História A Guardiã. - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Tags Naruto, Romance, Sasusaku
Visualizações 427
Palavras 2.023
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 7 - Chunnin; Part.1


Fanfic / Fanfiction A Guardiã. - Capítulo 7 - Chunnin; Part.1



Nesse duelo a única pessoa que eu conhecia era a Kushina, então significava que a minha torcida estava na Hinata obviamente, mesmo eu não a conhecendo de fato.

Kushina entrou com uma posse totalmente confiante, como se já fosse a ganhadora e os alunos vibraram. Neguei com a cabeça vendo o quão mal gosto todos tinham.

Até que um garota entrou também, ela tinha grandes cabelos negros que chegavam a ficar azulado, sua cor de pele era tão branca que podia se comparar com a neve mas o que mais me chamou a minha atenção foram os seus olhos, arregalei os olhos surpresa.

Eram os mesmos olhos do Hyuuga!

Não era possível, era? 

Aqueles olhos combinavam perfeitamente com sua estática, que por mim, já podia ser considerada uma das garotas mais bonitas daqui.

Olhei na direção onde estava os clãs, parando meu olhar em um específico;  Hyuuga Hiashi. O responsável pelo clã Hyuuga.

Ele estava tão concentrado e olhando para a garota tão atentamente que não me restava dúvidas, Hinata tinha algum parentesco com o senhor Hyuuga.

E isso provava nos seus olhos.

Apenas Hyuugas tinham aqueles olhos.

Mas o que ela seria? Sobrinha?

Um homem entrou no meio da quadra pedindo para as duas concorrentes se aproximarem, assim as mandaram fazer o sinal de reverência. 

— Boa sorte! — Desejou saindo dali apressado.

Espremi o lábio nervosa. Eu queria que Hinata vencesse!

— Ela não tem a menor chance. — Olhei pro lado encarando a expressão fechada que o Uchiha carregava.

Revirei os olhos.

— Ah, é? E como sabe?

— Olhe para ela Haruno. Sua postura declara que essa luta está ganha, pelo lado de Kushina.

Observei Hinata, a mesma se encontrava tremendo das cabeças aos pés. Fechei a expressão.

— Idai? Isso não significa nada. Eu acredito nela! 

— Bom, ela pode ter algum chance. — Sorri. — Se seu pai torcer por ela é claro. — Fechei o sorriso.

— O que quer dizer com isso? 

Olhou na mesma direção onde eu olhava a minutos atrás. Na direção do Hyuuga.

Até que os pontos se ligaram! 

Hinata não era sobrinha de Hiashi! Ela era filha dele!

— A princesinha dos Hyuuga. — Declarou abrindo um sorriso sarcástico. — Porém tenho a quase certeza que ele não faria nada para ajudá-la, Hiashi já aceitou que tem uma filha fracassada e isso o desonra, essa luta apenas servirá para um castigo pra ela. O próprio pai torce contra a filha.

Sem nem mesmo perceber minha mão se encontrava segurando no colarinho de sua camisa e eu estava próxima o suficiente para esmaga-lo no chão. Meu punho fervia para isso. 

— Cale a merda da boca. — Praticamente soletrei aquelas palavras. Meu corpo tremia de raiva. E eu não sabia exatamente o porquê. 

Seus olhos me encaravam sem expressão alguma, ele não estava assustado e muito menos surpreso com a minha reação. 

Abriu um sorriso de escárnio na qual me segurei muito para não bota-lo pra desabrir.

— Então a doce rosada é defensora dos fracos? 

Aquilo me irritou profundamente.

— Porquê está agindo assim? — Perguntei.

Eu pensava que ele era diferente.

— Como assim? Eu estou agindo do meu jeito, nunca mudei. — Um brilho passou raspando em seu olhar. — O que você achava de mim, Sekki?

Franzi o cenho com esse sobrenome porém logo me recuperei lembrando do primeiro dia onde eu falei meu sobrenome falso.

— Sinceramente? — Soltei seu colarinho me afastanto. — Eu pensava que você era um mimado filhinho do papai onde se acha superior a todos.  E sabe o que acabei de descobrir? — Abri um sorriso falso. — Que eu nunca erro nas minhas adivinhações.

Sua expressão antes passiva se encontrava irritada. 

— Que bom que reduziu o certo de mim. — Sorriu sarcástico. — E quer saber o que eu achei de você?

— Não estou muito interessada. — Dei de ombros. O que era uma mentira.

Riu seco.

— Uma fraca igualzinho a que está se preparando pra lutar ali, e sabe o que mais? — Seu sorriso maldoso se abriu. — Uma fingida que tenta enganar todos, mas eu sei muito bem os seus medos, S.e.k.k.i — Soletrou o sobrenome de uma forma calma e assustadora. 

