História A hybrid in my life - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Kisame Hoshigaki, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara
Tags Gaalee, Híbrido, Kibaneji, Kisaita, Narusasu, Revelaçao, Sakuhina, Shikatema, Tortura, Yaoi
Visualizações 47
Palavras 2.230
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yo, minna! Esse capítulo já estava pronto faz tempo, só faltava revisar algumas coisinhas e postar, é claro.
E mudei de sinopse e título, porquê? Também não sei, só deu-me vontade.

Boa leitura.

Capítulo 2 - Who are you?


Fanfic / Fanfiction A hybrid in my life - Capítulo 2 - Who are you?

Naruto foi um garoto muito curioso e aventureiro na sua infância, e mesmo agora isso não havia mudado. Essas suas qualidades – ou defeitos – eram uma das razões por ser tão desobediente, ou seja, os seus interesses eram um tanto, que perigosos. E para a idade dele seus pais sempre proíbiam de fazer algo assim, mas a curiosidade e vontade de saber e explorar era maior. Seus amigos diziam que ele era muito corajoso, mas a verdade era que quando ele queria algo não media esforços para o conseguir, isso se chama 'não desistir'.

Agora ele encontrava-se numa situação tão embaraçosa, quanto estranha. Estava curioso para saber quem era aquele 'ser' a sua frente, ele podia deixar para lá e tirá-lo de sua casa, mas não. Aquilo era algo inacreditável, improvável e inreal.

Queria cogitar que aquilo era um cosplay, mas cosplay não balançavam e nem tremiam. Ele já tinha visto em um mangá e aquilo chamavam de 'neko'. 

Já tinha sonhado com aquilo tantas e tantas vezes. Queria se meter numa aventura de descobrir e conhecer quem era e de onde tinha saído esse garoto, só de pensar nisso seu corpo já transbordava de adrenalina.

Eram tantos querias, que agora ele queria pegar o rabo e as orelhas para saber se são reais, mas por hora ele só quer saber como ele chegou em sua casa.

- Oe, quem é você?! – perguntou esperando uma resposta adequada, mas o garoto largou a caixa de leite afastando-se ainda mais e encolheu-se em baixo do balcão.

- ... – viu que o garoto não o responderia tão cedo, por isso perguntou de novo.

- Dá pra responder-me, 'ttebayo!? – perguntou autoritário vendo o corpo do garoto estremecer.

- V-Você... Vai me m-machucar? — o garoto gaguejava meio incerto.

- O quê? É claro que eu não vou machucar-te. Eu só quero saber quem tu és, 'ttebayo! – botou a mão direita na nuca coçando-a.

- Eu s-sou... – o garoto tropeceva nas palavras e era visível que estava com medo, suas orelhas tremiam, seu rabo tremia e enrolava-se em sua coxa esquerda. Bom se isso não era de medo, então o loiro não sabia o que era.

- Ei! Não precisa ter medo, tu podes falar a vontade. – falou com uma voz suave e o garoto levantou o olhar afastando levemnte sua cabeça para frente encarando-o confuso – Me chamo Naruto Uzumaki e você?

- E-Eu me chamo... S-Sasuke. – mesmo o garoto falando baixo, o loiro conseguiu ouvir.

- Sasuke. Só Sasuke? – perguntou vendo o moreno acenar positivamente – Então Sasuke, como você veio parar aqui?

- V-Você é que trouxe-me aqui... – a fala do moreno pegou Naruto totalmente de surpresa.

- O quê? Eu!? – perguntou levantando-se do chão. Tá, ele era um idiota na maioria das vezes mas agora ele não lembra-se de trazer alguém como o Sasuke para casa, ou ele tinha bebido muito ontem, ou o garoto tinha enloquecido de vez – Sasuke, você podia explicar-me como eu trouxe-te?

- Hm... Ontem a noite eu estava num beco e lá fazia muito frio, eu tentei de tudo para puder dormir, mas não conseguia e foi quando você apareceu. Depois pegaste-me em teu colo saindo a correr, quando abri os olhos de novo, você tinha parado em frente de uma casa que era essa. Entraste comigo ainda em seu colo e deixaste-me em cima desse balcão, deste-me leite e por fim colocaste-me naquela cama bem quentinha e fofinha. – Sasuke pareceu ronronar quando disse a última parte, mas também parecia menos assuatado. 

Naruto estava em choque, pelo que ele se lembra, não foi o Sasuke que ele trouxe para casa usando aquele trajecto todo, foi o gato preto. E falando nele, ele não estava na cozinha e em nenhum canto da casa. E quando ele sumiu o Sasuke apareceu, a não ser que.

- Sasuke...? – chamou pelo moreno que ainda estava em baixo do balcão, fazendo que ele o olhasse – Por acaso você é aquele gato preto?

- S-Sim... – respondeu receoso com medo do loiro o chutar e mandá-lo embora.

