História A história mais shakespeariana nesse perfil - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Comedia, Hamlet, Paródia, Roteiro, William Shakespeare
Visualizações 2
Palavras 7.155
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia
Avisos: Nudez
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Uau, dessa vez fiquei um bom tempo sem aparecer por aqui.
Normal.
Acho que qualquer usuário nesse site precisa passar um tempinho longe daqui pelo menos uma vez.
O que mais falo?
Ah, sim, meu livro. Cabulando Aula na Garagem dos Ônibus.
Sim, ele demorou um pouco mais que o esperado, mas finalmente tenho uma ideia de quando vai estrear. No mais tardar em Setembro.
Para aqueles que estão interessados, fiquem atentos.
Agora sobre essa história.
Sinceramente não sei. Não sei por que cargas d'água resolvi fazer uma paródia de Hamlet. E justo com a turma da Helena e do Lorenzo.
Eu simplesmente tive uma vontade de ler Hamlet, li Hamlet e quando percebi estava fazendo o Lorenzo dizer "Ser ou não ser".
A propósito, aproveito para avisar que, de todas as paródias de Hamlet que existem no Spirit (aliás, existem paródias de Hamlet no Spirit?), essa provavelmente é a menos shakespeariana de todo o site. Sei, confuso, o título diz que essa é a mais shakespeariana, mas eu deixei bem claro que é a mais shakespeariana nesse perfil, o do Lorde Barão. Então... Não, o título não mente.
Outro aviso: todos os neologismos nesse texto são propositais. Sei que são palavras que eu simplesmente inventei no momento que escrevia e as coloquei mesmo assim. Acredito que os significados desses neologismos sejam fáceis de serem deduzidos.
Bem, acho que acabei. Qualquer dúvida, crítica, se estiverem com vontade de me xingar... Sintam-se livres para comentar.
Para você que chegou até aqui, boa leitura.

Capítulo 1 - Capítulo Único


1 INT. CASA DE VERANEIO – SALA DE ESTAR – NOITE 1

YAKIRA TANAKA, LUCAS MONTEIRO, URBANO LOPES e FAUSTO CURIE chegam.

LUCAS

Caramba, hoje foi um dia longo. Nem acredito que nossa escola ganhou o Interclasse.

URBANO

É, foi difícil, mas no fim ganhamos. E o melhor é que, finalmente, Jessica e Mark pararam de brigar. Hoje é um dia para entrar pra História.

FAUSTO

(com olhar vazio)

Não se esqueçam que isso só foi possível graças a minha namorada-mestra, Yakira. Ela é a melhor do nosso grupo.

YAKIRA

(dando um soquinho no braço de Fausto)

Ai, para, está me deixando sem graça. A verdade é que todos vocês são incríveis do jeito que são. Mas eu sou a mais incrível daqui, e por isso sou a líder dessa turma.

LORENZO LOMBELLO aparece.

LORENZO

Ufa, até que enfim terminei de lavar os banheiros.

(para a turma de Yakira)

Oi, pessoal, como foi o dia de vocês?

YAKIRA

Hoje foi demais elevado a décima potência, meu amigo. Nossa escola ganhou o Interclasse, e Jessica e Mark se tornaram melhores amigos para todo o sempre.

LORENZO

Uau, fantástico! Mal vejo a hora de contar as novidades para a Helena.

(entristece-se de repente)

Ah, é mesmo. A Helena não mais se encontra entre nós. Seu corpo falecido está dentro de um caixão, em um túmulo no cemitério da cidade, e sua alma está no Céu, provavelmente tentando tocar harpa. Ela era horrível nisso, e mesmo assim sinto saudades dos péssimos sons que ela produzia com instrumentos musicais.

YAKIRA

Credo, dá pra parar com isso? Esse chororô aí tá me dando náuseas!

LUCAS

Uau, não precisa ser tão cruel com o cara.

URBANO

É, ele tá com saudades, é natural isso.

YAKIRA

(gritando)

Mas a Helena morreu há dois meses!

(para Lorenzo)

Olha, cara, sei que você e Helena tinham uma história. Pô, eu também sinto saudades dela. Num dia eu tava lá, colocando cola extra-forte na cadeira dela para trollá-la, e no outro eu e ela éramos parceiras do crime. Mas a Morte, a juíza mais justa que existe nesse Universo, não quer saber de lindas histórias de amizade. A única coisa que ela quer saber é se sua hora chegou. Não importa a causa da morte, não interessa a classe social, não interessa o local de nascimento, nada interessa para a Morte. Se sua hora chegou, então você precisa ir. E é por isso que você precisa parar de choramingar toda vez que se lembra da Helena. Você ainda está vivo e devia aproveitar isso. Devia se divertir com os amigos, achar um amor para a vida e salvar algum animal em perigo de extinção. Afinal, você não sabe quanto tempo você tem de vida, sabe?

LORENZO

Ora, você fala sobre aproveitar a vida, mas desde que Helena morreu eu tenho ficado por aqui, fazendo um monte de tarefas domésticas.

YAKIRA

Ué, e você não costumava fazer tarefas domésticas antes da morte de Helena?

LORENZO

Sim, mas eu também me metia em uma série de aventuras surreais. Mas agora eu sou uma versão masculina da Cinderela. Fala sério, eu fui substituído pelo Fausto. Por que?

YAKIRA

Olha, Fausto é um cientista maluco mirim, e você é um chorão. Eu apenas coloquei os dois lados na balança e vi qual era a decisão mais sensata.

FAUSTO

(com olhar vazio)

E é por isso que Yakira é a líder da nossa turma. Ela é a melhor namorada-mestra que eu poderia ter.

YAKIRA

É, não posso ir contra os fatos, sou uma partidona.

LORENZO

Quer saber? Cansei dessa discussão. Vou para o quintal refrescar minha cabeça.

Lorenzo sai da sala e vai para o quintal.

YAKIRA

Pera, e o jantar? A gente tá morrendo de fome!

LORENZO (O.S.)

(gritando)

Façam vocês o jantar!

YAKIRA

(para a turma)

Parece que mais uma vez vamos recorrer ao iFood.

 

 

2 EXT. CASA DE VERANEIO – QUINTAL – NOITE 2

Lorenzo está sentado no gramado, olhando para as estrelas. Ele vê uma estrela cadente surgindo no céu.

LORENZO

Oh, estrela cadente, você que é famosa por conceder desejos, por favor, ouça meu pedido. Eu gostaria de falar com a minha amiga, Helena, de novo. Nem precisa trazê-la de volta a vida, se eu pudesse falar com o espírito dela para mim seria o suficiente.

