História A Grande Profecia - Parte 2 - The Secrets - Capítulo 180


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Crônicas dos Kane, H2O, Meninas Sereias, Magnus Chase e os Deuses de Asgard, Once Upon a Time, Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos, Winx Club
Personagens Afrodite, Amós Kane, Annabeth Chase, Apollo, Bloom, Capitão Killian "Gancho" Jones, Carter Kane, Cleo Sertori, Darcy, Emma Gilbert, Eros (Cupid), Hades, Henry Mills, Icy, Jason Grace, Nico di Angelo, Percy Jackson, Personagens Originais, Peter Pan, Piper Mclean, Quíron, Regina Mills (Rainha Malvada), Rikki Chadwick, Sadie Kane, Silena Beauregard, Stormy, Thalia Grace, Valtor, Wendy Darling, Zeus
Tags Anúbis, Aventura, Bruno Norgaard, Chase, Colegial, Comedia, Demigod, Drama, Dramédia, Férias, Kane, Luta, Macri Mattos, Magia, Margaard, Mistério, Neinths, Novela, Percy Jackson, Romance, Segredos, Semideuses, Wes, Wesbela
Visualizações 23
Palavras 4.114
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Fantasia, Ficção Adolescente, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey!
Juro que estou tentando postar os capítulos, mas a internet não está ajudando. E só consegui postar Stralend (minha outra história) pelo celular, sendo que foi uma merda para editar tudinho.
Espero que até semana que vem a internet funcione, para eu poder terminar com essa história.

E tenho mais uma coisa a falar, por conta do que anda acontecendo em Hollywood, Bruno Norgaard será representado apenas pelo ator Gregg Sulkin e Adam Brody. Mudarei a capa da história e muitas coisas por estar usando a imagem do ator Ed Westwick. Vai dá trabalho, mas espero que a polícia resolva logo esses casos e que a verdade venha a tona e a justiça seja feita.

Mais uma coisa²
Wes para abrilhantar. Mudei também o ator, agora é o Sean O'Donnell

Mais uma coisa³
AGP Parte 1 já tem mais de 11 mil visualizações! AAAAAAAAAAAAAAH! Amo todos vocês! To pulando aqui em casa e quase perdi a calça skjsksj deixa quieto kkkskjs

#RumoA12Mil #RumoA5Mil #FinalAGP

Capítulo 180 - Consequências


Fanfic / Fanfiction A Grande Profecia - Parte 2 - The Secrets - Capítulo 180 - Consequências

Os passarinhos cantavam alegremente ao voar pelo céu que estava começando a ganhar um tom mais claro, graças ao nascer do Sol. A árvore de Bven estava verdinha e rica em folhas, dando para os dorminhocos uma certa proteção.

Brandon foi o primeiro a acordar e se lembrar de tudo que eles pediram. Passou a mão sobre o ombro de Moani enquanto Wesllen se espreguiçava ao lado de Isabela que tinha uma folha sobre o cabelo castanho. O filho de Zeus estava surpreso, porque desde novembro Novak estava com a cor platinada nos fios.

Bruno se virou e chamou Macri que resmungou algo inentendível. Passou o braço envolta do Norgaard o abraçando ainda com os olhos fechados. Moani se levantou arrumando os fios embaraçados escuros sobre os ombros enquanto Isabela dava um selinho em Wesllen. Brandon se levantou e fitou eles querendo saber se todos se lembravam de tudo que tinha acontecido.

― Sim, eu me lembro perfeitamente de tudo, Brand. ― Moani contou e se levantou.

Logo em seguida Wes e Bela também, só Bruno e Macri que continuavam agarrados na grama.

― Temos que voltar à Terra e ver o que modificamos. ― Wesllen soou um pouco firme ao mirar em Margaard que estavam se beijando.

― Bruno! Macri! ― Isabela chamou e eles se separaram com os olhos arregalados. ― Depois vocês namoram, nós temos que voltar.

― E como sempre, vocês empatam a gente. ― Macri resmungou ao se levantar logo seguida por Bruno.

