1. Spirit Fanfics >
  2. A irmã do meu melhor amigo >
  3. Família

História A irmã do meu melhor amigo - Capítulo 22


Escrita por:


Notas do Autor


Peço desculpas pela demora em escrever mais um capítulo, tudo bem? É que a criatividade anda querendo tirar férias de mim....
Eu escrevi este capítulo ao som de And I do Nu'est W para a trilha sonora do dorama Mr. Sunshine.
Vou deixar o link aqui para vocês:
https://www.youtube.com/watch?v=1FVTr7OSBHY
E também o Bae lindo cantando:
https://www.youtube.com/watch?v=9mRAYkKluOA
Ah, e vão aparecer algumas partes de música a partir de agora, tudo bem?

Capítulo 22 - Família


Fanfic / Fanfiction A irmã do meu melhor amigo - Capítulo 22 - Família

Baekho foi encontrado por Aron no estúdio. Como ele estava demorando para aparecer no bar que eles tinham marcado para comer barriga de porco frita com kimchi e beber um pouco para esparecer; resolveu ir buscá-lo. Baekho não gostava muito de álcool e ele tinha  aceitado o convite dos meninos devido a companhia deles e a comida, algo que ele amava muito!

Assim que viu o amigo de cabeça baixa na mesa da sala que ficava antes do estúdio, aproximou-se dele e tocou em seu ombro. Baekho se assustou e levantou o olhar; raras vezes Baekho chorou e Aron era sempre o primeiro a presenciar quando o mais novo se emocionava. Primeiro foi quando eles receberam o vídeo dos pais que não viam há tempos, depois foi em relação a se apaixonar por Sujin e fazer besteira ao 'perder a amizade' de Minhyun, e agora ele não sabia o motivo.

 

'혹시나 그댈 놓칠까봐  (...) 닿지않는 손을 내밀어요 (...) 그댈 향한 눈물 또 삼켜요...'

'Caso eu sinta sua falta (...) Estendo a mão para você (...) Eu engulo minhas lágrimas em sua direção novamente...'

                                                                                                                                                           And I - Nu'est W

- O que houve, Baekho ssi?

- Hyung! - limpando as lágrimas com a manga da blusa que estava usando.

- Por que você está com os olhos vermelhos? - abaixando-se e ficando próximo do amigo - O que houve?

- Ah...- com os lábios tremendo.

- Você quer ajuda na música? 

- Quero, mas não é isso...

- Então o que houve?

- Meu pai...Ele está muito mal! E eu aqui sem poder fazer nada...

- O que aconteceu com ele?

- Bem, - fungando - meu pai teve um desmaio e perdeu muito sangue...Ele está internado agora e...eu pedi até a doação de sangue para os LOVEs, eu não queria fazer isso hyung, não queria trazer notícias ruins para eles....Eu....- apertando os lábios para não tremer mais.

- Hey, hey, vem cá! - abraçando o amigo - Vai ficar tudo bem. E não se preocupe com os LOVEs. Eles nos amam muito e já disseram que ficam conosco nos momentos bons e ruins, certo?

 

'시간을 뒤로 걸어 너 있는 곳에 (...)날 데려다 머물게 해줘...'

'Volte, tempo (...) Leve-me e deixe-me ficar...'

                                                         Dèjavu - Nu'est W

 

Baekho assentiu com a cabeça e em seguida os dois saíram do local. Não tinha muito o que fazer naquela hora então Aron resolveu conversar com JR e Ren sobre o amigo deles; eles dariam um jeito de fazer com que Baekho fosse até Jeju-do para ver o pai, ficando fora por alguns dias; até porque a família sempre foi prioridade na vida deles e como eles saíram de casa muito novos, perderam muito do convívio com as pessoas que amavam e qualquer oportunidade que pudessem ter, eles iam ver suas famílias e amigos.

---

Não muito distante dali, uma moça muito bonita falava animadamente em um restaurante tailandês com um rapaz de porte atlético e estilo 'galã de cinema'. A todo tempo ele dava um jeito de flertar com ela e a mesma não parecia se importar, já que ele era muito bonito  e parecia um bon vivant. 

- Uau, você é mais bonita do que nas fotos.

