História A híbrida - Eldarya - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Eldarya
Personagens Ewelein, Ezarel, Jamon, Keroshane, Leiftan, Mery, Miiko, Nevra, Personagens Originais, Valkyon
Visualizações 20
Palavras 1.247
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá guardiã finalmente mais um capítulo espero que gostem fiz de coração! 😚😚😚

*Crédito ao artista/imagem*

Vai ter o recadinho no final por favor vejam...

O oráculo deseja um boa leitura!😊😊

Capítulo 7 - A missão.


Fanfic / Fanfiction A híbrida - Eldarya - Capítulo 7 - A missão.

- Você tem certeza, Miiko? Não sei se ela é a melhor opção para essa missão.- falou Ykhar, já entrando em desespero.

- Por isso estamos enviando o Ezarel. Ele sabe lidar com ela melhor do que ninguém, e foi uma ordem direta da Huang Hua para ela ir.... então sim Vá chamar os dois.- a jovem Kitsuni falou para a Brownie que saiu em disparada.

{•••}

Ykhar já havia avisado ambos, que agora se encontravam na sala do cristal. Eles se olhavam em silêncio por alguns segundos até Ezarel notar que a garota ganhava um tom avermelhado em suas bochechas, a fazendo desviar o olhar.

- Vão subir ou irão ficar parados aí que nem dois bobos? -Jamon se pronunciou, encarando aquele cena desde o momento que chegaram

- Ah... sim, Jamon. Obrigada. -agradeceu, subindo com o elfo ao seu lado.

- Estamos aqui Miiko, o que você precisa?- Ezarel disse assim que a viu

- Arrumem suas coisas, vocês terão uma missão e vai ser longa. Irão que ir no templo da Huang. -entregou os papéis para ela

- Espera, como assim? -questionou enquanto Star lia as fichas que lhe foram entregues

-Simples, Huang  pediu que star fosse, então pensei seria uma boa ideia você acompanhar ela. Vocês dois ficam o tempo todo juntos, sabe como lidar com ela - falou sem notar o nervosismo do amigo

-Mas Miiko, você...- foi cortado pela garota.

- A missão é sobre faery contaminados... Miiko eu....- Ezarel viu como a garota estava, ele sabia que ela não gostava dos procedimentos da Guarda quando se tratava disso.

- Sei como se sente sobre isso, mas não posso evitar... foi uma ordem de Huang, ela quer que você vá. Então vai se arrumar.- ela literalmente expulsou os dois de lá.

-Star, tudo bem? -percebeu a inquietação dela

- Sinceramente, não. Eu não quero sangue de pessoas inocentes nas minhas mãos... eu não concordo com esse método de tirar a  vida das pessoas assim. Sei que não tem como salva-los, mas creio que nunca vou conseguir matar ninguém.- ela desviou o olhar e suspirou.

- Sei... -respondeu sem jeito. -Vamos nos arrumar e nos encontramos no grande portão. -a menina acenou com a cabeça e foi arrumar suas coisas, assim como Ezarel, o que acabou tomando um bom tempo. Após terminar, ela se trocou colocando uma das nova criações da Purriey.

{•••}

- Desculpa, acho que demorei mais do que devia...- ela falou, enquanto o Elfo arrumava o mascote em que eles iriam.

- Relevo... sabe não está tão atrasada assim. -se virou, notando suas vestes.- É novo?

- Ah, sim. Gostou? Achei que ficaria bom, é bem confortável. -disse olhando para a própria roupa.

- É... ficou bom em você. -respondeu com seu tom convencional.- Vamos?- subiu no mascote que era um Rawist . Ela ajeitou as coisas e logo subiu.- Vamos, porque a viajem é longa... vamos dar uma paradinha em Balevia.

A viajem seguiu sem muita conversa, as vezes um assunto cá outro lá.

- Ez? Você já conseguiu alguma coisa sobre como esconder as minhas asas?- ela falou se ajeitando um pouco mais no mascote.

- Sim, um boa parte agora estou testando para ver se vai ser eficaz.- ele falou rápido após sentir que ela se apertava mais contra o mesmo.- algo errado?- ele perguntou.

- Só não quero cair. -ela encostou seu rosto nas costas do Elfo e sentiu que seu coração parecia duas baterias.

- Entendo. - respondeu por fim

{•••}

Eles já haviam chego em Balevia à algum tempo e agora o Elfo procurava a garota para poderem partir novamente, mas ela havia sumido. Ele à procurava por todos os lados, já que ela havia falado que ia descansar, até se surpreender quando viu ela cantando uma melodia que para muitos é desconhecida, mas para ele não era.

- C-como conhece essa melodia?- ele perguntou assustando a menina. Sua voz era tão familiar para ele e ao mesmo tempo tão desconhecida.

- Ah, Ez! Você me assustou... – suspirou - eu não sei... só cantei o que veio na minha mente. Não deveria?- ela deu um olhar interrogativo.