Um forte vento sopra no quintal. Lorenzo ouve as vozes do fantasma da HELENA GUIMARÃES.

FANTASMA DA HELENA (O.S.)

Lorenzo. Lorenzo.

LORENZO

(coloca-se de pé)

Será possível? Não faz nem um minuto e meu desejo já está se concretizando?

O fantasma da Helena aparece.

LORENZO

Sim, aconteceu mesmo! O fantasma da minha melhor amiga apareceu, é um verdadeiro milagre de Natal e...

(grita repentinamente)

Madrepérola, Helena, você está pelada!

Apenas duas faixas de censura cobrem a nudez da fantasma, e elas são visíveis apenas para os espectadores.

FANTASMA DA HELENA

Noto que sua visão continua boa como sempre, cara. Agora presta atenção em mim que preciso te contar umas coisas.

LORENZO

(cobre os olhos com as mãos)

Nem pensar! Eu só vou olhar para você quando estiver decente.

FANTASMA DA HELENA

Sério, para com essa palhaçada e tire essas mãos da frente dos olhos! É importante!

LORENZO

Helena, eu não sei se você notou, mas eu tenho códigos de honra. E esses códigos de honra não me permitem ver nudez, seja essa nudez masculina ou feminina.

FANTASMA DA HELENA

Lorentz, deixa te falar um fato super divertido a respeito do pós-vida. Lá a galera brinca, faz caminhada, lê um livro... Fazem todas essas coisas exatamente do jeito que vieram ao mundo, sem julgamento. É como a Europa só que um milhão de vezes mais européia.

LORENZO

Tá bom, mas você está no mundo dos vivos agora. Podia ficar decente pelo menos por aqui, né não?

FANTASMA DA HELENA

Humf, tá bem, eu vou ver o que posso fazer!

(some por alguns segundos e retorna vestindo um poncho)

Assim tá bom? Olha, só vou usar isso!

LORENZO

(descobre os olhos)

Helena, posso te fazer uma pergunta?

FANTASMA DA HELENA

Desde que seja breve, tudo bem.

LORENZO

No céu tem pão?

FANTASMA DA HELENA

Sério? Retorno como fantasma para tratar de assuntos importantes, e você me vem com esse meme ultrapassado?

LORENZO

Meme? Mas isso é uma dúvida genuína que tenho desde os cinco anos.

FANTASMA DA HELENA

Chega de perder tempo com besteiras, preciso te falar algo muito importante e sinistro a respeito da minha morte.

LORENZO

Refere-se àquele terrível acidente envolvendo uma cobra, um caminhão e um salame?

FANTASMA DA HELENA

Pois é, essa história é pura lorota. Eu não morri num acidente, fui assassinada pela Yakira Tanaka.

LORENZO

(surpreso)

O que? Não pode ser, isso é impossível!

FANTASMA DA HELENA

Mas é a mais pura verdade. Yakira me matou, mentiu pra todo mundo e convenceu a galera de que ela é a nova protagonista das histórias do Barãoverso.

LORENZO

Todo mundo? Até mesmo o Fausto?

FANTASMA DA HELENA

Na verdade ele foi o primeiro e único a suspeitar. Por isso, Yakira o hipnotizou, e agora ele pensa que é o namorado dela.

LORENZO

Que absurdo. Yakira fez a maior injustiça e ela se safou dessa.

FANTASMA DA HELENA

Sim, e é por isso que te peço para me vingar. Você precisa matar Yakira Tanaka.

LORENZO

(surpreso)

Eu?

FANTASMA DA HELENA

Sim, você. Acabe com a raça daquela magricela de uma figa!

O fantasma da Helena desaparece.

FANTASMA DA HELENA (O.S.)

Ah, se for usar uma faca, não se esqueça de torcer quando for apunhalá-la.

LORENZO

Helena, espera! Droga, acho que ela foi embora mesmo.

Lucas e Urbano aparecem.

LUCAS

Mano, aconteceu alguma coisa por aqui?

LORENZO

Como assim?

URBANO

É que estávamos de boas, comendo pizza, quando lá da janela vimos você conversando com o nada.

LORENZO

Pode ser difícil de acreditar, mas eu não estava falando para o nada. Eu acabei de ver o fantasma da Helena e conversei com ela.

LUCAS

Helena? Aquela que morreu há dois meses naquele trágico acidente envolvendo uma cobra, um caminhão e um salame?

LORENZO

Sim, essa Helena, mas ela acabou de me contar a verdadeira razão de sua morte.

URBANO

E qual é a verdadeira razão da morte dela? A gente tá curioso agora.

LORENZO

Seguinte, a verdadeira razão da morte de Helena é uma parada muito, mas muito sinistra mesmo. Por isso, preciso que vocês prometam agora, nesse exato instante, que vão guardar segredo do que vou dizer daqui a pouco. Ninguém pode saber do que aconteceu aqui, e se alguém perguntar sobre o que rolou por aqui, é dever de vocês fecharem suas bocas, trancarem com um cadeado e jogarem a chave fora. Esse é um segredo que não pode fugir de forma alguma e...

LUCAS e URBANO

(interrompem Lorenzo impacientes)

Já sacamos! A gente jura não contar para ninguém! Agora desembucha logo!

LORENZO

Desembucha o que?

LUCAS e URBANO

(gritam)

O verdadeiro motivo da morte de Helena!

LORENZO

Ah, tá, quase esqueci. De novo aviso que é um lance bem sério. Querem ouvir mesmo assim?

LUCAS e URBANO

Queremos.

LORENZO

Então aqui vai. Helena não morreu em um acidente. Yakira Tanaka a assassinou.

LUCAS e URBANO

(espantados)

Tá de zuera com a gente!

LORENZO

Mas é a verdade. Yakira matou Helena, mentiu pra gente e nos convenceu de que ela é a protagonista das histórias do Barãoverso. Fausto chegou a suspeitar dela, mas Tanaka foi mais esperta e o hipnotizou.

LUCAS

Carambolas, nem tenho palavras para isso!

URBANO

O fantasma da Helena disse mais alguma coisa?

LORENZO

Sim. Antes de ir embora, ela me pediu para matar a Yakira.

LUCAS

Isso é loucura!

URBANO

Você vai fazer isso mesmo, fera?

LORENZO

Sinceramente eu não sei. Tudo o que quero agora é ficar sozinho no meu quarto.

