História .A Investigação De Morte - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Denki Kaminari, Eijirou Kirishima, Iida Tenya, Katsuki Bakugou, Mei Hatsume, Shouto Todoroki, Tsuyu Asui, Uraraka Ochako (Uravity)
Tags A Investigação De Morte, Investigação, Midoriya Morto, Todobaku
Visualizações 21
Palavras 2.014
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Luta, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente, so pra deixar BEM claro, se alguem não gostar da historia por que eu fiz questão de matar o Deku, dane-se. Não gosta, não leia. Eu deixei na sinopse que o Midoriya morria na historia, então não venha dizer que se decepcionou por eu matar ele
E que a capa da fanfic aparecerá ou quando eu achar alguem para fazer uma capa para mim ou quando eu encontrar algo que me agrade ou quando alguem se disponibilizar a dar-me o whatsapp para mandar fotos que se encaixem
E tambem, que a fanfic será feita em 20 capitulos, mas pode ocorrer de ter mais ou menos, dependendo da minha motivação os capitulos sairão mais rapidos ou mais lentos, maiores ou menores, bons ou ruins, sendo que este ultimo eu vou tentar evitar.
Os titulos dos capitulos serão sempre um numero em inglês acompanhado de uma frase/palavra em portugues e talvez depois que eu arrumar alguma capa, o titulo da história mude também

Capítulo 1 - .One- Apartamento 203.


Fanfic / Fanfiction .A Investigação De Morte - Capítulo 1 - .One- Apartamento 203.

HK

.A Investigação De Morte

Por Anym_Shimizu

.One- Apartamento 203. - Primeiro Capitulo


Uma mesma cena se passava pelos olhos do jovem caido no chão, algo que ninguém conseguiria decifrar, e isto incluí o outro jovem, que na porta do apartamento 203, desesperado ligava para a polícia, corpo de bombeiros, ambulância, hospital, qualquer coisa que viesse em sua mente e que lhe desse a esperanças de que sua visão estava lhe enganando, que Midoriya Izuku, o jovem caído no chão, não estava morto, que não era seu namorado jogado ali no chão

Era. No passado.

***

A polícia não demorou a chegar, talvez ate nem tenha demorado mas Todoroki Shouto havia se perdido no tempo ao lado de Midoriya, no chão. Foi difícil para os policiais retirarem o Todoroki de perto do morto

                        ***

A notícia rapidamente se espalhou, e não tardou a aparecer alguns jovens, desconhecidos para os policias, e a mãe do morto

O primeiro a aparecer foi Bakugou Katsuki, um loiro explosivo dos olhos vermelhos, e este ao ver o estado do Todoroki foi ate ele e o estendeu a mão, mas foi surpreendido por um abraço.

Todoroki chorou tudo o que tinha dentro de si naquele abraço

Os proximos a chegarem foram Kirishima e Kaminari, o ruivo esportivo e o loiro energético estavam meio longe, por isso não chegaram junto de Bakugou. Ao olharem ao redor, encontraram Bakugou sentado no sofa com os olhos marejados mas nenhuma lagrima saia, e sentado no chão com a cabeça nas coxas de Bakugou, que fazia um carinho desajeitado em sua cabeça, estava o Todoroki chorando rios, viram o quão grave a situação estava

Os proximos que chegaram foram Hatsume e a senhora Midoriya Inko. Hatsume toda vez que olhava para o trabalho dos policiais chorava e amparava a senhora Midoriya, que chorava rios se culpando e culpando Todoroki

Depois chegaram Ilda e Uraraka, sendo que está ultima foi ate Todoroki e o deu um tapa. Bakugou ja havia visto varias pessoas usando palavras para machucar as outras, mas não gostou de ver Uraraka fazendo isto com Todoroki

-VOCÊ DEVIA TER PROTEGIDO ELE, VOCÊ SABIA QUE ELE PRECISAVA-Uraraka gritava com Todoroki com lagrimas descendo pelas bochechas. constantemente. Os unicos que entenderam o que ela queria falar com aquilo fora ela mesma, Ilda e Todoroki. Bakugou tirou a cabeça de Todoroki de suas coxas e se levantou

-Você fala tanto, mas o que você fez? Vai, cara de lua, admita, você só está o culpando por que tem culpa também-Ele viu que no final, Uraraka também se culpava, mas viu marcas de dedos grossos e grandes no pescoço de Midoriya

Não foi suicídio?

