1. Spirit Fanfics >
  2. A Ilha Akuma >
  3. O Começo de tudo

História A Ilha Akuma - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Esse é meu primeiro conto original;
A história pode abordar temas sensíveis;
Qualquer erro ortográfico ou de concordância verbal me desculpem;
Estou sempre aceitando criticas construtivas;
Boa leitura :)

Capítulo 1 - O Começo de tudo


 

22/03/1819 - Ilha Akuma, Japão

 

Repentinamente meus olhos se abriram. Uma estranha luz estava se fazendo presente no acampamento ao leste dali.

 

- Ryotaro, acorde - Kotaro me balançava freneticamente enquanto tentava me acordar, em seus olhos existiam um estranho pavor.

- O que aconteceu com o acampamento leste? Que luz estranha é aquela?

 

Ele me fez sinal de silêncio e me fez olhar a minha volta, percebi que apenas eu e Kotaro estávamos acordados no acampamento, acenei para ele com a cabeça e fomos para fora da grande barraca.

 

- Não temos tempo  Ryotaro, pegue sua katana, vamos fugir desse lugar, devíamos ter ouvido Sayuri, este lugar é amaldiçoado pelos deuses - Sua voz estava trêmula, nunca vi Kotaro daquele jeito.

- Amaldiçoado? O que está dizendo? - Eu o questionava enquanto arrumava minhas coisas para nossa precoce fuga, porém não obtive resposta.

 

Cinco minutos depois já estávamos vestidos e carregando nossas bolsas com alguns suprimentos e nossos objetos particulares.

 

-  Vamos para a ponte Sudoeste, lá está o pelotão do Coronel Hayato, talvez consigamos alguns cavalos para sair mais rápido - Ele dizia enquanto me guiava por entre as árvores para fora do acampamento sul, onde estávamos acampados.

 

Era noite, a lua estava bem acima de nós, brilhante nos céus, conforme fomos andando, fui recuperando minha consciência, comecei a reparar melhor nos arredores. A estranha luz, agora localizada a nossa esquerda, era fogo. O acampamento leste, que estava sobe o comando direto do capitão Katsuo, responsável pela tropa de exploração da ilha, estava pegando fogo.

Kotaro, vendo que eu finalmente percebi o que estava acontecendo aumentou o passo e começou a me guiar mais rápido.

 

- Algo ou alguém não está feliz com nossa presença. - Ele disse com um tom sério após um longo período de silêncio.

- Estamos muito longe do pelotão?

- Se mantermos o ritmo chegaremos em uns oito minutos.

- O que você vai fazer ao chegar lá?

- Pegar dois cavalos e fugir, o que mais seria? - ele disse num tom um pouco mais grosso.

- Desculpe, vamos logo sair deste inferno.

 

Repentinamente algo pequeno pula para cima de nós, com o susto fechei meus olhos, ao cair no chão rolei para a direita, eu estava sentindo minha pele queimar, abro os olhos para ver o que tinha nos atacado e…

 

                   

De volta aos dias atuais



 

- Tatsuo… ei, Tatsuo - Escuto uma voz me chamar.

 

Acordo com alguem me cutucando, abri os olhos lentamente, eu estava em uma sala de aula, a luz entrava por uma grande janela a minha esquerda, na parede ao lado da janela existia um relógio eram 17:34, à minha frente, tinha um grande quadro de aula, e nele havia escrito algumas tarefas que os alunos deveriam fazer para a semana seguinte.

 

 Olho para a esquerda para ver quem estava me chamando, era uma garota. Ela estava sorrindo, devia ter cerca de 1,55 de altura. Estava vestida de uniforme escolar, portava sua mochila nas costas e tinha um cabelo castanho comprido com suas pontas tingidas de laranja, era a Naomi.

 

- Oi Naomi, a que devo a honra de ser acordado por vossa senhoria? - Digo em um tom sarcástico e faço uma reverência.

- Bobo, a aula acabou, Yasuji está esperando por nós na saída, e você sabe como ele fica quando está impaciente.

- Então devemos nos apressar, eu que não quero vê-lo com raiva.



 

Eu, Naomi e Yasuji somos melhores amigos, somos vizinhos uns dos outros e fazemos o Ensino médio no mesmo colégio. Nós somos amigos desde os 9 anos e permanecemos assim até agora, com 16. Hoje estávamos planejando todos dormirem na minha casa, e passarem o final de semana lá, então vamos juntos para casa agora.

 

Naomi e Yasuji vivem discutindo sobre coisas bobas, um dia os peguei numa briga feia, o motivo da discórdia era porque Naomi preferia Soba quente e Yasuji preferia Soba frio.

 

Estamos com mais energia pois daqui a nove  dias estaremos de férias, e estamos programando nossa primeira viagem sozinhos, só nós três.

 

- Finalmente chegaram, eu achei que vocês tinham morrido no caminho!

 

Saio de meus devaneios e olho em direção a voz. Era um garoto, tinha cerca de 1,65, usava o uniforme escolar e estava com a mochila pendurada no ombro esquerdo, seu cabelo era médio e preto, com as pontas tingidas de azul. Portava um sorriso cínico em seu rosto. E lá estava Yasuji.

 

- Tatsuo fez o favor de dormir na aula de novo.

- Em minha defesa, era aula de Literatura clássica - digo sorrindo

- Então está absolvido - Yasuji disse sorrindo junto a mim

- Vocês dois não tomam jeito mesmo. - Naomi diz, acompanhando nossas risadas.

- Vamos para sua casa direto ou vamos passar primeiro na lojinha que vende Pocky? - Yasuji me pergunta esperançoso.

