1. Spirit Fanfics >
  2. A guerra entre os reinos - Kim Taehyung >
  3. Enfim, a guerra - start

História A guerra entre os reinos - Kim Taehyung - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


IRRAAAAA GALERA

Vortei antes do que vocês achavam né??

GENTE DEIXA EU CONTAR UMA IDEIA AQUI PRA VOCÊS!!! ⚠️⚠️⚠️

To pensando em fazer uma "série" de histórias com todos os meninos do Bts, no mesmo estilo que essa(A guerra entre os reinos) no caso romances em era medieval
OQ VCS ACHAM??? me digam pfv

Enfim, boa leithura xuxus❤️❤️

Capítulo 4 - Enfim, a guerra - start


Fanfic / Fanfiction A guerra entre os reinos - Kim Taehyung - Capítulo 4 - Enfim, a guerra - start



...No último capítulo..."



"...Quando a rivalidade entre as duas grandes casas começou... Fazendo com que S/n escondesse que era uma Park, e usasse o sobrenome Kim para não ser perseguida, pois ela estava no território dos Kim..."

"...Hyunshin - Quer que eu abrigue e dê de comer ao exército de um traidor? Esse Kim Taehyung... Diga a ele: Nunca, a menos que eu esteja à sete palmos abaixo da terra..."

"...Além de seu pai, morava junto, sua tia, Kim Souhi..."

"...Sanwook era muito belo, pensou S/n com orgulho de seu futuro esposo..."

"...S/n - O vestido é prateado, é muito atrevido - respondeu, brincando e pousando a mão sobre a dele..."


              ______________________________


Ele beijou-lhe a mão.

Sanwook — Não vou discutir sobre o vestido, porque não vi, mas tenho certeza que o conteúdo será mais glorioso do que qualquer tecido, seda, ouro ou pérolas.

S/n retribuiu com um beijo rápido, agradecendo o elogio. 

Os dois se davam bem, gostavam um do outro e fariam um belo casal.

Naturalmente, Sanwook iria receber as propriedades.  Mas, ele já era um homem rico. E S/n sempre administrara suas posses, e ele permitiria que isso continuasse, fato raro entre os homens da época. 

Ele ofereceu os lábios para o último beijo, antes de ir embora, e assim que saiu, S/n fitou as chamas na lareira pensando em seu pai agora. 

Ele era um homem de princípios rígidos.

S/n ficou apreensiva ao se lembrar que seu pai poderia não voltar desta batalha.

O simples pensamento lhe provocou lágrimas; ela adorava o pai, que ainda era jovem e carinhoso. 

Souhi — Está meditando? Nem parece você — disse sua tia enquanto aproximava-se.

S/n — Estava pensando um pouco... Fiquei assustada — confessou.

Souhi — Hyunshin, Sanwook, sir Beomseok e sir Deul estão lá fora, no pátio — contou a tia. —  Acabaram de enviar duzentos homens para Taeyang. Se conheço bem seu pai, ele deve ter prometido sua presença em pouco tempo.

S/n — Sabe, tia , é que nunca me ocorreu que eu poderia perder meu pai.

Souhi — Não vai acontecer nada a ele, não se preocupe — disse a abraçando. — Mas lembre de uma coisa, S/n. Se o homem quer lutar, não há nada que possamos fazer para impedir. Os homens vivem pela honra.

S/n — E as mulheres, não? — argumentou.

A tia sorriu e baixou os olhos, caminhou até a mesa e serviu uma taça de vinho.

Souhi — A honra é um bem caro demais.

S/n — Tia, o que está dizendo? Logo você, que ajudou a me ensinar o significado da palavra honra!

Souhi — Mas claro, Sem dúvida me considero honrada! — assegurou, erguendo o copo num brinde. — O problema é que o amor é algo muito maior. 

S/n voltou as costas para o fogo.

S/n — Não importa, sei como é o amor...

Souhi — Claro, Aproveitou seus momentos de intimidade com o garanhão jovem?

S/n — Ora, Sanwook é um cavalheiro, não um garanhão.

Souhi — Você falou como uma boa noiva. O casamento de vocês será perfeito. Está ansiosa?

S/n — Eu? Bem... claro que estou.

Souhi — Mas não está hesitante, está? Eu estou muito feliz por você. A escolha de seu pai parece ter sido perfeita.

S/n — Não, não é isso. Não hesito, mas... mas... Sanwook e eu somos ótimos juntos. Acho que formaremos o par perfeito. Pensamos de forma parecida, nossas mentes combinam e eu o admiro — confidenciou ela, pensando que se não fosse conversar com a tia, com quem poderia conversar tais assuntos? — Ele me respeita e eu gosto muito dele. Imagino a nós dois tomando vinho em frente à lareira, com calma e segurança, quando formos casados. É só que... 

