História A Imperatriz - Capítulo 30


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Anna Heartfilia, Gajeel Redfox, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Ashley, Lucy Heartfilia, Natsu Dragion, Natsu Dragneel, Rogue Cheney, Sting Eucliffe
Tags Gajeelevy, Nalu
Visualizações 67
Palavras 1.911
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 30 - Escolha


estava no fim da tarde, lucy acordou depois que desmaiou e se levantou desanimada. 

"estou com fome"- pensou lucy e sentou no chao depois se apoio sua cabeça na mesa de centro. 

levy chega com uma bandeja com mingau  e ver lucy. 

_minha senhora, por que voce está sentada no chão?- questionou levy vendo lucy daquela forma e lucy a olhou

_estou apenas gravida e não paralisada.- disse lucy grossa- por que eu deveria me deitar?- questionou seca e levy deu um sorriso pequeno

_tem mingau recém cozido... quer um pouco.- disse levy carinhosamente e lucy estava sem animação para comer, mesmo com fome.

_não quero.- disse lucy desanimada.

natsu chegou ao quarto dela e vê-la daquela maneira

_deixa- me faze-lo.- disse natsu pegado a badeja da levy depois indo para o rumo da loira.

Levy deu uma pequena curava e saiu, natsu se sentou no chão depois pegou a colher de mingau e levou ate lucy, mas ela virou o rosto para outro lado.

_qual é o problema.- questionou natsu e lucy fica calada olhando para outro rumo.- lucy, não posso saber o que voce quer se não me dizer.- disse gentilmente e soltou a colher de mingau.

_francamente, eu não posso dar à luz a esta criança.- disse lucy seria e natsu suspirou

_desde o inicio, eu pensei também.- disse natsu serio e lucy o olhou.

_ desde que você sente desta maneira, é ainda não e tarde para cuidar disse.- disse lucy seria.- vamos abortar a criança agora.- disse  e natsu suspira.

_mas quando eu descobri que você estava gravida, eu estava muito feliz.- disse natsu serio e lucy suspira.

_ mas eu não posso dar à luz a esta criança.- disse lucy desesperada e natsu a olhou.

_ por que? Voce não disse que voce não gosta de comer alimentos azedos, mas agora voce não esta feliz se não é azedo.- disse natsu e lucy fica sem palavras depois olhou para natsu

_ eu...estou fazendo isso por seu próprio bem.- disse lucy triste- se esta criança nascer, o poder  do nosso clã Ashley aumentara , para não aumentar o poder da nossa família, é melhor não ter esta criança.- disse seria.

_ entre a criança e o familia ashley, eu ainda vou escolher a criança.- disse natsu decisivo e serio – se voce realmente está preocupada sobre mim e o clã ashley, eu os destruirei amanha.- disse serio.

_pare de brincar. –disse lucy seria.- Mesmo que voce não esteja preocupado com a família ashley,  não tem medo de que eu vá fazer a  criança mal com esta personalidade.- disse apontando para si mesma.- eu sou mal, egoísta, uso as pessoas para meu beneficio...isso é exemplo de mãe?- questionou seria

_se voce está preocupada com isso, voce não precisa.- disse natsu serio.- quando o tempo chegar, uma babá cuidará da criança para voce.- disse a olhando e lucy olhou para frente.

eles ficara alguns segundos quieto e pensativos

_sua alteza, eu...eu não posso dar à luz para esta criança  para voce.- disse lucy seria e triste

_ entao, esta dizer que voce não quer criar uma criança comigo?- questionou natsu e lucy fica um tempo calada.

_nao é o problema sobre com quem  eu tenho a criança.- disse lucy o olhando seria.-alem disso, se eu dar à luz a criança, eu não tenho a habilidade.- disse.- eu não seria capaz de lava-lo .- disse e natsu suspira

_lucy, você sabe que suas palavras são escandalosas?- questionou natsu grosso e lucy engoliu seco.- dar à luz a criança é sua responsabilidade, como você poderia fazer o que quiser?- questionou ríspido 

_é porque devo realmente dar a luz?- questionou lucy fria, natsu ao ouvir isso pegou pelo o pulso dela brutalmente e puxou pra si.