Lorenzo sai do quintal.

URBANO

(para Lucas)

Aê, fera. O que pretende fazer agora?

LUCAS

O mesmo de sempre: ver mais um episódio de Voltron no Netflix.

 

 

3 INT. SHOPPING – DIA 3

Lorenzo aparece.

LORENZO

Oh, que dilema, que confusão. Por um lado estou feliz como uma criança perante um rio de chocolate, porque pude rever minha melhor amiga, Helena. Por outro lado o meu ser está atormentado devido ao pedido que minha falecida companheira fez na última noite.

SOFIA aparece e observa Lorenzo de longe.

LORENZO

(sem notar a presença de Sofia)

Matar Yakira? Eu? Das mais de sete bilhões de pessoas que pisam nessa Terra, ela pediu justamente para mim? Ora, essas mãos que eu tenho são incapazes de tirar vidas. Elas foram feitas para ajudar as pessoas, desenhar lindos campos floridos e preparar deliciosos bolos. Não servem para machucar as outras pessoas, mesmo que essa pessoa seja a mais malvada do mundo. Por outro lado, ouvi dizer que acidentes em escadas matam mais que tubarões. Talvez se eu fizesse a Yakira sofrer um pequeno acidente... Não! O que está acontecendo? Será possível que eu esteja pensando em assassinar a Yakira, matá-la pra valer? Oh, pensava ser 2000% puro, mas agora sinto duas metades brigando dentro do meu ser. Uma quer que eu permaneça bom e puro, e a outra quer vingar Helena e assassinar Yakira. Qual metade devo escolher? Bondade ou vingança? Ser ou não ser... Eis a questão.

(percebe que está em frente à vitrine de uma loja de televisões)

Veja só, várias televisões em promoção. Acho que vou ver algum programa para aquietar minha mente. De preferência um desenho sobre pôneis coloridos aprendendo sobre amizade.

Lorenzo vira-se para a vitrine. A televisão maior liga e nela está passando um desenho sobre pôneis coloridos aprendendo sobre amizade. Um pequeno unicórnio magenta surge na tela.

UNICÓRNIO MAGENTA

Olá, criançada, meu nome é Crepúsculo Brilhante, e você está vendo mais um episódio de Meu Equino de Tamanho Reduzido.

Um pégaso com crina arco-íris aparece na tela.

PÉGASO ARCO-ÍRIS

Oi, Crepúsculo Brilhante, sou eu, Cores Velozes, sua melhor amiga. Posso brincar na sua casa hoje?

UNICÓRNIO MAGENTA

Claro, vamos brincar na minha casa.

Elas vão para a casa da unicórnio. Entram na sala de estar, e a pégaso sem querer quebra um vaso.

PÉGASO ARCO-ÍRIS

Essa não, quebrei um vaso sem querer.

UNICÓRNIO MAGENTA

(com voz demoníaca)

Sua égua estúpida, agora você deve morrer.

(faz uma pistola aparecer magicamente e mata a pégaso)

Hora de escrever o relatório de amizade para a Rainha Ensolarada.

(transforma a pistola em papel e caneta e começa a escrever)

Querida Rainha Ensolarada, hoje aprendi que se um amigo faz algo de errado, devemos matá-lo sem misericórdia no coração.

A televisão maior desliga. Lorenzo vira-se com os olhos arregalados.

LORENZO

Essa não, até os desenhos de pôneis coloridos exigem assassinato! Eu vou pirar!

Lorenzo grita e corre em círculos. Espantada, Sofia vai embora.

CONRAD aparece magicamente. Lorenzo se esbarra nele e cai no chão.

LORENZO

Conrad, é você? Desculpa, cara.

CONRAD

Tudo bem. Deduzo que você está passando por problemas.

LORENZO

(coloca-se de pé)

Sim, é verdade. Sabe, recentemente soube que a história acerca do acidente que matou Helena é pura fake news. Yakira a matou e se tornou na protagonista de nossas aventuras. Ah, claro, lembrei que não mais participo de aventuras, me jogaram para escanteio. Todo dia ela e a turma vão para algum lugar, se metendo em confusões que deixariam os filmes da Sessão da Tarde com inveja. Só voltam à noite, quando falam do louco dia que tiveram. Me esqueci de algo? Ah, sim, Fausto está hipnotizado e pensa que é o namorado da Yakira. E toda noite, eu fico ouvindo os dois pulando na cama do quarto ao lado, vestidos de pokémon. Daí a Yakira fica pedindo para ele xingá-la, e ele a xinga dos piores nomes possíveis. Essas noites mal dormidas estão arruinando meu sono da beleza.

CONRAD

Nossa, é sério essa história aê?

LORENZO

Bem, sobre o lance do “pulando na cama vestidos de pokémon”, eu só tenho uns 50% de certeza. Nunca vi com os meus próprios olhos para confirmar. Mas o resto eu garanto que é a verdade mais verdadeira na história das verdades.

CONRAD

Hmmm, acho que tenho uma coisa aqui que pode ajudar no seu problema.

(faz uma tiara dourada aparecer magicamente na mão)

Aqui, tome essa tiara.

(entrega a tiara a Lorenzo)

LORENZO

Conrad, você é um gênio! Irei entregar essa tiara para a Yakira e a seduzirei como um galã dos filmes antigos. Quando ela ficar toda sem jeito, você aparece por trás e a coloca numa caixa. Daí a gente envia a caixa para a Antártida e comemoramos com um delicioso lanche.

CONRAD

Não, seu tonto, isso que eu te entreguei é uma tiara mágica. Ela pode te dar poder o suficiente para destruir Yakira. Mas você não pode usá-la agora.

LORENZO

E agora, posso usar?

CONRAD

Não. Essa tiara foi feita para lutar contra o mal, e por isso você só pode usá-la depois que Yakira confessar o assassinato.

LORENZO

Eita, lascou! Cê tem noção do quão impossível isso é? Yakira não confessa nem as trollagens que faz na escola, imagina então um assassinato.

CONRAD

Se quiser tenho uma sugestão de plano para fazer a Yakira confessar.

LORENZO

Beleza, manda aê!

Conrad cochicha o plano no ouvido de Lorenzo.

LORENZO

Conrad, se estivéssemos num concurso de planos infalíveis, o Cebolinha não teria chances contra você. Irei por essa ideia em prática o mais breve possível.

Os dois vão embora por lados diferentes.

