História A Hot Cold Love - Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 23
Palavras 986
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


O Sn esta junto pelo wattpad não me obedecer e acabou por tirar os \
Me desculpem!

Capítulo 4 - 4- Revisado


Finalmente tinha acabado de me arrumar, desci as escadas lentamente vendo a casa toda em um breu completo o que me dava um pouco de medo, controlada pela curiosidade fui até a porta que levava ao porão tentando a abrir, mas a mesma estava trancada a sete chaves, suspirei derrota ao ver que não conseguiria abrir. Ouvi o som de buzina de carro e fui correndo em direção ao uber que tinha chamado.

Se passaram alguns minutos dês que entrei no carro, quando cheguei ao grau de impaciência agradeci pelo carro te parado e lá estava a grande Mansão de Xiumin o que menino que daria a festa, eu já sabia o endereço então não perguntei a Lisa. Sai do carro e paguei o motorista, caminhei um pouco mais e já pude escuta ao estrondo da alta musica que tocava e vi alguns adolescentes caídos na entrada da Mansão completamente bêbados, ao entrar na casa consegui achar Rose que estava conversando com Seulgi e quando elas me viram gritaram animadas e me abraçaram. 

Rose- Pensei que não fosse vir.-disse surpresa.

Seulgi- Eu também, mas você esta gata em.-sorri dando uma voltinha para elas.

Lisa- Meninas...Sn!-veio em nossa direção. Lisa- E então, como saiu de casa sem seu irmão brigar com você?

- Simples,ele não estava em casa.-falei.-Cade as outras duas?

Rose-Quando essas duas somem estão tramando ou fazendo algo se é que me entendem...-consegui capitar a mensagem que ela quis passar.

Lisa me arrastou para o bar e pediu duas bebidas estranhas, bebi sem saber o que era, mas eu precisava me divertir, relaxar e até mesmo TENTAR esquecer de meus problemas com meu irmão.

Senti minha garganta arder ao engoli o liquido avermelhado, um tempo depois fui me animando e comecei a dançar com a batida da musica, chamei Lisa para a pista de dança também e começamos a dançar conforme a musica que era em uma batida eletrônica lenta, aos poucos a musica ia mudando e nossos movimentos também indo para mais sensuais e quando nos cansamos voltamos para o bar. Um menino tinha chamado Lisa então fiquei sozinha, resolvi dar uma volta pelo andar de cima onde fica a varanda que eu e o Xiumin ficávamos conversando quando pequenos.

Andava pelo corredor calmamente ouvindo a musica do andar de baixo. Senti um braço rodear minha cintura me levando para um comodo mais perto, nesse momento eu entrei em desespero... 

Jungkook on 

Cheguei na festa e vi vários tipos de adolescentes bêbados acabando com suas vidas chatas normais em goles e mais goles de bebidas, mas também já fui dessa época então entendo. Cumprimentei Xiumin e fui beber alguma coisa, até porque não estou aqui para enfeite, preciso achar aquele garoto, mas nada me impede de curti um pouco essa festa.

Começou a tocar uma musica eletrônica e uma menina me chamou para dançar e é claro que recusei, não estava aqui para pegar ninguém, a não ser aquele menino, estava distraído olhando para os lados até ouvir uma voz familiar, com um pouco de curiosidade encontrei S|n rebolando junto a sua amiga, parecia uma verdadeira oferecida, aquilo me deixou com raiva, vestido curto, um batom chamativo e provocante,ela estava tão gostosa...E aqueles olhares masculinos todos direcionados a ela, me deixou possesso, mas consegui me controlar...Ah S|n, você esta fudida!!   

Fiquei a observando de longe, toda aquele cena, até que me esqueci daquele garoto. A vi subindo para o segundo andar então a segui, ela caminhava calmamente que nem percebeu que eu estava logo atrás dela, a peguei pela cintura e a arrastei até o banheiro, tranquei a porta e a virei para minha frente.

Quando me viu arregalou seus lindos olhos negros, eles mostravam surpresa, desespero alem de me mostrar que ela sentia medo, tudo que eu gostava em uma vitima, sorri ladino pelo seu nervosismo repentino e a encostei na gelada parede e cheguei mais perto de seu angélico rosto.

S|n- J-J-Jungkook...-foi tudo que conseguiu falar, sua face era de medo, eu gosto de ve-la assim.

-Esta com medo, hum??-coloquei meus dois braços em cada lado da parede a impedindo de sair e fiquei a encarando, tentando a intimidar e isso funcionou, ela baixou o olhar e deixou uma lagrima cair.-Tem medo de mim??-cheguei mais perto.-Porque estava dançando que nem uma vadia ridícula, não estava achando feio?-com raiva passei minha língua pela minha bochecha, eu estava me contendo,então só soprei em seu ouvido e a vi se encolher começando a ficar com a respiração descompensada, seus olhos estavam marejados prontos para desabarem em lagrimas, sua pele tão quente, sua boca vermelha e convidativa, porque sou tão bipolar por ela?-Vamos, responda, acha bonito!?-peguei fortemente em seu queixo a fazendo olhar para mim, em meus olhos, e com isso ela começou a chorar.-ME RESPONDA!!!

S|n-N-não...E-eu, n-não acho.-me respondeu baixo. Peguei mais em seu queixo a apertando forte a fazendo gemer de dor.

-Então porque? Porque ficou rebolando igual uma...Eu juro que se não fosse minha irmã, eu...Eu te mataria, entendeu?? Você agora é oficialmente minha boquinha de tortura.-ri diabólico sem tirar os olhos de sua boca, eu vi que a mesma havia ficado vermelha ao encarar tão descaradamente, eu sei que ela gostava,mesmo que pouco de mim.-Não vai me dizer que nunca me olhou com outros olhos, pois eu já,querida...-ela se encolheu ainda mais, coloquei minha mão em sua cintura e sem demorar selei nossos lábios quentes, ela não cedeu na hora pela surpresa, mas depois foi se soltando, pedi passagem para a língua a novamente cedeu, paramos de nos beijar por falta de ar, olhei para ela que estava ofegante com sua boca vermelhinha entreaberta e bochechas coradas.-Exatamente como pensei...Deliciosos!

Larguei sua cintura lentamente e a mesma saiu as pressas do banheiro, eu apenas ri indo encontrar o tal garoto... 

Sn on



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...