História A guardiã. - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Vampiros
Visualizações 5
Palavras 611
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Apresentando nossa linda e mortal Adela.

Capítulo 5 - A rainha escorpião .


Fanfic / Fanfiction A guardiã. - Capítulo 5 - A rainha escorpião .

Adela abriu os olhos e viu as manchas de sangue em seu travesseiro imaculadamente branco. Outro sonho , no qual ela estava chorando por algo ou por alguém ela nunca sabia, só sabia que acordava sempre com aquela sensação de perda e saudade de algo que ela não lembrava. Maldito La'mon! Ele sempre estava presente na sua vida . Sempre! Cada vez que olhava para os olhos negros de Alex e via o que sua filha era e por culpa dele, se não tivesse lhe mordido quando ela estava grávida sua filha seria normal.  Uma jovem futura guardiã, mas agora Alex era uma garota obcecada por vingança.  E isso graças a  influência de seu marido idiota . Jean Luc era tudo o que Adela não gostava em um homem . Arrogante , dissimulado e cruel, mas uma coisa eles tinham em comum o ódio por  Pierre.  Ela nunca entendeu como eles se casaram, ela não tinha lembranças de um certo período de sua vida e isso graças ao veneno de vampiro que não reagirá bem com seu sangue de guardiã.  Levantou e olhou sua face no espelho. Sempre teria a aparência de uma jovem de vinte anos, nunca iria mudar , seus olhos vermelhos eram assustadores , seus cabelos loiros com mechas negras estranho sua voz de anjo doce e melodiosa assim como seu corpo belo e aparentemente delicado era uma ilusão! Ela era uma assassina com duzentos anos de treinamento era uma predadora feroz e mortal. Mas uma lágrima de sangue escorreu de seu rosto maldição não podia nem chorar. Olhou para o brilho do sol lá fora e suspirou outro problema ela não podia caminhar no sol, e ela adorava o calor do sol, não que fosse virar cinzas como nos livros e filmes , mas sua pele era sensível aos raios solares ela já tivera umas queimaduras horríveis no início de sua vida como vampira. Era estranho ser aquilo que ela caçava e controlava. Olhou para o sol mais uma vez e tocou a cineta chamando Elene sua criada pessoal. Logo depois uma garota de aparência calma e belos cabelos castanhos  numa pele clara como a neve entrou. 

- Chamou senhora? 

- Sim Elene por favor troque meus travesseiros  . Eu tive outro pesadelo. 

- Oh senhora! Já é o quinto essa semana! 

- Eu sei Elene. Bem vou tentar não dormir demais . Teve notícias de Alex ? 

- Bem senhora parece que ela foi pra  América!

 - Ela o quê!?

- Nosso informante disse que escutou  uns boatos de que uma guardiã estava em Nova York. E que atacou alguém do clã de Lá'mon. 

- Ela não fez isso ! Ela não quebrou as malditas regras! Existem dez clãs espalhados pelo novo mundo, como ela foi direto a ele? 

- Bem senhora eles não se escondem então não seria difícil. 

- Não eles não se escondem, mas somente poucos sabem onde cada clã fica especificamente e acredito que meu nada querido marido tenha algo haver com isso. Onde ele está? 

- Ele foi para a vila , disse que so retornaria a noite. 

- Vou me arrumar e logo irei para lá, tenho que encontrar com ele e fazê-lo trazer aquela estabanada de volta. 

Isso sim era um problema . Seu mundo só estava calmo porque todos tinham regras a seguir, se sua filha começasse a infringir essas regras criaria muita confusão entre todos.  Ela olhou para a armadura e fechou os olhos , uma pequena dor de cabeça começava a se manifestar. 

- Acho que  preciso ficar viúva ! Olhou para a armadura mais uma vez e sorriu. Nao deixava de ser uma  boa idéia .



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...