1. Spirit Fanfics >
  2. A Guarda-Costas >
  3. Chapter One

História A Guarda-Costas - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oi, gente...

Já faz um tempo que eu estava querendo escrever essa história, criei coragem hoje e aqui estamos.
Eu espero que gostem e que comprem essa ideia.

Vou mudar a sinopse depois, prometo!

Capítulo 1 - Chapter One


Fanfic / Fanfiction A Guarda-Costas - Capítulo 1 - Chapter One

O meu nome é Samantha Lambertini, sou filha da segunda presidente eleita do Brasil. Minha mãe, Manuela Lambertini, ganhou a presidência com 56% dos votos já no primeiro turno. Ela conseguiu passar por cima da onda de fake news que os eleitores do outro candidato fascista e de direita inventavam, do ódio e dos ataques em rede sociais e até ao vivo. Ela tinha assumido a presidência já tinha alguns meses e estava um caos, as pessoas de direita não aceitavam a perda e muito menos em ter uma mulher feminista, bissexual e mãe solo.

 

Eu, uma jovem de quase vinte e seis anos, fotografa, noiva de um cara quase cinco anos mais velho que eu, mãe de dois gatos, pansexual, estava de volta no Brasil após quase sete anos morando fora, no Canadá, para ser mais exata. Eu queria estar perto dela por um tempo, para vê-la comandando esse país desajustado com maestria, porque ela conseguiria.

 

15:37.

 

Quase todos os jornais ainda estavam falando da minha chegada a alguns dias atrás, eu não me importava tanto, agora eu era filha da mulher mais importante do país, então como ela mesmo tinha me dito, eu que lute com a minha timidez.

 

– Samantha? – Ouvi a voz de minha mãe atrás de mim, me virei para encara-la.

 

– Oi, mãe. – Sorri – Você não iria trabalhar até tarde?

 

– Eu ia, mas surgiu um problema e precisei vir para a casa, conversar contigo.

 

– O que houve? – Perguntei, ela estava séria, acompanhada de alguns seguranças – Aconteceu alguma coisa?

 

– Eu sempre conversei contigo dos ataques que eu recebo incansavelmente todos os dias, desde que iniciei a minha vida na política, só que agora, esses ataques não estão direcionados só a mim. – Ela disse com calma, mas eu conseguia sentir que ela estava aflita – Eu estou recebendo ataques com você no meio, coisas pesadas que eu não quero dizer aqui, por isso, eu pensei bastante e acredito que o melhor a fazer por agora e até quando você estiver aqui, é você ter um guarda-costas.

 

Arregalei os olhos um pouco assustada, minha mãe me olhava esperando uma resposta ou qualquer coisa.

 

– Mãe, se você acha que é necessário, eu não vou me opor a isso... – Falei a única coisa que cabia no momento – Eu pensei que esses ataques tinham diminuído, você nunca mais comentou comigo.

 

– Eles tinham cessado um pouco porque viram que eu não dava e não dou a mínima, mas viram que você é meu ponto fraco e agora querem te atingir.

 

– Eu sinto muito... – Suspirei – Você não acha que é melhor eu voltar para o Canadá?

 

– Não, eu te quero aqui comigo e não vou aceitar você indo embora como uma fugitiva. – Ela falou e segurou minhas mãos.

 

Ela sorriu e me puxou para um abraço, o correspondi.

 

– E como vai ser esse guarda-costas? – Perguntei após quebrarmos o abraço – Um cara de quase dois metros de altura, forte, peludo e bravo? – Brinquei.

 

– Sinceramente? Eu não faço a mínima ideia... – Fiz uma careta – Quem está cuidando disso é o Ricardo, lembra dele?

 

– Sim, eu me lembro, mas faz tanto tempo que não o vejo... – Falei, me lembrando um pouco deste rapaz.

 

– Amanhã ele vai vir até aqui na hora do almoço para apresentar seu guarda-costas e a pessoa já irá iniciar o trabalho. – Minha mãe disse.

 

– “O trabalho”... – Fiz aspas com as mãos.

 

Minha mãe deu uma risada, deixou um beijo na minha testa e foi novamente para o trabalho. Ela deixou um dos seus seguranças para me fazer companhia e foi um pouco incomodo.

 

Como seria amanhã, assim que meu guarda-costas iniciasse o seu “trabalho”?


Notas Finais


FAVORITEM E COMENTEM SE GOSTARAM, SÓ ASSIM VOU SABER SE CONTINUO!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...