História A herdeira. - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Dabi, Denki Kaminari, Eijirou Kirishima, Enji Todoroki (Endeavor), Fumikage Tokoyami, Fuyumi Todoroki, Gran Torino, Hitoshi Shinsou, Hizashi Yamada (Present Mic), Ibara Shiozaki, Iida Tenya, Itsuka Kendo, Katsuki Bakugou, Kinoko Komori, Kurogiri, Kyoka Jiro, Midoriya Izuku (Deku), Mina Ashido, Mirio Togata (Lemillion), Shouta Aizawa (Eraserhead), Shouto Todoroki, Toga Himiko, Tomura Shigaraki, Tsuyu Asui, Uraraka Ochako (Uravity)
Tags Boku No Hero, Drama, Magia, Romance
Visualizações 29
Palavras 1.572
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


GENTE LKKKKK Vocês nem vão acreditar, meu spirit lagou de mais e psotou esse capítulo na minha outra fic de Boku no Heroe postou só agora, sendo que eu coloquei pra enviar ontem, achei que tinha perdido este capítulo e comecei a reescrever sendo que na verdade lagou tudo. Porém agora tá tudo certo

Capítulo 5 - Qual é sua relação com meu tio?


Fanfic / Fanfiction A herdeira. - Capítulo 5 - Qual é sua relação com meu tio?

LEIAM AS NOTAS INICIAIS

Anteriormente 

Após alguns minutos, todos já estavam conversando sem parar se conhecendo melhor. Porém a garota so estava em silêncio observando tudo. Até que a presença de um esverdeado e de uma garota se fizeram presentes.

- Ei você, poderíamos conversar? – Perguntou a garota levantando da mesa e indo em direção ao esverdeado que no momento que percebeu que a morena estava falando com ele, ruborizou fortemente.

- C-claro! 

Atualmente...

O início da tarde era calmo, o farfalhar das folhas fazia-se presente no jardim aonde encontrava-se dois jovens sentados. Nenhum dos dois ainda tinham falado nada, apenas observavam as folhas se mexendo e sentiam a brisa do vento balançar seus cabelos.

- E-então... O que queria falar comigo? - Perguntava o esverdeado com dúvida sobre o que a morena queria com ele. Também se perguntava porque tinham que ter essa conversa em um lugar tão longe dos seus amigos, afinal, estavam no jardim, que encontrava-se vazio.

- Qual é a sua relação com o meu tio? - Ao fazer a pergunta a morena engoliu uma saliva seca por ter chamado o grande herói de tio. Porém, ela não conseguia se aguentar de dúvida.

- C-COMO? - O garoto deu um pulho do banco assustado com a pergunta que pegou o mesmo de surpresa. Ele não sabia se poderia confiar na garota, até porque ele havia prometido ao All Might que não contaria a ninguém...

- Qual é sua r-e-l-a-ç-ã-o com o All Might? - Disse levantando-se do banco e apontando o seu dedo na cara do rapaz, que por um seguindo sentiu uma pressão monstruosa vindo da mesma. 

- Nenhuma! - Respondeu nervoso - Apenas o admiro muito como herói 

- Nenhuma? Tu não vai me dizer mesmo? Ok então, saiba que quando eu descobrir sozinha vai ser pior. - Disse a morena que logo virou-se de costas para o rapaz e retirou-se deixando o mesmo ali parado intacto pensando na conversa estranha que acabou de ter com a aluna nova.

O rapaz não sabia o que fazer no momento, porém começou a pensar em inúmeras coisas ao mesmo tempo. Primeiramente, porque ela havia perguntado isto? Ele já convivia com os outros a muito mais tempo e apenas poucas pessoas perceberam que ele talvez tivesse uma possível relação com o All Might. Porém, com ela foi diferente, ela não havia perguntado com um tom de dúvida como Todoroki e Bakugo já o haviam perguntado antes, a garota tinha total certeza do que estava perguntando e com certeza ficou furiosa por ele não ter aberto o jogo.

Após ficar pensando cochichando alto por um bom tempo, chegou na conclusão que precisava perguntar para o grande herói o que fazer, afinal a presença da garota era esmagadora quando queria. E por um segundo ele sentiu medo da mesma.

Antes que o rapaz saisse de seu transe de pensamentos, sentiu uma mão delicada tocar em seu ombro, sendo assim virou rapidamente para ver quem era.

- Uraraka-Chan! - Disse surpreso, se perguntando o que a mesma fazia ali.

- O que você e a Veronica estavam conversando? - Pergunta curiosa, sentando-se logo em seguida no banco que ainda estava um pouco aquecido.

- E-ela quis me perguntar sobre a aula de física de hoje! - Responde nervoso, afinal sabia que sua desculpa havia sido péssima.

- Já te disseram que mente muito mal? - Diz chateada - Porém, se não queis me dizer o que estavam conversando, tudo bem! Problema seu. - Diz, saindo logo em seguifa batendo os pés zangada pela falta de confiança de seu amigo

Mas o que tinha acabo de acontecer? Se perguntava o esverdeado, duas situações constrangedoras no mesmo dia... Seria o seu dia de azar? 

O rapaz afasta os pensamentos negativos e sai em passos longos e rápidos para se encontrar com All Might, afinal precisava saber o que estava acontecendo, e também estava curioso pela chegada repentina da garota. Por um momento ficou chateado quando a viu entrar na sala, afinal se perguntou por qual motivo Yagi não havia lhe contado da chegada da mesma.

