História A história continua - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias Magic Knight Rayearth
Tags Drama, Guerreiras Mágicas, Mistério, Romance
Visualizações 44
Palavras 1.803
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Toda história tem um fim.... Porém é necessário o conhecimento que somente depois que pontuamos uma frase é que começamos outra e um ponto final nem sempre indica o fim, pois muitas vezes ele apenas está dando uma pausa para um novo paragrafo cheio de novas surpresas que só poderiam acontecer em um novo começo.

Capítulo 26 - Vestígios de um novo amanhã.


  

Capítulo 26 – Vestígios de um novo amanhã.

 

_ Acorde! Acorde!

            Ela ouvia o chamado, mas tinha dificuldades em abrir os olhos seu corpo doía parecia que cada célula que possuía pesava toneladas.

_ Não durma! O tempo está acabando, por favor!

            Nesse momento ela obrigou-se a abrir os olhos, seu corpo estava muito dolorido, os músculos pareciam não querer obedecê-la. Então com muita dificuldade ergueu-se aos poucos, sua visão estava nublada.

_ Você tem pouco tempo, precisa se apreçar.

            Nesse momento, ao levantar a cabeça ela visualizou a menina que tanto a chamava, era a mesma dos seus sonhos, porém não estava mais suja tinha os cabelos longos, mas ela não conseguia ver com clareza seu rosto, tudo estava girando.

_ Quem é você? – perguntou ficando de pé encostada na parede com muita dificuldade.

_ Um dia ira descobrir, porém agora você precisa se apreçar.

            A voz da menina era tão doce e tinha um tom tão familiar, que lhe transmitia uma paz interior a muito não sentida.

_ Acabou??

_ Ainda não, você tem que voltar e falta pouco para o portal fechar, a coroa ainda está sem tutor, somente quando forem coroados poderão ficar tranquilas.

 

_ Como você sabe tudo isso, quem é você? – perguntou novamente Marine, tentando aproximar-se da criança, mas ficou tonta e recostou-se na outra parede fechando mais uma vez os olhos.

_ Como já disse um dia você irá descobrir, mas agora se aprece meu p... Seus amigos estão te esperando, concentre-se em Cefir, use sua ligação e volte para aqueles que te amam, assim logo farei parte de sua vida.

_ Eu preciso saber mais. – insistiu Marine ainda com os olhos fechados.

_ Bem que ele disse que você era muito teimosa. – disse a criança rindo.

            Ao ouvir isso Marine forçou-se a abrir os olhos o mais rápido possível, porém a menina já tinha desaparecido deixando-a com uma intensa curiosidade e uma enorme sensação de saudades.

_ Preciso voltar...

            De algum modo ela podia sentir Cefir, mesmo estando longe da Torre de Tóquio, sabia que tinha que tentar algo, assim como sabia que tinha que confiar em sua ligação com a terra que tanto amava.

_ Ceres me oriente. – Disse concentrada, então usando o que lhe restava de forças ela buscou em todo seu ser sua ligação com Cefir, se agarrando a ela e rogando para voltar.

Nesse momento um forte clarão tomou conta de tudo a sua volta e seu ultimo pensamento consciente antes de sentir mais uma vez o terrível peso dos acontecimentos anteriores tomar conta do seu corpo é de que estava caindo.

.

.

O silêncio entre todos foi perturbado por um sentimento forte que preencheu o coração de todos fazendo com que se olhassem mutualmente, porém antes que qualquer um pudesse pronunciar um único sussurro o mestre mago assustou a todos despertando um imenso poder e desaparecendo instantaneamente frente ao olhar abismado de seus amigos.

_ Ela voltou! – Disse Lucy sorrindo entre lágrimas enquanto abraçava Anne.

_ Ele irá trazê-la para nós. – respondeu Anne não contendo a felicidade que sentia. 

Enquanto isso Lantis e Ferio se olharam cientes que enfim tudo começa a se encaminhar e que enfim suas protegidas poderiam respirar sem o desespero que as acompanhavam ultimamente.

.

.

Ela sentia a gravidade fazendo seu trabalho, porém não tinha forças nem para gritar, mas confiava que seus amigos não iriam desampará-la e acreditava que como das outras vezes Fyula viria em seu auxilio, no entanto quanto sentiu seu corpo ao encontro de algo quente e macio tinha plena e absoluta certeza de que não se tratava simplesmente de Fyulla... Estava confortavelmente amparada nos braços de seu amado.

