1. Spirit Fanfics >
  2. A irmã mais nova (G!P) >
  3. "Queima no inferno, filha da puta"

História A irmã mais nova (G!P) - Capítulo 20


Escrita por:


Notas do Autor


Há! Voltei!!

Eita bixo, sangue e violência.

Boa leitura!!!

Capítulo 20 - "Queima no inferno, filha da puta"


POV Narrador

- Inferno - Emilly grunhiu, soltando gemidos de dor com a mão diretamente aonde a bala tinha pego, tentando estancar o sangue -


- Emi!! - Anna chorava bastante, aquilo sim, era o pior que podia acontecer -


- Porque você fez isso porra? Você é doente? - James estava puto, ele arrancou o revólver da mão do parceiro de crime e atirou longe - A gente tinha combinado que não ia matar ninguém! Ia pegar o dinheiro e vazar!


- Fica quieto pirralho! Você não entende não é? 


- Emilly? tudo bem?


O sangue da mais velha pintava o chão, ela ouvia o polícial em seu ouvido, mas não tinha certeza do que deveria fazer.


- Emilly!! A gente vai aí!


- Não... - A polícial sussurrou perto de sua lapela. Ela confiava em seus instintos -


- Se a gente matar elas, não vai sobrar nenhuma testemunha! - Marcos continuava, tentando convencer James que aquilo era uma boa idéia -


- Isso que você fez. Só esse tiro, SÓ ESSE MALDITO TIRO, dobra o tempo que a gente vai passar na cadeia! - James empurrou Marcos, ele estava muito bravo -


- A gente não vai ser preso! Não se a gente matar as duas!


- Cala a boca! Cala a boca! Seu genocida de merda! 


- Eu não te entendo pirralho, se é tão justo assim, porque não virou polícial? - Marcos debochou, retirando uma pequena faca de sua meia -


- Aê, Marcos? - Emilly falou, atrapalhando aquele pequeno conflito - Eu quero te espancar.


O sequestrador deu uma risadinha, com a faca na mão, ignorou seu parceiro e encarou Emilly.


- Você é patética... - Marcos se aproximou de Anna, que ainda estava amarrada na cadeira - Vem me bater agora então!


- E-Emi? - A mais nova disse, com medo daquele homem que chegava cada vez mais perto - 


- O que você acha que ela vai fazer? - Ele sorriu, sarcasticamente - Ela nem sequer consegue levantar!


Marcos encostou a lateral da lâmina no pescoço de Anna, e pressionou levemente, fazendo um pequeno corte e um pouco de sangue escorrer. 

A caçula estava apavorada, sabia que, se movesse um só músculo a faca iria entrar mais.

Emilly observou a cena, em choque. Seu instinto tinha falhado, e se ela não fizesse algo imediatamente, iria ser tarde demais.


- CABIDE, CABIDE, CABIDE!!!!  - Emilly berrou repentinamente, chamando a atenção dos sequestradores - 


- Você é esquizofrênica caralho? - Marcos retirou a faca de Anna, o que fez a mais nova soltar o ar que prendia - Tú tá pedindo pra ser a primeira!


Marcos andou até Emilly, e a empurrou, fazendo ela cair completamente no chão. Ele se inclinou e empunhou a faca, se preparando para o ataque.

Anna se debateu na cadeira, tentando sair, mas os nós das cordas continuavam fortes. Era não sairia dali tão cedo sem ajuda.


Um barulho surgiu. Outro tiro foi disparado.


Marcos olhou encarou fixamente Emilly, soltando a faca. Ele moveu a cabeça para baixo, e viu sua barriga sangrando. O sequestrador tossiu um pouco de sangue e caiu no chão.  

Foi James o "salvador",  ele estava com a arma em mãos, apontando para seu parceiro. O ódio em seus olhos estavam em evidência. Emilly ficou boquiaberta com o que viu, e Anna estava em choque, pensava no que podia ter acontecido caso James não tivesse atirado. 


Ele se aproximou do homem caído, que ainda respirava, claramente assustado.


- J-James... Por...que? - Marcos falou, mas sua voz estava fraca e arrastada. Quase inaudível -


- Queima no inferno, filha da puta. 


James atirou novamente, agora na cabeça do ex-parceiro. O sangue se espalhou pelo cômodo, espirrado também no corpo de Emilly. Anna fechou os olhos e se encolheu o máximo que podia na cadeira, com medo.

O homem respirou fundo, olhando para o corpo. "Tá na hora de recomeçar. Acabar com essa merda toda. Recomeçar..." ele pensou.


James se aproximou da mais nova e começou a desamarrar ela da cadeira. Quando finalmente finalizou, Anna não saiu do lugar, estava com receio de levantar dali.


- O que você tá esperando? - Ele falou, encarando Anna - Vai logo! Eu não vou machucar vocês.


A caçula levantou e andou vagarosamente até sua irmã. O sequestrador revirou os olhos, percebendo que a garota não confiava nele. Mas também, quem confiaria? Ele foi até a mala cheia de dinheiro, e começou a colocar toda a grana em uma mochila verde e velha.

Anna se ajoelhou em frente a sua irmã, com os olhos marejados, e lhe deu um abraço apertado. Sua garganta estava seca, não consegui nem expressar o que sentia com palavras. Emilly retribuiu, a apertando carinhosamente. Pensou que nunca mais poderia fazer isso de novo.

Esse momento de tranquilidade por ambas partes foi cortado pelo barulho da porta sendo chutada. E logo berros grossos apareceram.


- NO CHÃO, NO CHÃO!


- TODO MUNDO NO CHÃO!!


- NÃO SE MOVE! 


Foi uma barulheira infernal quando os policiais chegaram no local. Emilly abraçou ainda mais forte sua irmã. Sentia as lágrimas dela em suas costas.


- Já tá tudo bem. Não precisa ter mais medo okey?


- Eu sabia que você ia vir me salvar... - Anna finalmente falou algo, num tom baixo, como se fosse só para Emilly ouvir -


- Eu sempre vou vir te salvar pequena. Pode sempre contar com isso.


James deitou no chão, seguindo todas as ordens dos polícias. Logo o homem foi algemado e levado até o camburão, sem nem resistir.

Ele sabia que seria melhor assim. 


- Hey, tá tudo bem por aqui? - Um polícial perguntou, olhando para elas - 


Anna desfez o abraço, dando espaço para todos verem a marca da bala. 


- Nem tá doendo. - Emilly falou, quando percebeu a cara um pouco assustada de seu colega - 


- Vamos logo sair daqui...


Notas Finais


Já agradeceu ao James hoje?

A gente se fala no próximo capítulo!

Amo vocês <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...