1. Spirit Fanfics >
  2. A história da anja da escuridão >
  3. A aparição de um homem misterioso

História A história da anja da escuridão - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - A aparição de um homem misterioso


Fanfic / Fanfiction A história da anja da escuridão - Capítulo 1 - A aparição de um homem misterioso

O que são anjos? São seres só divinos? Só existem eles? Não, existe outro tipo de anjo, anjos da escuridão.

Seres obscuros, muitos que são frios. Mas será mesmo?

Cansada, paro de refletir. Este livro da escola está me deixando mais agoniada.

- Mayara! A aula!! - Disse uma aluna aleatória.

- Ok! Ok! - Respondi.

Após isso fui para a sala e se iniciou.

Enfim, meu nome é Mayara Suzuki e sou uma garota tímida e meia anormal. Porque anormal?

Tenho asas negras, habilidades anormais. Vi que falava de anjos da escuridão e anjos este livro e me identifiquei com uma coisas.

Posso fazer uma pessoa ficar negativa, atraio coisas ruins se eu quiser, pego a áurea da pessoa. Eu não usarei pro mal. Apenas escondo. Meus pais sabem que sou anormal, mas não sabe o grau de poder que eu tenho e descobri.

Na escola não tem ninguém que saiba e se souberem vão querer chamar até o governo, disso não duvido ou coisa pior.

Mas minha vida é normal, finjo ser uma garota normal.

A única pessoa que me entende é a minha mãe que me defende.

Depois das aulas chegou a hora de ir embora, mas quem disse que eu iria caminhando?

Escondido, faço aparecer minhas asas negras e vôo. Aprendi a fazer rapidamente, é divertido!

Ao chegar em casa, ouço já meus pais reclamando.

- Jason! Cala a boca! Temos que ir com ela! - Disse alto a minha mãe.

- Mesmo assim! Não poderíamos levar ela! - Respondeu ele gritando.

Porque eu não??

- Ela já é grande, ela gastaria mais dinheiro e ela.. você sabe.. - Respondeu meu padrasto.

- Foda-se isso! Ela é a minha filha! - Gritou minha mãe.

- Sim, mas eu não! Você que teve um caso com um homem e teve ela! Se não quer que eu chame o governo, é melhor só irmos nós dois. - Respondeu ele agarrando o braço dela.

- Me solte! Você se esqueceu que eu sou que nem ela?? Sou poderosa e pior? - Disse minha mãe sem estar usando a mão e sim algum poder que fazia meu padrasto enfraquecer.

- Você não deve... - Disse ele fraco.

- Calado. Eu quero o melhor para ela! Então fique aqui. - Respondeu minha mãe pondo ele no chão fraco.

Após isso ela percebeu que eu estava lá.

- Mayara vem. Eu sei que está ai. - Disse ela de braços cruzados.

- Desculpa, eu.. ouvi... - Respondi meio baixo.

- Tudo bem, querida. Vamos fugir. Eu não devia ter ficado aqui com este humano babaca. - Disse ela séria, pegou a minha mão e me levou para fora de casa.

Enfim fomos correndo como se fossemos humanas. Fui com minha mochila, eu já estava com tudo que precisava.

- Mas nem pegou a mala. - Respondi nervosa.

- Tudo bem. Você deve se manter segura Mayara. - Respondeu ela ao sorri para mim.

Quando chegamos na beirada da rua, ouço uma voz estranha.

- Karen, fungindo com sua filha? - Perguntou uma voz masculina.

- Akira, você mesmo que eu precisava. - Respondeu ela.

- Oras, percebeste que isto iria dar errado. - Disse o homem calmamente.

Ao ver como este homem era eu fiquei admirada, mas voltei a realidade. Ele tem pele pálida, tem belos cabelos negros, olhos vermelhos.

- Como assim mãe? - Perguntei sem entender.

- Ele é também um ser fora do normal, peculiar, como nós filha. Ele é um demônio do bem. Você precisa ir com ele... - No momento que ela iria continuar a falar, ela desamaiou na hora.

- Rápido Mayara!! - Disse Akira me pegando pela a mão e me cobrindo com suas asas negras.

Ao olhar novamente não vejo minha mãe.

- O que ouve?! - Perguntei assustada.

- Ela sumiu. Anjos da escuridão somem e vão para outro tipo de local. Ela teve que voltar para o outro lado... - Respondeu Akira com uma expressão séria.

- Voltar? Mas logo agora que estamos livres daquele cara? Porque logo agora? - Respondi chorando.

Após eu parar de chorar, cai no chão e ele me segurou.

- Ei, calma. Eu vou te levar para um lugar diferente. Serei seu mestre, guardião de certa forma. - Disse Akira me olhando.

- Ok. Akira. - Respondi e desmaiei.


Notas Finais


Ah, essa minha história está no wattped também.
O mesmo nome do perfil que esse daqui.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...