- É claro! Elas não mostram minha real beleza. - cruzando as pernas de forma sexy.

- Realmente... - olhando para as pernas da moça e mordendo os lábios.

- Mas então er...Seok...O que você faz? 

- Bem, eu sou empresário. Trabalho com muito dinheiro, se é o que você quer saber.

- Hum...

- Mas, não vamos falar de negócios, não é? Prefiro a parte em que a gente chega no prazer... - tocando na parte da perna dela descoberta por causa do shorts claro de alfaiataria.

- Você é rápido, hein? - dando um leve tapa na mão dele para que o mesmo a retirasse de sua perna.

- Não tem como resistir a uma mulher tão interessante como você, Uee ssi...Não quer ir para o meu loft? A gente pode terminar de comer lá... - piscando de forma sexy para a moça.

- Tentador...

- E o que me diz? Prometo não ser um garoto tão malvado assim...- umedecendo os lábios devagar e olhando fixamente para ela.

Uee arqueou uma sobrancelha e fingiu não entender de fato as segundas - e até terceiras - intenções do rapaz; entretanto, ele era muito bonito e seria bom se divertir um pouco com ele, afinal, ela poderia tirar proveito depois, já que ela sabia que Seok tinha tido um 'caso' mal resolvido com a maior inimiga dela: Hwang Sujin. 

Seok se interessou por Uee depois que um amigo que eles tem em comum, Young-Jae, mostrou uma foto dela em uma revista e assim que viu que ela estava ao lado de Baekho na imagem, a vontade de conquistá-la foi ainda maior, pois ele também poderia tirar proveito disso. O mais engraçado disso tudo é que nenhum dos dois tinha comentado a respeito disso durante o almoço que estavam tendo e depois acabou sendo finalizado sob os lençóis de seda importada da cama dele.

 

'I'm gonna be a bad boy, I gotta be a bad boy...'

'Eu vou ser um  garoto malvado, eu tenho que ser um garoto malvado...'

                                                                                                    Rainism - Rain

----

Sujin estava absorta em seus pensamentos - olhando para a televisão sem assitir - quando recebeu uma notificação de seu irmão no celular. Era uma chamada de vídeo perdida, então ela resolveu deixar seu chá de blueberry em cima da mesa de centro da sala e pegou o aparelho para retornar ao irmão; logo depois de dois toques, Minhyun atendeu e Sujin falou:

Hyunnie! Saudades! Como você está?

- Olá, Tyudin! Estou bem...Estava treinando ainda pouco - limpando o suor que escorria com a toalha escura que estava ao redor do pescoço dele - mas agora estou no intervalo e resolvi dar uma ligada para você.

- Entendi! E você está gostando de ficar com o grupo novo?

- Bem...é diferente, né? Sinto falta deles...- falou meio triste.

- Você ainda não falou com 'ele', né Hyunnie?

- Não. Nem quero!

- Você tem que parar de ser orgulhoso!

- Mas ele traiu minha confiança...Ele bei...Ele - engolindo seco - Bem, ele se aproveitou de você!

- Pare com isso! Ele não se aproveitou de mim...Eu queria também!

- Você queria? Então vocês dois são aproveitadores! Bem, deixa pra lá. Não vou falar com ele, não adianta!

- Está bem... - rindo disfarçadamente da atitude infantil do irmão.

- Mas e você? Quanto a isso, como você está?

- Eu? Bem...

Esta era a primeira vez de fato que Sujin e Minhyun estavam falando do que aconteceu naquela fatídica noite da final de Produce 101. Era estranho, mas ao mesmo tempo um alívio eles falarem sobre isso depois de muito tempo, já que ela sentia seu coração apertado e queria que tudo se resolvesse, mas não seria possível. Mesmo que o irmão voltasse a se falar com Baekho, ela sabia que eles não podiam ficar juntos devido a...bem, isto será explicado mais para frente.

 

 '잊을 수 없다면 기억하고 싶어, 너는 나의 한 조각 ...'

'Se você não pode me esquecer, é porque eu quero que se lembre que é um pedaço de mim...'

                                                                                                                       Where you at - Nu'est W

 

Estou bem, mano. Não se preocupe.

- Certo. E você tem falado com...bem...com 'ele'?

