1. Spirit Fanfics >
  2. A História Não Contada de Martina >
  3. Capitulo 5

História A História Não Contada de Martina - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


oii gente
tudo bem ? espero que sim
não consegui postar ontem então vou postar um hoje e um amanhã
espero que gostem
desculpa qualquer erro de português
bjss até o próximo capitulo

Capítulo 5 - Capitulo 5


Verdade, gente lembra que ele venho da última vez mais quando perguntei onde ele estava ele mudou de assunto -fala lu

Vamos atrás dele ainda tem pegadas no chão – falo

Saímos correndo pela floresta atrás de Edmundo

Rápido! - fala Pedro

Paramos de correr quando vimos um castelo de gelo (autora :virou Elsa agora kkkk)

EDMUNDO- grita lu

Shiu vão ouvir você – fala o Sr. castor

Pedro tenta correr mais eu seguro o braço e o Sr. Castor o casaco dele

Não! – fala Sr. Castor

Me larguem – fala Pedro

Está fazendo o que ela quer – fala o castor soltando o casaco e eu solto o braço

Não podemos deixar ele entra –fala Susana

Ele é o nosso irmão – fala lu

Ele é a isca -fala o castor

Sim, ela quer vocês quatro para que a profecia não seja comprida, certo ?- pergunto para o castor

Sim – responde- ela quer vocês para mata-los – eles arregalam os olhos e percebi que a porta do castelo havia se fechado

Tudo isso é culpa sua. -Susana fala para Pedro, parecendo irritada.

Minha culpa?! -Ele fica sem entender, realmente ofendido.

Isso não teria acontecido se tivessem me escutado! -Susana explica, alterada.

Sinto quase o gosto da injustiça que o comentário dela produziu. Resolvo, enfim, me pronunciar:

Então me diga; como ele poderia saber que isso aconteceria?! Você sabia? -Pergunto, a colocando contra a parede. Eu também sei me exaltar. Quando vejo que ela não responde, prossigo –Era o que eu pensava. Então não venha colocar a culpa no Pedro, não venha colocar a culpa em ninguém!

Eu não sabia que isso iria acontecer -ela começa a se explicar –Só quis dizer que nós deveríamos ter saído enquanto podíamos.

PAREM! -grita lu

Isso não vai ajudar Edmundo – fala

Ela tem razão –fala Sr. Castor-  só Aslam pode ajuda seu irmão agora – fala olhando para Pedro

Entro nos leve até ele –fala Pedro

Então começamos a correr pela a floresta de volta para a casa do Sr. Castor logo chegamos e entramos correndo

RAAPIDO MÃE! ELES ENTÃO ATRAS DE NÓS – grita o castor

 Muito bem então! -  fala Sra. –Casto pegando algumas coisas

O que ela está fazendo? - pergunta Pedro

Vai me agradecer –fala a Sra. Castor- o castor se irrita quando está com fome

Estou irritado agora – fala o castor e eu comecei a ouvir latidos de longe

Vamos precisar de geleia – fala Susana

Só se a feiticeira servir torradas – falo irônica

Os Lobos começaram a tentar entrar a casa

Vem, vamos por aqui – fala o senhor castor abrindo um alçapão e pegando uma tocha, entra e entramos em seguida, começamos a andar pelo túnel

Perguntinha onde esse túnel vai dar? - pergunto

Eu e texugo cavamos, sai perto da casa dele – fala o castor

Você disse que dava na casa da tua mãe-briga a Sra. Castor

Lu acabou tropeçando e caindo no chão

Lúcia – falei com Susana, ajudamos ela a se levantar, ficamos em silencio e ouvi latidos dentro do túnel

Eles estão no túnel – falo

Rápido por aqui –fala o castor

Rápido – fala Sra. Castor

Correm – fala Pedro

Começamos a correr pelo túnel e demos de cara com uma parede de terra

Devia ter trazido o mapa fala a Sra. Castor nervosa

Era o mapa ou a geleia – fala o castor

Ele volta e voltamos a correr a te vi a saída, sai e ajudei a lu a sair, Pedro é o último a sai e ajudo o senhor castor a tampar a passagem do túnel

Ai – fala lu, olho para trás e vejo que ela tinha caído em cima de umas estatuas de pedra

Vem lu – Suzana ajuda lu a se levantar e começamos a andar em volta e ver as estatuas, vejo que o Sr. Castor está em frente de uma estátua de texugo e a Sra. Castor estava abraçada nele