Moani e Brandon reviraram os olhos. Wesllen segurou a risada e Isabela lançou um olhar firme na Mattos.

― Depois vocês terão todo o tempo do mundo para namorar. ― Novak disse e se recordou do anel que Bruno comprou que estava em seu Duat.

Mas deixou esse pensamento de lado, porque eles tinham que ver primeiro a consequência dos pedidos. Brandon pegou sua varinha e abriu um portal para a Terra. Todos passaram e se viram no Vigésimo Primeiro Nomo.

Tudo estava normal em relação a decoração. O mesmo sofá de madeira e com almofadas claras à frente da televisão gigante, o lustre brilhoso lá no alto que Macri colocou com a ajuda de Wesllen e Bruno quando eram mais novos, as poltronas superconfortáveis, a mesinha de centro à frente do sofá e as paredes de tons claros.

― Fico aliviados em vê-los bem, mas não tinham que estar aqui. ― Aquela voz um pouco autoritária soou.

Os guardiões se viraram e miraram em Hórus que descia a escada ao lado de Anúbis. Todos os dois pareciam estar realmente aliviados, mas como o egípcio falou, tinha algo errado.

― Por que não deveríamos estar aqui? ― Macri perguntou um pouco confusa.

― Todos sabem que os guardiões de Bven só podem vir uma vez ao mês para verificar o acordo. ― Anúbis contou ao se aproximar deles, mas não resistiu e deu um abraço em Macri. ― Entretanto, isso não quer dizer que não possamos ir a Bven treinar vocês.

A filha de Alfadur abriu um sorriso sincero e abraçou de volta o chacal. Hórus deu um abraço em Wesllen enquanto o restante estava ainda digerindo o que Anúbis tinha falado.

― Então, é liberado de vocês irem a Bven? ― Isabela perguntou.

― Vocês liberaram. ― Hórus explicou estranhando um pouco. ― Bven é um mundo paralelo onde a magia é liberada em todos os lugares.

― Só os seres mágicos podem ter acesso e assim Bven é um mundo livre para todos serem como quiserem ser. ― Anúbis continuou. ― A Terra lá é mágica, não existe mortais e nem névoa para esconder.

Os guardiões processavam as informações e os egípcios continuavam fitando eles estranhando tudo.

― E continuamos a ser magos? ― Brandon questionou.

― Claro ― Anúbis respondeu e mirou em Macri ―, Macri sempre foi minha seguidora assim como Wesllen é de Hórus, você é de Tot, Bruno é de Rá, Moani é de Néftis e Isabela é de Apofis.

Eles se entreolharam e perceberam que o pedido tinha sido realizado.

― E não tem problema em eu ser seguidora de Apofis e estar aqui? ― Novak perguntou relembrando muito bem de como Anúbis sempre tenta expulsar ela e seus meios irmãos do Nomo.

― Claro que não. ― Hórus respondeu. ― Estamos em paz, graças ao acordo.

― E a polícia está atrás da gente? ― Macri perguntou utilizando o charme e os dois negaram.

― Ninjas? ― Wes questionou.

― Chegamos a morrer algum momento? ― Bruno disparou.

Hórus e Anúbis negaram.

― Ninguém morreu, não sei nada de ninjas e nem de polícia. ― Anúbis respondeu. ― Vocês fizeram algo?

― Nadinha, estamos em paz. ― Macri replicou aliviada e abriu um sorriso simples no rosto.

 

O tempo passou rápido e todos almoçaram juntos no Nomo. Os guardiões perceberam que as brigas entre nórdicos e egípcios tinham sido terminadas. Sadie, Carter e Davi estavam no almoço junto com Sofia, Charlie, Sam Dowich e os outros iniciados. Todos sabiam quem os seis eram e não haviam mais inimizades.

Depois eles foram até o Primeiro Nomo. Tudo normal, sem brigas e sem nada. Rá estava até diferente e não sentia nada ruim pelo Norgaard como era antes. Era estranho como o pedido tinha modificado tudo e só os seis lembravam.

