1. Spirit Fanfics >
  2. Um amor para Neji Hyuuga >
  3. Um longo distanciamento

História Um amor para Neji Hyuuga - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, espero que estejam gostando.
Sinceramente não sei pq fui me aventurar nessa, sendo que odeio escrever. Fico muito ansiosa e as vezes as coisas não saem do jeito queneu quero. Enfim, nesse episódio após um longo distanciamento eles se reencontram após uns 3 anos. Que é o começo do Shippuden. Já adultos (ela com 18 e ele com 17) podem ter uma relação mais... Carnal hahahhahaa. Pode ser que demore um pouco, porque como é de praxe, se o casal já ta se comendo no começo, podem ser que não durem tanto haha.
Daqui pra frente pode ser que demore mais um pouco porque estarei assistindo aos episódio do anime, para ter um fundo mais próximo aos fatos que aconteceram.

Espero que gostem.

Capítulo 4 - Um longo distanciamento


Fanfic / Fanfiction Um amor para Neji Hyuuga - Capítulo 4 - Um longo distanciamento

Depois desse dia eu fui manda em missões e quando voltava quem tinha saído em missão tinha sido ele e seu time. E foi assim por uns 3 anos. Sempre que voltava de uma missão eu ia a noite no monumento dos antigos Kages. Até que um dia percebi um papel e dentro de uma caixa que nunca esteve das outras vezes que ia lá.

No bilhete estava escrito "desculpas, tenho saído para diversas missões e treinamentos também. Não sei se ficou com raiva ou triste comigo, mas desculpa, não foi minha intenção."

E durante esses três anos, nossa comunicação foi assim. Até que ao final desse tempo, em uma bela noite, ao chegar no monumento eu percebo que tem mais alguém lá, observando as estrelas.

- Quanto tempo Mienai, senti tanto a sua falta. - Ele se virou pra mim e sorriu.

Fiquei sem palavras, agradecendo por ainda estar de máscara para ele não ver a cara engraçada que estava fazendo. Logo após eu comecei a ficar vermelha, "uau, ele está... diferente. Mais adulto, mais... - Tiro a máscara e percebo que ele também fica bastante corado.

- Quanto tempo - Ele sorri e vem se aproximando. - Eu... eu...

Enquanto ele se aproximava eu estava paralisada, meu senso de fuga estava gritando, uma pessoa está se aproximando de mim. Mas ele não oferecia nenhum perigo, era só...

- Eu, senti muito a sua falta. - E foi se aproximando até chegar bem perto. - Posso te abraçar?

Aquilo foi bem repentino... Eu abri a boca, ia falar alguma coisa que nem lembro mais e fechei. Pensei: "não era o que sempre quis?" Tornei a abrir de novo em um - Sim - Meio sem graça.

Ele me abraçou, de novo, aquele desconforto de que parecia que tinha sido envenenada porque meu peito parecia que iria explodir. Não sei quanto tempo durou aquele abraço. Pra mim, poderia ter durado uma eternidade.

- Tudo bem? - Ele perguntou.

E antes mesmo de conseguir responder ele já faz outra pergunta.

- Está com fome? Conheço um lugar muito bom, o Naruto sempre fala de lá e disse que eu deveria levar um dia a pessoa que eu gosto e...

Levantei o olhar para ele na hora. - "Ele gosta de mim, eu..." - Logo pensei.

Não era uma pessoa muito sociável, recebi a ordem de que deveria me infiltrar mais na vila, "conviver mais com o povo". Bom acho que não tem hora melhor que essa.

- Ah, preciso me trocar primeiro. Não posso ir com essas roupas... - Enquanto dizia um sorriso lindo se formou nos lábios dele.

- Claro! Nos encontramos lá, daqui uma hora? É uma barraquinha de Lamen... - Dizia todo animado quando o interrompi.

- Sim, eu sei onde fica o Ichiraku. - E sorri para ele, que ficou todo animado.

- Certo, certo então, até daqui uma hora. - Disse enquanto eu saia.

Ao chegar ao meu apartamento fui logo tirando a roupa para tomar um banho e pensando. - "Não muitas tenho roupas civis... E agora?" Minha vida era só a ANBU, quando não estava em missão, estava treinando. E logo lembrei. - "Verdade, junto com a ordem de me socializar mais, veio um conjunto de roupas de civis."

Quando terminei de tomar banho fui procurar aquelas roupas civis. Roupas pretas, bem discretas calça e uma blusa de manga longa e gola média. Agora, como já tinha idade para me infiltrar como adulta, deveria agir como uma pessoa normal. Me dava arrepios do que viria acompanhado com a palavra "adulta".

Enfim, quando terminei, não sabia se estava civil o suficiente e fui ao encontro do Neji. Não estava com fome porque aparentemente haviam borboletas no meu estômago.


Notas Finais


Gostaria de perguntar o que acharam sobre.
Dúvidas, reclamações... Não muitas hehe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...