Ele amparou-a enquanto ainda estava de pé sobre Fyula e a acomodou com estremo cuidado enquanto a abraçava agradecendo a todos os deuses que conhecia, nesse momento ela abriu os olhos e ele encostou-a em seu peito enquanto sentava-se com ela encostada ao seu corpo.

_ Clef.... – sussurrou fraca.

_ Psiu!! Descanse, minha princesa, só descanse. – disse enquanto acariciava seu rosto.

_ Eu te amo! – disse ela antes de apagar e dormir profundamente em seu peito.

_ Assim como eu. – disse ele enquanto lágrimas de alegria desciam livremente em seu rosto ao depositar um beijo na testa de sua amada.

Assim que chegou em frente ao castelo, deparou-se com seus amigos ansiosos. Nenhuma palavra era necessária para sentir a sincera felicidade de todos por quem passava, ninguém o parou, nem interrompeu seu caminho ao entrar com Marine dormindo em seus braços, sua expressão de felicidade já deixava bem claro para todos que ela ficaria bem. Seu coração parecia que ia explodir, nunca em sua longa existência pode sentir algo tão profundo e com um sorriso que não conseguia tirar do rosto entrou no quarto de Marine, onde Lucy e Anne arrumavam ansiosas a cama de sua amiga e irmã. Ele a depositou cuidadosamente na cama e logo depois Anne a cobriu enquanto lançava um feitiço de cura.

_ Ela ficará bem. – disse Lucy sorrindo.

Clef sentou-se a seu lado na cama e observou enquanto ela respirava tranquilamente, encostou-se na cabeceira da cama e sentiu que finalmente também respirava tranquilo em dias, nesse momento seu corpo cobrou-lhe todo o esgotamento e sem nem perceber ele adormeceu ao lado de sua amada.

Lucy e Anne sorriram diante daquela cena e nesse exato momento Ferio e Lantis entraram e se prostraram ao lado de suas amadas.

_ Ele estava todos esses dias sem pregar o olho? – questionou Ferio com um sorriso.

_ Ele temia que ela chegasse enquanto ele estava dormindo. – respondeu Lantis sério. Enquanto Lucy pegava outro cobertor e depositava sobre Clef, ao mesmo tempo Lantis o acomodava melhor na cama, então em silêncio os quatro se retiraram cientes que finalmente as coisas estavam começando a entrar nos eixos.

E mesmo no mundo dos sonhos quando ficaram sozinhos os dois se acomodaram mais próximo um do outro enquanto um sorriso era possível ser notado na expressão de ambos.

.

.

Clef acordou no outro dia e ninguém conseguiu tirá-lo do lado de sua protegida, mesmo ela estando dormindo durante os dias de sua lenta recuperação.

No quarto dia do retorno de Marine, Clef sentou-se ao lado de sua amada enquanto acariciava seu rosto, sentia que ela estava prestes a acordar e isso enchia seu coração de alegria.

Ela mexeu-se e abriu os olhos lentamente e deparou-se com o sorriso mais doce que poderia existir e a certeza que ele sempre estaria com ela invadiu seu coração e finalmente sentindo-se a vontade com seu amado disse em meio a um sorriso:

_ Oi! Bom dia!

_ Sinto desapontá-la, mais creio que já é quase noite. – respondeu sem conter o sorriso

_ Nossa! – assustou-se e tentou levantar de uma vez, porém o corpo dolorido a fez deitar novamente.

_ Calma, você dormiu por quatro dias, vamos devagar. _ Disse ele ajudando-a a sentar e entregando-lhe um copo.

            _ Isso não vai me fazer dormir novamente, vai? _ Perguntou ela desconfiada, lembrando-se da última vez que ele lhe deu uma porção.

            _Não. _Respondeu com um sorriso._ Mas ira ajudá-la a recuperar suas forças além de aliviar as dores que imagino você estar sentindo.

            Ela bebeu devagar, enquanto ele a observava.

            _ Obrigada! _ Disse vendo-o colocar o copo na mesinha cabeceira, ainda sentado ao seu lado e com um misto de vergonha e gratidão ela mais afirmou que perguntou:

            _ Você estava cuidando de mim todo esse tempo.