_se você ousar fazer qual quer coisa a esta criança, eu nunca a perdoarei.- disse natsu frio e lucy tenta se soltar.- eu ordeno que você cuida de si mesmo e pare com seu absurdo preocupante...você entendeu?- indagou frio e olhando no fundo dos olhos dela.

_como sua majestade quiser.- disse lucy entre os dentes e seca.

_ainda bem que vocce entende rapido.- disse natsu frio e lucy tenta faze-lo solta seu pulso que estava machucando, quando vem uma fraqueza.- o que está errado?- questionou preocupado e soltando o pulso dela.

_minha cabeça dói.- disse lucy colocando sobre a cabeça na mesa.-estou muito cansada.- disse

_eu pedi para o chefe real fazer o seu favorito eles trarão isto aqui mais tarde.- disse natsu gentil outra vez e lucy olhou.

_pato cozido com a arroz?- questionou lucy de uma maneira meiga e natsu nega.- então não quero.- disse.

_isso é muito pesado para uma mulher gravida.- disse natsu carinhoso.- come seu mingau agora.- disse pegando o mingau para dar na boca dela.-abre a boca...aah- disse e lucy abriu a boca depois ele enfio a colher com mingau.- boa garota.- disse com um sorriso pequeno 

“droga, eu não quero mingau de durian, eu quero pato assado, pato cozido com a arroz...pescoço de pato picante.”- pensou lucy enquanto comia seu mingau

natsu deu na boca dela sem deixa nada na tigela depois a deixou descansar

estava de noite e lucy estava sentada na sua cama.

ela começou a imaginar varios pratos de comida e um desejo de comer pato irresistível, que nem percebeu ao se redor. rogue entra discretamente no quarto da loira e a vê falando sozinha...ele chegou perto e deu um susto nela.

_rogue! que susto menino.- disse lucy controlando seu susto  e rogue deu um sorriso.- o que voce? fiquei sabendo que não estou com humor para brinca com voce.- disse seca

_minha deusa, te trouxe comida.- disse rogue com um sorriso e lucy abriu o sorriso.

rogue colocou sobre a mesa de centro e lucy foi ate a mesa depois se sentou.

_humm... que cheiro otimo.- disse lucy e abriu a marmita de comida vendo que tinha tudo que ela queria.- isso é um sonho.- disse emocionada e olhou para rogue.- rogue voce é meu anjo da guarda..vem vamos comer- disse e começou comer, rogue se senta com ela depois come junto.

depois de um tempo comendo, lucy olha para rogue.

_rogue, que tipo de menina voce gosta.- disse lucy e ele a olha.- vou te ajuda fica com ela.- disse e rogue fica pensativo.

_seria bom alguém como a senhora bonita, engraçada e gentil... e que da mesma familia que a sua- disse rogue e lucy deu um sorriso.

_lamento te dizer isso, mas eu sou a unica assim.- disse lucy brincalhona e rogue deu um sorriso.- mas posso ver com minha mãe se eu tenho uma prima da sua idade.- disse e rogue fica empolgada.

_serio!.- disse rogue feliz.- minha deusa é a melhor.- disse e lucy deu um sorriso de lado.

_mas não pensa que isso e de graça.- disse lucy e o sorriso de rogue some.

_e o que minha senhora vai querer?- perguntou rogue desanimado e lucy abriu o sorriso.

_voce tem que me prometer que sempre vai me trazer comida quando tiver vontade e tem que prometer que não importa o que acontecer seremos sempre amigos.- disse lucy com um sorriso bonito e rogue concorda.

_como minha deusa ordenar.- disse rogue e eles voltaram comer animadamente       

dia seguinte

natsu como sempre foi para o tribunal e se reunir com os ministros, depois foi no palacio you lan. 

Lisanna estava dançado tristemente quando chega natsu e a ver  dançando com o leque...ela ao perceber que natsu estava olhando parou e deu com um sorriso bonito.

