1. Spirit Fanfics >
  2. A Letter >
  3. Segundo Capítulo

História A Letter - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, como vão? Espero que bem, aqui estou com o nosso segundo cap, não vou falar muito por falta de tempo, mas gostaria de agradecer ao @mathcase pela ajuda hoje e avisar que estarei postando, um dia capítulo aqui, um dia one shot. Vamos para o capítulo! LEMBRANDO QUE TA TODO REESCRITO!

Capítulo 2 - Segundo Capítulo


Narrador POV



Em uma manhã de segunda-feira, Shauna encontrava-se em frente à porta de sua melhor amiga, Serena, pois desde de pequenas, existia uma tradição de sempre irem a escola juntas. 

A esverdeada tocava a campainha dezenas de vezes incansavelmente, esperando a resposta da outra, que agora, já abrira a porta:

- Que inferno, Shauna! Eu demoro, mas não sou surda- dizia Serena abrindo a porta com a cara emburrada e dando espaço para sua amiga entrar.

- Dormiu bem, amiga?- Shauna perguntava ironicamente rindo da situação a sua frente, onde a de cabelos de mel estava descabelada e roupas amassadas.

- Parece que eu dormi bem?- a garota respondia com o mesmo tom de sarcasmo.

– Não, parece que você traiu o Calem... com um urso. Meu deus tu dorme muito mal.

Antes de saírem, Shauna fez questão de ajudar a Serena terminar de se arrumar, ficando mais "apresentável", e indo para o colégio em seguida.

...
...
...

Enquanto andavam, as duas garotas escutavam um barulho um tanto familiar...

- ME DEVOLVE A CÂMERA, CALEM!- gritava um ruivo baixinho correndo do citado.

- COMO VOCÊ PODE TIRAR UMA FOTO TÃO PERFEITA DESSE LOGO NA PORRA DESSA CENA, TREVOR?- Calem também gritando corria o mais rápido que conseguia com o eletrônico em mãos.

- DA PARA VOCÊS CORREREM MAIS DEVAGAR? EU ACABEI DE SAIR DE UMA CAMINHADA CARAI!- Tierno disparava atrás dos dois, suado até os pés e ofegante.

- QUE CARALHOS É ISSO?- Serena berrava observando toda a movimentação atrás dela.

Após o grito escutado por toda a vizinhança, os rapazes se assustaram, parando de prestar atenção no que faziam e olhando a loira a sua frente, os fazendo pararem e caírem um em cima do outro.

- Amor?- Calem falou ao se levantar e foi em direção de Serena.- Bom dia, como vai?- a cumprimentou com um beijo na bochecha.

Quando os outros levantaram também e se juntaram ao trio, Shauna se pronunciou.

- Vão explicar para a gente o que tava acontecendo ou não?

- Bem... para explicar isso, acho melhor você ver o que tá na câmera.- Trevor foi o primeiro a falar, arrancando o eletrônico da mão de Calem e entregando a dupla.

No visor da câmera, estampava um linda foto de um casal com roupas da época vitoriana se beijando, até parecia uma fotografia comum, mas se fosse olhada com mais atenção, identificaria que, na realidade, ali eram Serena e Ash vestido na peça da noite passada. Quem não conhecesse, poderia até dizer que pareciam apaixonados, compartilhando um sentimento de paixão forte. E fora isto que deixara Calem desconfortável.

- Resumindo, o Calem quer que o Trevor não bote essa foto no site da escola, porque parece que você e o Ash...- Tierno se manifesta enquanto Serena e Shauna admiravam a foto.

- Dois pombinhos apaixonados.- completou Shauna.

Serena ainda mantia seus olhos centrados na fotografia, ela poderia olhar aquilo o dia todo, vendo o quanto ela e o melhor amigo exalavam o sentimento de real se gostarem, se não fosse por Calem chamando por seu nome...

- Oi?- a loira falou erguendo a cabeça rapidamente, assim que viu o namorado a sua frente, se recompôs e voltou a falar.- Não sei por que você tá com ciúmes dessa foto, Calem, é só uma foto... não é como se eu e o Ash fôssemos algo a mais que melhores amigos.- riu com a última declaração relembrando do selinho vivido no teatro.

...
...
...

Depois que chegaram ao colégio, o quinteto caminhou, ainda junto, até a sala do 3°ano B, turma que eles estudavam desde pequenos e agora chegavam perto de terminar sua vida escolar. Ao chegarem na sala indicada com um grande três e um B na porta, eles entraram e foram ao seu devido lugar, mas antes, Trevor segurou o ombro de Serena.

- Ei, será que você pode chamar o Ash e se encontrar comigo para escolher as melhores fotos dos protagonistas de ontem?

- Claro, a gente poderia decidir melhor depois da escola?

- Certo!- ele concordou e os dois se separaram.