- Sim, mas não vamos mais nos falar.

- Por que? Se ele tiver feito algo para você eu...

- Não, Hyunnie. Ele não fez nada. É só que...

Mas no momento em que Sujin ia responder o irmão, ela olhou para a televisão e viu uma notícia que a deixou abalada: 

'Kang Dong Ho, conhecido como Baekho do grupo Nu'est W, postou em uma rede social para fãs que seu pai estava precisando de doadores de sangue...A fila está gigantesca aqui em no Hospital Central em Jeju-do e pessoas de várias partes do país vieram até aqui em prol de boa causa e..."

- Tyudin? Tyudin? Me responde! O que houve?

Mas a moça ainda continuava olhando para a televisão enquanto o irmão tentava falar com ela desesperadamente pela tela do celular. Sujin teve um flashback em que Baekho, mesmo não falando muito da vida pessoal, havia dito que o pai dele era o cara mais incrível do mundo e foi um grande incentivador para que ele se tornasse um artista, pois ele queria que o filho ganhasse a vida fora da ilha de Jeju; no início ele queria que o mesmo fizesse faculdade, mas mesmo assim ele criou o filho para o mundo e queria que Baekho fosse feliz.

A família dele era bem humilde em Jeju-do. Eles viviam em uma espécie de sítio e Baekho, mesmo depois de ter virado um k-idol, nunca deixou de ajudar a família e sempre que tirava férias e poderia ir vê-los na ilha. Ele colocava as roupas adequadas e ajudava a família na horta e no mercado que tinham, além de enviar dinheiro quando podia. Seu pai nunca aceitou, pois ele dizia que era fruto do trabalho do filho; mesmo assim Baekho fez uma espécie de reserva financeira para que seus pais, quando precisassem, pudessem usar.

Sujin queria muito ligar para ele e perguntar como ele estava, já que o pai se encontrava em um situação complicada, mas ela não podia fazer isso. Não depois dele ter saído da casa dela daquele jeito...A única forma que ela poderia ajudá-lo era ir até Jeju-do e fazer a doação de sangue, pois pela notícia não precisava de um tipo específico. Qualquer tipo era válido.

Minhyun estava ficando chateado do outro lado da linha e ameaçou desligar quando ela espantou os pensamentos e olhou para o irmão:

- Ah, desculpe, Hyunnie. Eu me distraí.

- O que aconteceu? Você está pálida...

- Bem, o pai do Dong ho...

- O que houve com o pai dele?

- Ele está muito mal...Ele precisa de doadores de sangue.

- O pai dele está mal? Então eu...Bem...eu...Eu vou lá doar sangue! Me passa o endereço!

Sujin deu um leve sorriso. Por mais chateado que Minhyun estivesse com Baekho, ajudá-lo ainda fazia parte dos sentimentos  que ele ainda nutria pelo melhor amigo; a moça assentiu e disse que eles deveriam ir juntos, afinal, Baekho era muito importante para eles.

- Certo. Mas isto não quer dizer que já o perdoei, ok, Tyudin?

- Está bem, Hyunnie! Bem, eu vou desligar, certo?

- Hum. Avisa a mamãe que estou com saudades dela?

- Pode deixar.

- Te amo, mana.

- Eu também!

Minhyun desligou e respirou profundamente. Olhou para o espelho da sala de treino e pensou:

'Sinto muito, Baekho ssi...Vai dar tudo certo!"

 

'내 심장이 멈추는 그 순간까지 (...) 너를 지켜줄게 사라지지 않게...'

' Até o momento em que o meu coração parar (...) vou protegê-lo para que não desapareça...'

                                                                                                                        Energetic - WannaOne

 


Notas Finais


E aí? Hyunnie provou que não tem coração de pedra, né?

Ah, gente, o Seok é baseado no Bi Rain, certo? Não sei se vocês o conhecem hahahahaha

Aqui o Seok: http://imagizer.imageshack.com/a/img922/3281/A92Rdd.jpg

Ah, WannaOne é o grupo que o Minhyun fez parte por um ano, por isso o Nu'est ficou como Nu'est W, em que o W era waiting for Minhyun (esperando pelo Minhyun).


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...