Acabaram se separando. Macri foi atrás dos irmãos junto com Wesllen e Brandon, Bruno foi conversar com Selk, Isabela foi até o castelo de Apofis e Moani voltou a Riverdale.

Macri andava pelos corredores do Primeiro Nomo até achar quem ela queria. O seu irmão mais velho junto com Melody, Luna, Elisa, Damien, Melanie e Maya conversando num corredor.

― Está tudo bem? ― Ela soava receosa e eles abriram um sorriso no rosto.

― Macri! ― Maya a abraçou bem firme e em seguida os outros também.

― Estava com saudades da guardiã de Bven. ― Luna completou.

― Nós até íamos fazer uma visitinha hoje. ― Melanie contou.

― Podem ir a qualquer hora. ― Macri respondeu já tendo noção de tudo.

O sobrenome Sousa voltou a ser usado pelos Mattos, então agora Macri se chama Macri Mattos de Sousa. Igual que aconteceu com os Norgaard e os Francesco. Melody agora é Melody Norgaard Crawford e Brandon é Brandon Francesco Mattos.

Rodrigo voltou a ser seguidor de Tot, Melody voltou a ser seguidora de Néftis igual a Elisa, Maya virou seguidora de Anúbis e não faz ideia que tenha ficado tantos anos desaparecida igual Melanie que é seguidora de Amón, Damien continua sendo seguidor de Sekhmet e Luna de Hator.

― Chutz! ― Rodrigo chamou Daniel que estava com uma cara diferente.

Estava mais feliz. Macri nunca tinha notado o sorriso largo do filho de Tânatos.

― Eu to atrasado, mas fale rápido. ― Soou apressado ao ficar ao lado da filha de Alfadur.

― Para que essa pressa toda? ― Melody questionou.

― Minha mãe ta me esperando para

― Sua mãe? ― Macri o interrompeu surpresa.

Ela sempre soube que Daniel Chutz era seguidor de Anúbis e que a mãe dele morreu quando ele era criança.

― Sim, ela está me esperando para contar sobre uma produção nova que está planejando fazer.

― Uma série? ― Elisa perguntou empolgada e ele assentiu.

― Dona Clara não brinca em serviço, depois nos falamos. Tchau! ― Daniel disse e sumiu através de um portal enquanto Macri ainda digeria tudo.

― A mãe dele é viva? ― Ela soou pensativa e todos assentiram estranhando seu modo.

― Se esqueceu que o ex da nossa tia tentou matar a mãe dele? ― Rodrigo soou desconfiado e Macri tentava lembrar de que tia ele estava falando e que ex era.

― George, o ex da tia Val. ― Melanie contou e tudo se clareou na mente da guardiã.

George era o seguidor de Apofis que se passava de Hórus e namorou Valéria. Mas ele era falso e traiu ela tentando a levar para o lado de Apofis. E nisso a tia Val conheceu Anúbis graças a mãe de Daniel, Clara Chutz. Daí nasceu Fabian e depois Wesllen.

― Esqueci, mas que bom que a mãe dele está bem. ― Macri comentou.

 

Em Bervely Hills estava Wesllen na Magic Boarding School sentado a cama de Henrique. Fitava o irmão mais novo e Fabian.

― Então, vocês estão gostando de estudar aqui? ― Ele perguntava receoso.

― Sinto falta da Nina e dos Sibunas, mas estou me acostumando. ― Fabian contou. ― E qualquer coisa é só abrir um portal e encontro eles.

― Fabian vai fazer a faculdade aqui, né? ― Henrique questionou e o amis velho assentiu.

― Melody, Rodrigo e Daniel estão arrumando tudo para a escola ser também uma faculdade mágica. ― Comentou um pouco empolgado. ― E você, Wes?

― Eu o que? ― Wesllen replicou.

― Vai fazer a faculdade aqui ou vai começar mesmo na Dorit?

― Acho que irei para a Dorit. Lá tem horários mais tranquilos e eu tenho que me dividir para ir a Bven.

