1. Spirit Fanfics >
  2. A História Da Jennifer >
  3. Capítulo 2

História A História Da Jennifer - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction A História Da Jennifer - Capítulo 2 - Capítulo 2

_Apartamento da Jennifer_



*POV JENNIFER*



O despertador tocou as 05:40 da manhã, eu levantei e fui ao banheiro fazer as minhas higienes matinais, e tomei um banho, depois do banho coloquei uma calça e uma blusa xadrez com uma bota cinza, fui até a cozinha liguei a cafeteira e peguei os ingredientes para fazer panquecas, quando a massa ficou pronta eu coloquei um pouco na frigideira quente, enquanto cozinhava eu peguei três ovos e um saco de bacon cortado, virei a panqueca e peguei outras duas frigideiras para o ovo e bacon, quando tudo ficou pronto eu fui até a aporta do quarto da Lupi e bati na porta, quando ela resmungou eu voltei até a cozinha e arrumei a mesa, escutei Lupi entrar no banheiro e ligar o chuveiro, eu fui até a sala e liguei a TV para escutar as notícias, quando eu me sentei, ela apareceu e foi até a cafeteira. 



Lupita: bom dia blonde beauty. 


Jennifer: bom dia docinho. 


Lupita: é hoje que você começa? 


Jennifer: simmmm, eu estou muito ansiosa, meu primeiro dia!


Lupita: que bom, e eu adorei o café da manhã, mas eu não posso ficar mais tempo, tenho que ir encontrar o Denny, tchau blonde beauty.


Jennifer: tchau docinho, dá próxima vez eu vou te acordar mais cedo.


Lupita: OK.



Lupita trabalha como cientista floresce, ela disse uma vez que por ela ser nova os polícias não a levam muito a sério, mas ela não deixa isso abalar ela, Lupi começou a morar comigo com 17 anos, os pais dela foram morar na Europa e ela não quaria ir, por sorte meus pais acabaram pedindo para os pais dela para ela ficar com a gente, e depois de tanta insistência eles acabaram cedendo.


Bom chega de lembranças, ainda são 06:30 o tempo está lento hoje, dá tempo de eu lavar a louça e dar água para as flores nas janelas, sim, eu compro vazinhos com flores de diferentes cores para deixar a casa alegre.


Depois de lavar a louça e regar as flores eu peguei a minha bolsa e o meu celular que estava carregando, ele está 100% e tem uma mensagem da minha mãe, ela perguntou se eu estou ansiosa por hoje, eu respondi que sim, peguei as minhas chaves e saí pela porta trancando ela. Meu apartamento não tem elevador e isso é chato eu moro no quinto andar. Enfim, entrei no meu carro pensando em como vai ser o meu primeiro dia, é como se fosse o primeiro dia de aula, mas na faculdade foi diferente, era um pouco difícil, as pessoas eram legais comigo mas elas sempre conversavam sobre estar cansados de trabalhar para pagar a faculdade ou falavam sobre filhos, sim, alguns deles tinham filhos, e como eu era muito nova eu me sentia deslocada, eu não trabalhava e nem tinha filhos, não sabia como conversar com eles me sentindo uma criança com adultos, e agora pode ser diferente, eu sou meia nova no FBI mas dessa vez não vou me ver como uma criança perto de vários adultos.


_Departamento do FBI quântico Virgínia_



*POV NARRADORA*


Catherine: meus amores eu já pesquisei tudo sobre essa garota, ela tem memória fotográfica, dois PhD, lê Daz mil palavras por minuto, começou a fazer faculdade com 14 anos, a mãe é médica e o pai policial.


Rosalya: antes de eu entrar na UAC você pesquisou sobre mim também?


Catherine: você estorou o limite do seu cartão de crédito com roupas. 


Rosalya: eu estava mudando depois da faculdade!


Clay: pesquisou a vida de todos nós?


Catherine: sim, eu sei quase tudo sobre vocês... qual é, nos somos uma família, bom de sete agora.