 

 

4 INT. CASA DE VERANEIO – SALA DE ESTAR – DIA 4

LEÔNIDAS LOMBELLO, ALEX TAYLOR e Yakira estão sentados ao redor de uma mesa jogando Uno. Leônidas tem duas cartas nas mãos, Alex tem três e Yakira tem sete.

LEÔNIDAS

(rindo)

Esse jogo tá no papo. De quem é a vez?

ALEX

(para Leônidas)

Bem, como você jogou a carta Inversão, então a vez é da Yakira.

YAKIRA

Então acham que estão com a vantagem, né? Pois tomem isso!

(joga uma carta com a ilustração de um monstro)

Eu invoco Karezi, o devorador de planetas, em modo de ataque. Eu venci, vocês perderam.

ALEX

(encarando Leônidas zangado)

Sério, cara, porque a gente joga Uno com a Yakira? Ela sempre joga uma carta de outro jogo e declara vitória!

YAKIRA

E mais uma vez o pequeno polegar age como mau perdedor.

(vira-se em direção a cozinha)

Aê, Faust, prepara uma rodada de suco!

FAUSTO (O.S.)

Como quiser, namorada-mestra.

Sofia chega.

SOFIA

(ofegante)

Pessoal, trago notícias alarmantes a respeito de Lorenzo.

LEÔNIDAS

Meu irmão? Impossível!

SOFIA

Eu vi com meus próprios olhos. Estava lá no shopping, passeando alegremente quando testemunhei Lorenzo agindo como um doido varrido. Ele falava sozinho e citou o nome da Yakira muitas vezes.

Fausto aparece trazendo uma bandeja com quatro copos de suco de laranja.

FAUSTO

(com olhar vazio)

Fiz os sucos como ordenou, namorada-mestra. Alguém quer um copo?

SOFIA

(para Fausto)

Ah, sim, gostaria de um copo, por favor.

(pega um copo de soco)

YAKIRA

(levantando-se da cadeira)

Espera, o que exatamente Lorenzo falou de mim? Alguma chance dele ter planejado me presentear com uma tiara e me seduzir como um galã de filmes antigos? Porque se for, avise pra ele que já to namorando e não to aceitando amantes no momento.

SOFIA

Infelizmente ele falou algo sobre te assassinar ou coisa parecida, e acho que ele também revelou uns spoilers do último filme dos Vingadores.

YAKIRA

Não gosto nada disso, isso me cheira a conspiração, daquelas bem conspiratórias. Sofia, quero que você, Alex e Leônidas fiquem de olho no Lorenzo. Garantam que ele não faça nenhuma gracinha e de jeito nenhum contem que estão trabalhando para mim. Agora deem-me licença que eu e Fausto precisamos nos arrumar para o teatro. O espetáculo dessa noite é “A vida de George Washington - No Gelo”. Cês nunca vão adivinhar quem está interpretando o Thomas Jefferson esse ano.

Yakira e Fausto sobem as escadas. Leônidas e Alex se levantam das cadeiras.

SOFIA

Que maravilha, conseguimos um emprego nesse tempo de crise. Então, o que exatamente vamos fazer com o Lorenzo?

LEÔNIDAS

Acabei de ter uma ideia. Vamos colocar Lorenzo num foguete e mandá-lo para o Sol.

ALEX

Brilhante!

SOFIA

(espantada)

O que? Que absurdo, por qual razão faríamos tamanha loucura?

ALEX

Olha, foi ordem da Yakira. Garantir que ele não faça nenhuma gracinha.

LEÔNIDAS

É, e de acordo com um filme que assistimos no último fim de semana, isso significa que devemos fazer o cara sumir do mapa.

ALEX

De preferência para sempre.

SOFIA

Pois acho o plano de vocês muito exagerado. Eu acabei de ter uma ideia melhor.

LEÔNIDAS

É mesmo? Conta pra gente, então!

SOFIA

Vou até o Lorenzo, sorrio e peço por favor.

ALEX

Tá de zuera com a gente? Essa é a pior ideia do mundo!

LEÔNIDAS

É, você não pode simplesmente chegar num cara que tá pensando em assassinatos e pedir por favor para ele. É capaz dele ficar um milhão de porcento putasso e te matar!

SOFIA

Mesmo assim continua sendo uma ideia melhor que mandar alguém pro Sol. E se vocês insistirem nesse plano ridículo, então me recuso a trabalhar com vocês.

(termina de beber o suco e coloca o copo na mesa com raiva)

Passar bem.

Sofia vai embora.

ALEX

É, parece que somos só nós dois agora. Aê, como vamos fazer o Lorenzo entrar num foguete pro Sol?

LEÔNIDAS

(com olhar maldoso)

Não se preocupe, cara. Já estou pensando nisso.

 

 

5 EXT. BASE DE LANÇAMENTO DE FOGUETES – DIA 5

Um cenário falso de um porto com um grande transatlântico encontra-se exatamente na frente de um foguete prestes a decolar. Há uma rampa que interliga o chão a uma abertura no cenário, dando a impressão de que ela dá acesso ao navio.

Leônidas e Alex estão a uns cinco metros de distância da rampa.

LEÔNIDAS

Cara, a gente se superou dessa vez.

ALEX

É o plano perfeito, não tem como dar errado.

LEÔNIDAS

(tira do bolso um bilhete de raspadinha)

Belê, vamos revisar o plano. Quando o Lorenzo chegar, a gente fala que ele tem a chance de ganhar uma viagem com tudo pago para o Havaí, bastando raspar um bilhete e conseguir três ilustrações de navios. Entregamos esse bilhete falso, ele raspa e ganha. Daí ele vai subir naquela rampa, pensando estar embarcando na viagem dos sonhos, quando na verdade ele estará entrando em um foguete. O foguete decola, vai pro Sol e missão cumprida.

ALEX

Perfeito. Mas, cara, eu preciso te perguntar uma coisa. Não te dói nem um pouco ter que mandar o próprio irmão para o Sol?

LEÔNIDAS

Eu não posso mentir, Alex, fazer isso me dói mais do que se atirar do alto de uma montanha e cair em uma piscina cheia de espinhos. Mas às vezes, na vida, precisamos fazer coisas que não gostaríamos de fazer. Tipo, sei lá, fazer provas de matemática, se casar ou escolher em quem votar. São essas provações da vida que constroem o caráter. Além disso, tava a fim de ter meu próprio escritório.

Lorenzo chega.

LORENZO

Fala aê, irmãozão, qual é a boa?

