História A La Tua Cantante De Alec Volturi - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Personagens Alec, Personagens Originais, Renesmee Cullen
Visualizações 44
Palavras 1.447
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem

B
O
A

L
E
I
T
U
R
A

Capítulo 1 - A Quase Guerra


Fanfic / Fanfiction A La Tua Cantante De Alec Volturi - Capítulo 1 - A Quase Guerra

                                                                     ''RENESMEE ON''

A Guerra se aproximava eu via que todos ali podiam ter aquela imagem de forte mas estavam com medo de perderem aqueles que eles amam mas vi que ele fariam qualquer coisa por eles,Não conseguia dormir com todos esses pensamentos por isso sai de casa o mais silênciosa possivel  e fui até a clareira onde tudo começou fiquei lá olhando as estrelas até que escuto um barulho vindo das Árvores 

-O que faz aqui Renesmee?-perguntou minha Mamãe e papai apareceu atrás dela

-O que a ecnomoda?-perguntou Papai

-Estou com medo de tudo que está acontecendo!-disse e mamãe me abraçou sendo seguida por papai-Estou com medo de perder todos,Medo de perder vocês!

-Não precisa temer tudo vai ficar bem!-disse Mamãe e Papai me fez olha-lo

-Não importa o que acontecer sempre estaremos com você não importa onde esteja!-disse Papai e senti que aquilo parecia uma despedida

-Papai parece que estar se despedindo!?-disse e algumas lagrimas teimosas cairam sobre meu rosto

-Não é uma despedida!-disse Mamãe e a mesma olhou para as estrelas e depois me olhou-Sabe quando eu era criança minha mãe me disse que se fizesse um pedido as estrelas ele pode se realizar!

-Mas não tem nenhuma estrela cadente!?-disse e ela riu e me olhou sorrindo de leve

-Faça o desejo quem sabe ele não se realize!-disse Papai e eu olhei para as estrelas fechei os olhos

-''Eu desejo que tudo isso acabe e que eu possa ter alguém que me ame assim como os meus pais se amam''!-Pedi e depois abri meus olhos e vi uma estrela cadente passar e sorri

-Bom mocinha estar na hora de dormir!-disse minha Mãe e meu pai me pegou no colo

-Durma Pequena!-disse meu pai e como se num passe de magica já estava dormindo e nessa noite sonhei com o Homem que mudaria a minha vida completamente

                                                            ''QUEBRA DE TEMPO''

O dia da Guerra chegou cada um em seu lugar estavamos esperando os Volturis e foi ai que os escutamos  e a Clareira começou a se encher de Vampiro com capas,capuzes e olhos vermelho parecia cena de filme de terror quem me tirou dos meus pensamentos foi meu Avô

-Aro,vamos falar disso como faziamos de um jeito sivilizado!-disse meu Avô

-Palavras amaveis Carlisle mais um pouco fora de contexto considerando o Batalhão que reuniu contra nós!-disse Aro 

-Posso prometer a você que essa nunca foi minha inteção nenhuma lei foi violada!-disse meu Avô

-Estamos vendo a criança não nós trates como idiotas!-disse Caius e meus percorreram os Volturis até meus olhos pararem em um Volturi de cabelos castanhos e olhos vermelhos Instenso e nessa hora percebi que ele era o homem dos meus sonhos

-Ela não é uma imortal,As testemunhas podem afirmar isso vejam a cor do sangue me seu rosto!-disse meu Avô e o homem percebendo que alguém o observava me olhou e eu fiquei envegonhada por ser descoberta e abeixei a cabeça e quando a levantei de novo ele estava com um sorriso leve no rosto o qual retribui

-É um truque!-disse Caius e o homem não tirava seus olhos de mim como se não quise-se que nada me aconteceçe

-Eu vou ter todos os lado da verdade mas se alguém mais central nessa história,Edward Comos a criança está agarrada a sua esposa está agarrada a sua esposa recém criada assumo que esteja envolvido!-disse Aro e quando meu pai afagou meus cabelos e depois deu um olhar para minha mãe antes de seguir até Aro que lê estendia mão,e quando meu pai chegou lá o mesmo pepgu a mão dele e leu todos os seus pensamentos-Gostaria de conhece-la!

-...-Papai olhou para mamãe e a mesma me deu um olhar de conforto e depois  começamos a andar em direção aos Volturis mas no caminhos paramos e mamãe olhou para tio Emmett e o chamou pelo o olhar e o mesmo veio andamos até papai e os Volturis

-Ah Jovem Bella a imortalidade lê cai bem!-disse Aro para minha mãe e depois o memso olhou para mim eu estava assustada olhei para o homem atrás dele e só com isso relaxei pois sentia que estava segura-*Grito estranho* escuto seu estranho coração!