- Como isso é possível? – o loiro que antes estava com choque, agora o corpo todo dele transbordava de curiosidade. Ele pensava que ele já tinha deixado essa mania dele, mas parece que mesma estava sempre lá esperando algo novo.

- V-Você... vai mandar-me embora, não é? – ouviu a voz chorosa de Sasuke e voltou para realidade – V-Vai falar que isso é nojento e que n-ninguém nunca vai gostar de mim!?

- Quê...? – ficou preocupado com o estado de Sasuke, antes ele estava mais calmo e agora parece que surtou. Naruto nunca acharia que aquilo era nojento ou vai mandar-lhe embora – bom no princípio até que ele pensou na ideia de mandar-lhe embora –, mas agora depois de descobrir isso, ele queria descobrir mais sobre Sasuke e meter-se numa aventura depois de anos.

- Você vai, eu sei disso. – falou tremendo de medo e com algumas lágrimas caíndo.

- Não, eu não vou e você não sabe disso! – discordou ajoelhando perto do moreno que afastou-se, mas parou quando soube que não tinha mais saída e isso fez Naruto sorrir – Eu não vou mandar-te embora ou algo do tipo, na verdade eu até pensei nisso, mas agora eu não vou, sabe porquê? Porque eu estou sentindo um enorme curiosidade em saber quem é você, mas para isso eu não quero te forçar a contar-me, eu quero que por si só me conte. Nós não somos melhores amigos ou amigos, mas eu quero ser seu amigo e poder ajudar-te no que precisar. E quem disse que eu ia te despresar ou algo assim, você não sabe nada e ninguém sabe, 'ttebayo.

- M-Mas o Orochimaru disse que se souberem o que sou, as pessoas iriam despresar-me e machucar-me. – falou confuso e um pouco assustado. Aquele nome trazia-o má lembranças.

- Esse tal Orochimaru está muito enganado, nem todos no mundo são maus. – estranhou o tom suave que usou para falar com Sasuke, nem com seus amigos mais intímos ele falou assim. Mas a verdade é que estava curioso em saber quem é esse tal de 'Orochimaru' – Agora será que a gente pode sair de baixo do balcão?

- T-Tudo bem. – falou vendo Naruto levantar-se e espreguiçar-se.

- Cara! – suspirou cansado e girou o olhar pela cozinha vendo o disastre que ela está, havia caixas de leites e leite derramado pelo chão, um prato e  copo quebrados e talheres no chão – Mas que porra!?

- Desculpa... – desculpou-se já de pé.

- Tudo bem, sem problemas... – disfarçou o sorriso. Certamente se a Dona Kushina estivesse em casa ele já estaria enterrado a sete palmos da terra.

Reparou no moreno que já estava de pé e percebeu que ele não estava no melhor estado. Trajava um moletom laranja – agora teve a certeza que era seu –, que chegava até suas coxas, o rosto estava sujo e levemente machucado. Nas pernas haviam machucados e arranhados alguns antigos e outros recentes. 

- Eles foram feitos quando estava na minha forma de gato. – certificou-se de deixar o loiro informado. 

- Sasuke, o que você é? – perguntou encarando o moreno por longos minutos.

- Eles disseram que eu sou um híbrido de gato. – Naruto percebeu que aquele assunto era delicado para o moreno, por causa da forma triste e assustada que sua voz saía.

- Eles? Híbrido? – várias perguntas acumulavam-se na cabeça do loiro.

- É quando você tem genes de algum animal e por vezes pode transformar-se nele, por isso chamam de híbrido e nesse caso eu sou um híbrido. Isso foi o que entendi. – murmurou a última parte brincando com a bara do moletom.

- Onde estão seus pais? – o moreno parecia ser mais novo que ele.

- Eles... Morreram. – respondeu baixando a cabeça, tentando não chorar – Podemos falar de outra coisa?

- Tudo bem, desculpa. – desculpou-se olhando fixamente o moreno – Que tal... Você ir tomar banho e eu preparar algo para comermos?

- Não!

- Porquê? – olhou incrédulo para Sasuke que esrava com o rosto emburado.

- Aquilo faz um barulho estranho, chato e a água sai muito fria. – falou fazendo gestos dramáticos com as mãos e Naruto sorriu em resposta.

- Não preocupe-se 'aquilo' não vai fazer-te mal e não se chama 'aquilo', mas sim chuveiro. – riu.

- Mas...

- Se você quiser, eu posso te ajudar no banho? – para Naruto a sua fala saiu, um tanto que pervertida.

- Sério? – viu Naruto acenar positivo – Tudo bem.

- Mas depois que terminares, você vai ajudar-me a arrumar essa cozinha, 'ttebayo!? – falou vendo o moreno concordar – Então vamos!


(...)


O banheiro estava uma confusão,  parecia até a Terceira Guerra Mundial, Naruto nunca pensou que dar banho um neko – começou a chamar Sasuke de neko, porque para ele híbrido era muito formal – era difícil. O moreno não parava quieto na banheira e Naruto estava cansado de tentar pegar o garoto, maldita hora que decidiu dar banho de espumas ao menor. E ainda por cima o mesmo havia pedido para que ele virasse de costa, por que não queria que Naruto o olhasse.

