1. Spirit Fanfics >
  2. A lenda da Alma Gêmea >
  3. Vou ser papai!

História A lenda da Alma Gêmea - Capítulo 15


Escrita por:


Notas do Autor


Ey gente, não sei se ficou tão bom quanto gostaria, eu estou me desanimando um pouco dessa fic então não esperem ela longa..
boa leitura 😘

Capítulo 15 - Vou ser papai!


Fanfic / Fanfiction A lenda da Alma Gêmea - Capítulo 15 - Vou ser papai!


---eu sou.. amiga do Jay, ele já vai chegar.

Falou sorrindo sem graça abrindo o portão e ele entrou a olhando desconfiado.


Jensen entrou na casa olhando tudo admirado, era a primeira vez que entrava em uma casa de verdade.


--o Jay tem bom gosto pra decoração não é?

Falou sorrindo nervosa, tentando quebrar o gelo.


--é tudo muito bonito, eu nunca estive numa casa antes.


O loiro falou e viu ela o encarar surpresa.


--não?, Onde você vive?

Perguntou lhe servindo uma chicára de café.


--vivo em uma ilha no meio da floresta.

Falou pegando a chicára e a viu abrir a boca e arregalar os olhos.


--sério? Você vive como índio? Sem tecnologia e essas coisas? Perguntou incrédula e o viu fazer uma careta ao beber o café.


--sim, que bebida forte é essa? Tem gosto de terra.


Disse apontando pra chicára e Gene riu achando graça do seu jeitinho inocente.


Minutos depois...


O celular de Genevieve toca e ela pede licença pra Jensen e vai atender no quarto, Jensen mechia nas coisas da parteleira olhando tudo curioso e nem reparou quando a moça foi pro quarto.


-- alô, Jay?, Sim, ele está aqui, vem logo que eu já não sei mais o que falar pra ele.

Falou o olhando pela fresta da porta.


--aguenta aí que em 15 min eu chego.


Respondeu sorrindo feliz por Jensen estar lá.


Genevieve voltou pra sala e o viu  a encarar sério.


--o que você foi fazer no quarto do Jay?

Perguntou sem entender e ela sorriu amarelo pra ele…


Minutos depois…


Genevieve já estava sem graça quando a campainha tocou.


--acho que seu namorado chegou.

Falou sorrindo e o viu se levantar ansioso do sofá.


A porta se abriu e Jared correu abraçar Jensen ansioso, seus corações batiam rápido um contra o outro e o abraço era apertado de  tanta saudade.


--senti sua falta Jay.


Jensen falou quase chorando sentindo o cheiro másculo e maravilhoso de Jared.


---eu também Jen, porque fugiu?, Você me deixou preocupado.


Falou se separando do abraço e encarando os olhos marejados e inocentes do seu lobinho.


--meu pai Jay, ele..


Jensen tentou falar mas as lágrimas saíram afoitas dos olhos e Jared o abraçou forte denovo tentando lhe acalmar.


--calma Jen, vai ficar tudo bem, me conta com calma okey?


Falou sem desgrudar dele acariciando seus cabelos entre os dedos.


Depois de mais calmo Jensen sentou no sofá ao lado de Jared depois que o mesmo lhe preparou uma xícara de chá e Jensen bebeu tudo num simples gole.


--se eu soubesse que ele gostava de chá teria preparado antes.


Genevieve falou sorrindo quebrando o gelo.


--Gene, obrigado por tudo mas eu peço que me deixe a sós com ele por favor.


Pediu sério e educado como sempre.


--claro, vou deixar o casal a sós.


Falou sorrindo e saiu, Jared sabia que apesar de apoia-lo e entende-lo Genevieve mantinha um amor por ele e não seria bom ela escutar tudo que ele pretendia falar pra Jensen e nem o loiro se sentiria confortável de se abrir na frente dela..



--agora que estamos sozinhos, me conta Jen, o que foi que aconteceu pra você ter fugido assim?, Você sabia que poderia ter se perdido né?


Falou com tom mais sério.


--sim Jay, mas eu precisava, o meu ritual estava chegando e eu estou grávido o..


Jared o interrompe imediatamente.


--gravido?, Você vai ter um filho meu Jensen?

perguntou empolgado.


---eu ainda não tenho certeza mas pelos sintomas, tudo indica que sim.


Falou sério e viu Jared abrir um sorriso largo.


--então vamos agora mesmo pro hospital tirar essa dúvida!


Falou animado pegando a chave em cima da mesa.


--hospital?

Perguntou confuso e Jared sorriu.


--sim, onde curam pessoas e descobrem gravidez, agora vamos.


Falou e puxou Jensen pelo braço saindo rapidamente com ele.


No hospital…


O médico passava um gelzinho gelado na barriga de Jensen que fez careta pela sensação e colocou o aparelho precionando levemente pela barriga do mesmo.


--parabéns, vocês vão mesmo ser papais!


O doutor falou olhando um embrião pequenoe borrado na tela..


Jared não se conteve, a notícia o pegou de surpresa e agora foi ele que chorou emocionado e abraçou Jensen com cuidado em seguida.


--eu vou ser pai?!

Falou emocionado olhando a tela e Jensen pegou sua mão sorrindo.


--é o nosso filhote Jay, meu e seu, nós já podemos ser uma família.


Jensen falou sorrindo e Jared engoliu em seco, não sabia como o loiro ficaria com a notícia de que em breve ia se casar de fachada pra ajudar a amiga e ex namorada, não sabia se ele concordaria ou o perdoaria depois disso, mas em algum momento teria que contar antes que seu pai chegasse de viajem e estragasse tudo, mas por hora estava lidando com a emoção de saber que em breve seria pai, a emoção era tanta que Jared nem conseguia controlar as lágrimas escorriam rebelde e ele mordia os dedos olhando o serzinho tão pequeno na tela...

Depois da notícia Jared o levou com cuidado pro carro, parecia que Jensen era feito de vidro com a forma que ele o tratava.


--Jay, pode deixar que eu entro sozinho.

Disse tentando se soltar dos braços cuidadosos de Jared envolto dele pra que entrasse no carro.

---eu quero cuidar de você Jen, de você e do nosso bebê.

Falou sorrindo prendendo o cinto envolta de Jensen que sorriu grande com um brilho de felicidade nos olhos.

---eu te amo Jay, amo você e o nosso pequeno filhote que cresce dentro de mim.

Disse emocionado e Jared o beijou ternamente.

---eu também e muito, agora vamos comprar as coisas pro nosso filhote.

Falou sorrindo largo e dando a volta no carro indo pro lado do motorista e Jensen o olhou curioso.

--vamos comprar roupas pequenas?!

Perguntou entusiasmado.

--não só isso, como mamadeiras, fraldas, carrinho, berço, cobertores, a lista é grande meu bem.

Falou sorrindo de canto da cara de espanto que Jensen fez, ele amava seu lobinho dês do primeiro dia e por mais que fosse cedo demais, estava amando a idéia de ser pai...



Notas Finais


E vocês estão gostando?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...