Serena seguiu para sua cadeira, que normalmente era na frente atrás da que Ash se sentava, o qual os dois sempre combinaram de sentar juntos desde a infância, para sempre fazerem dupla em trabalhos e atividades propostas pelos professores. Ketchum e Gabenna sempre foram inseparáveis, nem eles mesmos lembravam quando e onde se conheceram, é como se apenas tivessem nascido juntos, e isso só tornava a amizade dos dois mais poderosa, mas também sentiam que ela poderia vir a se tornar algo a mais no futuro, mas depois que Serena começou a namorar com Calem essa sensação se esvaziou de Ketchum.

Chegando ao lugar, a loira tirou sua mochila e a posicionou em cima da mesa de sua carteira, no momento em que ela planejava soltar alça, duas mãos surpreenderam sua cintura e um beijo na cabeça lhe foi dado. No impulso, ela se virou e viu Ash sorridente.

- E ai margarida, como vai?

- Por que você veio por trás?- ela perguntou com as bochechas rosadas.- E para de me chamar de margarida, você sabe que eu odeio!

- Ei ei, eu sei, só tô fazendo isso para te provocar, não é como se eu e-

O moreno começava a ficar um pouco sem graça ao seguimento da frase, mas foi interrompido por Serena antes de completar.

- Só que eu e o Calem namoramos, você não pode ficar fazendo isso na frente de todo mundo, já não basta ontem...

- Epa, ontem só foi encenação, não é como fosse real, pode dizer pro Calem acalmar os chifres.- Ash a tranquilizava olhando para Calem, que demonstrava um semblante ciumento aos dois, e fez um joinha com a mão para o mesmo, indo para seu lugar em seguida e esperando Serena sentar atrás. – Além do mais... – ele sussurrou só para a caramelada ouvir– Da próxima vez eu faço escondido quando ninguém estiver vendo.

As últimas palavras ditas por Ketchum só fizeram as bochechas de Serena corarem mais.

- Tô brincando!- anunciou ao ver o efeito que causou.

A loira deu um suspiro pesado e sentou, colocando a mochila em cima da mesa e esperando o professor começar a aula.

...
...
...

Durante a aula, tudo seguia tranquilamente, a não ser pelos professores, assim que chegavam a sala, já parabenizavam os participantes do teatro e principalmente os protagonistas do lindo beijo realizado no final, o qual ficavam envergonhados e Calem sempre com ciúmes.

Ao final do primeiro momento de aulas, foi anunciado o horário de almoço com um sinal para toda as turmas, os estudantes, esfomeados em sua maioria, correram o mais rápido que conseguiam, ignorando as reclamações dadas pelo coordenador e inspetores. E não era diferente na turma do terceiro ano B, alguns amigos dos nossos protagonistas, como Red, Gary, Tierno, Barry, May e outros, chegavam a competir para ver quem chegava mais rápido no refeitório.

Serena, por outro lado, não tinha nem um pouco de fome, normalmente ela teria se juntado a corrida, mas dessa vez, sentia ânsia de vômito ao pensar em comer, o que foi estranhado por seus amigos e colegas, que perceberam rapidamente o incômodo de Serena com algo e a obrigaram a ir ao refeitório e se juntar com os outros amigos que tinham pelo colégio.

- Você tá bem amiga?- perguntou Dawn, uma das melhores amigas da loira.

- Pela cara dela, nem um pouco.- respondia Leaf, também do ciclo de amizade.- Sabe de algo Ash?

- Vocês sabem que eu tô aqui ouvindo tudo, né?- Serena respondeu colocando a mão na boca de Ash, o impedindo de responder.

- Não se preocupem garotas, essa daí não dormiu bem hoje.- dizia Shauna.

Agora sem obstáculos para fala, Ash se manifesta.

- Uau, por isso que ela tá chata.

- ISSO É FALTA DE TRANSA!- gritava Korrina fazendo todos rirem.

Ash sorria, como sempre tinha os dentes bem exibidos a ficar perto da melhor amiga, porém, por dentro, não sabia se ficava contente ou incomodado com a colocação.

- Caramba Calem, não tá dando conta não?- Gary zoava Calem, que lhe devolvia um olhar fulminante.

- Vai se foder, pelo menos eu transo.- falou, mas riu em seguida, ficando tranquilo, afinal, eram todos amigos e apenas era uma brincadeira saudável.

- Olha aí Serena, ele tá te traindo, porque não é com você que ele tá transando.- Shauna ria entrando na brincadeira também.

As zoações continuaram entre os amigos, todos rindo e aproveitando da amizade que tinham. Após mais um rio de piadas, Serena pegou o celular e mandou uma mensagem a Ash, que dizia:

"Me encontre na sala de música no final da hora do almoço"

Ele a respondeu com um aceno disfarçado para que ninguém percebesse, e assim Serena se despediu e saiu do todos.

- A brincadeira tá ótima gente, mas eu vou ter que sair, lembrei de um compromisso, até depois!

E ela saiu.

...
...
...

Com a despedida de Serena, os estudantes começaram a se separar e juntar-se ao grupo que tinham mais intimidade, o que não foi diferente para Ash.

O garoto foi em direção ao um grupo que confiaria sua própria vida, e este era composto por: Gary, Red e sua namorada Yellow, e Green e namorada Leaf

Se aproximando deles, logo o moreno foi percebido e bem recebido com aplausos vergonhosos devido a vela que havia passado na noite passada.

