História A Herdeira - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supergirl
Personagens Kara Zor-El (Supergirl), Lena Luthor
Tags Ação, Alex Danvers, Aventura, Camren, Clois, Crossover, Drama, Hogwarts, Kara Zor-el, Lena Luthor, Lex Luthor, Olicity, Romance, Sanvers, Sara Lance, Snowbarry, Supercorp, Supergirl, Tragedia
Visualizações 131
Palavras 984
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, FemmeSlash, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 15 - O beijo.


Fanfic / Fanfiction A Herdeira - Capítulo 15 - O beijo.

Já era noite, a enfermeira já tinha retirado o jantar de Kara e mandou ela dormir. Kara deitou e ficou olhando para o teto esperando o sono chegar, até j'onn j'onzz entrar na infermaria chamando sua atenção então Kara se levantou e sentou na cama, j'onn se aproximou e se sentou na beira da cama.

- Você nos deu um belo susto kara. - disse tocando a perna de kara.

- Fiquei inconsciente por 2 dias… - comenta kara.

- Sim, e deu um belo susto em seus irmãos… principalmente na Srta. Luthor que assim que lhe viu aqui desacordada desmaiou e teve que ser atendida por uma enfermeira. - Conta J'onn sorrindo.

- Oh, ela está bem? Não tive tempo de conversar com ela. - Kara.

- Sim, ela está bem. Creio que a Srta. Precise descansar, não? - J'onn.

- Mas, Senhor, a Pedra...

- Kara...Já vi que você não se deixa distrair. Muito bem. A Pedra. O Professor Vilan não conseguiu tirá-la de você. Cheguei a tempo de impedir que isto acontecesse embora você estivesse se defendendo muito bem sozinha, devo dizer.- J'onn.

- O senhor chegou lá? Falou com Sara? - Kara.

- Sim, Cheguei a tempo de tirar Vilan de cima de você...- J'onn.

- Então foi o senhor. - Kara.

- Receei que tivesse chegado tarde demais. - J'onn.

- Quase chegou eu não poderia ter mantido Larry afastado da Pedra por muito mais tempo... - Kara.

- Não da Pedra, menina, de você. O esforço que você fez quase a matou. Por um instante terrível, receei que tivesse matado. Quanto à Pedra, ela foi destruída - J'onn.

- Destruída? - Kara pergunta confusa.

- Sim, não se preocupe com isso, já é passado. - J'onn.

- Senhor? - disse Kara, - Estive pensando... J'onn, mesmo que a Pedra tenha sido destruída, Rei... Quero dizer, o Senhor-Sabe-Quem...

- Chame-a de Reign. Sempre chame as coisas pelo nome que têm. O medo de um nome aumenta o medo da coisa em si. - J'onn.

- Sim, senhor. Bem, Reign vai tentar outras maneiras de voltar, não vai? Quero dizer, ela não foi de vez, foi?

- Não,kara, não foi. Continua por aí em algum lugar, talvez procurando outro corpo para compartilhar... Sem estar propriamente viva ela não pode ser morta. Abandonou Vilan à morte, ela demonstra a mesma falta de piedade tanto com os amigos quanto com os inimigos. No entanto, Kara, embora você talvez tenha apenas retardado a volta dela ao poder, da próxima vez só precisaremos de outro alguém que esteja preparado para lutar o que parece ser uma batalha perdida. E se ela for retardada repetidamente, ora, talvez nunca retome o poder.

Kara concordou com um gesto, mas parou na mesma hora, porque o aceno fez-lhe doer a cabeça.

- Mas por que Larry não podia me tocar?

- Sua mãe morreu para salvar você. Se existe uma coisa que Reign não consegue compreender é o amor. Ela não entende que um amor forte como o de sua mãe por você deixa uma marca própria. Não é uma cicatriz, não é um sinal visível.. Ter sido amada tão profundamente, mesmo que a pessoa que nos amou já tenha morrido, nos confere uma proteção eterna. Está entranhada em nossa pele. Por isso Vilan, cheio de ódio, avareza e ambição, compartilhando a alma com Reign não podia tocá-la. Era uma agonia tocar uma pessoa marcada por algo tão bom. 

Então, J'onn se interessou muito por um passarinho no peitoril da janela, o que deu tempo a kara para enxugar os olhos com o lençol. Quando recuperou a voz, disse.

- obrigada, Senhor.

- De nada,Kara. Descanse. - dito isso J'onn saiu da infermaria deixando Kara sorrindo. Alguns segundos depois alguém passa correndo pela porta e se joga em cima de Kara, não assimilando direito Kara arregala os olhos e empurra delicadamente a pessoa, assim que que ela empurra ela olha diretamente para uma Lena com os olhos avermelhados e com lágrimas caindo de seu rosto.

- Oh, Tess… - Kara diz e abraça Lena. Lena começa a chorar e soluçar.

- Eu,eu fiquei desesperada ao te ver aqui inconsciente… - diz Lena ainda soluçando.

- Desculpe se te causei chateação, vem… - Kara diz e puxa Lena para se deitar com ela, Lena que já estava de pijama se deita e se aconchega nos braços de Kara.

- Você realmente está bem? - pergunta preocupada olhando para cima e encontra Kara sorrindo docemente.

- Sim, obrigada por se preocupar. - Kara diz alternando o olhar entre os olhos verdes como esmeraldas e os lábios de Lena, então Kara vai chegando mais perto,dando espaço para Lena recuar mais a garota não se mexe, Kara encosta seus lábios aos de Lena, e sente uma eletricidade correr por suas veias, seu coração acelera e seu estômago dar voltas, o que era só um encostar de lábios se torna um beijo de verdade quando Lena entreabre os lábios dando passagem para a língua de Kara, ela explora cada canto da boca de Lena, Lena leva as mãos a cintura de Kara enquanto a loira segura seu rosto, Lena está no paraíso, nunca tinha beijado ninguém, Kara Zor-El foi a primeira e tem certeza que se beijar outras pessoas nenhuma chegará aos pés da loira, o beijo vai parando pela infeliz falta de ar, Kara termina o beijo com selinhos demorados, Kara beija as bochechas de Lena, a ponta do nariz, a testa e o queixo causando risadinhas na morena, Kara roça seu nariz com o de Lena e sorri largo, ela está tão feliz.

- Boa noite Lutessa Lena Luthor. - Diz Kara dando um beijo no topo da cabeça de Lena e descansando seu rosto alí.

- Boa noite Kara Zor-El. - diz Lena se aconchegando no peito de Kara e abraçando sua cintura, ela está tão feliz, teve seu primeiro beijo e foi o beijo, sentiu aquele clichê de borboletas no estômago, kara puxou o lençol e cobriu Lena, ambas dormiram sorrindo e abraçadas.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...