― Verdade. ― Henrique disse. ― Você pensa em algum dia deixar nosso mundo e ficar fixo em Bven?

― Ele tem todo o tempo do mundo, Rique. ― Fabian argumentou. ― Imortalidade são para poucos.

― Falou o filho de Anúbis. ― Wes retrucou.

― Não sou imortal, sou um semideus egípcio. ― Fabian contou.

― E eu achava que era só um semideus grego. ― Wes soou baixinho pensativo.

― De qualquer forma somos nórdicos graças ao nosso avô. ― Henrique comentou.

― E Wes é vampiro. ― Fabian disse trocando um olhar divertido para o filho de Guilherme.

― Eu queria ter uma super velocidade, me transforma em vampiro? ― Henrique pediu e Wes soltou uma risada baixa.

― Não queira ser um. E por falar nisso, to com fome. ― Ele se levantou da cama. ― Tchau para vocês.

Wesllen se teletransportou para Cabo Frio, na praia. Estava com fome, mas antes tinha que ver com seus próprios olhos se todos estavam de bem com ele. Principalmente Luciano e Melissa.

― Wes! ― Gaby correu até ele lhe deu um abraço.

Em seguida Carol, PH, Lucas, Arthur, Igor, Melissa, Luciano, Miranda e Dafne se aproximaram. Todos de roupa de praia e sorridentes.

― Então, guardião de Bven, resolveu matar a saudade dos amigos? ― Luciano comentou.

― E a Macri? ― Pedro perguntou.

― Está com os irmãos e eu to surpreso com a reação de todos. ― Wes respondeu um pouco pensativo.

― Vocês trouxeram a paz. ― Melissa falou. ― E ainda juntaram novamente as academias. Uenmelykt voltou a ação e está tudo tão maravilhoso!

― Tenho que concordar com a Wang. ― Miranda comentou. ― Nunca nos meus mais de dois mil anos fui respeitada por ser filha de Apofis e Gaia. Tipo acabou aquela coisa das pessoas falarem para nunca confiar em mim ou nos meus irmãos.

― Eu também percebi isso. ― Dafne disse um pouco empolgada. ― Nos acampamentos não tem mais aquela troca de olhares estranhos por ser grego ou romano. Ou nórdico, egípcio e nem nada mais. Nem por eu ser a princesa de Atlantis tem isso e agora todos sabem. Estou tão aliviada!

― Magix também está calmo. ― Gaby contou. ― Fiquei sabendo que a crise de Ashtown e Neinths acabou.

― Crise? ― Wes a interrompeu.

― É. ― Ela começou a contar sem jeito. ― Por conta do vídeo da Macri e do Brandon se beijando, os reinos entraram numa crise pesada. Mas tudo foi resolvido e eles não estão sendo odiados mais.

― Minhas irmãs ajudaram um pouquinho, mas estamos de bem com todo mundo agora. ― Carol disse abraçada a Pedro.

― Vocês trouxeram de alguma forma a paz para todos. ― Igor completou.

― Fico aliviado em saber disso. ― Wes suspirou e avistou Isabela na calçada acenando para ele.

― Novak chamando. ― Arthur apontou e assim o filho de Zeus se despediu deles.

― Nando, você não vai acreditar no que vai acontecer de noite! ― Isabela falava empolgada.

― O que? E espera um pouco, como está tudo? ― Soou com um tom preocupado.

― Bem. ― Respondeu ao dá a mão a ele. ― Meus irmãos estão de bem com todos.

“Chad esqueceu da Macri e está focado em Marlon e na nova namorada que é bruxa. Andrew está cuidando de Mia, a filha dele que o mesmo nunca falou sobre isso, mas ela tem mais de mil anos. Miranda está mais do que feliz com Thomas Jones e agora está focada em cuidar da filha Yumi, além de ainda bancar a jovem aqui em Cabo Frio.”

“Marina está viajando com Khamis que está focada em cuidar da filha Pandora, que eu também nem sabia que existia. É dela e do Louis Cavion, odeio ele. Mas pude ver que eles se amam e a ruivinha está bem feliz com os pais. Minha avó me explicou esse lance de Coven, mas agora está tudo bem.”