LEÔNIDAS

Maninho, que felicidade vê-lo por aqui! Diga, o que tem feito ultimamente? Ouvi dizer que você ficou agindo como um doido.

LORENZO

Eu? Bem, realmente eu fiquei louco, mas louco de alegria porque comecei um novo projeto na minha vida.

LEÔNIDAS e ALEX

Um novo projeto?

LORENZO

Sim, estava pensando em fazer sucesso no Youtube. Agora há pouco estava escrevendo o roteiro do meu vídeo de estréia.

LEÔNIDAS

Legal, bro. E sabe o que é melhor que fazer fama no Youtube?

LORENZO

(com olhos brilhando)

Ter sua própria montanha de chocolate?

LEÔNIDAS

Não, é ganhar uma viagem com tudo pago para o Havaí.

ALEX

E é por isso que te chamamos para esse lugar em específico, que concertezamente não é uma base de lançamento de foguetes.

LORENZO

Isso é estranho, porque eu jurava que aqui ficava uma base de lançamento de foguetes.

ALEX

Não ficou sabendo? Demoliram a base e construíram esse belo porto no lugar.

LEÔNIDAS

Obrigado pela informação, Alex. Onde estava? Ah, claro!

(mostra o bilhete para Lorenzo)

Eu te chamei aqui porque queria te dar esse bilhete de raspadinha. É só raspar com uma moeda e, se achar três desenhos de navios, ganha uma viagem com tudo pago para o Havaí.

(entrega o bilhete para Lorenzo)

LORENZO

Nossa, que legal! Vou raspar agora mesmo.

(tira uma moeda do bolso e raspa o bilhete)

Tá legal, consegui o primeiro navio, consegui o segundo, sinto o terceiro vindo...

(confere o resultado)

Eu ganhei! Consegui os três navios!

Lorenzo dança e comemora com Leônidas e Alex.

ALEX

Cara, o que cê tá esperando?

LEÔNIDAS

É, embarque logo nesse navio, que ele tá com cara de que vai partir a qualquer momento.

LORENZO

Eu já vou, só quero ver meu bilhete mais uma vez. Esses navios são tão bonitinhos.

(observa atentamente o bilhete)

Eita!

LEÔNIDAS

O que? Por que esse “eita”?

LORENZO

Acabei de ler as letras miúdas do bilhete. Aqui diz que tenho o direito de levar um acompanhante. Não posso aceitar esse prêmio.

ALEX

Cumequié?

LEÔNIDAS

Ora, e por que você não pode aceitar esse prêmio? Você achou três desenhos de navios, não achou?

LORENZO

Sim, eu achei, o que significa dizer que deveria estar subindo aquela rampa nesse exato momento para embarcar no navio. Mas agora que li as letras miúdas, sinto-me na obrigação moral de escolher alguém. Se tivesse que fazer isso alguns meses atrás, teria escolhido a Helena sem pestanejar. Mas como sabem, ela não está mais entre os vivos, e por isso preciso escolher meu segundo melhor amigo. E é aí onde está o problema, porque quase todo mundo ocupa essa posição. Lucas, Urbano, Fausto, Yakira, Sofia, você, meu irmão, Alex... São tantos nomes, a lista é quase infinita. Se eu escolher uma única pessoa para ser meu acompanhante, eu vou magoar muita gente, e eu detesto magoar as pessoas. Por isso não posso escolher ninguém. Mas por outro lado, uma viagem para o Havaí é uma experiência única, e levar um amigo seu seria super daora, portanto se o bilhete me deu o direito de levar um acompanhante então eu tenho que levar um amigo. Mas eu não posso simplesmente escolher senão posso magoar os outros amigos que tenho, mas eu preciso escolher alguém! Nossa, isso chega a ser paradoxal.

LEÔNIDAS

Quer parar com esse mimimi? Esse lance de levar um acompanhante nem é obrigatório, agora suba logo naquele navio!

LORENZO

É verdade que não é obrigatório, mas eu sou uma pessoa bondosa, e por isso, quando vejo a opção de fazer algo super bacana, eu tenho que fazer. E por isso sinto-me na obrigação de escolher um amigo para ser meu acompanhante nessa viagem pro Havaí. Mas se eu escolher alguém, outros amigos meus vão ficar chateados, e pessoas bondosas não chateiam os amigos e por isso não posso escolher ninguém. Mas, como vencedor desse sorteio, me foi dada a opção de escolher um acompanhante, e por ser bondoso eu preciso fazer isso porque uma viagem para o Havaí é um lance super irado e...

ALEX

Chega, chega! Não aguento mais isso!

LEÔNIDAS

É, apenas resolva logo esse dilema.

LORENZO

Ora, e não é isso que estou tentando fazer? Fala sério, resolver dilemas não é como fazer deveres de casa. Claro, é verdade que resolver dever de casa nem sempre é fácil, mas pelo menos existem métodos para resolvê-los, e esses métodos são ensinados nas escolas. Mas alguém aqui já viu uma aula sobre como resolver dilemas? Aliás, alguém aqui sabe me dizer se ensinam a resolver dilemas nas escolas? Enquanto não puderem responder essas perguntas, então vocês não podem simplesmente me pedir para resolver logo esse dilema.

LEÔNIDAS

Mano, não poderia pelo menos uma vez deixar de ser tão bondoso e ir embarcar logo nesse navio?

ALEX

Sim, já se esqueceu que estamos falando de uma viagem para o Havaí? Fala sério, esse é um dos melhores lugares para tirar férias que existe.

LEÔNIDAS

É verdade. Sabe, se eu tivesse ganhado uma viagem para o Havaí com tudo pago, estaria agora mesmo em um navio igualzinho àquele ancorado no porto. Quando chegasse, eu ia me hospedar no melhor hotel de lá, depois aproveitaria as praias e suas águas cristalinas.

ALEX

Olha, tenho uns parentes distantes que já visitaram o Havaí. Eu os vejo todo Natal, e eles sempre falam do Havaí como se descrevessem o paraíso. Um lugar com boa comida, belas paisagens, moças bonitas que te recepcionam com colares de flores.

LEÔNIDAS

Que coisa, não? Foi só falar que me despertou uma vontade enorme de estar no Havaí.

ALEX

É, pena que essa chance não existe para gente, amigão.

LEÔNIDAS

Quem sabe num futuro, talvez um bem distante.

LORENZO

Meus caros, acho que encontrei uma resposta para o meu dilema.

LEÔNIDAS

Oba, diz aê então.

