História A Hot Cold Love - Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 25
Palavras 830
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - 6- Revisado


Depois daquele incidente Jungkook colocou câmeras por toda area externa da casa caso eu queira sair escondida ou algo do tipo, além de ter me deixado uma semana sem celular, as meninas me perguntavam se tudo estava bem comigo e é claro que eu sempre inventava uma mentira de minha cabeça. Nesses dias eu descobri algumas verdades de meu irmão, ele alem de um assassino era um gangster mais procurado de toda Seul e quer saber? Pra mim já deu de toda essa historia.

Fazia dias que ele não dava um sinal sequer de vida,e bem, quem eu quero enganar? Eu ainda me preocupo, ele não deixou de ser meu irmão, mesmo fazendo essas coisas horríveis comigo, ainda existe um amor que prezo em ter e que nele me lembro de todos os bons momentos que tive junto a ele e que tem esperanças dele voltar a ser como antes, e sim, a esperança será a ultima coisa que morrerá em mim.

Estava em meu quarto lendo um livro de romance quando do nada recebo uma mensagem anonima, logo estranhei...

Mensagem on

-Quem é??

???-Sou alguém que irar te ajudar em breve.... 

-Quem é você e porque quer me ajudar,em??!

- Menos querida, menos, em breve você saberá...Não esqueça eu te amo, pequena....

Mensagem off

No mesmo instante congelei, quem será esse anonimo?? Como sabe o meu numero? Na realidade não era para esta ligando muito, pode ser até um trote, mas mesmo assim estou com medo, já não basta meu irmão e seus amigos, agora eu tenho que lidar com um desconhecido que sabe meu numero e que em breve irar me ajudar de alguma forma, eu realmente mereço isso??

Bufei entediada com meu livro e fechei o mesmo, sai logo em seguida do quarto em busca de algo para fazer, passei pela porta do porão e vi que estava entreaberta me chamando logo a atenção...

-Estranho, ontem ela estava fechada.-olhei para a mesma curiosa.

Abri e desci as escadas lentamente torcendo para que não houvesse nenhum corpo morto, agradeci mentalmente, não, não tinha nada, o chão estava limpo e brilhante e o armário trancado, no meio da sala estava somente a cadeira em que a vitima morreu.

-O que é isso?-bisolhei o grande espelho apoiado na parede, o mesmo estava meio torto.

Eu nunca entendi muito bem do porque desse espelho esta aqui, ele não aparentava esta velho para ficar aqui no porão, era dourado e só estava um pouco sujo e embaçado, era também bem grande e cobria metade da parede. Agora estava pouco torto e forçando mais minha visão pude ver uma brecha, exatamente fiquei curiosa e o arrastei para o lado e meus olhos ficaram de frente com uma grande passagem secreta que dava para algum lugar misterioso, nessa hora eu fiquei com um pouco de medo, mas como sempre minha curiosidade é maior que tudo eu me arrisquei e entrei observando cada canto daquele lugar...

-Meu deus!-disse impressionada.

Era um lugar espaçoso e a entrada tinha quase o mesmo tamanho do espelho e de largura também, existia dois caminhos, um que levava a uma porta branca e outro para uma porta preta, caminhei na direção direita e senti um cheiro nada bom, parecia algo morto então fui em direção a porta branca e até ai estava tudo normal até eu entrar.

-Eu não acredito nisso!-falei ao ver uma grande sala de pontaria cheia de armas e vários alvos, eu não sabia que ele tinha tudo isso aqui, realmente, eu não sabia de nada da vida do meu irmão.-O que fizeram com você Jungkook!?-perguntei me e peguei uma pistola e só soube seu nome porque estava escrito, era uma taurus 92b e estava carregada.

Minhas mãos tremiam, eu nunca havia pegado em uma arma antes, eu não sabia o que estava fazendo, só estava tentando acerta, então suspirei e mirei no alvo me concentrando no alvo, soltei o gatilho o que provocou um estrondo(barulho de arma), abri meus olhos que estavam fechados e vi que tinha acertado em cheio o alvo, por um momento estranho eu pude ficar feliz em pensar que acertei, mas depois vi o que tinha feito e larguei a arma imediatamente.  

Fui andando para frente para ver o papel que estava grudado na parede com letras grandes, vermelhas e chamativas...

-Dicas para pontaria.-depois de ler todas as dicas detalhadamente, uma por uma, peguei uma pistola(S&W mp40) e me posicionei.

Como estavam as dicas e fiquei, ergui um pouco minnha cabeça e mirei no alvo, atirei duas vezes acertando e foi assim em diante,acertei um tiro em sua cabeça em cheio, eu me sentia estranha, mas feliz por esta acertando e foi assim, não parei até treinar com todas as armas que tinham ali...Perdi as contas de quantas vezes eu acertei, talvez,90 acertos e 23 erros, mas...Novamente fui pega pela realidade jogando a arma que estava em minhas mãos no chão.

-O que eu to fazendo??



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...