História A infelicidade não e nada - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lendas Urbanas
Tags Creepypasta, Jeff The Killer, Sally A Suja, Slederman, Smile Dog
Visualizações 10
Palavras 704
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


Eu voltei
E aqui deixo mais um capítulo
Espero que gostem

Capítulo 5 - O reencontro


Fanfic / Fanfiction A infelicidade não e nada - Capítulo 5 - O reencontro

Maggie pov 

Já fazia uma semana que o Jeff e a Nina perderam aposta então hoje eles não precisam me obedecer. 

Estava assistindo one punch man eu amo esse anime meu pote de nutella já tinha acabado. Me deu uma vontade de andar pela floresta estou aqui tanto tempo mas nunca sai para explorar a floresta e pelo que eu vejo muitas pessoas gostam de acampar 

Desligo meu notebook levanto da cama e saio do quarto. Já estava andando um bom tempo e não via ninguém a única coisa que via era corvos e corpos mortos, até que ouço vozes suba em uma árvore e vejo um grupo de adolescentes fico quieta para ouvir o que eles estavam falando 

?? - Não sei porque a Catarina teve a ideia de vir aqui esse lugar me da calafrios - falou uma menina loira apontando pra uma menina morena então essa menina é a Catarina 

Catarina - Cala a boca Beatriz você é o Hugo é um bando de medrosos-então a loira e a Beatriz e o rapaz musculoso e o Hugo 

Hugo-E você Jonas não vai falar nada - fala se refirindo ao garoto de óculos 

Jonas - Não vou falar nada - fala dando de ombros - Vamos fazer o seguinte porque não nos separamos para nós divertir 

Beatriz - Verdade Hugo vamos para o lago - fala toda animada 

Catarina - então eu e o Jonas vamos fazer trilha - fala segurando a mão do menino - Mas é você que vai Lucas fazer - fala para um menino de cabelo branco 

Lucas - vou ficar aqui mesmo - fala com olho no celular 

Aquele menino não me é estranho acho que já o vi em algum lugar. Vou primeiro atrás da loira chegando no lago vejo que o garoto estava dormindo aproveitando a cituação pego meu cinto coloco no pescoço dele começando a enforcar ele 2 minutos depois ele já estava morto a garota nem percebeu nada olho pro corpo morto e vejo um canivete vou atrás da garota e apunhalo as suas costas ela deu um grito que quase fiquei surda puxei ela pelo cabelo e a joguei no chão 

- Acho que vou começar a minha brincadeira - ela estava me olhando com muito medo e chorando muito - Você tá pronta pra brincar minha bonequinha HAHAHA

Comecei fazendo cortes em sua barriga depois seu rosto arranquei seus olhos fora não demorou muito ela já estava morta. 

- Minha boneca era frágil demais agora só não passa de um lixo - falei saindo do local e indo atrás do outro casal 

Chegando perto percebi que a garota estava com o pé torcido isso facilita meu serviço enquanto o garoto não estava olhando puxei a garota para longe dele amarrei ela em uma árvore e tampe a boca dela

Vou em  direção ao garoto que parecia procurar sua namorada e no caminho acho um Machado vou por trás dele e decepo  sua cabeça pego a cabeça dele e levo pra garota que quando vê entra em desespero chego perto de seu ouvido e sussurro 

- Não se preocupe você vai estar com ele logo logo então não chore - termino de falar e corto sua cabeça ao meio - pronto agora só falta o garoto que ficou lá no acampamento 

Vou correndo e quando chego perto vou atingir ele mais o mesmo desvia ele me olha como se me conhece se a muito tempo tento acertar ele e denovo mais foi em vão 

Lucas - Agora você trata seus amigos assim Maggie e sua irmã como ela esta

-Não te conheço você não é meu amigo 

Lucas - Óbvio que sou você não se lembra de mim sou Lucas do orfanato 

-Não é possível Lucas - corro e dou um abraço nele

Lucas - como você cresceu floquinho de neve desde quando você usa lentes pra trocar a cor de seus olhos 

- Eu não uso nada você tá ficando louco 

Lucas - então olhe você mesmo 

Ele pegou seu celular e me entregou meu reflexo meus olhos estavam vermelhos isso não é normal do nada meus olhos voltam a ser castanho 

-isso não é normal Lucas algo está errado 

Continua 


Notas Finais


Maggie e Lucas se reencontraram
Oque será que está acontecendo com Maggie
Será que Lucas vai morar na mansão creepy
Até o próximo capítulo
Tchau bjs😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...