentários.
Até o próximo capítulo ♥️ (vou tentar não demorar)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...