História A life of fights - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Jared Padalecki, Jensen Ackles, Misha Collins, Supernatural
Personagens Jared Padalecki, Jensen Ackles
Visualizações 16
Palavras 1.871
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cenas fortes sobre sexo no final do
Capítulo, se não quiser ler espere o próximo capítulo.
Alguns esclarecimentos no final.
Boa leitura 📖😉

Capítulo 3 - Uma noite incrível


Fanfic / Fanfiction A life of fights - Capítulo 3 - Uma noite incrível

Rachel POV

Acordei com uma dor de cabeça insuportável, levantei com dificuldade e fui tomar um banho. Um banho demorado que fez a dor de cabeça sumir um pouco, deixei para tomar café na rua já que eu tinham que ir na farmácia pegar remédios que os meus tinham acabados. Coloquei uma roupa confortável, um tênis e o óculos. Fiz um coque bagunçado no cabelo e sai esbarrei em Jared que estava passando na frente do meu treiler.

- Bom dia, Desculpe.

- Tudo bem, como está?

- Com uma puta de uma dor de cabeça. - Esfreguei onde doía.

- Jensen também está, vou na farmácia pegar um remédio pra ele.

- Eu já estou indo lá, quer que eu pegue?

- Não quer que eu pegue?

- Não tudo bem, eu pego. Tô indo, Tchau!

Me despedi de Jared e fui em direção ao meu carro. Passei em uma lanchonete para tomar um café da manhã rápido, fui até a farmácia e peguei os remédios que me faltavam. Voltei para o set e Eric estava conversando com uns eletricista. Acho que o estranho foi maior, ainda bem que temos episódios bem adiantados. A série vai ser lançada semana que vem. 

Fui até o treiler de Jensen e bati na porta, ouvi uma voz abafada e entrei. Jensen estava deitado com a cabeça tapada, talvez por causa da claridade.

- Jensen trouxe o remédio. - Fui até a mini geladeira e peguei uma garrafa com água, servi dois copos com água para eu também tomar remédio. Tomei o meu e fui levar para Jensen o dele. - Jensen, o remédio.

- Não preciso de remédio, daqui a pouco passa a dor de cabeça. - Levantei a coberta e Jensen resmungou. 

- Toma o remédio se não coloco na sua boca a força. - Jensen deu uma risada alta fazendo minha cabeça latejar. Assim que Jensen parou de rir subi em cima dele e tentava trancar seus braços, mas como Jensen é mais forte conseguiu trocar de posição muito rápido.

- Quem disse que iria colocar o remédio a força na minha boca? - Nossas bocas estavam muito perto, nossas respirações estavam pesadas. Quando íamos nos beijar Jared entra no treiler sem bater.

- Jensen a Rachel... A desculpe. - Empurrei Jensen levantei da cama/sofá e fui em direção a minha bolsa.

- Tudo bem Jared, faz ele tomar o remédio. - Sorri com vergonha e sai do treiler. Passei reto por todo mundo e entrei no meu carro de novo, dirigi até a casa da Gen. Toquei a campainha e Gen atendeu abrindo um sorriso e vindo me abraçar.

- Rachel, não avisou que vinha.

.- Desculpe, está ocupada?

- Não, entre. Só fiquei surpresa em te ver. Tenho que te contar algumas coisas sobre Jared. - Por um instante esqueci do quase beijo meu e de Jensen. Ouvi tudo o que Gen dizia e prestava toda a atenção nela e no pote de sorvete que  devoravamos. - Então, o que realmente aconteceu pra você vir aqui?

- Eu quase beijei o Jensen. - Coloquei mais uma colher de sorvete na boca.

- E porque não beijou?

- Jared interrompeu, mas por um lado até foi bom.

- Por que?

- Ouvi dizer no Set que Jensen esta com uma namorada nova. Sei lá, não iria me sentir bem fazendo isso.

- Hoje vou sair com o Jared, converso com ele sobre essa suposta namorado.


* Lançamento da série.

Eu estava terminando de me arrumar, hoje eu vou olhar o primeiro episódio na casa da Gen. Eu estava saindo do meu treiler quando esbarrei no Jared.

- Está indo na Gen? 

- Sim, você vai? - Perguntei para Jared.

