História A história que se repete - Capítulo 6


Escrita por: , Isa_7B e _najulia

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nino, Personagens Originais, Plagg, Tikki
Tags Adrianette, Bugcat, Ladynoir
Visualizações 37
Palavras 2.291
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Shippando em 3 2 1


Pov. Hugo

- Então garotos eu estou esperando uma explicação - a professora diz com as mãos na cintura - Por que entraram desta maneira na sala?

Matheus é o primeiro a se levantar.

- Sabe o que é professora.... - ele percorre toda a sala com os olhos procurando uma desculpa.

- Um rato - digo me levantando, um pouco desesperado, depois de Matheus - ISSO!!!! Era um rato - não acredito que disse isso.

- Pois é professora - Matheus logo entende onde eu queria chegar - Nós vimos um rato correndo na direção da sala e como presamos pela segurança da senhora e dos outros alunos, nós entramos ja abaixados nos certificando de que ele não estava aqui - diz dando aquele sorriso ladino, de quem se safou.

(Hugo: AAAAHHH GAROTO, Dale Matheus / Mat: eu sei que sou incrível)

- Já que o rato não está aqui nosso trabalho está feito - digo já suando mas por fora estava natural, pelo menos eu acho.

- Ok dessa vez passa, vão se sentar - a professora diz sorrindo e a sala comemora pela desculpa ter "colado".

(Hugo: não que a gente faça isso sempre, ta mãe?/ Mari: tem razão, as da Emma são melhores / Emma: não sei se isso foi um elogio ou uma ofensa)

Nos viramos para subir as escadas e ir para nosso lugar, quando a professora se vira para escrever no quadro comemoramos fazendo soquinhos e finalmente nos sentamos no nosso lugar.

- Essa passou raspando - Mat diz passando a mão na testa como se limpasse o suor inexistente.

- Seu paspalho - digo dando um tapa na nuca dele - Foi culpa sua.

Ele me olha de soslaio e nós acabamos rindo juntos baixinho.

- Bom alunos, pelo que vejo tem um rostinho novo na sala - ela estreita os olhos na minha direção (Hugo: fessora acho que vc ta confundindo as ideias) - Poderia vir aqui na frente se apresentar?

Eu já ia levantar e perguntar se a professora estava bem, eu estudo com ela desde o sexto ano, mas foi ai que eu percebi que o único lerdo aqui sou eu porque ela estava falando com a pessoa atrás de mim. Ei espera eu conheço essa pessoa, é a.....

- Olá pessoal, eu sou Sophia Álvares - ela diz olhando todos na sala até chegar em mim e ela parar um pouco surpresa, mas logo depois abrir um sorriso - Eu estou fazendo intercâmbio aqui diretamente do México e tenho certeza que vou amar estudar com vocês - ela diz tudo me olhando diretamente nos olhos sem desviar nem por um momento, MEU DEUS eu vou desmaiar.

EM OUTRO LUGAR DA ESCOLA.....

Pov. Emma

Bom, estamos todos no campo de futebol da escola, sentados nas arquibancadas, eu e a Helena estamos esperando a orientadora das Team Leaders, normalmente é uma das ex-alunas do colégio, mas ela não pode interferir no time já pronto e nem na votação para a capitã, ela só esta aqui para supervisionar se todas as meninas que estão no time são capacitadas, para evitar acidentes. Basicamente ela cuida dos testes que todas temos que fazer todo ano e pra variar esse ano é a Lila de novo.

- Vamos lá meninas - a megera chegou - Vamos começar os testes e quem passar já pode ir direto para o ginásio.

O ginásio é ao lado do campo nós temos que treinar lá para o time de futebol americano, que por acaso o Louis e o Zack jogam, treinar em campo. Todo ano eu espero o teste do Louis e ele espera o meu.

- Emma você vai primeiro - essa mulher esta pedindo pela morte - Vamos vamos eu não tenho o dia todo.

Eu olho para a arquibancada e Louis está lá me olhando, ele dá um joinha com a mão, sorri e pronúncia, sem emitir som, só com os lábios: "mostra pra elas". Eu acho que não conseguiria fazer nada sem o Louis, é ele que sempre me da força. Bom, vamos lá.

- Estou pronta!

- Duvido muito - ouço Julies falando baixinho com uma outra garota e dando risadinhas.

Vou fazer esse sorrisinho tosco ir no chão, Helena olha pra mim e sorri satisfeita, ela também ouviu e sabe que eu estou com raiva e que Emma mais raiva = Vitória. Eu amo um desafio.