LORENZO

Querido irmão, ouvindo você e Alex falando sobre o quanto desejam visitar o Havaí, eu me lembrei que o bilhete que tenho em mãos originalmente pertencia a você. Pois bem, gostaria de te devolver esse bilhete, dando-lhe o grande prêmio. Consequentemente, você também ganhou o direito de levar um acompanhante. Com isso, você pode ir com o Alex, e assim os dois podem realizar o sonho de tirar férias no Havaí.

(entrega o bilhete a Leônidas)

LEÔNIDAS

(chorando de alegria)

Irmão, realmente quer desistir do prêmio apenas para que Alex e eu possamos embarcar na viagem dos sonhos?

LORENZO

Claro, a alegria de vocês é o maior prêmio que eu poderia ganhar.

LEÔNIDAS

E pensar que eu sempre criticava sua bondade excessiva, mas agora vejo que ela é sua maior virtude.

Lorenzo e Leônidas se abraçam por alguns segundos.

LORENZO

Tchau, irmão. Que você e Alex se divirtam bastante no Havaí.

Lorenzo vai embora.

LEÔNIDAS

(erguendo a mão que segura o bilhete)

Belê, Alex, temos um bilhete premiado pro Havaí!

ALEX

E o que estamos esperando? Vamos logo embarcar naquele navio e partir para o lar das praias paradisíacas e das gatinhas do Hula Hula.

Leônidas e Alex sobem a rampa e entram na abertura do cenário falso. Ouve-se o barulho de uma escotilha sendo fechada.

O RESPONSÁVEL PELA CONTAGEM REGRESSIVA (O.S.)

(através de um alto-falante)

Cinco, quatro, três, dois, um...

O foguete decola em direção ao Sol, derrubando o cenário falso.

 

 

6 INT. TEATRO – PALCO – DIA 6

Sofia chega e se esconde atrás das cortinas. Lorenzo aparece poucos segundos depois, conversando com Lucas no celular.

LORENZO

Então, Urbano conseguiu as fantoches de meias, não conseguiu? Perfeito, venham rápido. Lembrem-se, só podemos gravar no teatro durante o dia. À noite vai ter mais uma apresentação de “A vida de George Washington – No Gelo”. Duvido adivinharem quem está interpretando o Thomas Jefferson esse ano.

Lorenzo desliga o celular e o guarda no bolso. Sofia espirra.

LORENZO

Que barulho foi esse? Será o espirro de um rato? Só há uma maneira de saber.

(sai por alguns segundos e volta segurando um cabo de vassoura)

Vou cutucar com esse cabo para descobrir a verdade.

Lorenzo usa o cabo para cutucar as cortinas, exatamente onde Sofia está escondida.

SOFIA

(saindo do esconderijo)

Ai, minha barriga!

LORENZO

(largando o cabo)

Sofia? O que faz aqui? E por que escondida atrás das cortinas? Estava me espiando?

SOFIA

Sim, admito, estava te espiando.

LORENZO

Por que?

SOFIA

Porque você quer matar Yakira.

LORENZO

Eu? Que ridículo, você sabe que não machuco nem uma mosca.

SOFIA

Mas eu vi você no shopping alguns dias atrás. Estava perto de uma loja de televisões, falando sozinho. Repetia várias vezes o nome da Yakira e a palavra assassinato. Eu vim aqui para impedi-lo, e farei isso sorrindo e pedindo por favor, o jeito mais gentil de deter um assassinato

LORENZO

Oh, Sofia, creio que houve um mal-entendido aqui. Sim, de fato falei sobre assassinatos, mas em nenhum momento falei sobre a Yakira. Estava me referindo a uma personagem que criei naquele momento, o nome dela é Yumi.

SOFIA

Personagem? Como assim?

LORENZO

Oh, sim, não contei as novidades para você. Recentemente comecei um novo projeto na minha vida. Estava pensando em fazer sucesso no Youtube.

SOFIA

Nossa, parece legal.

LORENZO

Sim, e passei um tempo montando o roteiro do meu vídeo de estréia na minha cabeça. Por isso falava sozinho lá no shopping como um louco. Hoje pretendo gravar todas as cenas.

SOFIA

E sobre o que o seu vídeo trata?

LORENZO

Então, eu pensei numa mistura maluca de ação, aventura, comédia, drama, vai ter todos os gêneros. Um épico super irado de tirar o fôlego.

SOFIA

Uau, parece promissor. Desculpe-me pelo transtorno, não fazia ideia do que planejava nesses últimos dias. Mas agora que sei, aceitaria minha ajuda?

LORENZO

Claro, quanto mais gente ajudando, melhor.

Lucas e Urbano chegam. Os dois estão carregando caixas cheias de fantoches de meia e bonecos.

LUCAS

Os atores chegaram.

LORENZO

Perfeito, chegaram na hora certa.

(aponta para Sofia)

Sofia apareceu por aqui e se ofereceu para ajudar.

URBANO

Ótimo, nossas chances de terminar as gravações ainda hoje aumentaram.

LORENZO

É assim que se fala! Fiquem aí que vou buscar os roteiros e o cenário.

Lorenzo sai.

 

 

7 INT. CASA DE VERANEIO – SALA DE TELEVISÃO – DIA 7

Yakira e Fausto estão sentados no sofá, vendo televisão. Está passando um filme sobre super burros.

YAKIRA

(gargalhando)

Caraca, olha para esse burros! E eles aprontaram de novo!

(recupera o fôlego)

Ai, ai. Faust, se os burros pudessem falar e ter super poderes, essa vida seria o maior barato. Infelizmente, o máximo que burros conseguem fazer é falar apenas.

FAUSTO

(com olhar vazio)

Está certa como sempre, namorada-mestra.

Aparecem Lorenzo, segurando um laptop, Lucas, Urbano e Sofia.

LORENZO

Oi, Fausto.

(vira o rosto)

Yakira.

FAUSTO

(com olhar vazio)

Olá, turma. Estava vendo televisão com minha namorada-mestra.

YAKIRA

Lorenzo, o que faz aqui com a turma? Não te vejo desde a primeira cena.

LORENZO

Ah, não te contei? Estava pensando em fazer sucesso no Youtube.

YAKIRA

É mesmo?

URBANO

Sim, ontem passamos o dia no teatro, ajudando-o a gravar o vídeo de estréia.

LUCAS

Até pensamos em postar o vídeo logo na noite passada, mas achamos melhor pedir uma opinião crítica antes.

