História A Irmã - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Inu no Taishou, Inuyasha, Kagome Higurashi, Kikyou, Miroku, Sango, Shippou
Tags Ação, Amor, Inuka, Inuyasha, Irmã, Kouga, Romance, Sesshoumaru
Visualizações 61
Palavras 1.489
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - IV - 50 Anos Depois - O Reencontro Parte II


Fanfic / Fanfiction A Irmã - Capítulo 4 - IV - 50 Anos Depois - O Reencontro Parte II

A Irmã

Capítulo IV - 50 Anos Depois - O Reencontro [Parte II]

"Quero mudar o mundo, caminhar sem olhar para trás . Com você eu encontrei a paz nas asas de um sonho . Não vou me perder jamais."

— Irmão? — perguntou InuYasha sem entender nada. Logo coçou a cabeça é inclinou-a para o lado. — Er... Ah... Eh... — o meio youkai procurava as palavras. Mas logo percebeu que a Hayou não estava mas em sua frente. Olhou ao redor, e a encontrou atrais de si. Parecia que ela o cheirava nada discreto. — O que... Você ...

— Tenho certeza, esse cheiro é de meu irmão. — ela murmurou, logo encarou Kagome ao lado de InuYasha. — Por que salvou essa humana?

— Ora, por que você queria mata-la! — brandiu o Hayou com raiva ao se lembra.

— Certamente tentei mata-la, mas, isso não é obvio? — os olhos dela saiu de Kagome é parou em InuYasha. A frieza em seu olhar lhe lembrou uma certa pessoa. — Isso aí é uma humana. São fracos é desprezível, merecem a morte!

— Nossa, parece até o Sesshoumaru. — Kagome murmurou, mas perceber o olhar da Hayou. Ela tinha ouvido, já que tinha uma audição apurada. Estremeceu-se, quando o olhar dela se tornou raivoso.

Ela se aproximou da humana.

— Onde você viu ele? — chegou mas perto, InuYasha desconfiado se colocou na frente de Kagome. — Hayou, me conte. — ela ergueu o braço é apontou suas unhas afiadas para a garganta de InuYasha. — Onde vocês viram o meu irmão.

— Irmão? — perguntou Sango.

— Espera um minutinho. — o monge se intrometeu.  — Sesshoumaru é seu irmão?

— E claro que é! — a Hayou respondeu grosseiramente. Todos olharam para ela pasmo, incrédulos é boquiabertos. — Onde ele estar? — gritou sem paciência. Agarrou a gola da roupa de InuYasha é o puxou, ficando frente é frente com o Hayou. InuYasha a encarava de uma forma anormal. Estava em transe. Não conseguia acreditar no que ouvia. A Hayou rosnou com a demora de uma resposta. E com raiva, segurou-o bem firme, e como se estivesse arremessando uma pedra. Jogou InuYasha bem longe. Ele saiu voando, quando caiu provocou uma densa fumaça de areia. — Eu detesto lerdeza. —  resmungou fria. Depois olhou para Kagome, que estava espantada. A segurou pela cintura é pulou, pulou alto. Estava indo em direção aonde InuYasha fora jogado. Ela pulou de arvores em arvores. Kagome se debatia, pedindo para que ela a soltasse. — Cale a boca, humana imprestável. — ordenou ela irritada. E apertou algum lugar entre o ombro e o pescoço de Kagome, que a fez ficar inconsciente.

A Hayou fora surpreendida por um gato youkai grande. E montado nele, estava Sango, Miroku é Shippo. A exterminadora arremessou o hiraikotsu, que voou em direção da Hayou, e com fosse apenas um graveto. A meia youkai pegou o osso voador com uma mão é o devolveu para Sango. A mesma que quase não o conseguiu pega-lo de volta. O monge apontou sua mão direita para a Hayou é tirou o colar de contas que lacra o seu buraco de vento. Mas, a meia youkai fora mas esperta. Colocou o corpo de Kagome na frente, ao perceber isso. Miroku lacrou rapidamente o buraco de vento. A Hayou, sorriu é chegando ao local onde estava InuYasha. 

O meio youkai estava em pé, tirando a terra de sua roupa. Quando viu a Hayou se aproximar, puxou sua Teseiga é se preparou para lutar. Mas quando seus olhos pousaram em Kagome nos braços dela, ele se desesperou.

— Maldita! — gritou ele. — Largue á Kagome agora! — exigiu ele. Sango é Miroku desceram atrás de InuYasha. 

— Ah, você quer ela? — a Hayou perguntou cinicamente. — Você ama essa humana?

InuYasha rosnou

— Da onde você tirou isso, sua idiota? — ele havia corado.

A Hayou sorriu cinicamente, colocou Kagome no chão. E tirou sua espada da bainha, a espada ficou extremamente grande. Ela se assemelhava com a Teseiga de InuYasha. O mesmo que não passou despercebido, vendo o tamanho da semelhança. Ele deu um passo para em direção a ela. 

—Quer sua humana? Venha pega-la.— Hayou provoco-o. Com um sorriso assombroso. InuYasha bufou, e correu para ataca-la. Mas a Hayou defendeu-se facilmente, o que deixou InuYasha mas irritado.—Vamos, seu tolo. E só isso que consegue fazer?— debochou das habilidades do Hayou. 