- Então Emma será que esse ano você vai entrar no meu time de novo? - Lila pergunta sem olhar na minha cara, ela me odeia. Tudo isso porque tem inveja da minha mãe.

- No seu time não, porque pelo que eu sei você está aqui só pra assistir - ela tira os olhos da prancheta e me encara - A pergunta certa é se sua filha vai entrar no NOSSO time, afinal trabalho de equipe é tudo, e que eu saiba cobra não anda em bando - seus olhos estão em chamas e eu simplesmente dou as costas, dou play no som e começo minha coreografia.

A musica que eu escolhi é Toxic, da Britney Spears. Começo com passos simples só para aquecer, mas dai eu passo para movimentos mais complicados e finalizo com várias piruetas para trás, um mortal carpado e abrindo espacate, estendendo os braços para o céu e meio sorrisinho de "faz melhor que eu quero ver" direcionado para Julies.

Todos me aplaudem, incluindo o time de futebol americano que estava esperando seu treinador para fazerem os testes também. Eu me levanto ajeito o rabo de cavalo, passo pela mesinha onde Lila estava, indo pegar minha bolsa com minhas roupas normais para trocar depois.

- Eu acho que passei, certo? - Lila não olha para mim apenas aperta sua prancheta com tanta força que pensei que iria quebrar - Vou entender isso como um sim.

Passo por Julies dando uma piscadinha pra ela e subo novamente a arquibancada.

- Garota você arrasou lá - Helena me recebe de braços abertos.

- Ah obrigada - digo jogando o cabelo pra trás após me separar do abraço.

- Exibida - ela me dá um tapinha no ombro - Bom, melhor eu ir está quase na minha vez.

Dou um tchauzinho e desejo boa sorte. Ah, não tenho nada pra fazer. Anh já sei. Vou de fininho até onde Louis está de costas distraído, quando vou dar o susto ele se vira e me agarra me tirando do chão, colocando por cima de um dos ombros.

- Isso não é justo - cruzo os braços fazendo bico - Zack você avisou pra ele?

- Eu não - diz Zack rindo.

- Reflexos de gato, estrelinha - Louis diz me colocando no chão.

- Da licença, essa frase é minha - falo aumentando mais meu bico.

- Mas o gato aqui, sou eu - aponta os polegares pra si próprio.

- Quem te iludiu? - digo rindo - Já sei, foi a mamãe, nunca ouviu falar que amor de mãe é cego? - aquela pose toda desmancha e agora quem está revoltado é o Louis, enquanto isso eu e Zack não paramos de rir e damos um toquinho de punhos.

- Dale loirinha - Zack diz me reverenciando.

- Bom eu vim aqui pra dar boa sorte pra vocês - falo me apoiando no ombro do Louis - Lembrem-se, eu vou estar na arquibancada, então não façam bobagem naquele campo.

- Não era pra você ir pro ginásio assim que acabasse seu teste? - Zack pergunta.

- Está me expulsando senhor Zachary? - coloco minhas mãos na cintura me inclinando para frente, Zack logo nega assustado - To brincando, mas eu vou ficar aqui até terminar nossos testes, se for pra ficar atoa, eu prefiro ficar aqui, além do mais o que seria do Louis sem sua estrelinha da sorte? - aponto para eu mesma sorrindo.

Um garoto chega interrompendo a conversa avisando que o treinador chegou. Eu abraço o pescoço do Louis por trás e dou um beijo em sua bochecha.

- Boa sorte Baby blue - ele me olha bravo, destesta quando o chamo assim - Estou torcendo por você - ele sorri acenando já descendo a arquibancada acompanhado de Zack.

Pov. Louis

Ai eu to nervoso para a seleção do time, lembra que eu falei que eu não sou muito fã de novatos? Pois é, tem vários garotos novos para fazer os testes, eu fico meio inseguro do treinador acabar escalando só alunos novos e deixar os veteranos na reserva.

O treinador chegou finalmente e ja começou os testes de uma maneira bem firme, ele não gosta de rodeios, pega pesado sim e quem não aguentar que saia do time. Os teste não são individuas, são todos feitos em grupos. É como se a gente estivesse treinando para um jogo, daí o treinador consegue ver quem é bom para entrar no time.

Depois de observar a gente por um tempão o treinador finalmente nos chama para fazer a eliminação.

- Louis, um passo a frente filho - ele estende a camisa 18 para mim - Parabéns, você vai ser nosso novo quarterback.