- Acho melhor ir direto para a casa do Tatsuo, se vocês quiserem posso fazer alguns Nikumans - Diz Naomi antes que eu pudesse responder algo.

- Humm, amo Nikuman, vamos logo então. - Diz Yasuji, tomando um posicionamento totalmente contrario a si mesmo a alguns segundos atras.

- Ok, mas antes algumas precauções. - Digo pegando um bloquinho de notas no meu bolso, onde tinha anotado as coisas que iriamos precisar para passar o final de semana. - Trouxeram comidas e petiscos?

- Eu trouxe um monte, também trouxe alguns ingredientes extras para cozinhar -Diz Naomi conferindo sua mochila

- Trouxeram escovas de dente, shampoo, condicionador, pijamas, e alguma mudas de roupas?

- Aham, mas eu não trouxe shampoo, vou precisar usar o seu, Tatsuo- Respondeu Yasuji, tambem verificando sua mochila

-Sem problemas, trouxeram jogos, cartas, mangás e outras coisas de lazer?

- Com certeza! - Disseram os dois sorrindo e em coro.

- Então acho que já podemos ir.

 

Descemos a rua em direção ao ponto de ônibus papeando alegremente, nós morávamos na parte rural do distrito, então era um pouco longe. 


 

[QUEBRA DE TEMPO]


 

Eram 19:21 tínhamos chegado em minha casa a uma hora e meia, estávamos botando os pijamas e escolhendo os filmes que veriamos, Naomi estava fazendo nikumans para comermos, assim como ela prometeu.

 

Eu moro com meu avô, ele está enfrentando alguns problemas de saúde, então foi internado num hospital no centro do distrito, como sou menor de idade não posso parar as aulas para ficar com ele. Estou morando sozinho, então, sempre que podem, Yasuji e Naomi vem me visitar, já que somos vizinhos.

 

Estava chovendo e relampejando bastante, provavelmente continuaria assim pelos próximos dias, sorte que era sexta-feira e não teríamos que ir para a escola embaixo de chuva.

 

- Tatsuo, pode me emprestar esses mangás aqui? - Fui afastado de meus pensamentos com Yasuji me chamando

- Hã… ata, claro - disse um pouco confuso pois não estava prestando atenção.

- Ultimamente você está muito pensativo, aconteceu alguma coisa? - Naomi aparece vindo da cozinha com alguns nikuman na mão.

- Aposto que estava pensando em uma garota. - Diz Yasuji pegando um nikumam da mão de Naomi

- QUE? Eu não estava pensando em ninguém, seu palhaço. - digo cruzando os braços.

-Aham sei. - Comenta Yasuji. - Aquela Akira da sua sua sala é ate que bem bonita. - Ele fala me olhando com um sorriso de canto

- Mas, espera, o quê? - Digo tentando entender o que Yasuji estava tentando me dizer.

- Acho que ta na hora de você arranjar uma namorada. - Diz Naomi enquanto caminhava até a pilha de filmes para escolher.

- Concordo. - Acrescenta Yasuji

- Mas você também não tem uma namorada! - Digo ficando impaciente. - A Naomi também não tem um namorado.

- A Naomi tem um monte de crushs, e eu pretendo arrumar uma namorada logo, logo. Mas você, eu nunca vi você nem sequer gostar de alguém. - Diz Yasuji, dessa vez ele ficando indignado.

Parando para pensar, eu nunca tinha pensado nisso, eu nunca gostei de alguém, nem no Fundamental, nem no Ensino médio. Será que eu sou realmente estranho?

- Eu não estou pensando em nenhuma garota, eu estava pensando na nossa viagem - Digo na tentativa de afastar o assunto- Vocês já sabem pra onde querem ir?

- Eu quero ir para Arashiyama! - disse Naomi empolgada, mostrando que meu comentário deu certo - lá é lindo demais, renderia umas boas fotos.

- Pois eu quero subir o Monte Misen - exclama de repente Yasuji - È muito legal subir os montes do Japão, e lá é bem bacana, aliás, onde você que ir, Tatsuo?

- Não sei - Respondo sinceramente - Qualquer lugar que vocês escolherem para mim está bom.

- Você é muito bonzinho Tatsuo - Diz Yasuji - Você nunca discute com ninguém, é um aluno exemplar, tirando as vezes que você dorme na aula, não é possível que você seja perfeito - Ele diz num tom indignado.

- Mas…

- Vocês podem parar de discutir e vir aqui ver o filme? - Naomi me interrompe repentinamente, com um filme na mão.

- Estamos indo - Digo e corro em direção ao sofá, onde me deito.


 

[QUEBRA DE TEMPO]


 

Estávamos no meio do nosso terceiro filme, eram 23:49, estávamos nos divertindo e rindo muito. Era verdadeiramente legal ver Kimi no na wa com seus amigos, eu queria que isso durasse para sempre. De repente:

 

{barulho de campainha}

 

- Ué, quem será a essa hora? - Disse Naomi

- Que estranho. - Completa Yasuji.

- Deve ser o vizinho, o cachorro dele deve ter fugido de novo, vou atender. - Digo indo em direção a entrada.

 

Eu caminho até a porta, destranco a fechadura, a abri lentamente com um sorriso no rosto.

 

- Perdeu o cach…..

- Por favor..... me ajude.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado da História;
Novamente, desculpe qualquer erro;
Próximo capitulo sera lançado, provavelmente, nos próximos 15 dias:
Se gostaram ou gostariam de comentar alguma coisa, sintam-se livres para favoritar ou comentar;
Até o próximo capitulo :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...