- Não, não é isso... Essa melodia, só os elfos nascidos em Lund'Mulhingar conhecem...- ele a olhou surpreso- tem certeza que não ouviu isso da Eweleïn?- a guardiã sacudiu a cabeça em negação.

- Eu só conheço a melodia... Não sei a letra e a Ewe nunca cantou. Pelo menos não que eu saiba. - Ela ficou um tempo em silêncio antes de continuar. - Você sabe a letra? Pode cantar para mim?- o Elfo olhou com uma cara de reprovação.

- Não, nem pensar! Isso será impossível! - falou logo notando a carinha de tristeza da mesma. -Uh, quem sabe só um pouco...- ele terminou de falar e o rosto da garota se iluminou.

- Sério? Então eu faço a melodia. Pode começar. - ele fechou os olhos e respirou fundo antes de começar.

-Lutarei, lutarei

Por esse amor sem fim

Por minha liberdade

Para poder viver ao seu lado

Com o coração, eu vou a guerra

Com a espada, vou trazer a paz

Com o amor que eu quero

Se a morte acontecer, um dia nos encontramos de novo.

Esse sentimento vai ultrapassar eras

Esse sentimento vai ultrapassar mundos

E um dia, na paz nos encontraremos- ambos cantaram a última estrofe juntos, e quando abriram os olhos, viram que estavam com as mãos entrelaçadas e as testas coladas.

- Ez....eu

- Star....eu

Quando eles iam terminar a frase, foram interrompidos por aplausos de algumas pessoas que estava no campo, cultivando algumas plantas e flores. Tirando os dois do transe que estavam, Ezarel soltou a mão da jovem rapidamente e se levantou

- Ah, Star... Precisamos ir, está ficando tarde.  -Falou corado, pegando o que ela estava segurando e saindo rapidamente.

- Ez, espera... Ez! -ela chamava, mas ele não a ouvia.- EZAREL! -se virou.

- O que?- respondeu sério.

- Porque saiu assim? O que aconteceu?- ele desviou o olhar constrangido. Seu coração batia forte ao sentir a mão da menina pegando a sua.

- Eu... não devia ter cantado essa música. - falou se virando, soltando a mão da mesma.

- Por que? Quero que me diga.- ela falou se juntando ao seu lado

- Ela é uma canção  triste... cantada em homenagem a dois heróis que morreram no grande exílio. Eu não canto ela á anos, e só pode ser cantada em Lund'Mulhingar. As pessoas não podem conhecer ela.- ele falou isso mas acabou escondendo o fato de que, ao cantar isso pela primeira vez, ele sentiu que já tinha cantado essa música para alguém e que star tinha uma presença familiar a ele, mas que ao mesmo tempo eles pareciam não se conhecer.

- Eu... entendo. Me desculpe... - ela desviou o olhar.

- Porque está se desculpando? Não fez nada. - ela o olhou sem jeito.

- É porque eu pedi para você cantar e....- ele notara que a face de star estava ficando vermelha. - Por ter segurado na sua mão... -o Elfo também ficou com um leve tom rosado no rosto, mas nem deu para notar.

- Idiota, eu cantei por que quis... E sobre a mão eu também fiz isso, então não tem problema. -ele deu um peteleco na sua testa. -Vamos, senão não chegaremos hoje. - falou indo na frente.

Star olhava Ezarel com muito carinho.

" Hunf, você realmente é  um idiota... é por isso que eu coração  bate tão forte quando estou com você.  Eu realmente me apaixonei por esse Elfo orgulhoso."- Ela sorriu, correndo até a montaria. Apesar de não querer admitir, já estava apaixonada por ele desde antes dela descobrir que era um híbrida. Mas os problemas estão por vir!


Notas Finais


Oiii guardiã! Como eu tô feliz de poder compartilhar com você mais um capítulo, antes das minhas triste aulas voltarem😭😭

Eu vou ter que dizer, haja paciência😅😅 porque agora com a volta as aulas, talvez demore mais
“Ah, mas você já demora normalmente”
Eu sei que demoro, mas tente entender.... tem vezes que a inspiração não vem! Tem vez que eu tô pronta para escrever algo, mas acabo esquecendo e não anotando ☹ (tenho memória de peixe). Além disso, para minha infelicidade eu estudo em escola tempo integral (o que não é moleza, pq é lição o dia inteiro sem nenhuma atividade diferenciada na parte da tarde. Eu tô no meu penúltimo ano do ensino médio, então né 😨😨😨) Por isso, não desista de mim🙏🙏🙏 juro que vou continuar!!! Tenho muitas ideias para pôr em prática....

Por isso preciso do seu apoio!
Curta, comente/fale a parte que mais gostou do capítulo a que menos gostou!
Converse comigo!
Deem ideias ( estou sempre ouvindo/lendo)  e criem teorias (adoro saber o q vocês acham).
Eu juro que não mordo!
Se me chamarem para conversar, pode vir que eu amo!!! E quem quiser que eu avise quando o próximo capítulo vai sair, deixa um #híbrida

Beijos do oráculo  para vocês!!

😚😚😚😚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...