- Sim, estou indo no treiler do Jensen.

- Ah ele também vai? - Sorri de canto.

- Vai sim, vocês andam estranhos o que aconteceu?

- Nada de mais. - Eu fui no meu carro e Jared ficou esperando Jensen para irem pra casa da Gen. Entrei na casa da Gen com algumas cervejas.

- Rachel, como está?

- Estou bem. Não me disse que Jensen ia vir.

- Não vai vir só ela.

- Eu sei Jared também. - Gen me deu um sorriso sem jeito. - Danneel?

- Sim. Ele pediu e eu não sabia que estava um clima entre vocês.

- Tudo bem, não tinha contado pra você o que aconteceu.

- O que Gen não sabe? - Perguntou Jared. Jensen entrou junto de Danneel.

- Sobre o novo namorado dela. - Olhei pra Gen sem entender nada.

- Namorado é? - Falou Jensen de cara fechada.

- Sim. - Peguei uma cerveja e fui em direção a sala para ligar a TV. Demorou algum tempo e todos vieram se sentar, Jared se sentou no meu lado, eu estava sentada no sofá de dois lugares. 

- Quem mandou você sentar aí? - Danneel riu achando que Gen estava falando pra mim por estar sentada no lado de Jared e conversando sobre algo do celular dele.

- Chega até se deitar no Jared, não deixa Gen. - Gen olhou atravessada para Danneel.

- Eu estou falando do Jared com essa intimidade com Rachel, já disse ela é minha ouviu. - Gen se sentou no meu colo me abraçando e eu abracei sua cintura.

- Cheguei primeiro Baby, você pode levar ela pra cama, mas o coração dela é meu. - Sorri vitoriosa e todos riram, menos Danneel. - agora vamos olhar o seriado, vou buscar mais cerveja já que a minha você pegou. - Olhei para Gen e ela riu tomando mais um pouco da mesma.


****

Todos já tinham ido embora, só eu e Gen ficamos conversando e bebendo mais cerveja. Já era mais de meia noite, eu e Gen estávamos literalmente bêbadas.

- Você ainda não me contou o que aconteceu entre você e Jensen.

- Nós ficamos algumas vezes, quase tranzamos umas duas vezes e uma dessas duas vezes Danneel quase nós pegou e ela veio pra bater me mim sem saber que eu estava quase tranzando com Jensen.

- Se ela não pegou vocês não flagra, por que queria te bater?

- Por eu estar no treiler do namorado, Jensen não me defender apenas disse para eu sair do treiler, dês daquele dia nunca mais nos falamos.

- Eu sei que você queria que ele te defendesse, mas você quase tranzou com o namorado dela.

- Nas duas vezes eles tinham terminado e quando ela viu foi tentar reatar o namoro.

- Ah sim, agora ele estava errado. - Sorri e me levantei para ir embora.

- Eu tenho que ir, amanhã eu tenho que acordar cedo.

- Você tem certeza?

- Vou de táxi, amanhã peço para alguém do set vir buscar meu carro. 

- Tá bom, tchau. - Me despedi de Gen e entrei no táxi que já tinha chegado. Quando cheguei, foi o caminho todo em silêncio. Cheguei no set e paguei a corrida, fui até meu treiler e não conseguia encaixar a chave para entrar.

- Nossa tá tão bêbada assim? - Olhei pro lado e vi Jensen.

- Fiquei bebendo com a Gen.

- Deixa que eu abro. - Jensen pegou a chave da minha mão e abriu a porta pra mim. - Pronto.

- Quer entrar? - Falei entrando e indo até a geladeira para pegar uma cerveja.

- Você não acha que já bebeu de mais?

- Não, quer? - Ofereci uma e Jensen pegou. Ficamos um tempo bebendo, eu já estava mais tonta.

- Acho que deu de bebidas Rachel.

- Eu estou bem. - Falei levantando, tirei minha blusa para colocar outra. 

- Rachel pare. - Virei para trás e Jensen respirava fundo.

- Só estou trocando de roupa, é a mesma coisa se eu estivesse de biquíni. - Falei continuando a trocar de roupa, senti Jensen chegando mais perto e passando a mão sobre minha cintura. - Jensen para, você namora.