“Eu sou do Coven igual a Moani, a mãe do Bruno, o irmão dele, James, os amigos de Maya. Tudo está na paz, Nando. Angelina Pan está viva, mas ela não quer mais fazer merda e o Pan está na cola dela. Resumindo, ta tudo bem. Bem de uma forma que eu nunca fosse imaginar que ia ficar.”

― Aqui também está tudo bem. ― Wes comentou notando o sorriso de orelha a orelha de Isabela.

― Então ― ela se aproximou mais dele ―, sabe o que vai acontecer hoje à noite?

― Não, mas posso imaginar. ― Ele respondeu e roubou um selinho dela.

― Não é isso, seu bobo. ― Isabela soou baixinho no ouvido dele e cochichou o que era deixando Wesllen com os olhos arregalados.

 

Moani estava de mãos dadas a Brandon em Helheim. Hel estava sentada num sofá ao lado de Beatrice e Oliver.

― Vocês têm certeza disso? ― Hel soava num tom calmo.

― Vó, eu amo sua filha desde sempre. ― Brandon afirmou olhando de soslaio Moani. ― Acho que está na hora de avançarmos um pouco.

― Isso é tão bizarro, mas eu não consigo não shippar vocês. ― Beatrice comentou sorridente.

― Só quero ser o padrinho. ― Oliver pediu.

― Eu não tenho dúvidas de que Brandon é o cara para mim. ― Moani afirmou e roubou um selinho dele.

― Bom, então não me resta a não ser aceitar a união de ambos. ― Hel se pronunciou.

O sorriso de Moani e Brandon cresceu. Depois se despediram deles e foram até Ashtown. Comunicaram a todos e perceberam que tudo estava maravilhosamente bem. Stella estava com Arthur, o primo do Dowich. E isso tirou um peso enorme nas costas de Brandon. Sem falar que a paixonite que ele sempre sentiu por Macri acabou assim que a verdade veio à tona.

Moani levou ele até Riverdale e lá nada tinha sido mudado. Todos a conheciam como Verônica e assim ficou. Ela tinha que terminar tudo com Archie, o ruivo do time de futebol metido a cantor. E foi isso que ela fez, explicou algumas coisas e assim voltaram a ser velhos amigos. Brandon conheceu mais os amigos de Moani.

 

Bruno estava à frente da mãe em Niflheim. Só os dois no quarto dela. Ele não conseguia levar na boa essa relação e queria entender mais.

― O que foi, meu amor? ― Brenda soou preocupada.

― Você é bruxa? ― Ele foi direto no assunto e a morena assentiu. ― Por que nunca me contou? Ou contou sobre James?

― Mas meu amor, seu irmão é parecido com você. Ele tem três pais. Loki e Richard Benson. Richard também é bruxo e estamos vivendo assim.

Bruno assentiu e eles saíram do quarto. Acabaram encontrando Sofia ninando Liv num sofá ao lado de Reagan que estava com Ronnie no colo, Samantha que estava com Kaira nos braços e Frankie James Benson, o bruxo irmão de Bruno.

― Tio Buno! ― Kaira exclamou e saiu do colo da mãe para abraçar o Norgaard.

― Então, fiquei sabendo que os sinos vão soar. ― Reagan comentou ao trocar um olhar com Sofia.

― Só acho que Liv precisa de irmãos que sejam Mattos. ― Sofia falou deixando Bruno corado.

― E para quando vai ser o casamento? ― James perguntou.

― Nem pedi, vamos com calma. ― Bruno disse ao pegar Liv no colo.

― Margaard vai rolar. ― Sam comentou e riu baixinho junto com Sofia.

 

Macri tinha acabado de sair do acampamento após ter uma longa conversa com Quíron. E lá estava tudo conforme ao que Dafne contou. Ela se teletransportou para Heatherfield e foi falar com as guardiãs do véu. Estava no restaurante da família de Hay Lin e assim que a chinesa viu, correu a abraçar.

