1. Spirit Fanfics >
  2. A imperfeição. >
  3. Capítulo 3.

História A imperfeição. - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Oiii tudo bem com vocês?? Eu sei q vcs devem estar se perguntando o pq de estar fazendo a um capítulo porém hj me deu uma inspiração então resolvi aproveita-la, mas isso não querem dizer q não haverá capítulos nesse final de semana, muito pelo contrário, eu vou postar sábado e talvez domingo também, bom chega de enrolar e vamos para o cap, bjos e até sábado.

Capítulo 3 - Capítulo 3.


 Acordei com o cantos dos pássaros e a pouca claridade q batia em minha barraca, levantei e logo botei a mão na cabeça, ela doía demais bom deve ser por causa de ontem a noite, o naruto-kun e a sakura-san e-eles se-se beijando, não, é melhor eu esquecer isso senão eu não vou conseguir terminar a missão, fui em direção a minha mochila e de lá tirei uma muda de roupa e abri minha barraca vi q não tinha ninguém acordado além de mim então eu resolvi ir até q cachoeira q tinha achado ontem a noite.

 Cheguei por lá e fui logo tirando minhas roupas ficando apenas com as roupas íntimas, entrei direto e pela minha surpresa a cachoeira estava bem quentinha, então eu acabei ficando um tempo a mais do q imaginava e quando eu vi q o sol já estava bem forte voltei para a margem e coloquei as roupas q usava eu iria me trocar na barraca pois eu tinha medo de alguém me ver nua e só de pensar nisso eu já sinto um vermelhidão em meu rosto e a grande vontade de enfiar minha cabeça num buraco e não tirá-la nunca mais, deixe esses pensamentos de lado e me apressei em chegar lá antes q eles acordassem e deu certo, não tinha ninguém acordado ainda, então eu já entrei logo dentro de minha barraca e me troquei, -foi só dar tempo de eu me trocar e eles acordam-, eu pensei enquanto saia da barraca e eles saiam em seguida de uma também, pera, saindo de uma? Eu olhei de novo é sim, eles estavam saindo de uma barraca, porém eu juro ter visto q eles tinham a deles e como mágica eu olhei para o lado e vi uma barraca desmontada é, eles dormiram juntos, com esses pensamentos de repente eu fico sem voltasse de terminar a missão, como é q vamos terminar a missão com esse clima? Tipo desse ontem a sakura-san está me ignorando bom o naruto-kun ainda está a mesma coisa, pelo menos isso bom é melhor eu esquecer esses pensamentos e esquecer tudo q eu vi pq depois eu vou ficar me remoendo com tudo q aconteceu. 

 Depois de todos terem desmontado as barracas fomos cada um fazer seu próprio café da manhã, como ainda eu tinha um pouco de arroz q tinha sobrado de ontem eu dividi, primeiro eu ofereci a sakura-san porém ela nem deu bola, então o naruto-kun perguntou-me se ele podia comer tudo já q eu também não queria então eu lhe entreguei o pote de arroz um pouco quente mais q ele podesse pegar com as mãos sem se queimar então veio a seguinte frase:

  Naru- Obrigado hina-chan, vc é uma anjo.- ele falou com essas seguintes palavras e eu lembrei de q por um tempo o mundo ao meu redor tinha parado e eu fiquei bastante vermelha, q eu poderia facilmente ser  confundida por um tomate.

  Hina- Na-não precisa agradecer na-naruto-kun.- só consegui dizer isso é claro né eu guaguejei, bom até então estava tudo bem até eu olhar a sakura-san e ela me olhava de um jeito nada amigável, tenho certeza q se o olhar dela matasse eu teria uma morte instantânea, olhei de volta para o naruto-kun e vi q ele estava mais concentrado na comida do q acontece aí redor dele e agradeci a isso pois não queria evitar problemas, terminamos de comer tudo e eu fui lavar os meus potes pois quando eu chegasse em casa eu com certeza iria chegar bem cansada e sem tempo vontade para fazer quaisquer coisa.

 Continuamos a missão e pelo resto do dia ninguém parou para dar um só descanso, eu fui com o Byakugan ativado a viagem inteira porém chegou uma hora q eu não aguentava mais e então do nada minha visão se desativou sozinha e eu senti tudo ao meu redor girar, consequência disso eu tropecei em um dia galhos de uma árvore e acabei batendo minha cabeça contra um galho grande, resultado: depois de bater um cai no chão e a gente estava relativamente bem longe do chão então a queda não foi nada bonita e minha cabeça doía que um inferno, lembro-me de escutar vozes me chamando porém depois disso eu desmaiei.