Souhi — O quê?

S/n — Não sei explicar... parece que existe alguma coisa nesses sonetos, nesses poemas, nas canções francesas, nos romances gregos... será que isso vem com o casamento? Aquele sentimento que a gente faz qualquer coisa para ter o beijo da pessoa amada, o toque dessa pessoa...

Souhi — S/n! Você está apaixonada pela idéia de, ficar apaixonada. Só isso já é diferente. O amor é mais quieto, mais tranquilo, mais profundo. Você está falando de outra coisa. Está falando de paixão! Não é algo que melhora a vida da gente, pelo contrário. Pessoas sofrem por causa disso. É bom ser agradecida por Sanwook e você serem maduros, por ele ser um homem compreensivo e gentil, que...

S/n — Souhi! — interrompeu a tia. — Foi assim para você?

A mais velha sentou-se e apanhou a tapeçaria que estava tecendo. Encarou os olhos da sobrinha, que pareciam cheios de paixão e arrebatamento.

Perguntou para si mesma se a escolha correta para aquela menina, seria mesmo um homem equilibrado.

Souhi — Quer saber se fui apaixonada? S/n, meu primeiro contato com essa grande paixão me deixou pensando como alguém pode escrever poemas de amor.

S/n — Então lhe aconteceu depois do casamento! Oh, Souhi, é o que quero também. Um homem para me amar como Lancelot amou Guinevere, como Paris amou Helena!

Souhi — Amor destrutivo — avisou a tia.

S/n — Amor romântico — corrigiu S/n. — Vai acontecer depois que eu casar, não vai?

Souhi — Acho que...

Naquele instante a porta abriu e seu pai entrou, acompanhado de sir Beom, Sanwook e sir Deul. 

Hyunshin— É muita petulância! — esbravejava ele, enquanto tinha uma carta em suas mãos. 

S/n — O que foi, meu pai?

Hyunshin — Só digo que esse tal Kim Taehyung irá lamentar solenemente o dia em que se juntou a esse usurpador. Leia isso, filha! Veja só essa mensagem.

Ela consultou Sanwook com o olhar, e este deu de ombros.

S/n apanhou o papel das mãos do pai. A caligrafia era educada e típica de um cavalheiro, porém o teor era petulante e presunçoso. Estava endereçada a Kim Hyunshin, duque de Edenby.


Prezado senhor

Eu, Kim Taehyung, fiel defensor de Kang Jae, solenemente peço que reconsidere sua posição, assim conservando seu título, terras e sua honra, para isso enviando tropas e dirigindo sua energia para a casa de Kang Jae.
Se isso for realizado, posso jurar que ninguém em seus domínios será molestado, nem seus vassalos se verão privados de propriedades e da honra.
Não posso enfatizar demais a importância de suas ações amigáveis em relação a Kang Jae, o herdeiro Park da coroa de Luxemburgo.
Rogo ao senhor que abra seus portões e nos acolha em sua mesa.

CordialmenteKim Taehyung, conde de Suffolk
Por ordem de Kang Jae, da casa Park.




S/n — Mas que insolência! — comentou olhando para o pai.

A carta lhe provocara um arrepio, como se fosse frio, ou medo.

Hyunshin — É um ultraje! E esse tal Kim Taehyung vai ter sua resposta sem demora — garantiu o mais velho. — Sir Deul, chame o sacerdote para que venha abençoar nossos homens e as armas! Precisamos providenciar a munição! 

S/n — Pai... — começou S/n, sem que ele a escutasse.

Tentou falar com Sanwook, para fazer ele parar, mas não foi possível, pois seu pai já saíra para providenciar tudo, e os outros seguindo atrás dele. 

Por volta do cair da noite, tudo se tornou evidente. 

A guerra pela coroa iniciou antes do esperado... 



Notas Finais


Espero que tenham gostado,
CÊS QUERIAM TRETA ENTÃO TA AI
kkkkkkk
Sobre a ideia da série de histórias, queria fazer uma do Jimin estilo Romeu e Julieta

⚠️⚠️⚠️⚠️⚠️AVISO⚠️⚠️⚠️⚠️⚠️
O Taehyung deixou de servir aos Kim, que antes ele era o braço direito do rei(Taeyang) agora que ele serve aos Park, ele mudou de posição, sendo um conde.

Se Deus quiser eu atualizo logo
Pexos pexos nénes do meu core❤️❤️❤️🤠🌾


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...