― Mar!

― Hay! ― Macri abraçou de volta, mas depois se desvencilharam.

Se sentaram a uma mesa e começaram a conversa sobre várias coisas.

― O Oráculo quer falar com você. ― Hay contou. ― Acho que é sobre algum pedido.

― Pedido? ― Macri estava com os olhos rosados arregalados.

― Melhor você ir a Kandrakar logo. ― Aconselhou.

Macri se levantou e deu outro abraço nela de despedida. Se teletransportou para Kandrakar e lá estava o Oráculo.

― Estava te esperando. ― Ele soou um pouco firme e Macri ficou à frente dele.

― O senhor sabe? ― Ela disparou e ele assentiu. ― Só fizemos isso por

― Eu sei o motivo, Macri. ― A interrompeu. ― Fizeram o certo dessa vez e cumpriram a missão de trazer a paz. O Coração de Neinths achou seus companheiros de vida e o amor real. Você continua sendo a guardiã da magia tanto de Bven quanto do véu. É assim que tem que ser.

― Fico aliviada em saber que tudo deu certo, Oráculo. E mesmo sendo de Bven, manterei meus treinamentos como guardiã do véu. Levarei mais a sério do que esses anos todos que nem cumpri metade do que me foi proposto.

― Como é imortal, terá que levar esse posto contigo.

― Eu não posso

― Não. ― A interrompeu mais uma vez. ― Você sempre será a guardiã da magia e mesmo tendo outra formação de guardiãs, terá que treiná-las. Mas não poderá falar sobre a imortalidade. Terá que mentir, pelo menos no início.

― Ok. ― Macri soou baixo ainda digerindo tudo.

Dali ela recebeu uma mensagem de Bruno. Leu e respondeu que ia chegar um pouco tarde. Macri ergueu o olhar assim que guardou o celular no Duat e avistou o Tennyson entrando no Senhor Sorvete. Ela conseguiu perceber que Benjamin não usava o relógio e aquilo a deixou aliviada mais uma vez no dia.

Andou até a lanchonete e entrou. Tennyson a olhou junto com a prima, Gwen, mas depois voltaram a conversar como se não a conhecessem e de fato não conheciam. Mattos foi até o caixa e pediu um milk-shake de chocolate, pagou e se sentou a uma mesa de frente para eles.

Porém o óculos escuro que usava impedia dos Tennyson saberem para onde ela olhava. Tomou o milk-shake e teve a certeza de que eles não a conheciam mais. Aquilo era estranho, mas era o melhor para todos. Macri saiu da lanchonete e atendeu a ligação de Johnny. Era outra questão que ela não sabia se ele lembraria dela.

― Test. ― Ela falou ao atender assim que jogou o copo no lixo.

― Macri por que você deixou a agência e ninguém lembra

― Johnny é complicado. Eu vou passar na sua casa para conversarmos, beijos. ― Desligou e se teletransportou.

Test abriu a porta e ela entrou na casa dele. Se sentou ao sofá e avistou Scalline toda suja de papinha sentada numa cadeirinha. Ela limpou a filha e explicou tudo ao Jhonny.

― Isso é loucura, mas você está bem com isso tudo? ― Ele soou preocupado.

― To, Test. ― Respondeu pegando Scalline no colo. ― Estamos em paz e não preciso mais mentir. Nossas prisões não aconteceram e meu pedido deu certo.

Ele franziu o rosto e tinha um ponto de interrogação estampado.

― Eu fiz um pedido que ninguém sabe, mas era para você se lembrar de tudo. ― Explicou. ― Você é o meu melhor amigo, sempre contei tudo e vou continuar assim. Além do mais, você sempre foi o pai de Scalline.

― Sempre estaremos juntos, Mattos. ― Ele soou baixinho ao se aproximar dela e da filha que o olhava sorridente.

― Assim espero, Test. ― Macri depositou um beijo na bochecha dele e sorriu em seguida. ― E preciso de um favor.

― O que? ― Perguntou ao pegar a filha no colo.