   Escuto vozes, porém não vejo nada está tudo escuro, aonde estou? Me pergunto e então o lugar escuro em q eu estava de repente se transforma em um corredor infinito e então eu comecei a andar tentando procurar uma saída porém como eu tinha dito antes, ele era infinito, eu andei por muito tempo não sei quanto até q eu vejo uma luz, bem fraca porém dava para ver então eu corri em direção a luz, a cada passo q eu dava a luz ficará ainda mais fraca até q eu cheguei perto dela e ela se transformou em uma esfera flutuante de cor azul claro, eu não tinha ideia do q fazer então eu tive a idéia de pegar a espero com as minha mãos e então...nada aconteceu, dei um suspiro e quando eu abri as mais ela tinha desaparecido, ué, pra onde el- , fui corta pois o ambiente tinha mudado de lugar agora eu tava em um jardim enorme e nele tinham várias diversidades de flores, fui andando tentando achar algo e de repente eu avisto duas pessoas, um adolescente pelo oq parecia e uma criança, eles estavam brincando de algo e então o menino caiu no chão o adolescente o pegou e com os dois dedos dele ele tocou com eles na testa da criança, a criança ela me parecia familiar porém eu não conseguia lembrar de seu rosto, como se ele soubesse q tinha alguém além deles ele olha para os lados até seu olhar cair em minha direção, nos ficamos nós olhando até ele dar um sorriso envergonhado, eu teria ido até ele se o lugar em q eu estava não tivesse mudado de novo, dessa vez eu estava numa rua bem escura com várias casas ao redor então eu passei andar porém logo parei, na minha frente tinha duas mulheres e dois homens mortos eu fiquei horrizada e tentei fazer algo porém eles desapareceram, então eu me pus a caminhar de novo, quanto mais eu andava mais corpos aparecia no chão, de crianças a até velhinhos porém quando eu chegava perto eles desapareciam como eles  apareceram, do nada, já estava desistindo até q dentre todas casa uma me chamou a atenção e aprecia ser a maior delas então eu entrei.

   A casa parecia estar vazia e completamente escura porém eu andei por todas os cômodos em busca de alguém ou algo porém não tinha nada até q eu escuto barulhos, e vinda da porta q eu já estava preste a abrir então eu me aproximei da porta, parecia ser um choro, choro de uma criança então eu abri a porta e vi uma cena q me deixou bem assustada, os pais da criança ou alguém próximo estavam no chão cobertos de sangue e sem vida pelo oq parece, eu olhei para a criança e era a mesma do lugar de antes, ela chorava muito e parecia estar agonizando no chão, eu tentei chegar perto só q algo não deixava então eu desisti, eu tentava falar porém não saia nada então sem q eu percebesse eu deixará lágrimas escapar de meus olhos q até então eu não tinha percebido, eu olhei para o casal no chão e de repente a mulher pareceu se mexer então eu fui em direção a ela, ela murmura algumas coisas porém eu não conseguia escutar até q uma delas eu consegui.

 - Salve ele, salve meu filho, vc...- entao ela olhou em meus olhos.- Vc é a luz q falta em meu filho por favor, salve ele da escuridão q o cerca.- eu pensei q esse tinha sido o último suspiro porém ela soltou o seguinte nome:

  -Sasuke, salve o sasuke.-  e então ela parou de responder e assim q ela caiu por completo no chão eu vi um símbolo na blusa dela na parte das costas, e-era o símbolo do clã Uchiha! e depois disso tudo ficou preto de novo e então eu acordei, olhei para um lado e para o outro e vi q estava em uma espécie de caverna, me sentei melhor para ver o lugar e vi q estava tudo escuro então eu me levantei, tentei achar a saída e logo vi uma brecha q luz e consegui achar a saída, olhei para fora e vi q o naruto-kun e a sakura-san estavam fazendo a comida, fui em direção a eles e quando eu ia falar algo o naruto-kun se virou e viu q eu estava indo em direção a eles.

  Naru- Ah hinata, já acordou pelo visto e então, como está se sentindo?.- vamos lá hinata não guagueje.

  Hina- Oi naruto-kun eu estou bem sim só com um pouco de dor de cabeça, oq aconteceu?.

  Naru- Vc bateu em um galho se uma árvore e caiu de uma altura de 3 metros, eu fiquei impressionado por vc só ter machucados leves porém isso foi bom, só q hinata eu vi q vc esgotou completamente seu chakra e vc passou a viagem inteira usando o Byakugan, creio eu q isso foi oq mais te esgotou então vc só vai usar ele quando estivemos precisando ok? É para o seu próprio bem.- o jeito q o naruto-kun falou me deixou um pouco feliz pois ele realmente mostrava uma preocupação exagerada então eu falei q iria fazer isso e uma hora depois demos continuidade a missão.

  Conforme a gente andava o lugar ficava mais denso por causa da névoa, então finalmente a gente tinha chegado, eu agracedi mentalmente por ter chegando e fomos recebidos por uns ninjas q se dizia ser guardas ou algo assim da mizukage, então a gente foi em direção a sala da mizukage e no caminho eu ia com a mente bem longe daqui especificadamente eu está pensando em meu sonho, quem era aquelas pessoas e por que aquela mulher falou o nome do Uchiha-san Seria ela a mãe dele? Bom quando eu chegar em casa eu penso em tudo isso, saindo de meus pensamentos percebi q tínhamos acabado de chegar na sala da mizukage, nos a cumprimentamos e entregamos o pergaminho, ela tinha perguntado se a gente queria ficar aqui porém eu falei q não precisava e o naruto-kun completou falando q a gente um prazo para chegar na vila então ela logo liberou a gente e nos voltamos a correr em direção a vila.

              2 dias depois.

 Depois de dois dias a gente chegou nos portões da vila e então eu falei para o naruto-kun e a sakura-san q eu iria para casa pois estava muito cansada oq de fato não era mentira, então cheguei em casa e não vi ninguém então eu fui para o quarto e desarrumei a mochila colocando tudo no lugar e peguei uma muda de roupa já indo em direção ao banheiro tomar um longo banho quente, depois do banho eu fui até q cozinha prepara um lanche pois eu estava com muita fome e depois fui para o quarto e assim q eu me joguei na cama eu apaguei, resultando no mesmo sonho q eu tinha tido envolvendo o Uchiha-san.  





                 Continua?...





Notas Finais


Bom chegamos ao fim de mais um capítulo e espero q vcs tenham gostado desse capítulo surpresa e deixem nos comentários oq vcs acharam dele, bom até sábado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...