SOFIA

E você é perfeita para isso, Yakira. Afinal, você sempre gostou de escrever suas próprias histórias, e por isso achamos que você teria um olhar mais crítico para qualquer tipo de trama.

YAKIRA

Tem razão, não posso discordar disso. Tá legal, amostrem o vídeo.

Lucas, Urbano e Sofia sentam no sofá. Lorenzo usa um cabo HDMI para conectar o laptop a televisão. Ele abre o arquivo do vídeo e clica no símbolo de PLAY.

O vídeo começa com a imagem de um cartaz. Nele está escrito: “Lorenzo filmes e diversão orgulhosamente apresenta:”.

A cena seguinte é de outro cartaz. Nele está escrito: “A ascensão e queda de Helen Gimenez”.

A cena seguinte mostra um fantoche de meia vestindo uma camisa roxa e com cabelo preto.

HELEN GIMENEZ

Oi, meu nome é Helen Gimenez. Sou a protagonista super maneira desse vídeo.

A cena seguinte mostra quatro fantoches de meia. O primeiro veste uma camisa branca e tem cabelo preto. O segundo veste camisa verde e não tem cabelo. O terceiro veste uma camisa azul e vermelha. O quarto veste um vestido rosa e tem cabelos compridos e meio ondulados.

FANTOCHES DE MEIA

Oi, somos os amigos da Helen Gimenez. Gostamos dela porque ela é maneira e ela é a protagonista.

A cena seguinte mostra um sexto fantoche aparecendo enquanto faz uma gargalhada do mal. Ele veste uma camisa verde com listras pretas e seus cabelos são longos e lisos.

YUMI PANAKA

Meu nome é Yumi Panaka. Também sou maneira, mas não sou protagonista, por isso vou matar a Helen.

A cena seguinte mostra os amigos de Helen movendo-se para os lados, como se corressem em pânico.

FANTOCHES DE MEIA

Essa não, ela vai matar a Helen, e nós não podemos fazer nada porque não somos maneiros e também não somos protagonistas.

Na cena seguinte, Helen aparece heroicamente.

HELEN GIMENEZ

Não se preocupem, galera. Deixem que ela tente, mas ela vai falhar porque eu sou...

O fantoche que representa Helen sai de cena e em seu lugar entra um boneco. É o boneco de um guerreiro vestindo um traje com formato de peixe. Ele tem uma cabeça que vagamente lembra Helena.

HELEN GIMENEZ

Porque eu sou a Guerreira do Horóscopo de Peixes. Essa Yumi nunca vai conseguir me matar.

Na cena seguinte, Yumi aparece de costas e se vira para a câmera.

YUMI PANAKA

É aí que você se engana, porque...

O fantoche que representa Yumi sai de cena e em seu lugar entra um segundo boneco. É o boneco de um guerreiro vestindo um traje com um jarro acoplado no ombro esquerdo. Ele tem uma cabeça que vagamente lembra Yakira.

YUMI PANAKA

Porque eu sou a Guerreira do Horóscopo de Aquário. E sou naturalmente mais forte que você, porque todo mundo sabe que os aquários prendem os peixes.

A cena seguinte mostra os bonecos de Helen e Yumi, frente a frente.

HELEN GIMENEZ

Isso é o que vamos ver.

Os bonecos brigam por alguns segundos.

YUMI PANAKA

Porcaria, era pra você estar perdendo nesse exato momento!

HELEN GIMINEZ

Desista, mesmo com sua vantagem natural você jamais conseguirá me matar.

YUMI PANAKA

Tem razão. Por isso vou ter que apelar para um truque sujo.

HELEN GIMENEZ

Não adianta, não há truque sujo nesse mundo que possa me enganar.

YUMI PANAKA

Olha, é o Papai Noel.

Helen vira-se de costas para Yumi.

HELEN GIMENEZ

Papai Noel? Onde?

YUMI PANAKA

Otária, agora você vai morrer pra sempre.

A mão de Lorenzo aparece segurando uma pistola de brinquedo apontada para Helen. Ouve-se um BANG.

HELEN GIMENEZ

Porcaria, estou morta.

Helen cai morta.

Na cena seguinte, aparece um fantoche de meia usando óculos e vestindo um jaleco.

FANTOCHE DE ÓCULOS

Que horror, essa Yumi não sabe que assassinato é crime? Vou contar tudo para a polícia.

O boneco que representa Yumi aparece.

YUMI PANAKA

Olhe nos meus olhos.

FANTOCHE DE ÓCULOS

Essa não, estou sendo hipopotizado.

YUMI PANAKA

De agora em diante você será o meu namorado sexy.

FANTOCHE DE ÓCULOS

Farei tudo o que minha namorada sexy mandar.

A última cena mostra um cartaz com desenhos de corações nos cantos. Nele está escrito: “CABOU. Filme criado por Lorenzo. Lucas, Urbano e Sofia ajudaram.”.

O vídeo termina. Lorenzo se aproxima de Yakira.

LORENZO

E então, o que achou? Foi bom, foi ruim, te lembrou de algum assassinato que cometeu recentemente?

FAUSTO

(com olhar vazio)

Eu gostei do filme porque tinha fantoches de meia. Fantoches de meia são legais.

YAKIRA

Olha, cara, só tenho duas críticas a fazer para o seu filme. Primeiro, não pude parar de notar que das três personagens femininas que apareceram no vídeo, duas eram inimigas e lutaram entre si até uma morrer. Eu particularmente não acho isso muito problemático, mas para uma galera lá do Tumblr isso reforça um estereótipo negativo de que garotas são sempre inimigas de outras garotas. Segundo, eu usei a estratégia do “Olha, é o James Harshness” para matar a Helena.

Lucas, Urbano e Sofia se levantam do sofá.

SOFIA

(surpresa)

O que? Por um acaso eu ouvi isso direito? Ou será que meus ouvidos me pregaram uma peça?

LORENZO

Não, Sofia, seus ouvidos não te enganaram. Yakira acabou de confessar que matou a Helena.

Sofia desmaia.

LORENZO

Lucas, Urbano, tirem Sofia daqui.

Lucas e Urbano saem carregando Sofia. Yakira se levanta.

YAKIRA

Sim, eu realmente matei a Helena. E aí, pretende fazer o que, mané?

LORENZO

Exijo uma satisfação. Um duelo.

YAKIRA

Então que assim seja. Te vejo no coliseu da cidade às cinco. E se você inventar de fugir na última hora, eu vou te caçar, arrancar seus braços e enfiá-los na sua bunda.