— Ah, maldita! — rosnou ele super irritado. Atacando a Hayou, mas, quando ele ia usar sua ataque Kaze no Kizu (Ferida do vento) na Hayou, um cheio familiar invadiu suas narinas. Os dois Hayous se entreolharam, e depois olharam para o lado. E ali estava, Sesshoumaru. Com os seus longos cabelos platinados é seus frios olhos ônix. Ele encarou o InuYasha é depois pousou seus olhos na Hayou. — Maldição.—resmungou.

No mesmo momento a Hayou guardou sua espada é saiu correndo em direção do youkai. InuYasha estranhou a ação da outra, ficando boquiaberto quando ela pulou no pescoço de Sesshoumaru. O abraçando. 

— Onii-sama. — a Hayou o chamou. Deixando todos incrédulos com o que via. — Onii-sama, você é muito malvado. Me deixou sozinha por 50 anos!

Ela não desgrudava de Sesshoumaru e o mesmo que não parecia se importar muito. Com a mão que lhe restará, ele segurou-a pela cintura. Puxando-a para baixo. A fazendo solta-lo. Ela tinha mudado de personalidade rapidamente, feliz em encontra-lo. O olho-o atentamente, e logo ficou seria. E passou a mão na manga esquerda do Kimono do youkai. Não havia nada lá, a Hayou olhou para Sesshoumaru preocupada.

— Onii-sama, quem fez isso em você? — perguntou. Sesshoumaru apenas olhou para InuYasha. A Hayou seguiu seu olhar, até o meio youkai. — Onii-sama, esse Hayou fez isso com você?— ela se virou para InuYasha, e seriamente tonou a retira sua espada da bainha. Mas antes de atacar InuYasha, uma mão lhe toca o ombro. Ela olha para trás, Sesshoumaru a impediu. — Onii-sama?

— Onde você esteve? — perguntou friamente, mas a Hayou não se importou, apenas sorriu.

— Com a mamãe. — respondeu ela. — Bom, um tempo. — ele a encarou fixamente, queria saber onde ela passara a outra parte do tempo. — Ah, te procurando. E, vivi um tempo com outros Youkais.

Ele a repreendeu com o olhar, e ela se encolheu.

— Mas eu estou feliz em te ver. — a Hayou estava feliz e ia pular novamente em Sesshoumaru mas, uma voz lhe interrompeu.

— Sesshoumaru-sama! —  a voz era de uma criança. E de trás de algumas arvores saiu uma garotinha. De pele alva, cabelos escuros, olhos castanhos é usava um kimono alaranjado. — Sesshoumaru-sama, olha! — mostrou o buque de flores que tinha em mãos. 

A Hayou olhou para a garotinha depois, seus olhos voltaram para o youkai. Estavam furiosos, cheio de ódio.

— Você estar ando por ai com uma humana? — perguntou friamente. Sesshoumaru apenas a observou.  — Mas, não foi você que me ensinou a odiar os humanos? Eles são fracos é merecem a morte.

O yokai apena continuou a olha-la, frio é penetrante. 

— Ei, Sesshoumaru! — InuYasha o chamou. Todos olharam para o meio yokai. — Quem é ela? — apontou para a Hayou.

— O quão você é idiota, InuYasha? — Sesshoumaru perguntou friamente. — A semelhança, já não é o suficiente?

— InuYasha ele tem razão.  — Miroku se entrometeu. — Ela é a sua cara.

— São muito parecidos. — Sango falou indo até o corpo de Kagome, que continuava inconsciente.

— São gêmeos. — concluiu Shippo.

— Seus idiotas! — gritou InuYasha. — Não me lembro de ter uma irmã. O único irmão que eu tenho é o babaca do Sesshoumaru! — no fim da frase, uma pedra lhe acerta a cabeça. O Hayou que caiu, com a mão na cabeça encarou a autora disso.

— Não chame meu Onii-sama de babaca, seu tolo desprezível. 

InuYasha se levantou e apontou o dedo para ela.

— Como eu posso ser irmão disso? — perguntou.  — Ela gosta do Sesshoumaru! Quem gosta do Sesshoumaru? Ninguém!

— Cale a boca, idiota. — Sesshoumaru o ordenou, lhe lançando seu chicote venenoso. Que por sorte, InuYasha desviou.

— Tá tentando me matar, maldito? — reclamou ao se jogar no chão.

— InuYasha, pelo que vejo sua mãe não lhe contou a verdade. — disse friamente, o que fez InuYasha presta atenção nele. Se levantou do chão e o encarou serio.

— O que quer dizer com isso? — se aproximou do irmão.

— Eu estou dizendo que, o nosso pai deixou InuMary sobre a minha proteção. — exclamou o Youkai secamente, seus olhos frio encarava o irmão mais novo. — Ele é sua irmã gêmea. Só que, quando nasceram foram separados. Você foi criado pela mãe humana, enquanto InuMary com os Youkais.

InuYasha é InuMary se encararam. Eram exatamente iguais. E tudo estava confuso. Izayoi realmente esqueceu de dizer algo a InuYasha. Algo essencial, algo que podia fazer a sua vida muda. Ele viveu a vida, desde quando sua mãe morreu, sozinho. Pensará que ninguém o aceitava. Sempre sendo judiado pelos Youkais é pelos humanos. Tanto sofrimento, tanta mágoa, e um amor que ainda não esqueceu. Tudo isso poderia ter sido mais fácil, se ela estivesse consigo. Enquanto InuYasha sofria sozinho, na ausência Sesshoumaru, InuMary também sofreu. Foram muitas as dificuldades em 50 anos. E a pior dela, fora um amor que perdeu durantes os anos. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...