1. Spirit Fanfics >
  2. A herdeira >
  3. Capítulo cinco

História A herdeira - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


oii gente, desculpem demorar, mas as aulas começaram e fiquei meio sem tempo. mas tá aí mais um capítulo, e se cuidem com essa situação do covid-19. é só uma fase, vai passar. boa leitura ^^

Capítulo 5 - Capítulo cinco


Acordo no dia seguinte e sigo com a rotina chata. Vou para a faculdade, depois vou para a empresa ter as aulas com o senhor Kim e chego em casa exausta, ainda tendo que estudar as matérias, ainda mais com as provas chegando. Agora ficava mais fácil, pois wonho me ajudava muito com os afazeres domésticos.

- boa noite princesa.- wonho chegou em casa vestido em seu terno, provavelmente estava na empresa.

- milagre você chegar em casa depois de mim.

- meu pai pediu para eu cuidar de alguns assuntos. Como foi seu dia?

- o mesmo de sempre. As provas começam próxima semana, então estou pegando mais pesado com os estudos.

- sinto sua dor. Não demore muito, você tem que descansar também, se não seus esforços não vão adiantar nada.

- sim papai.

- chata.

- ta com fome? – ele acena – podemos comer lámen ou podemos pedir uma pizza. Qual você prefere?

- pizza. Nossa alimentação está ótima não concorda?

-sem tempo irmão. – falo ligando para a pizzaria e fazendo o pedido.- se a empresa me desse uma folga, eu teria tempo de cozinhar algo.

- posso trazer comida do restaurante quando voltar para casa.

- certo, faça isso e salve nosso organismo.- rimos.- depois de amanhã é domingo certo?

-sim. vai sair mesmo com o Changkyun?- aceno- vai me abandonar aqui sem fazer nada para se divertir com ele- finge um choro e eu reviro os olhos.

- mentira! Impossível Shin Hoseok passar um final de semana sem fazer nada dentro de casa. Nem vai sentir minha falta.

- claro que vou, sinto sua falta todo dia quando vai para a faculdade. Mas tudo bem, pode me trocar.

- seu dramático.

- sua coração de gelo.

Me poco na risada. Essa era minha relação com wonho. Sempre cuidando um do outro, sempre discutindo e agindo feito crianças. As vezes me pego pensando se eu sinto algo por ele ou se somos apenas bons amigos. Ele também me deixava confusa as vezes, o que me deixava maluca, mas ambos saíamos com outras pessoas e sempre falávamos sobre isso abertamente um com o outro, então realmente não sei se poderíamos cogitar algo a mais em nossa relação. Mas o que diabos você está pensando s/n? vocês são apenas amigos, claro.

Acordo dos meus devaneios com um wonho me encarando com uma caixa de pizza na mão.

- terra chamando s/n. ei bobona, a pizza chegou e você continuou viajando aí. Ta tudo bem?

-ta sim. vamos comer. – falo sentando na mesa e ele me lança um olhar desconfiado.- ta bom, ta bom, não é nada demais. Só estava pensando se é uma boa ideia mesmo sair com o Changkyun.

-ah isso.-  fala mordendo um pedaço da pizza.- bom, por que não? Tudo bem que vou ficar muito triste de não poder beijar sua boquinha mais se vocês começarem a sair sério mesmo, mas vai ser bom pra você tentar, não acha? – reviro os olhos.

- é, pode ser. – dou de ombros e como minha pizza.- vou tomar um banho e depois vou dormir, estou cansada.

- ta bom, boa noite.

Termino de comer minha parte e deixo tudo na pia, vou para meu quarto, tomo banho e me apronto para dormir. Depois de 5 minutos sinto braços me envolverem.

-wonho, eu disse que ia dormir.

-eu sei, não quero fazer nada, só quero dormir com você mesmo.

Viro para ele com a sobrancelha arqueada.

-ta tudo bem? Aconteceu alguma coisa?- ele ri soprado

- é tão estranho assim eu pedir pra dormir com você sem segundas intenções?

-é, normalmente não é isso que acontece, a menos que você esteja triste.

Ele sela seus lábios nos meus e começamos um beijo calmo.

-você é a melhor coisa que me aconteceu esse ano sabia?- meu coração acelerou um pouco- obrigada mesmo por ser essa amiga maravilhosa. Não quero que você me abandone se acabar namorando com esse cara.

-é nisso que você está pensando?- ele acena.- won, eu nunca vou te trocar por nada nesse mundo. Você é muito importante pra mim, não é um cara que vai acabar com isso. Claro, não vamos poder ter esses benefícios que temos, mas vou continuar te amando e cuidando de você.

- quem você ama mais, eu ou o Kihyun?

-essa é uma pergunta muito injusta. Não me faça responder.

-sou eu não é?

-não sei. -rio- vamos dormir.

-não mude de assunto s/n! s/n?

-boa noite segundo melhor amigo.

-segundo?? É mentira não é? Você gosta mais de mim que do Kihyun que eu sei! s/n, é sério eu vou chorar.

-bobo, já disse que eu sou incapaz de decidir isso.- dou um selinho nele.- agora vai dormir.

-boa noite.

-boa noite.

No dia seguinte wonho e eu decidimos passar o dia todo fazendo absolutamente nada. Fazemos pipoca, pegamos alguns salgadinhos e biscoitos e refrigerante e escolhemos uma série para maratonar o dia inteiro. Pedimos comida pelo delivery e continuamos o nosso dia de fazer nada. Pelo final da tarde recebo uma mensagem de changkyun.