Voltou ao sofá e sentou-se, trazendo a cabeça de Todoroki de volta para suas coxas olhando fixamente aonde os polícias mexiam

Deku não havia cometido suicídio?

                       ***

Toda a escola dedicou uma semana de luto, estava toda a escola havia ficado estranha, tudo ficou estranho, tal como o mesmo

Todoroki Shouto nesse meio tempo, ficou belamente pior, até suicídio ele havia tentado, mas fora salvo por pessoas aleatórias. Seus amigos até se revezavam para ficar consigo de noite, pois ele precisa de um lugar pra ficar e pra casa ele não pode ir, por que iria piorar

Alheio a tudo, o Todoroki olhava pela janela as arvores balançarem enquanto ouvia Jocelyn Flores nos fones de ouvido em bom e alto som -Ao ponto de ninguém entender como ele ainda não havia estourado seus tímpanos-

-E como é que ele fica? Digo, com quem ele passa hoje?-Ilda falou na roda

-Comigo ele não fica-Uraraka disse, recebendo um olhar de desaprovação e discreto de llda-Vou receber visitas

-Meus pais chegam de viagem hoje-Kaminari fala

-Eu vou ter que sair-A rosada do olho bom, Hatsume, fala

-Ele pode ficar comigo-Bakugou fala, porem é ignorado por todos

-Eu vou visitar um parente distante, kero-Asui falou

-Tem parentes la em casa, está tudo lotado-Kirishima

-Ele pode passar a noite comigo-Novamente o Bakugou foi ignorado

-E agora? Nenhum de nós podemos ficar com ele por hoje

-Será que se a gente encontra alguém de confiança para ficar com ele, nem que seja só por hoje?-Hatsume perguntou olhando para Todoroki com preocupação

-EU JA DISSE PORRA, ELE PODE PASSAR A NOITE COMIGO!!-Bakugou explodiu na paciência que nem sabia que tinha

-Há, ele precisa de consolo, não de palavras duras-Kirishima disse com uma cara feia

-Se eu me lembro bem, quando ele estava quebrado, quem ficou com ele por uma noite inteira, quem teve a decência de passar uma noite inteira sem nem piscar os olhos por que se o fizesse choraria e não podia pois tinha alguem, sentado no chão aos meus pés com a cabeça em minhas coxas chorando pra caralho foi eu. Foi em mim que ele achou o minimo apoio para reerguer-se, ou seja, sou o melhor e mais qualificado pra fazer isso-Passou a mão em algumas mechas rebeldes e brilhou igual personagem de anime. Bakugou sorriu ao ver seus "amigos" apagarem perante seu brilho

-Convenhamos que é nossa melhor opção, kero-Asui fala por todos

-Yeah!-Vai ate o Todoroki e coloca a mão esquerda em seu ombro e a direita usa como apoio na carteira do outro-Meio a Meio?

-Ja decidiram quem?-Shouto abaixou os fones, os colocando no pescoço, mas não tirando a musica

-Hoje...-Katsuki mordeu o lábio-...Sua noite vai ser com...-Mordeu o lábio mais forte, chegando a sair sangue-...Comigo. Tudo bem?