Todo o meu corpo se arrepiou, era como se ele estivesse descoberto toda a verdade sobre mim.  Quando eu ia responder o vi se afastar e se por do lado de Uzumaki.

— AH! — Desviei minha atenção dele rapidamente olhando pra quadra.

Hinata tinha levado um belo de um soco no rosto e se encontrava caída no chão.

Ah, merda.

— Vamos, vamos. — murmurava dando minha total atenção a luta.

Dava pra ver pequenas lágrimas que se formavam nos seus olhos e aquilo partiu meu coração.

— Você é uma vergonha, garota. Anda, levante-se! — Exigiu Kushina se aproximando da menina caída. — Não terminei com você ainda.

A mesma fechou os olhos fortemente se pondo de pé. E mais uma vez Kushina a socou, dessa vez a chutando também.

Kushina nem mesmo estava usando seu chakra, aquilo estava sendo uma luta normal!

E Hinata nem mesmo reagia!

Que raios.

Kushina se aproximou da garota distribuindo chutes e socos, sem nem mesmo ligar se a garota estava no chão ou não.

A galera começou a gritar em empolgação o nome de Kushina. A maioria ria da derrota de Hinata.

Aquilo já estava me dando nos nervos. Porquê raios ela estava apanhando?

Apertei fortemente a grade e sem nem mesmo conseguir me controlar eu já estava gritando.

— REAGA! LEVANTE E REAGA! VAMOS HINATA!

Gritei com toda a minha força, e senti a maioria dos olhares se voltarem pra mim. Ela tinha olhado pra mim! Juntamente com Kushina que fez uma expressão de desprezo misturado com deboche.

Seu rosto estava sangrando e parecia que ela estava prestes a desistir, pois não podia dá a luta como ganha antes do telão que marcava o horário terminar, fora isso, era desistência!

E ela não podia desistir.

Foi quando lágrimas escorreram sobre seu rosto e um mínimo sorriso nasceu, ela me enfarou lançando esse sorriso para mim.

Assenti como se dissesse que estava tudo bem.

Kushina revirou os olhos se voltando para ela. 

— Vamos acabar com isso de vez. — Ela ia usar seu chakra!

Fechei os olhos fortemente não querendo do ver aquela cena.

Escutei um estrondo forte, com o silêncio de todos.

Suspirei já imaginando o que teria acontecido. Mas fui surpreendida com a cena totalmente contrária.

Kushina agora se encontrava a uns cinco metros longe de Hinata, que estava em pé com um olhar na qual eu conhecia muito bem.

O olhar de quem não desistiria tão fácil.

Meu sorriso não poderia ser maior.

Kushina se levantou cambaleante, com ódio no olhar.

— SUA FRACASSADA! — Gritou voando na direção de Hinata.

Porém antes mesmo que chegasse até ela, parou e fez um sinal com a mão. Correntes saíram sobre suas costas pegando Hinata de surpresa. As correntes agarraram suas pernas a arrastando no chão.

O sorriso de Kushina cresceu ainda mais quando a cabeça de Hinata bateu no chão fazendo o seu sangramento no rosto piorar.

Maldita.

Porém quando tudo parecia perdido num gesto rápido Hinata conseguiu se posicionar no chão e um forte brilho cresceu em suas mãos.

— Eu não vou perder, não dessa vez! — Suas palavras saíram com dureza e confiante. O orgulho tomou conta do meu corpo.

— É ISSO AI! — Gritei. E mais uma vez a maioria dos olhares veio até a mim, ignorei.

Todos estavam com uma postura petrificada, eles estavam chocados com a reviravolta. 

E eu não olhei pra direção do Uchiha um minuto se quer, eu apenas olharia quando Hianta triunfasse!

E antes mesmo de eu concluir meu pensamento, os punhos de Hinata agarraram fortemente a corrente de Kushina, que arregalou os olhos surpresa.

E em um outro gesto rápido a mesma arrastou as correntes num só golpe, não dando tempo de Kushina se segurar. 

— Juuken Yuu, estilo: Punho gentil. — Hinata falou largando rapidamente as correntes fazendo os sinais com a mão. Na velocidade que Kushina veio pra ela deu pra ver o baque que seu peito recebeu pela mão de Hinata. 

Os olhos de Kushina faltou sair da órbita pelo impacto.

— Meu deus o que foi isso?

Escutei a menina do meu lado falar.

Kushina tinha voltado pra onde estava depois do primeiro golpe que Hinata tinha lançado nela, sendo que agora a mesma não conseguia nem respirar direito.

— É ASSIM QUE SE FAZ, GAROTA! — Lancei meu olhar rapidamente vendo Ino pular animada.

Ri negando com a cabeça.