-...-silêncio era tudo que se escutava ali olhei para minha mãe e me deu um aceno leve de cabeça e eu fui até Aro-Oi Aro!-olhei pra sua mão estendida nem pensar que tocaria ali sabe se lá onde ele a colocou,coloquei minha mão em seu rosto e lê mostrei todas as minhas lembranças até agora

-Magnifico!-disse e depois se afastou e meus pais me colocaram perto dele-Metade mortal e metade Imortal concebida e carregada por essa recém criada enquanto ainda era humana!

-Impossivel!-disse Caius e Aro o olhou

-Você acha que me enganaram irmão?-perguntou Aro a Caius

-Tragam a informante pra cá!-disse Caius e levaram Irina pra perto dele e alguns fizeram quase um circulo envolta-Aquela é a criança que você viu?

-Eu não tenho certeza!-disse Irina 

-Jane-disse Caius

-Ela está diferente,essa criança está maior!-disse Irina

-Então as aligações eram falças?-perguntou Caius

-Os Cullens são inocentes eu assumo qualquer responsabilidade pelo meu engano!-disse Irina  e ela nós olhou-Eu sinto muito!

-Caius Não!-disse meu pai,e começou a confusão arrancaram os braços de Irina e depois a cabeça Tanya gritou mas era tarde demais Caius colocou fogo no corpo de Irina e depois ela e Kate fizeram menção de ir aos Volturi mas foram seguradas pelos outros e com isso Mamãe me colcou no Jacob e senti um olhar de odio vindo na direção de jake 

-Sega elas!-disse Papai 

-Devolva minha visão!-disse Tanya

-Tanya é isso que eles querem se atacar agora nós todos morremos!-disse papai e depois disso as duas forma solta e quando a confusão se acobou enquanto voltava para perto de nós Jane com seu dom fez meu pai sentir dor mas mamãe colocou seu escudo nele e em todos e isso a irritou

-tá funcionando!-disse Papai ao lado da mamãe e pegou em sua mão mamãe deu um sorriso pra Jane e ela fez menção de vir mas o Homem com qual sonhei noite passada a empediu e com isso varios pensamentos imundaram minha cabeça e comecei a sentir uma leve dor no coração

-Aro pode ver que nehuma lei foi violada!-disse meu avô

-Concordo,mas será que isso significa que não a mais perigo pela primeira vez em nossa história os humanos são uma ameaça para nossa especie sua moderna tecnologia fez nascer armas capazes de nós destruir proteger nosso segredo nunca foi tão imperativo,em tempos tão dificies só o conhecido é seguro,só o conhecido é toleravel e não sabemos nada do que essa criança irá se tornar podemos viver com tal incerteza nós polparemos de uma luta hoje somente para morremos amanhã!-disse Aro e com isso alguns deles começaram a sussurar,mas escutei paços na neve tia Alice voltou mas foi direto para os volturi-Minha tão querida Alice estamos tão felizises em vela aqui afinal

-Tenho envidencias de que a criança não será um risco para nossa especie eu vou te mostrar!-disse Tia Alice 

-Irmão-disse Caius 

-Agora você sabe esse é o seu futuro a não ser que queira seguir outro caminho!-disse Tia Alice 

-Não podemos seguir outro caminho a criança ainda é uma grande ameaça!-disse Caius

-E se tiver certeza que ela pode se manter escondida do mundo humano nós deixaria em paz?-perguntou meu Pai

-É claro mas não tem como saber disso!-disse Caius

-Na verdade tem!-disse meu Pai um casal misterioso apareceu ficando atrás da minha tia

-Eu procurei minhas proprias testemunhas nas tribus de cuna no brasil!-disse Tia Alice

-Já tivermos testemunhas demais!-disse Caius

-Deixe que falem!-disse Aro

-Sou Metade Humano Metade Vampiro como a criança,Um vampiro seduziu minha mãe que morreu quando eu nasci minha tia Reune me criou como um filho eu fiz dela um imortal!-disse o Homem 

-Quantos anos você tem?-perguntou Minha mãe

-Eu tenho cento e cinquenta anos!-disse o Homem

-Com que idade chegou a maturidade?-perguntou Aro

-Eu me tornei adulto sete anos depois que nasci não mudei desde dessa epóca!-disse o Homem e minha mãe me olhou e sorriu 

-E sua dieta?-perugntou Aro

-Sangue comida humana posso sobreviver com os dois!-disse o Homem e depois disso os Volturi começaram a debater sobre isso e meu peito começou a doer mais desci do Jake e todos olharam pra mim segui até os Volturi minha mãe até tentou me empedir mas Tia Alice não deixou quando cheguei perto dos três Reis passei por ele e fiquei de frente a frente dele o mesmo me pegou no braço coloquei minha cabeça em seu pescoço sentindo seu cheiro e ele fez o mesmo

-Finalmente a encontrei minha Principessa!-disse ele e o mesmo deixou alguns ali surpreendidos

 

 

CONTINUA

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...