-Sim, eu não me importo-Ele junta as coisas e guarda em sua mochila, os óculos não muito diário escorregando pelo nariz e os cabelos com fios bagunçados, mas todos alinhados

-Então vamos logo-Pegou a mochila e a passou pelos ombros

                      ***

-Oe seu pavê maldito, eu estou te chamando-Katsuki estralou os dedos em frente ao rosto bem mais palido que o normal de Shouto-TODOROKI SEU MERDA, PARA DE OLHAR PRO ALÉM COM CARA DE CU E PRESTA, NEM QUE POR CINCO SEGUNDOS, ATENÇÃO EM MIM SEU PORRA

-Anh...Oi...-Shouto olhou para um Katsuki vermelho explosivo com varios explosivos na mão. O loiro respirou, inspirou, não pirou

-Eu fiz macarrão, do tipo gelado 'tá? Vá ali na cozinha comer um pouco por que você está mais branco que a parte branca do teu cabelo-Bakugou virou de costas e voltou a limpar com um espanador algumas objetos da sala. Todoroki olhou para o loiro em sua frente, uma blusa verde que ia até as coxas, um short curto de couro preto e os pés descalços

Desde quando ele havia trocado de roupa?

Abaixou a cabeça e viu que ele mesmo estava com outra roupa, uma calça larga bem gelada na cor preta -Achava que era uma calça de tactel, so sabia que era gelada- e uma blusa também preta. Lembrou que essa roupa foi a que havia trazido

Mas em que momento havia trocado de roupa?

Levantou-se e foi comer, passando sem querer em frente a um vaso brilhante que refletia sua pessima aparência

                     ***

O silêncio era incômodo, angustiante, frustrante. Nenhum dos dois sabia o que falar sem falar algo sem necessidade.

Se alguém perguntasse, os dois diriam que gostam de silêncio, mas o silêncio instalado entre eles era muito incômodo. Bakugou foi olhando a decoração da casa ate parar em uma vitrola com uma caixa grande cheia de discos de vinil. Teve uma idéia

-Oe, pavê, você sabe dançar?-Recebeu um olhar curioso e questionador do outro

-Nunca fiz questão de querer saber dançar. Por que?-O olhar penetrante de Todoroki estava quase fazendo Bakugou desistir, mas se manteve firme

-Por que você vai aprender agora-Cerrou o punho, talvez uma dança o faria esquecer do clima pesado e da morte de Midoriya. Foi ate a vitrola e a caixa de discos-Me ajuda a abrir um bom espaço na sala-Pediu, mas de longe todos viam que isso era uma ordem disfarçada

Todoroki levantou-se e foi ajudar, abrindo o máximo de espaço possível para "aprender" a dançar. Bakugou colocou uma mesinha afastada do local da dança e em cima colocou a vitrola, arrumando-a o maximo possivel, voltou ate Todoroki e o explicou algumas coisas

-Coloque sua mão aqui-Pegou na mão direita do bicolor e colocou em sua cintura-Você não pode deixar a mão cair ou afrouxa o aperto. Me da sua outra mão-Pegou na mão dele e enlaçou os dedos. Talvez ele ate pudesse até se aproveitar da situação. Tirou a mão de Todoroki de sua cintura e segurou com a outra mão solta-Agora escuta, quando eu der um passo para frente com o pé direito você da um para trás com o pé esquerdo, e vice versa, ate que você de dois passos e eu tambem, aí é você que comanda, okay? Aah, nos primeiros quatro passos, olhe pro chão, depois olhe nos meus olhos, okay?

-Sim-Abaixou a cabeça e observou Bakugou dar o primeiro passo, ele logo andou para trás e Bakugou deu mais um, fazendo ele ir para trás. Deu um passo para frente e Bakugou foi para trás, continuaram assim até Todoroki não errar mais, o que não demorou a acontecer

-Agora você depois da quarta ida e volta você vai soltar a minha mão esquerda e eu vou pegar distância, mas não vou soltar sua mão. Depois eu vou vir usando meu braço e o eu braço para enrolar minha cintura, eu tenho que ficar assim em você-Virou de costas para o Todoroki, colando suas costas no peitoral dele. Virou de frente e o encarou-Depois eu vou voltar a pegar distância e você vai levemente me puxar, a hora que eu chegar em você, rapidamente você deve colocar sua direita na minha cintura e eu vou colocar minha esquerda em seu ombro direito...Assim-Colocou a mão do outro em sua cintura e sua propia mão no ombro dele, ainda com os dedos enlaçados-Entendeu?