E como se os gritos de Ino tivesse despertado todos que estavam assistindo, uns começaram a gritar também, porém dessa vez com outra torcida.

Hinata estava conquistando todos.

É isso parece que despertou Kushina também pois a expressão de raiva formou em seu rosto e logo a mesma já se encontrava em pé.

— Você vai me pagar, sua desgraçada! Estilo; Corrente mortal. — Com essas palavras outro sinal foi feito e cinco correntes nasceram, sendo que dessa vez elas estavam brilhosas.

As correntes foram na direção de Hinata a envolvendo sem dá chance da mesma desviar. Só no toque Hinata começou a gritar dolorosamente, fazendo-me perceber que as correntes estavam causando alguma queimação em sua pele.

Em outro gesto as correntes trouxeram Hinata para perto de Kushina e a mesma começou a dá grandes socos em seu rosto.

Sua pele que estava marcada com as correntes estava começando a ficar vermelha e sangrenta, dando a certeza que realmente estava queimando.

Olhei para o telão vendo que restavam apenas um minuto e meio para a luta dá como terminada, e parecia que Kushina realmente iria levar a vitória.

Coloquei a mão na cabeça lamentando.

— VAMOS HINATA NÃO DESISTA! — Escutei um grito desconhecido.

— É, VOCÊ PODE GANHAR ESSA!— Outro Grito.

Levantei a cabeça com o cenho franzido.

— QUAL É HINATA, ESSA DAÍ NÃO VALE DE NADA, VOCÊ CONSEGUE!

De repente o salão se refez de gritos, todos com incentivo a Hinata.

Vi Tsunade do outro lado levantar de sua cadeira e se aproximar da grade, reparei em sua mão tremendo. Ri com tudo.

Essa daí estava se segurando pra não entrar na luta e acabar com Kushina ela mesma. 

Essa velha nunca me decepciona.

Um estrondo foi ouvido fazendo-me olhar assustada para a quadra.

Não só, como todos estavam assustados.

De um jeito que eu não fazia a mínima idéia as correntes de Kushina tinham sido quebradas, exatamente, quebradas! E o que apareceu foram pelas próprias mãos de Hinata que estavam brilhando como nunca!

Kushina estava ajoelhada com os olhos quase saltando tentando entender o acontecimento. Mas Hinata não deu nem tempo da mesma concluir o pensamento. Os olhos esbranquiçados de Hinata tinham se fechado e no outro segundo que foi aberto veias grossas cresceram ao redor deles juntamente com uma expressão furiosa.

Jogando na cara de todos que querendo ou não, ela era uma Hyuuga! E Hyuuga não costumava a perder batalhas.

Sorri empolgada.

— Estilo; Juhou Soshiken, Jujtso: Punho gentis dos Leões gentis. — Falou. Seu olhar se levantou encaminhado para a grade contaria de nós. 

E ali eu vi, o olhar parando nele; Hyuuga Hiashi. O mesmo parecia está petrificado mesmo sua expressão não demonstrando nada. Mas eu sabia, eu sabia que ele era o mais surpreso de todos presentes.

Uma luz azulada cresceu na mão de Hinata fazendo aparecer imagem de dois tigres em sua mão, uma em cada.

Onde eu tive a plena certeza, Hinata já tinha ganho.

Ela começou a se movimentar tão rápido que nem eu conseguia acompanhar seus golpes, só conseguia ouvir os gritos de Kushina, que levava todos os socos rápidos em seu rosto.

Eu não sabia quanto tempo tinha se passado, mas quando o corpo de Kushina caiu imóvel no chão e o brilho no punho de Hinata desapareceu eu soube que a luta tinha acabado.

Olhei pro telão.

FIM DA LUTA

Meu sorriso não podia ser maior. Segundos depois do choque que todos tinham levado, o salão explodiu em gritos e palmas animadas.

Minha cabeça se movimentou em câmera lenta para a direção do único na qual eu estava querendo fazer questão de jogar na cara.

E lá estava ele, expressão de indiferença e frieza, não estava nem um pouco feliz.

E quando percebeu que eu o encarava, lancei uma piscada com um sorriso de puro escárnio.

Sua sobrancelha arqueou mas logo negou com a cabeça abrindo um meio sorriso, o qual eu não consegui identificar.

Deixei pra lá.

Eu estava feliz demais pra me concentrar nas estranhezas do Uchiha.

Eu estava feliz demais esfregando na cara dele o quão patético ele era.






















Notas Finais


Hinata 100000 x Kushina 0

Adoro!

E o que foi isso entre Sasuke e Sakura gente! Sasuke se mostrando um mimadozinho ai ai será

Quem vcs acham q vai ser a próxima luta em??? Fazem suas apostas

Até mores!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...