Clay: acho que vai ter uma disputa aqui, parece que o Spencer não vai ser o único génio em tudo, acho que ele vai até se irritar com a novata. 


Rosalya: duvido, ele é muito legal. 


Clay: vamos apostar? 


Rosalya: sim, vinte dólares. 


Catherine: oba, eu vou ser a que diz quem vai ser o vencedor e eu fico com o dinheiro. 


Rosalya/Clay: fechado. 


Alessandro: pessoal essa é a Petrelli ela vai estar em treinamento ainda.


Jennifer: olá, meu nome qé Jennifer.


Catherine: oiiii prazer em te conhecer, nos somos em seis, bom agora sete, esse é a Rosalya Forbes, aquele que te apresentou é o Alessandro Rivers ele é o meio que o chefe da UAC, esse é o Clay Wolf, eu sou a Catherine Backer a analista de vocês, sou uma genia na computação, tem mais dois que não chegaram ainda, o Tony Dibny, e o Spencer Dixon, o Spencer é Doutor e não agente, o resto é agentes.


Rosalya: desculpa ela fala de mais, sinto que vamos nos dar muito bem, adorei o seu visual.


Jennifer: obrigada e foi um prazer conhecer todos vocês de verdade.



A Rosalya tem olhos castanhos claros e cabelos castanhos avermelhados, Clay tem cabelos pretos e olhos azuis, Catherine é loira com mechas pretas os olhos dela são verdes, Alessandro tem cabelo castanho e olhos castanho escuro.


Eles ficaram conversando para se conhecerem melhor até.



Alessandro: temos um caso, Backer entre em contato com o Dibny e o Dixon.


Catherine: pode deixar senhor!



Ela foi até a sala dela ligou os computadores para pegar os dados do casa, enquanto os dados eram imprimidos ela ligava para eles.



*Ligação on*


Tony: Backer pode falar.


Catherine: temos um caso.


Tony: já estou indo.


*Ligação off*



Ela saiu da sala com várias papeladas e foi até à sala de reuniões.



Catherine: senhor o Tony já está vindo e eu não consegui falar com o Dixon.


Spencer: eu estou bem aqui Backer, qual é o caso?


Catherine: bom é triste em dizer isso mais, na California ontem foi encontrado um corpo asfixiado e esquartejado num beco, e semana passada a mesma coisa com duas mulheres encontrada em becos diferentes mais com a mesma morte esquartejadas  e asfixiadas.



 Tony- Da pra ver que elas ficaram bastante tempo com o descon.


Rosalya- Catherine alguma queixa ou desaparecimento?


Catherine- Não é estranho ninguem notou o sumiço delas, saíram do trabalho e sumiram.


Jenny- Como que ninguém notou que elas sumiram, e porque axfixialas e esquartejalas, ele tem o que esquizofrenia? 


Spencer- Na verdade a esquizofr...


Clay- Dixon é melhor você fazer um resumo pra não demorar o génio prodígio.


Spencer- A esquizofrenia é um distúrbio que afeta... 


Jenny--a capacidade da pessoa de pensar, sentir e se comportar com clareza, eu sei disso.


Clay: uau...


Alessandro: pegamos o voo em 20 minutos.




_Dentro do jato_



Spencer- Acredito que, em números, esse tenha sido o pior serial killer de California. 


Jenny- Tirando o Billy Jason que era o criminoso que raptava pessoas consideradas de “fácil acesso”, e depois fazia o que queria com elas, uma imagem que eu nunca vou esquecer é dos porcos se alimentando  das vitimas, eles comem qualquer coisa.


Clay- Isso é verdade Dixon parece que tem alguém mais inteligente que você. 


Spencer: não tem não. 


Rosalya: ela ganhou de você génio.


Tony: acho que deveriam tirar esse título dele.


Alessandro: já chega, Petrelli e Dixon vocês vão a onde encontraram o corpo, Dibny e Rosa vocês vão para o necrotério, Wolf a gente vai na delegacia.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...