Na verdade estava feliz por ver o moreno feliz, mas não ia admitir em voz alta. Seu orgulho era grande demais. Viu que se deixar o Sasuke mais um minuto sequer, capaz o mesmo inundar o banheiro.

Tirou a tampa fazendo com que a água comece a evaporar. Sabia que isso deixaria o híbrido furioso, mas melhor ter um gato furioso do que um gato doente. E parece que a sua previsão estava certa, Sasuke encarava-o com o rosto vermelho de raiva e emburrado – era para ele ficar assustador, mas parece que não resultou muito –, riu.

– Porque você fez isso!? – perguntou cruzando os braços e inflando as bochechas – E quem disse que você pode virar!?

Que fofo!

- Porque você ficaria doente se continuasse aqui. – defendeu-se levantando os braços em forma de rendênção, sorrindo – E eu não vi nada, eu juro!

- Mas eu queria continuar aqui, não é justo! – falou com a voz manhosa.

- Eu sei, por isso continuas aqui enquanto eu vou procurar algo pra vestires. – ligou o chuveiro para que o moreno retirasse a espuma de seu corpo e virou-se saindo do banheiro.

Entrou novamente em seu quarto e foi directo ao guarda-roupa procurar algo para Sasuke vestir.

Depois de minutos de busca, encontrou uma camisa azul escura com gola alta, uma cueca e calção brancos. Provavelmente a camisa e a cueca vão caber em Sasuke, mas o calção era um pouco largo. Deixou a roupa na cama e voltou ao guarda-roupas levando uma toalha, e rumou ao banheiro que ficava em seu quarto e o mesmo que Sasuke estava.

- Toma, uma toalha para secares-te. – entregou a toalha e o moreno pegou-a enrolando ao seu corpo – Sua roupa está na cama é só ires vestir.

- Obrigado Naruto. – agradeceu saíndo da banheira e indo para o quarto vendo o mesmo sorrindo para ele.

- Não me agradeça, ainda. – saiu do quarto deixando o híbrido sozinho.

Por outro lado, Sasuke estava muito grato pelo loiro que estava fazendo aquilo tudo por si. Sentia-se feliz como nunca havia sentido.

Vestiu a roupa, mas o calção encomodava-o por isso tirou ficando só de cueca. E saiu do quarto rumando a sala.


(...)



Naruto já tinha limpado e arrumado a cozinha, também havia preparado panquecas para eles comerem. Mas um pensamento o atromentava desde que o moreno tomava banho, como seus pais reagiriam ao saber que acolheu um híbrido em casa. Eles com certeza ficariam bravos e chateados por não ter avisado antes, o facto era que ele podia justificar que na hora que o encontrou ele era um gato preto.

Estava tão entretido em seus pensamentos que não viu o moreno entrar na cozinha. Nem mesmo quando ele balançou a mão em frente de seu rosto.

- Naruto! Naruto! – foi tirado de seus pensamentos com a voz de Sasuke chamando-o.

- Oe Sasuke, você estava aqui, 'ttebayo! – as vezes o loiro parecia um completo idiota quando não queria.

- Sim, estou aqui. – encarou o loiro que estava completamente perdido e notou que a cozinha estava arrumada – Você já arrumou tudo?

- Sim, estava tão distraído que acabei por arrumar tudo. – olhou o moreno de cima para baixo e viu que o mesmo não usava o calção, e suas coxas estavam a mostra. Corou levemente quando percebeu que Olhava demais para elas – Onde está o calção? 

- Ele encomodava-me muito. – abanou o seu rabo ou cauda, mas parou quando a sua barriga roncou o deixando envergonhado e viu o loiro que segurava-se para não rir.

- Deixa eu advinhar, você está com fome? – provocou recebendo um rosnar do moreno – Okay, okay, vamos comer que você não é o único com fome.

Colocou algumas panquecas no prato de Sasuke e no seu, deu um copo de leite ao moreno e para si um copo com suco de laranja.

- O que é isso? – perguntou Sasuke confuso vendo o loiro colocar uma porção na boca.

- Panquecas. – respondeu com a boca cheia – Uma das minhas especialidades, não querendo me gabar mas as minhas panquecas são ótimas. Não vai dizer-me que nunca provou?

- Não...

- Então, prova que vais ver que são ótimas. – cortou um pedaço de panqueca e colocou na boca do moreno.

- São... Ótimas, eu quero mais! – afirmou com os olhos brilhando de alegria e começou a saborear as panquecas.


Naruto decidiu esquecer por hora, seus antigos pensamentos em relação aos pais e aproveitar o dia.




Notas Finais


No próximo capítulo a nossa 'queridinha' Sakuranha aparecerá.
Descupa pela demora.

Espero que apreciem o capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...