1. Spirit Fanfics >
  2. A Híbrida .... >
  3. Indo para a Fazenda...

História A Híbrida .... - Capítulo 20


Escrita por:


Capítulo 20 - Indo para a Fazenda...


                    Lua cheia ......

Uriel se sente tão culpado mais o culpado é aquele desgraçado, ele vai me pagar, vou encontrar uma maneira de acabar com ele. Fomos dormir para de manha seguir viagem

De manhã enquanto eu fazia o café Miguel e Nadiel foram ao mercado comprar tudo o que levaríamos para a casa, desde bebidas e comidas a produtos de limpeza e tudo mais, as malas foram colocadas no primeiro Suv, no segundo lençóis de cama, travesseiros, colchas e tudo o mais para todos e as compras foram para o carro de Kazumi.

Assim que os meninos chegaram e tomaram café nós saímos, tranquei a casa toda sentindo um aperto por sair novamente dessa casa, mesmo que por pouco tempo. O caminho foi bom , ouvimos musicas , em um momento começamos a cantar , Uriel canta muito, más voz do meu Grandão é perfeita, e faz me sentir calma , nossa marca me mostra tantas coisas, é engraçado poder sentir o que o outro sente , quase como se os sentimentos fossem meus. Não a nada tão bom quanto estar deitada em seu ombro, sentindo seu perfume, eu amo esse perfume, e parece que depois da marca ele ficou mais forte para mim e em mim. Paramos para usar o banheiro e comer alguma coisa, pegamos a estrada novamente , viajamos por cerca de 6 horas quando chegamos a fazenda eram 12 horas, o lugar é lindo, paramos em frente o portão e desci, pude ver em volta de toda a casa um circulo transparente.

Lua — Nossa é lindo mais o que é esse circulo em volta — eu perguntei para o Daniel, ele me olhou coçando a cabeça.

Daniel — Não vejo nada pequeno, tem certeza?? — eu arregalou os olhos .

Uriel — Tem sim, foi um anjo que colocou, por isso que o Gadrion não encontrou vocês Nós podemos ver por sermos anjos, a lua também é metade por isso também pode — eles abriram a boca em um perfeito o — quando entrarmos ele perde nossos rastros, eles são apagados — então entramos na fazenda , e eu senti todo o medo acabar , fomos ate a garagem e estacionamos os carros , o kab pegou a chave e pegamos as malas e ele abriu a porta, é enorme, linda, tem muitas fotos, varias dos meninos, e minhas bebezinho, dos nossos pais, meus olhos encheram de lagrimas ao ver uma com nossos pais, os meninos e eu , minha mãe parecia tão feliz , seu sorriso era tão genuíno , meu pai era tão lindo os olhos tão profundos e amorosos, eu senti o amor que ele sentia por nós.

Daniel — Eles sempre cuidaram de nós com muito amor e carinho, nos ensinaram a nos defender e proteger uns aos outros — ele falou com a mão no meu ombro .

Nadiel— Ele sempre foi justo, nos protegia, cuidava de nós, quando ele se apaixonou pela sua mãe fomos contra — ele suspirou eu olhei para ele .

Betoriel — Mais quando a conhecemos entendemos o por que ele se apaixonou — ele sorriu .

Uriel — Sua mãe era de uma bondade tão grande que não tinha quem não a ama -se , ele estava tão feliz com ela que não tinha como não ver — ouvir eles falando me trazia um sentimento de conforto, e felicidade.

Connor — Eles foram heróis de muitos seres iguais a nós, protegendo e salvando de monstros como Gadrion e outros caçadores — ele suspirou .

Kazumi — Galera vamos arrumar as coisas e depois teremos muito tempo para conversar — Nós concordamos , sequei as lagrimas e fomos arrumar .Tínhamos que limpar , trocar os panos das camas , ver os quartos, limpar geladeira , fogão , armários , limpar e abastecer com as comidas que trouxemos , limpamos a caixa de agua , limpamos ao redor da casa , fizemos uma fogueira, e trouxemos os sofás e poltronas , e também alguns tapetes e almofadas para nos deitar e conversar . Quando acabamos tudo ja passava das 18:00 e ainda tinha a área de treino mais deixamos para o outro dia, então fomos fazer o jantar , fizemos sopa de legumes com galinha . Depois do jantar ascendemos a fogueira e nos sentamos em volta da fogueira, ouvi muitas histórias dos meus pais, a noite estava tão linda , os meninos foram indo de deitar e no final ficamos somente eu é o grandão olhando a lua ,que estava cheia e linda .

Eu estava deitada e o grandão deitado em cima de mim , com a cabeça na minha barriga , eu ouvia sua respiração calma , ele estava dormindo , eu fechei os olhos e me deixei levar pela calmaria , o cheiro as flores Eu ouvi o barulho do vento nas arvores, e adormeci .

Abri os olhos estava claro, levantei do sofá Kazumi não estava mais deitado, fui em direção a porta da casa mais ouvi um chamado .

??? — Lua ....— eu me virei e vi meus pais , eles sorriam para mim eu corri para eles e os abracei e pela primeira vez na vida eu me senti completamente feliz — filha estamos felizes agora, você encontrou seus irmãos e seus tios — eu olhei para minha mãe que falava comigo, não conseguia conter as lagrimas .

Pai — Filha estou em paz pois sei que encontrou seu escolhido, e vocês são almas gêmeas , a marca que você carrega no pescoço é como um casamento — eu arregalei os olhos , ele riu .

Lua — Eu não pensei que casaria tão cedo — nós rimos .

Pai — Mais escolheu bem amor, ele vai te proteger, e vocês vão descobrir o quanto essa ligação é poderosa — ele sorriu para minha mãe.

Mãe — Filha aqui na fazenda vocês estão seguros, é preciso que você recupere seus Dons e sua memoria de antes de ter que te levar para morar com aquela mulher , nessas memórias você recuperará todo seu poder , e na próxima lua estará completa , nós estamos sempre com vocês amor — ela acariciou meu rosto — vocês nunca estarão sozinhos — eu concordei — Agora acorde e leve seu namorado para dentro esta friu vocês vão pegar um resfriado — eles me beijaram e então eu acordei , ainda esta escuro .

Lua — Grandão...— eu toquei seu rosto, ele abriu os olhos — vamos entrar ? — ele sorriu e levantou ficando por cima de mim e me beijou profundamente, quando o beijo parou eu acariciei seu rosto — meus pais gostam de você — ele levantou uma sobrancelha — eles falaram comigo no sonho , e eles gostam de você — ele sorriu .

Kazumi — Fico feliz tinha medo de talvez por eu ser um lobo eles não me aceitarem — eu rodeei seu pescoço com meus braços.

  Lua — Eles te aceitam, e me disseram que estamos casados — ele riu — eu acho que já sabia mais foi um choque ouvir isso — ele riu mais — Mais eu te amo, você é e sempre será o amor da minha vida — eu o puxei juntando nossos lábios e voltamos a nos beijar, suas mãos desceram pelo meu corpo me tocando e me arrancando suspiros, ele se levantou me levando no colo e subimos para o quarto assim, fechamos a porta ainda nos beijando , quando entramos no quarto eu desci do colo dele e tiramos as roupas , e nos deitamos abraçados ainda trocando beijos e caricias até adormecermos abraçados...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...