História A Hick in The City. - Capítulo 62


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Aquarius, Aries, Bickslow, Cana Alberona, Câncer, Capricórnio, Chelia Blendy, Elfman Strauss, Erza Scarlet, Evergreen, Gajeel Redfox, Gemini, Grandine, Gray Fullbuster, Igneel, Jellal Fernandes, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Layla Heartfilia, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Lyra, Macao Conbolt, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Meredy, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Silver Fullbuster, Sting Eucliffe, Taurus, Virgo, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Visualizações 194
Palavras 1.252
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei!!! Obrigada a todos que comentará no capítulo passado e eu espero que gostem do capítulo de hoje.
Boa Leitura 😘

Capítulo 62 - Capítulo 60 - Decisão!


Lucy P.O.V ON :

Acordei já passava das uma da tarde, preciso me acostumar com esse fuso horário diferente, me levantei da cama e fui direto para o meu banheiro, tomei banho, troquei de roupa e fui para a sala, assim que cheguei eu dei de cara com a mulher de cabelos longos loiros, olhos castanhos e agora tinha rugas de preocupações pelo rosto.

- Mãe? Você chegou cedo! - Eu comentei a olhando.

- ‎É, eu cheguei sim. - Ela me olhou. - Você está bem?

- ‎Estou sim. Onde está o Sting?

- ‎Ele foi buscar a sua irmã. Você amadureceu Lucy.

- ‎É o tempo faz isso com a gente. Você deveria saber.

- ‎Não seja tão grossa!

Soltei um suspiro e fui para a cozinha fazer algo para poder comer, ela veio atrás e ficou me observando.

- Como foi esses anos, na Califórnia? Está namorando? - Laplace perguntou.

- ‎Terminei meu namoro. E esses anos foram bom, sou uma das melhores colunistas da minha empresa.

- ‎Então por que veio? Você deveria estar trabalhando, Lucy!

- ‎Mavis é a razão de eu estar aqui. - Eu falei séria. - Assim como é a sua de ter vindo para Magnólia ou você tem outros motivos além da sua filha?

- ‎Seu irmão quer abrir uma filial aqui em Magnólia. - Ela disse. - Eu vim verificar a situação, depois de resolvermos o que iremos fazer com a Mavis.

- ‎Você fala como se ela fosse um estorvo! O que aconteceu com você nesses últimos anos? - Perguntei a olhando.

Eu não entendia, já faz quatro anos desde que perdemos ele e mesmo assim ela continua apagada, não tem mais a aura Alegre que tinha antes, ela está mais fria e parece que não se importa mais com os próprios filhos.

- Não aconteceu nada, Lucy. - Ela disse sem me olhar.

A porta do apartamento foi aberta e eu pude ouvir a voz alegre da Mavis conversando com o Sting. Fui até a sala e abracei a Mavis.

- Finalmente você saiu daquele lugar, pequena. - Eu disse sorrindo.

- ‎Sim! Estou tão animada! - Ela disse sorrindo.

Layla entrou na sala e fez um gesto para que a Mavis fosse até ela, e foi isso que ela fez. Elas se abraçaram e a minha mãe pareceu dizer algo para a menor que assentiu.

Nos sentamos no sofá e ficamos em silêncio durante um tempo, mas o Sting queria acabar com aquilo logo.

- Então, Mavis irá ficar em Magnólia ou irá morar com você? - Meu irmão perguntou se dirigindo a nossa mãe.

- ‎Eu gostaria que ela ficasse um tempo aqui com vocês, pelo menos uns três meses até que ela decidisse o que fazer da vida. - Layla olhou para a Mavis. - Você tem todo esse tempo para decidir em que faculdade ingressar.

- ‎Eu já sei! - Mavis disse convicta. - Quero fazer faculdade de medicina aqui em Magnólia.

- ‎Tem certeza?

- ‎Absoluta, eu quero ser uma médica.

- ‎Já que é assim, eu vou te matricular em uma faculdade. Lucy, Sting, vocês ficarão aqui ou voltarão para Califórnia?

- ‎Eu vou ficar aqui por um tempo. - Sting falou. - Quero ter certeza de que a Mavis vai ficar bem, além da filial que estamos construindo aqui.

- ‎Eu também fico. - Lucy disse. - Já fui transferida mesmo.

Não acho que isso tenha agradado muito nossa mãe, mas ela apenas concordou. Uma hora depois Sting a levou para a estação de trem.