_ sua majestade não me viu dança para voce por tanto tempo..- disse lisanna carinhosa e natsu passou por ela sem nem olhar.

_as vezes, eu pensou se trazendo você para o palácio está certo ou errado... Uma vez que voce esteja aqui, você se tornou mais impiedosa e intrigante.- disse natsu serio e lisanna se ajoelhou na frente dele.

_ sua majestade!- disse lisanna ajoelhada e natsu nem fez questão a olhar.

_ultima vez, você usou a incidente de pintura para acusar a imperatriz...eu não cheguei ao fundo do porque eu pensei que você era apenas boba uma vez.- disse natsu serio.- em segundo lugar, a imperatriz pediu que eu não fosse difícil com você.- disse, lisanna deu um sorriso pequeno triste e se levantou.

_então sua majestade não me puniu por causa da irmã?- questionou lisanna seria e natsu a olhou frio

_se não, o que mais?- disse natsu frio e lisanna ficou triste

_eu pensei que sua majestade ainda cuidasse de mim então, você tolerou meu erro.- disse lisanna desolada

_isto não é tão simples quanto você tinha birras.- disse natsu grosso.- você ousa fazer uma falsa gravidez para me enganar.- disse bravo e lisanna agarrou seu braço. 

_sua majestade, ai supostamente passar a noite com a imperatriz, aquela noite eu estava realmente ferida, dai, eu pensei em fazer isso...foi tudo por que eu te amo e me importo com você, é por isso que eu fiz isso.- disse lisanna desesperada e natsu olhou bem para ela depois puxou seu braço brutalmente a fazendo cair no chão.

_por causa do amor? Sua mente já foi envenenada por seu egoísmo.- disse natsu frio.- voce fez tantas coisas que é contra a consciência.- disse e lisanna estava sem palavras no chão.- voce sabe que a maneira que você está agora nem sequer merece piedade?!.- disse frio.

_ sua majestade, você não pode mais sentir meu amor por você?- perguntou lisanna o abraçado pela a cintura, mas natsu violentamente a empurrar para longe.

 _ quantas vezes você vai continua usando este amor para fazer coisas bobas.- disse natsu frio.- eu nunca gostei de lucy por ser muito orgulhosa no passado, por que eu pensei  que você era mais generosa, sensível e compreensível do que ela, mas eu nunca pensei...no passado, a personalidade das duas iria mudar.- disse serio

_ sua alteza.- disse lisanna desesperada e chorando.- por favor eu te amo.- disse

_ a partir de hoje, voce pode ficar aqui se você quiser, você pode sair também se você quiser...o palácio you lan não é sua gaiola dourada.- disse natsu seco.-  não tente também usar o amor para me ameaçar.- disse e foi embora furioso.

_ sua alteza.- gritou lisanna desesperado e chorando muito.

"sua alteza, não me deixa...eu amo voce muito mais do que qualquer um"- pensou lisanna magoada

palacio de lucy.

lucy estava logo pela a manha conversando com sua mãe, sobre as novidade da gravidez real que por cima deixou ana muito feliz e chorando de felicidade...lucy tambem pergunto se tinha alguma moça do clã para casar com o rogue.

_então mãe? tem alguém nessa característica que falei?- perguntou lucy para sua mãe que não parava de chora.

_sua alteza...acho que sua prima yukina, tenha estas característica.- disse ana chorando e levy estava junto.- vou fala com sua tia.- disse e lucy suspirou

_voces pode parar de chora.- disse lucy irritada.

_mas estamos tão feliz.- disse ana chorando mais ainda.

_verdade minha senhora.- disse levy chorando e limpando as lagrima com um lenço.

_voces são irritantes.- disse lucy seca e saiu daqui deixando aquelas duas chorando.  

queda de tempo

o tempo foi passando e lucy agora estava de seis meses de gestação, mas durante este tempo ela ficou muito chorona, estressada, sensível e com desejos... ela chorava quando natsu não dava atenção ou quando dava atenção de mais,ela ficava estressando ou irritada com tudo que natsu fazia,ela também tinha desejos incontrolável.   


Notas Finais


ate aproxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...