“oi gatinha. Amanhã ainda está de pé”

“ta sim. como vamos fazer”

“você pode me dar seu endereço e eu passo aí umas 7 horas pra te buscar, se você quiser”

“fechado então. Amanha eu passo o endereço. Vou te esperar.”

“até amanhã então”

“até ^^”

- já ta no último episódio!?? Ah nãooooo, me diz que vai ter segunda temporada wonho.

- acho que não. Eu vou chorar se acabar agora.

-vamos chorar juntos.

Terminamos a série e o final não foi nada como esperávamos. Uma perda de tempo, nós concluímos. Fui para o meu quarto arrumar as coisas para amanhã, passarei o dia todo na praia. Depois de arrumar as coisas vou falar com o wonho.

- won! amanhã vou sair bem cedo, provavelmente não vai estar acordado.

-já ta se despedindo de mim?

-to. Volto amanhã mesmo pelo final da tarde.

-vai ser um bom tempo. Tudo bem, se divirtam. Qualquer coisa você sabe, é só me ligar.

-obrigada won. boa noite.

-boa noite princesa.

Meu despertador toca as 6 horas. Mando mensagem para changkyun com meu endereço e vou tomar banho. Coloco meu biquíni, me visto e tomo café. Escovo meus dentes e dou uma olhada em wonho, que ainda está dormindo, como imaginei.

- pego meu celular e o carregador e já são 6:50. Desço para esperar no térreo, e encontro jooheon sentado em uma das mesas.

-jooheon! O que faz aqui uma hora dessas de um domingo?

-s/n! bom dia. Eu gosto de ficar aqui pensando, as vezes acho o apartamento muito pequeno para mim. E a senhorita, vai sair?

-sim, vou a praia. Estou esperando um amigo vir me buscar.

- você e seus amigos. Queria sair com você também.

-vamos sair então. – dou risada.- é só me convidar que eu vou.

- vou convidar mesmo.- então ele se aproxima do meu rosto e eu prendo a respiração. Ele tira algo de perto do meu olho e volta a sua posição normal.

-tinha um cisco aqui.- volto a respirar normalmente, e senti meu rosto um pouco vermelho. Culpa do meu vizinho por ter um rosto tão bonito.

Escuto uma buzina e vejo Changkyun em seu carro me esperando.

-minha carona chegou. Tenha um bom dia jooheon! Até a próxima

-você também s/n! bom passeio- aceno para ele e entro no carro.

-bom dia flor do dia!

-alguém acordou de bom humor. Bom dia changkyun

-pra você agora é i.m.

-i.m? tudo bem.

-é um velho apelido. Era seu vizinho?

-sim. estávamos conversando um pouco.

-bom, então vamos. Já comeu?

-já. Onde vamos?

- é meio longe, chegamos em uma hora e meia mais ou menos. Minha avó tem uma casa de praia lá, ela deixou a chave comigo esse final de semana.

-então lá vamos nós. Tem ingredientes para cozinhar lá? Vamos passar o dia todo, precisamos de comida para mais tarde.

-hm, bem pensado. Se dependesse de mim iriamos morrer de fome. Então primeira parada é o mercado.

Fomos ao mercado e eu ia pegando as coisas enquanto i.m ia empurrando o carrinho. Decidimos fazer uma lasanha, e além disso pegamos outras coisas para beliscarmos durante o decorrer do dia. Na hora de pagar a mulher no caixa ficou nos encarando com um sorriso estranho no rosto, até que na hora de sair ela soltou um “vocês formam um casal lindo” acho que ambos ficamos vermelhos, mas rimos muito depois.

A caminho da praia foi muito divertido, colocamos música no bluetooth do carro e fomos conversando sobre diversos assuntos. Depois de um tempo, chegamos numa casa, não muito grande, mas bem arrumada e bonita. Colocamos as compras na cozinha e sentamos no sofá.

-o que você quer faze primeiro? Podemos descansar um pouco antes de ir a praia.

-o que você sugere?

-tem uns jogos de tabuleiro aqui, podemos pegar e jogar uma partida de algum.

-gostei, vamos lá.

Passamos uma rodada de jogo da vida rindo muito, e eu ganhei no final.

-não valeu, esse jogo veio viciado!

-impossível! Admita sua derrota i.m!

-ta bom, não jogo mais com você.- rimos.

-vamos pra praia?

-vamos. Quem chegar por último é a mulher do padre.- i.m tira sua blusa e sai correndo pelo portão que ligava a casa a praia.

Eiiiii isso não vale!- tiro minha roupa também e saio correndo atrás dele, caindo no meio das ondas. Estávamos mergulhados no mar até o peito.

-ganhei, você é a mulher do padre.- dou língua pra ele.- prazer, padre.- dou risada.

-isso foi trapaça.

- eu mereço ganhar alguma coisa por ganhar a corrida não acha?

- e por que eu não ganhei nada por ganhar o jogo da vida?

-por que você não pediu- eu bato nele e ele dá risada- eu tenho um prêmio que serve pra mim e pra você.

-o que é?

-um beijo.


Notas Finais


foi isso, espero que tenham gostado. E muito obrigada as pessoas que favoritaram! sei que não parece muito mas para mim é de um incentivo enorme!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...