- Esse daí queima mais que vela de 7 dias.- ria Red quando Ash se sentou na mesa.

- O Gary contou a vocês, não foi?- supôs sem empolgação.

- Sim, e certo ele, devia ter gravado esse momento histórico, cara tu não consegue ser menos otário?- dizia Green rodeando o braço sobre os ombros do Ketchum.

- Ai gente, dá um tempo pra ele, já é humilhação demais para ele tá vivendo esse sofrimento por... quantos anos?- perguntava Leaf.

- Quase 3 anos cunhada.- respondeu o outro Carvalho.

- Porra...- xingaram todos juntos.

- Você tem que dar a volta por cima, Ketchup, eu não aguento mais ver isso, é muito para mim!- falava Yellow.

- Será que dar para vocês acreditarem em mim quando digo que não gosto mais dela?- Ash se desesperava, ele não aguentava ter que escutar isso dos amigos todas as vezes que Serena estava com Calem.

- Não.- voltaram a responder juntos...

...
...
...

Uma sala cheia de instrumentos musicais, dos mais variados aos mais comuns e práticos, sua decoração consistia em pisos, paredes e chão de madeira, com complementos rústicos, havia um lustre no meio que atraia toda a atenção de qualquer ser que entrasse lá, mas o que tornava aquele local mais especial, não era sua aparência, e sim, sua história.

Há algum tempo atrás, muitos alunos costumavam pedir a direção do Cyllage School por alguma aula de música, matéria que se tornava popular na época, no entanto, o pedido sempre era negado. Então, uma geniosa aluna teve a ideia de utilizar as pequenas peças teatrais que a escola fazia, para fazer um apelo e abrir um fundo para aplicação de aulas de música, o que comoveu muita gente, e assim puderam, não apenas ensinar, como também construir um local próprio para a matéria, a tornando tão amada pelos interessados e apaixonados no tema.

Voltando aquela sala, naquele momento, um garoto estava presente lá, ele tinha uma guitarra em mãos e parecia concentrado nas cordas do instrumento, como se pensasse no que tocar, e foi o que fez em seguida, tocando aleatoriamente, na esperança de achar um som que seus ouvidos apreciarem, porém parecia impossível, ele, deprimido, desistiu.

Na porta do local, uma garota com cabelos caramelados observava a cena, ela tinha um sorriso no rosto, sabia do esforço do rapaz para conseguir a nota que tanto queria, e estava feliz por o ver sempre indo atrás desse objetivo.

- Já te disse o quanto te admiro?- a garota entrou no local e se aproximou do rapaz.

- Você meio que me fala isso direto, acho que tenta me animar sei lá, você é um mistério, Serena.- respondeu.

- Talvez esteja certo Hilbert, as vezes, até eu mesma não me entendo.

- Veio tentar tocar piano para se entender?- Hilbert supôs.

- Na verdade... eu tô com uma ideia um pouco doida na cabeça.- Serena admitiu olhando as próprias mãos enquanto sorria.

- Deixo eu adivinha, isso envolve um garoto? E ele é o Ash?

- Como você-

- Desde que éramos pequenos, eu falo que sinto algo bom de vocês dois, e eu sei que você também sente, apenas com ele.- Hilbert ajeitou seu gorro e deixou a guitarra de lado.- Acho que você devia tocar um pouco antes que seu acompanhante chegue.

Estas foram as últimas palavras deles antes de sair e a deixar só na sala. Assim como Hilbert pediu, Serena concordou em tocar, por isso caminhou até o piano e sentou no banco a frente dele, admirou cada tecla e começou a tocar qualquer melodia que viesse a sua cabeça.

A única coisa que passava em seus pensamentos eram momentos que estava com seus amigos e em todos eles, Ash Ketchum encontrava-se presente, parecia algo simples, mas não para ela. Era como uma grande dúvida que residia em sua mente, e junto dela, muitas mais surgiam, ele era apenas um melhor amigo ou algo a mais? Estou gostando do Calem mesmo? Estou feliz com a vida que tenho?

- Für Ellise de Beethoven, certo?- dizia Ash, já na sala, em frente ao piano, tirando Serena de sua cabeça.

- Ash...

- Posso te acompanhar? Sei que sou horrível tocando, mas... essa foi sua primeira música, acabei meio que a aprendendo.- ele coçava sua bochecha enquanto pedia, o que causou um sorriso em Serena, ela sabia que só acontecia quando estava nervoso, e ela adorava isso.

- Claro!

Dessa maneira, ele sentou junto a ela, e juntos, tocavam cada tecla do piano, realizando a obra de Beethoven. Pareciam um só produzindo o concerto, quando suas mãos se encontravam, eles trocavam olhares e sorriram, uma dessas vezes, olharam tempo e demais, e aproximaram o rosto um do outro....

No entanto, ao perceberem o que estavam acontecendo, se afastaram rápido e um silêncio se fez.

- Bem... vamos?- disse Serena.


Notas Finais


O final ficou meio bosta, mas foi isso, até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...