            _ Não fiz mais que minha obrigação.

            _ Sim eu sei. _ disse ela abaixando a cabeça.

            Nesse momento ele aproximou-se mais ainda e carinhosamente segurando-lhe pelo queixo a vez olhar para ele.

            _ Não por ser seu protetor, mas sim porque a mulher que amo precisava de mim. _ Disse enquanto a olhava profundamente.

            _ Clef.. _ Sussurrou antes de preencher a distância entre eles e beija-lo, no que foi correspondia imediatamente. Dessa vez sem presa, sem o corpo falar-lhes mais que o coração e quando ela começou a aprofundar o beijo ele sorriu interrompendo o beijo enquanto a segurava encostando sua testa na dela.

            _ Eu te amo Marine.

            _ Assim como eu. Te amo Clef. _ Disse ela indo beija-lo novamente, porém ele sorriu novamente e ao ver o olhar questionador de sua amada ele disse:

            _ Lucy e Anne sentiram que você acordou e pelo tanto que Lantis está elevando sua mágia creio que ele está tentando nos avisar que não consegui mais segurar Lucy por lá, ou seja, ou descemos ou ela aparecerá aqui a qualquer momento.

            Marine  sorriu, imaginado a agitação que Lucy deveria estar, pois sabia o quanto impaciente sua amiga poderia ser quando colocava algo na mente.

            _ Você preferi ir, ou quer que eu as chame?

            _ Vamos lá. _ Disse ela sorrindo.

            Ele ajudou-a a levantar e com um simples sussurro recitou uma magia trocando-a o que ela agradeceu com um sorriso. Porém assim que saíram do quanto ela ficou seria.

            _ Cefir ainda está sofrendo.

            _ Mas ela logo se recuperará, assim que vocês forem coroadas os vestígios de desestabilidade desaparecerão.

            _ Então temos que ser rápidos. – disse ela tentando acelerar o passo, quando ele entrou na sua frente, com um olhar tão serio quanto o tom de voz utilizada.

            _ Sua energia vital, foi quase toda drenada do seu corpo, o desgaste mágico suga muito mais energia do que um desgaste físico comum, seu corpo necessitou dormir durante praticamente cinco dias para começar a recuperar-se, a porção que te dei ajuda, porém mesmo assim você precisa alimentar-se, para solidificar sua recuperação.

_ Mas...

_ A coroação não é apenas um evento simbólico, a ligação entre vocês e Cefir será consolidada através de uma magia tão forte quanto a utilizada para criar os guardiões lendários, seu corpo não está pronto para toda essa descarga de energia, Cefir pode esperar um pouco mais. Amanhã analisaremos se seu corpo está preparado entendeu?

Seu primeiro impulso foi de gritar com ele e dizer que estava preparada para qualquer coisa, porém a lembrança do olhar preocupado que ele dava-lhe enquanto bebia a porção a fez imaginar o sofrimento dele durante todo o tempo em que dormia. Ela olhou para ele, então depois de um momento respirou fundo e sorrindo para ele disse:

_ Se o mago mestre de Cefir falou, tudo bem, vamos esperar.

_ Marine eu não estou brincando.

_ Nem eu. _ disse ela pegando-o pelo braço e começando a caminhar novamente. _ Não farei nada tolo para me colocar ou as meninas em perigo, se você diz que Cefir pode esperar, mais uma noite, (deixou bem claro) eu acredito.

E assim Clef a observou sorrindo enquanto caminhavam juntos e por um minuto ousou se permitir um pensamento egoísta sobre si: A de um futuro com a mulher que amava.


Notas Finais


Sinceramente, não sei nem como me desculpar para com aqueles que ainda me acompanham nesse sonho. Espero que entendam que a correria da vida adulta muitas vezes acaba nos afastando desses sonhos lindos de infância, porém esse é um que pretendo concluir, e acreditem AINDA NÃO ACABOU, essa história ainda tem dois ou três capítulos, no entanto não posso garantir uma data especifica para postá-los.
Mais uma vez obrigada a todos que leem e apreciam esse meu pequeno mundo encantado, onde não consegui me conformar com o ponto final dado por seus ilustríssimos criadores e acabei transformando-o em um lindo pontinho que ainda tinha uma história a sua frente.
Boa leitura!
Atenciosamente, Tsunami Azul


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...