Graças a Deus!!!!! Cara que medo de cair na defesa, eu nunca joguei na defesa e estava com medo do treinador me colocar esse ano, ja que nas férias eu acabei aumentando minha massa muscular. Mas não sei como vou fazer porquê nós meio que temos uma uma estratégia reserva ja montada pros ataques, somos eu, Zack e o Colin, só que o Colin saiu da escola. Estamos perdidos.

- Zack, nosso novo recebedor - o treinador estende a camisa 15 para ele.

Enquanto o técnico está anunciando as outras colocações Zack vem em minha direção.

- E aí, irmãozinho? - nós fazemos nosso cumprimento e damos um breve abraço. (Aut: Sabe aquele cumprimento que parece que só vão bater as mãos mas eles seguram a mão um do outro e meio que dão um abraço ainda segurando as mãos entre o corpo e só tem umas batidinha nas costas, não sei se consegui explicar, sorry!!!)

- Parece que estamos juntos de novo - falo sorrindo.

- Bom pra gente, péssimo para os rivais - ele diz dando uma piscadinha.

- Não sei não - balanço a cabeca negando - Quem vai substituir o Colin?

Do nada um garoto chega perto de nós.

- Anh Desculpa aí, mas vocês são o Louis e o Zack né?

- Somos, por quê? - Zack pergunta ja curioso.

- É que eu sou o novo corredor e o técnico mandou eu procurar vocês - ele fala mostrando a camisa como o número 23.

- Ata, claro - digo ja entendendo o por quê do técnico ter mandado ele - É que nós é que bolamos as jogadas revervas, sabe pra usar se o jogo tiver ruim pro nosso lado - ele parece entender - Desculpa mas não sabemos seu nome ainda, você é novo né?

- Sou intercambista la do México, Ruan, prazer - ele estende a mão.

- Bem Ruan, seja bem vindo ao time então - Zack aperta a mão dele o parabenizando por nós dois.

- Ih pelo visto vocês consegiram entrar de novo - olho pra tras e vejo Helena e a Emma - Não sei como conseguem - diz Helena fazendo cara de sofrimento.

- Pois é eu ia parecer uma ameba jogando isso, toda mole, parecendo um beneco de posto - fala Emma fazendo braços de macarrão tentando imitar um boneco de posto.

- Acho que ia se sair bem - Ruan se pronúncia sorrindo pra ela.

- Ah obrigada pelo voto que confiança mas eu sou uma negação em futebol.

- Se quiser posso te ensinar - Ruan diz girando a bola em um só dedo.

- Fica pra uma próxima - pera ai Brasil, ou melhor, pera ai França eu acabei de ver a Emma CORAR, o que esta acontecendo??? - Anh acho que não nos conhecemos ainda.

- Eu sou Ruan

- Eu sou Helena e essa é a Emma - Helena toma dianteira da conversa - Bom meninos, nós viemos parabenizar vocês e avisar que ja estamos indo pro ginásio.

- Ta bom, a gente se vê depois - digo concordando.

- Foi um prazer conhecê-lo Ruan - Helena diz.

- Foi mesmo - Emma concorda ja começando a puxar Helena em direção ao ginásio - Tchauzinho gente.

Pov. Hugo

Estou no meu tão sonhado clube de arte. Esperei tanto para entrar, eu tinha medo dos garotos me zoarem se eu estrasse, mas quando cheguei aqui tinha tantos meninos quanto meninas.

- Belos desenhos - tomo um susto e logo fecho meu caderno de esboços - Desculpa, parece que sempre nos encontramos assim - diz um pouco risonha.

Quando olho pra ver quem era a santa alma eu encontro....SOPHIA.

- Pois é - dou um risinho nervoso - Eu sou meio distraído, então acabo sendo alvo de sustos o tempo todo.

Ela ri um pouco. Não acredito que fiz ela rir, logo eu a pessoa mais careta do mundo, depois do Louis é claro. Do nada uma mulher entra na sala cortando nossa conversa.

- A vida imita a arte e a arte imita a vida - ela diz indo em direção ao quadro pegando uma caneta verde e escrevendo seu nome - Eu sou a senhorita Benoit e eu quero ver o que é arte pra vocês, então formem duplas e mãos a obra.

Olho para todos na sala formando suas duplas, algumas pessoas eu conheço de vista outras não faço a minima ideia de quem seja.

- Gostaria de ser minha dupla? - Sophia estende a mão para mim um pouco sem graça.

- Com todo prazer - digo segurando sua mão.


Notas Finais


Oie abelhinhas do meu coração, mais um capitulo quentinho pra vocês kkkkk
Espero que tenham goxtado
Me digam nos comentarios o que estao achando, se tiverem ideias para a fic, adoro umas teorias malucas kkkk
Amo vocês!! ♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...