- Vamos sair, Lucy-nee. - Mavis disse segurando um celular. - Acabei de receber um convite para um almoço.

- Que? Você acabou de sair da clínica de recuperação e já foi convidada para um almoço? - Eu perguntei incrédula.- Ei! Esse celular é meu!

- ‎Eu sei. Nós vamos sair, vá se arrumar!

Lucy P.O.V OFF

Natsu P.O.V ON:

Levy havia marcado um almoço na casa dela, eu não faço idéia de qual seja o motivo, mas o maior problema aqui não é o almoço e sim o fato que ontem eu encontrei a Lucy, no lugar mais improvável de todos. Eu não estou acreditando ainda que ela voltou para Magnólia.

- Natsu! Ei!

Sai de meus devaneios e olhei para a mulher de cabelos verdes e olhos castanhos a minha frente, eu ainda não havia falado para ela sobre a Lucy e nem sei se deveria, Hisui não gosta da loira de jeito nenhum.

- A onde a sua mente está? - Ela perguntou.

- ‎No almoço da Levy, acha que ela tem algum motivo pra isso? - Eu perguntei.

- ‎Acho que sim. Talvez o Gajeel tenha pedido ela em casamento.

- ‎Duvido. - Murmurei.

- ‎Não deveria. O Gajeel tem certeza que ama a Levy, diferente de você que ainda não fez nada.

Isso foi uma indireta? Pelo jeito que ela me olhava, com toda certeza era.

- Não vamos começar, eu já disse que ainda não é a hora. - Eu falei.

- ‎Não é a hora? E quando será a hora? Já estamos juntos a três anos, pra mim é tempo o suficiente. Ou você não me ama o suficiente para assumir um compromisso?!

- ‎É claro que eu te amo, mas podemos esperar alguns meses.

- ‎Eu não tenho a vida toda para esperar Natsu! Se não fizer nada, eu irei fazer!

- ‎Ok! Já que você quer tanto isso, eu vou fazer.

- ‎Ótimo! Faça no almoço de hoje.

Ela saiu do meu apartamento e eu me sentei no sofá, por Deus a Hisui é muito complicada.

No horário do almoço eu sai de casa e dirigi até o apartamento que a Levy dividia com o Gajeel, bati na porta e logo o metaleiro atendeu.

Já se encontravam ali, a Juvia, Gray, Erza e Jellal, os cumprimentei e me sentei do lado do Gray que conversava com o Jellal.

- Vocês não acreditam em quem eu vi ontem. - Eu falei.

- ‎Quem? - Jellal perguntou.

- ‎Lucy Heartfilia.

- ‎Você está brincando?! Cara, como eu queria ver o seu estado em ver a louca.- Gray disse rindo.

- ‎Isso não tem graça!

- ‎E como foi? - Jellal perguntou.

- ‎Estranho, eu não sabia o que fazer e muito menos ela. No final ela correu.

- ‎E a Hisui sabe disso? - O moreno perguntou.

- ‎Não, e eu nem sei se eu deveria falar pra ela.

- ‎Aparentemente, ela vai descobrir de qualquer forma.

- ‎Como assim?

- ‎Olha pra porta, Natsu.

Fiz o que o Gray pediu e encontrei os olhos castanhos dela, senti algo estranho, mas não desviei o olhar.

- Você está ferrado, Natsu. - Ouvi o Jellal sussurrar.

Andei até ela é fiquei frente a frente com ela, Lucy pareceu prender a respiração.

- Parece que estamos nos encontrando bastante ultimamente. - Falei.

- ‎É parece que sim. - Ela murmurou.

- ‎Nossa, que clima entre vocês em! Por que não se beijam logo?!

Olhei para a dona da voz e encontrei a garota de cabelos loiros ondulados e olhos e verdes, ela tinha um sorriso no rosto.

- Posso ter acabado de sair da clínica de recuperação, mas está na cara que vocês dois querem se pegar! Dá pra sentir o clima!

Olhei pra Lucy e vi seu rosto um pouco corado, ela me olhou e eu não fazia idéia do que iria acontecer agora.

- A baixinha tem razão, da pra sentir o clima entre vocês! Uma tensão muito forte e isso não me agrada. - Ouvi a Hisui dizer.

Natsu P.O.V OFF

"Eu queria ver a sua reação, quando alguém te pergunta o que aconteceu entre a gente.

Desconhecido."



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...