LORENZO

Pois saiba que estarei lá às cinco e... Espera, agora lembrei, cinco horas eu tenho manicure e pedicure. Pode ser às cinco e meia?

YAKIRA

Aí fica ruim pra mim, eu tenho depilação. Seis horas tá bom pra você?

LORENZO

Claro, parece um horário perfeito para matarmos uns aos outros.

YAKIRA

Então te vejo no coliseu às seis.

Lorenzo e Yakira saem por lados diferentes.

 

 

8 EXT. COLISEU – ARENA DE COMBATE – 6:00 8

Vários espectadores estão presentes nas arquibancadas. Lorenzo e Yakira se encaram a uma distância de cinco metros.

LORENZO

Olha, agora que parei para notar, eu não sabia que nossa cidade tinha um coliseu.

YAKIRA

É assim mesmo, essa cidade pode ter muitas coisas dependendo das exigências da trama. Agora prepare-se que esse coliseu será o seu túmulo.

LORENZO

Não no meu turno.

(ergue as mãos para cima)

Tiara dourada, venha até mim!

(em suas mãos, a tiara dourada aparece)

Yakira, agora que você confessou seus crimes, posso usar os poderes mágicos dessa tiara para te deter. Estrelas cintilantes, emprestem-me suas forças.

Lorenzo gira e brilha por alguns segundos. A transformação termina com ele usando a tiara e vestindo um uniforme de garota mágica estilo Sailor Moon.

LORENZO

A batalha final começa agora.

Lorenzo e Yakira começam a lutar e trocam golpes por alguns instantes.

LORENZO

Desista. Você nunca conseguirá vencer, porque o bem vence o mal e isso é uma regra, uma lei que o Universo segue sempre. É como a lei da gravidade, não tem como desobedecê-la, é inútil...

Yakira acerta um soco na cara de Lorenzo.

LORENZO

Ai, meu rosto!

Yakira arremessa Lorenzo para longe. Ele bate na parede mais próxima e cai no chão.

LORENZO

Droga. Mesmo com esse uniforme, ainda sou fraco demais para a Yakira. É o fim.

O fantasma da Helena aparece.

FANTASMA DA HELENA

Lorenzo, o que diabos cê tá fazendo aí no chão? Levanta essa bunda preguiçosa e vá matar logo a Yakira.

LORENZO

Eu não consigo, Helena. Sou um fracote mesmo com esse uniforme de garota mágica. Parece que é verdade quando dizem que a armadura mais poderosa do mundo é inútil nas mãos do guerreiro mais fraco. É o fim da linha para mim.

FANTASMA DA HELENA

Lorentz, para com essa besteira e me escuta. Nós já vimos programas de televisão o suficiente para saber que nada é mais poderoso que garotas mágicas e seus golpes de noventa megatons de potência.

LORENZO

Então quer dizer que eu tenho um golpe de noventa megatons de potência?

FANTASMA DA HELENA

Claro.

LORENZO

E como eu o uso?

FANTASMA DA HELENA

E eu lá vou saber? Não sou nenhuma especialista em garotas mágicas. Agora levanta e vai matar logo a Yakira.

O fantasma da Helena desaparece. Lorenzo se levanta.

YAKIRA

Ora, ora, achei que já havia virado defunto. Que tal parar de perder tempo e cavar logo seu túmulo?

LORENZO

Não, não vou cavar túmulo nenhum. Comecei essa batalha mal, mas agora sinto que a balança de poder está a meu favor. Chegou a hora de aproveitar a luz da esperança e vencer esse duelo.

(coloca-se na posição arabesque)

Sim, eu sinto os poderes da tiara fluindo em meu corpo. Como se noventa megatons de potência percorressem minhas veias e artérias.

(tira a tiara da cabeça)

Yakira, prepare-se para o meu golpe mais poderoso. Tiara estelar... Avante!

A tiara brilha, e Lorenzo a atira com força. O golpe é rápido e atravessa o pescoço da Yakira em um piscar de olhos. A cabeça dela cai no chão.

YAKIRA

Olha, eu imaginava que decapitações fossem mais dolorosas. Até que isso foi tranquilo...

A cabeça e o corpo de Yakira explodem de forma michaelbayística.

LORENZO

Sim, eu consegui. Matei Yakira e vinguei Helena. Será que falta mais alguma coisa acontecer?

Três naves espaciais aparecem dos céus. Elas se transformam em robôs gigantes e aterrissam perto de Lorenzo.

PRIMEIRO ROBÔ GIGANTE

Saudações, humano. Como pode ver, somos uma raça de robôs gigantes autônomos capazes de se transformar em naves espaciais iradas.

LORENZO

Saudações, senhor robô. Diga-me, o que veio fazer aqui? Pretende distribuir sua mensagem de paz para nosso humilde planeta?

PRIMEIRO ROBÔ GIGANTE

Muito pelo contrário, viemos aqui para exterminar sua raça e mecanizar seu planeta.

O primeiro robô gigante desintegra Lorenzo com um canhão laser. Os outros robôs matam os humanos que ocupam as arquibancadas do coliseu. Do céu, outras naves-robôs aparecem.

 

 

9 INT. BIBLIOTECA – DIA 9

COSME está sentado em uma poltrona, lendo um livro para Lorenzo, Helena, Lucas, Urbano, Leônidas, Alex, Fausto, Sofia e Yakira.

COSME

Um ano depois do dia da invasão, a guerra homem versus máquina finalmente acabou com a vitória dos robôs gigantes. E assim começou a era das máquinas. Fim da história.

(fecha o livro e encara a turma)

E então, o que acharam da fanfiction que escrevi sobre vocês?

A turma demostra descontentamento, com exceção de Yakira, que sorri.

LUCAS

Cara, tem tanta coisa errada nessa história, nem sei por onde começar.

HELENA

Eu sei como começar. Uma única vez meus pais contaram que eu costumava andar pelada pela casa quando era bebê, e pronto! Todo mundo pensa que eu tenho tendências nudistas. Agora é oficial, não convido mais minha família para as festas de confraternização de final de ano da escola.

 

 

FADE OUT


Notas Finais


Não, vocês não leram errado. Foi tudo uma fanfic do Cosme esse tempo todo. Esse é o grand plot twist da história.
Sim, estou ciente de que esse plot twist não é o melhor que há, mas é o que temos pra hoje.

De qualquer modo, espero que tenham se divertido.
Tchau e beijocas na bochecha.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...