-Entendi

-Então dita o ritmo-Logo após a fala do Bakugou, o jovem Todoroki começou a dar os passos, logo eles ja estavam na quarta volta. Soltou a mão do loiro e este pegou distância, mas voltou enrolando o seu próprio braço e o braço do bicolor na cintura

-Coloca sua mão em cima da minha na cintura e segue meus passos-Após sentir o toque gelido em sua mão, deu dois passos rebolando para a esquerda, depois voltou com dois passos para a direita.

Quem os visse diriam que eram parceiros de dança bem compatíveis ou que eram namorados com compatibilidade na cama

Katsuki se desenrolou dos braços e voltou aos braços de Shouto, que colocou de imediato a mão direita em sua cintura, enquanto colocava os braços no ombro do outro

-Bem, você ja consegue me acompanhar no minimo?-Soltou as mãos do bicolor, indo até a vitrola e a caixa de disco

-Acho que sim-Observou todos os movimentos do loiro, até que uma letra conhecida tocou-The Time Of My Life? Não sabia que tambem gostava desse tipo de musica-Colocou as mãos fortemente na cintura do loiro assim que ele se aproximou

-E-Eu não te devo satisfações, maldito-Katsuki corou ao sentir, mesmo que não intencional, a pegada gostosa de Shouto

A musica ainda estava calma quando começaram a dançar, e nunca imaginariam que alguem conseguisse ter tanta compatibilidade assim

Os passos feitos pareciam que haviam sido ensaiados a tempo, toda vez que algum arriscava algo o outro entendia e ajudava

Logo eles estavam gargalhando, sorrindo, se divertindo enquanto dançavam varias musicas. O clima estava divertido e as gargalhadas preenchiam o ambiente de forma alegre

Mas de repente, os passos foram desacelerando e as risadas sumindo ao vento que pela janela entrava, o silêncio foi tomado pela batida suave de uma nova musica que tocava no toca disco

Aproximaram os corpos, unindo-se um com o outro perante a musica tocada

Com a mão na cintura de Bakugou, Todoroki mexia lentamente o corpo de acordo com o ritmo da musica de um lado para o outro, e Bakugou, abraçado ao corpo do outro e com a cabeça deitada em seu peito acompanhava o ritmo imposto pela música e pelo parceiro de dança

Não era preciso palavras, o silêncio dizia tudo e muito mais do que eles queriam falar

Se eu te deixo

Sei que vai morrer

Sem mim

Não tem mais uma noite

Pra afagar os seus cabelos

Pra tocar, beijar seu rosto

Antes de dormir

Se eu te deixo

Nada vai restar

De um grande amor

Igual ao meu

Feito louca

Você vai buscar

Minhas mãos

Até o amanhecer

Ate o amanhecer

Em teu sonhos vai sentir meu cheiro

Coração batendo forte no teu seio

Desesperada você vai gritar

Te amo inteiro

Te  amo...

E ficaram naquele clima melancólico, balançando de vagar com os corpos unidos, ao som somente do vento mexendo as arvores


Notas Finais


Uhuuuuu
Genteh, as musicas citadas neste capitulo são:
-Jocelyn Flores
-The Time Of My Life
-Ausência
E se eu citei mais alguma que você se interessou, foda-se, pega o pedaço da musica e pesquisa no YouTube
O Katsuki 'ta diferente, eu meio que dei uma distorcida na personalidade dele, mas ele vai ser explosivo a partir do próximo
Em falar em proximo, eu continuo ou paro por aqui fingindo que iso eh uma one?
Vocês acham que o Izuku cometeu suicídio ou foi assassinado?
O que sera que a "Cara de Lua" queria dizer com "Você devia ter protegido ele, você sabia que ele precisava"?
O que vocês acharam?
Muitas perguntas...E eu quero ouvir quantas respostas o possível
Obrigado por lerem e me perdoem por qualquer erro
*Kimi wo suki dakeja monota rinai
Akogare dakeja ume kirenai*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...