Continou andando até escutar a voz do herói em algum corredor próximo, continuou se aproximando rapidamente até escutar outra voz familiar, sendo assim recoou, começou a andar mais devagar para não chamar atenção, iria deixar para conversar com Yagi mais tarde, porém a voz familiar era da morena que não saia de sua cabeça, então por um gesto curioso ficou escondido para escutar a conversa.

- Ta, calma... Recapitulando... Quer dizer que você está assim, magrão por causa de uma briga antiga com meu pai? - Perguntava a morena perplexa vendo a forma verdadeira de All Might

- Sim... Não é fácil para mim também, estou mais fraco - Diz All Might com uma voz triste

Espera ai... Então ela não tinha visto ainda a forma original do All Might??? Mas ele não são parentes? Como que não sabia.... Pera.... ela disse PAI? Esta são uma das inúmeras perguntas que o rapaz se fazia neste exato momento, havia escutado tão pouco, porém já foi o suficiente para o mesmo se encher de dúvidas

- Meu pai é um puto mesmo, te deixou acabadinho viu - Diz rindo - Ta, desculpa não queris rir de você 

- Ta me pedindo desculpas? - Perguntou impressionado

- Não... Não faz esses olhinhos brilharem para mim. Não! - Disse irritada

- Você me pediu desculpas, minha vilãzinha favorita ta criando um senso de bondade - Disse abraçando a morena que sentia que ia iw vomitar com o gesto de carinho do herói a qualquer momento

- Vilã? - Pensou Midoriya, porém ele não havia percebido que estava pensando alto de mais... Como sempre

- Achei alguém para matar hoje - Disse a morena que em um piscar de olhos já estava com suas mãos no pescoço do esverdeado

- Solta ele Veronica não tem necessidade - Disseno herói com um olhar autoritário para a mesma, por mais que ele soubesse que a garota era realmente agressiva, no fundo acreditava que ela apenas precisava de um pai, sendo assim queria ser o mais autoritário e gentil que um pai poderia ser para a mesma.

- Mas... Ele escutou tudo! - Disse raivosa

- Solta! - Disse bravo

- Ok senhor mandão, saiba que só soltei porque é tu que faz minha comida - Diz raivosa largando o pescoço do rapaz e colocando suas mãos na cintura em forma de negação, afinal não queria admitir para si mesma que havia soltado porque sentiu que deveria obedecer o herói... Afinal, ela não obedecia ninguém, certo?

Após sentir as mãos delicadas, porém firmes soltarem seu pescoço, o jovem respirou fundo retimando o ar, acreditava que se a garota segurasse seu pescoço por mais alguns segundos iria morrer.

- Agora me diz o que o espertinho estava fazendo escutando a nossa conversa? - Diz a morena apontando o seu dedo indicador na face do rapaz 

- Midoriya... Assim não da né, não pensei que você era assim - Disse o herói chateado com a atitude de adolescente fofoqueira de seu herdeiro.

- Desculpa mas eu não me aguentei! Essa garota a algum tempo atrás me perguntava qual relação eu tinha com você e agora está ai tendo essas conversas estranha com você - Disse imunado, afinal havia ficado chateado com sigo mesmo por ter decepcionado seu grande Herói 

- O que você tem a dizer sobre isso? - Perguntou raivoso, olhando seriamente nos olhos de Veronica

- Que??? - Perguntou aumentando o tom de voz - Vai dizer que ta bravo comigo? Quem é o fofoqueiro metido aqui não sou eu - Disse fazendo sinal de paz

- Porque perguntou para o Midoriya sobre a nossa relação?

- Isso não é óbvio? Ele tem o seu poder - Disse seca, porém antes que algum dos dois a interrompesse ela continuou - E não vem querer dizer que eu estou louca, porque não estou! Eu senti sua individualidade Yagi, e esse arrombadinho ai em a mesma! - Disse irritada

- Veronica... - O herói disse o nome baixinho da mesma, afinal não sabia o que fazer, viu que a mesma havia ficado chateada por não saber sobre o esverdeado, porém o herói não queria que a garota soubesse, não por agora que não é uma pessoa confiável 

Por mais que o jovem Midoriya tenha se tornado uma pessoa forte e dedicada o herói sabia que se a morena perdesse o controle poderia mata-lo facilmente, se duvidar até mesmo ele, afinal estava ainda muito enfraquecido por causa da luta de alguns dias atrás com All for one.

- Não me vem falar Veronica com essa voizinha agora... Tu ia dizer quando que tinha um herdeiro Yagi? Quando? - Disse totalmente irritada - Ahh... Mas é claro, você não ia contar né? - Aproxima-se do herói que mantinha-se de cabeça baixa - Afinal eu sou só uma vilã de merda... Você deve pensar que sou uma pobre coitada que precisa de amor. 

A morena disse suas últimas palavras e saiu rapidamente dali, ela não sabia porque havia ficaro tão furiosa, ou porque se sentiu traída por outra pessoa ter o poder dele. Ela não entendia esse sentimento que preenchia todo o seu ser... Mas que se foda, pensava ela, afinal isto so provava mais para a mesma o quanto ela precisava matar todos que estavam ali, e claro quanto antes melhor.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...