Sinto muito querido – fala a Sra. Castor

Ele era meu melhor amigo – fala com os olhos lacrimejando

O que aconteceu aqui? - pergunta Pedro

Esse é o destino de quem desafia a feiticeira – fala uma raposa em cima da pedra 

De mais um passo, traidor, te deixo em pedaços –fala o Sr. Castor bravo

Haha relaxa –fala a raposa rindo –eu soou um dos bons

Bem, você se parece muito comum dos maus – fala o castor sendo segurado pela a esposa

Uma infeliz semelhança familiar –fala a raposa- podemos falar sobre espécie depois agora devemos ir

Ouvi latido cada vez mais perto

Qual é seu plano – falo

Subam na arvore e não importa o que aconteça não façam nenhum barulho – fala a raposa sorrindo

Subimos na arvore, fiquei num galho com Susana e fiquei quieta, os lobos saíram da passagem do túnel e começaram a secar a raposa

Saudações senhores – fala – perderam algo?

Não se faça de gentil –fala o lobo- se onde está a sua lealdade, procuramos humanos

Haha- ri de nervoso- humanos? em narnia?  Tai uma informação valiosa

Um lobo morde a raposa, Susana bota a mão na minha boca para eu não gritar, meus olhos começam a lacrimejar sua recompensa é sua vida- fala o lobo e em seguida solta uma risada -não, é muito mas mesmo assim. Onde estão os humanos

Ele olha disfarçadamente para agente

Norte. Eles fugiram para o norte – fala e suspira no final

Comecem a farejar – fala o lobo saindo correndo para o norte, o outro lobo joga a raposa no chão e vai atrás

Depois que eles já estavam longe o suficiente descemos da arvore, peguei a raposa com cuidado para não machucar ele e o boto ao lado da Sra. Castor, o Sr. Castor e Pedro acenderam uma fogueira e comecei a ajudar a Sra. Castor a cuidar do ferimento da raposa, Sra. Castor pergunta o que tinha acontecido antes da gente chegar e ele explica

Eles estavam ajudando Tumnus, a feiticeira chegou primeiro

Você está melhor? - pergunta lu

Queria poder dizer que cachorro que lati não morde –fala se mexendo

Pare de se mexer por favor- falo

É pior que o castor em dia de banho- fala Sra. Castor

O pior dia do ano- fala o castor e começamos a rir, depois que a Sra. Castor acaba de fazer o curativo a raposa se levanta com dificuldade

Agradeço a gentileza, mas não posso perder mais tempo- fala

Vai partir? - pergunto

 Foi um prazer conhecer vocês e uma honra mais o tempo urge e Aslam me pediu para reunir mais tropas –fala

Você viu Aslam? pergunta o castor

Como ele é? - pergunta a Sra. Castor

Como tudo que já ouvimos sobre ele – responde-ficarão felizes em ter ele a seu lado na guerra da feiticeira

Mas não vamos lutar com nenhuma feiticeira –fala Susana

Mais com certeza, rei Pedro ... a profecia –fala a raposa

Não podemos ir para a guerra sem vocês – fala o castor, Pedro olha para mim e as meninas

Só queremos nosso irmão de volta – fala Pedro

A raposa foi embora logo em seguida

Bom vamos dormir amanhã temos uma longa caminhada – fala Sra. Castor

 Começamos a nos arrumar para dormir, depois de alguns minutos, todos haviam dormido menos eu, mais ouvi um barulho e vejo que era Pedro se levantando e se sentando num tronco, estou sem sonho então vou ver se ele quer companhia

Sem sono? - pergunto

Preocupado com o ed – fala – senta ai – fala me dando espaço para me sentar ao lado dele e me sento - e tu por que não consegui dormir

Também estou preocupada com Edmundo, com medo dela fazer alguma coisa com vocês e também estou com medo de atrapalhar vocês –falo

Por que atrapalharia? - pergunto

A profecia diz dois filhos de Adão e duas de Eva, sinto que não deveria estar aqui sabe, mais esquece é coisa da minha cabeça – falo

Mais se estar aqui é por que teve ter algum motivo certo? - fala

Certo – falo

Obrigada por me defender hoje mais cedo – fala

Não tem o que agradecer, ela estava sendo injusta e odeio injustiça –falo

O céu está lindo –fala olhando para cima, faço o mesmo e vejo um céu estrelado

Sim, esta- falo sorrindo

Ficamos olhando para o céu em silencio por um tempo

Vou tentar dormir, você vem?- pergunta

Vou daqui a pouquinho – falo

Está bom, boa noite tina – fala me olhando sorrindo

Boa noite Pedro – o olho sorrindo também

Pedro se vira e volta para o lugar onde todo mundo estava dormindo, fico mais alguns minutos e começo a ficar com sono então vou para o meu lugar, me deito e logo adormeço  

 


Notas Finais


espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...