- Tivemos uma briga logo depois que saímos da casa da Gen e terminamos. - Jensen começou a beijar meu pescoço fazendo eu arrepiar.

- Daí você vem se consolar tranzando comigo?

- Não, eu quero fazer isso dês da primeira vez que te vi. - Empurrei Jensen com raiva.

- Não sou nenhum pedaço de carne.

- Desculpe, falei sem pensar e não me expressei direito. Vou indo. - Por mais que Jensen tenha falado aquilo, eu não posso negar que senti a mesma coisa. Eu queria aquilo e neste exato momento. - Tchau Rachel.

- Espere. - Falei indo até a porta, Jensen achou que eu iria abrir e foi atrás para poder ir embora. - Eu me fiz de ofendida pra você não me achar muito fácil. - Eu tranquei a porta do treiler e me virei com um sorriso no rosto. - Mas eu também quero isso.

- Achei que...

- Shiii. - Coloquei meu dedo na boca de Jensen. - Menos conversa e mais beijos. 

Começamos a nos beijar, tirei a camisa de Jensen e logo depois abri sua calça já dando mais visão de sua ereção. Como eu estava só de sutiã na parte de cima, Jensen o arrancou o rasgando. Sorri com seu ato e voltei a beija-lo, Jensen massageava um de meus seios com uma mão e a outra tentava tirar minha calça. Me separarei dele para tirar minhas últimas peças de roupas que ainda restavam. Jensen fez o mesmo, quando olhei para seu membro engoli seco, mas sorri para não demonstrar um certo medo. 

Jensen me puxou e me deitou na cama/sofá e começou a beijar meu pescoço e descendo até meus seios fazendo eu dar um leve gemido de excitação. Enquanto massageava um o outro chupava e mordiscava, cada vez me sentia mais exitada. Jensen foi descendo os beijos até minha intimidade fazendo eu me arrepiar, começou a dar leves beijos e chupadas fazendo eu me contorcer de tanto prazer. Quando Jensen enfiou dois dedos em minha intimidade dei um gemido de prazer, começou a movimentar os dedos e ainda chupava meu clitóris, quando Jensen sentiu que eu iria gozar interrompeu.

- Isso é tortura.

- Quero que goze junto comigo.

Jensen voltou a me beijar, se posicionou no meio de minhas pernas e fazia que ia entrar e saia. Troquei de posição com Jensen e ele sorriu, posicionei seu membro na minha intimidade e comecei a sentar devagar, sentia uma certa dor, fechei os olhos e me entreguei naquela sensação de dor e prazer. Subia e descia em movimentos lentos torturando Jensen.

- Mais rápido. Aaaah.

- Assim está tão bom, curti o momento. - Falei rindo, desta vez foi Jensen que trocou de posição ficando por cima.

- Agora vai ser no meu ritmo.

Jensen começou em estocadas um pouco mais rápido fazendo eu gemer um pouco mais alto e pelo seu nome, começou a dar estocadas mais fundas e gemia pelo meu nome fazendo nós entrarmos em uma sinfônica de gemidos com prazer.

- Fica de quatro. - Concordei, Jensen entrou de vez fazendo eu dar um leve grito.

- Aaaah! - Jensen começou com os movimentos mais intensos. - Isso Jensen, mais rápido.

- Aaaah Rachel, como eu esperei por isso.

- Estou quase Jensen. - Falei em um gemido.

- Eu também. - Meu treiler se encheu com o nosso gemido junto do orgasmo mais incrível da minha vida. Me atirei na cama/sofá, Jensen se levantou e foi pegar uma cobertura. Me tapou e se deitou no meu lado me puxando para deitar em seu peito.

- Obrigada pela noite incrível.

- Eu que agradeço. Boa noite! - Jensen me depositou um beijo na testa e dormi logo em seguida por causa do cansaço.


Notas Finais


Obrigada por quem está lendo e desculpe a demora.

Eu queria deixar bem explicado que está fanfic é inteiramente feita por mim, não gosto de plágio e também sei que é crime, então queria esclarecer que se sua história ou alguma história que você leu é igual a está é exclusivamente coincidência, pois nunca li nenhuma história igual a está.
Obrigada mais uma vez!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...