― Não sou mais espiã, nem Wesllen e Isabela são. Não lembre ninguém disso e mais um favor. ― Ele assentiu e ela continuou. ― Cuida de Scalline hoje?

― Não posso, tenho prova amanhã e

― Amanhã de manhã bem cedinho buscarei ela. ― O interrompeu.

― Ok, Macri. Só dessa vez. ― Test assentiu e ela lhe deu um abraço.

Após se despedir do Test. Se teletransportou para Beacon Hills e tocou a campainha das Bakers. Pennélope atendeu e correu abraçar a meia irmã. Elas entraram na casa e Macri ficou sabendo que tudo estava tranquilo. Marc e Júlia Adams continuam a ser seus meios irmãos e o amigo de Maya, Matthew Adams é primo deles e bruxo também. Marc e Pennélope continuavam com o namoro e Sarah contou que estava grávida de Ryan, o noivo dela. Tudo estava na paz e continuou assim.

Desse jeito ela foi para Neinths e conversou com os pais. Macri entrou num acordo com Afrodite e seu pai, Marcelo, em governar Neinths em Bven. E eles concordaram para felicidade dela. Que logo foi ver o filho, Marlon, com o pai em Londres.

― Toc, toc. ― Ela bateu na porta e abriu um pouco para ter a visão do quarto de Marlon.

O pequenino estava com três anos e correu até Macri. Chad viu a cena e sorriu ao ver Marlon abraçar as pernas da mãe.

― Meu amor! ― Macri pegou o moreninho no colo e notou um brilho no olhar de Chad. ― Que olhar é esse Chadwick?

― Papai ta namolando. ― Marlon contou e Macri estava surpresa.

― Marlon, eu não estou namorando. ― Chad soou ao tocar no nariz do filho e desviou o olhar para Macri. ― Conheci uma garota, mas ela não sabe que sou mágico.

― Eu jurava que você e Pennélope iam ficar juntos. ― Macri soou um pouco baixo e o White engoliu em seco.

― Ela está feliz com seu irmão e eu tenho o tempo do mundo para conhecer outro amor.

― Quem sabe reencontrar um. ― Macri replicou após dá um beijo no topo da cabecinha de Marlon e passou ele para Chad.

― Prefiro achar. ― Ele retrucou um pouco firme.

― Chad, eu tenho que te contar algo. ― Ela começou a falar ganhando a atenção dos dois White. ― Ainda não contei a ninguém, então fique feliz por ser o primeiro a saber disso.

― Para de enrolar e conte logo! ― A interrompeu.

― Eu vou governar Neinths em Bven.

― Deixará de ser princesa para ser rainha? ― White questionou.

― Só em Bven. ― Macri contou. ― Aqui nesse mundo meus pais serão os governantes.

― Vamos molar em Bven, mamãe? ― Marlon perguntou.

― Não, ainda não. ― Macri respondeu ao pequenino e mirou no filho de Apofis. ― Irei começar a faculdade aqui e aos poucos vou fazer com que Bven seja povoado.

― Os outros sabem desse seu planejamento? ― Chad questionou.

― Não, ainda irei conversar com os outros guardiões. Aqui ainda não é totalmente seguro para todos. A Terra de lá é livre e mágica. Podemos povoar Bven por completo e do jeito que queremos. Sem brigas. Eros e os outros estão pagando pelo o que fizeram, mas não tem ideia do que aconteceu.

― Do que você está falando? ― Ele soou firme.

― Nada, Chadwick. ― Macri se apressou, se despediu dele e de Marlon em seguida.

Ela se viu em frente à porta do apartamento dela e de Bruno. A runa de Laguz entalhada na porta estava lá. Ninguém falava de morte e nem de explosão ali. Macri abriu a porta com a chave e entrou estranhando de estar tudo apagado. Sendo que Norgaard tinha avisado que ia chegar logo em casa.

Mattos acendeu a luz e seus olhos se arregalaram.


Notas Finais


Se der continuo a postar amanhã ou depois.
Até o próximo!
Beijoss*
Macri


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...