1. Spirit Fanfics >
  2. A linda do ponto de ônibus. >
  3. Único

História A linda do ponto de ônibus. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


oioi, escrevi esta one para uma amiga minha @lunaqwi para o aniversário dela mas atrasei um pouco, espero que ela goste...

boa leitura ♡

Capítulo 1 - Único


Fanfic / Fanfiction A linda do ponto de ônibus. - Capítulo 1 - Único

Capítulo Único: A linda do ponto de ônibus.


Myoui Mina 


 Mina uma menina simples que não chama atenção de ninguém a não ser que ative seu modo desastrado, aí ninguém segura. Trabalha de repórter na empresa CATCO, Mina demorou bastante para chegar onde está atualmente, ela começou como assistente de sua chefe, Park Jihyo, a mulher mais poderosa de Seul. Mina é desastrada mas pontual, nunca se atrasou para o trabalho demorou bastante para a Park promover ela para repórter mas depois de tempos trabalhando duro ela conseguiu.


Son Chaeyoung 


 Chaeyoung é fotógrafa está sempre viajando por ai, para conseguir tirar fotos e divulgar seu trabalho, ao contrário de Mina ela é super cuidadosa e quase nunca é desastrada e também é extremamente perfeccionista mas só com suas fotografias, ela acha que se a foto não for perfeita não é uma foto.


"Como será que essas meninas vão se encontrar?"


Myoui Mina.


 Uma segunda-feira de manhã, alguém gosta disso? Mina estava a caminho de seu trabalho, bem ao ponto de ônibus na verdade. Estava com medo de se atrasar para o trabalho então apertou o passo e foi, sem nenhuma novidade acabou por esbarrar em algumas pessoas, mas uma em específico chamou sua atenção, e foi pela grande pancada que deram quando seus corpos se chocaram, acabou por derrubar os papéis que tinham nas mãos da garota, ajudou a pegar tudo que tinha derrubado, falando desesperadamente, "Me desculpa, mesmo, eu sou tão desastrada." e a garota apenas agradeceu e foi para seu destino. Myoui continuou seguindo seu caminho chegando no ponto de ônibus, se sentou no banco e ficou analisando a vista, não era muito boa, apenas prédios e fábricas. Quando olhou para o lado quem estava em pé escorada na árvore usando o celular, isso mesmo a garota que ela tinha esbarrado minutos antes, seria uma grande coincidência ou o destino? 


 Enquanto esperava o tal ônibus Myoui não parava de olhar para a tal garota, pelo lado bom ela não estava percebendo. Minutos depois o ônibus parou no ponto e várias pessoas entraram inclusive a garota, Mina estava terrivelmente interessada na menina do ponto de ônibus. Mina acabou por saltar um ponto antes da CATCO para comprar um café e foi nesse momento que pensou que nunca mais veria a garota, e nem perguntou seu nome. Que decepção. 

Depois de ter comprado seu café foi caminhando até o trabalho, caminhar não era muito legal para si mas não tinha opção já que decidiu saltar antes. Lá viu que tinha alguém na sala de sua chefe, tentou passar despercebida mas só escutou o grito de Park Jihyo, "Mina venha aqui" e ela foi era uma ordem.


— Bom dia, senhora Park. – disse, Mina assim que chegou.


— Então, Mina, essa é a nova fotógrafa da CATCO, Son Chaeyoung. 


— Prazer, Myoui Mi- Você não é a menina que esbarrei hoje de manhã? Nossa desculpas mesmo.


— Ah, sou eu sim, mas sem problemas, sou Chaeyoung, prazer é todo meu. – ela estendeu a mão para que a outra pudesse apertar.


— Tudo bem chega de blá blá blá, e Mina você tem 24 horas para me entregar a matéria do assalto ao banco central.


 As duas saíram e foram para suas mesas. Mina começou a escrever a matéria, mas não conseguiria sem ao menos ir ao local, fazer perguntas à testemunhas e todo o resto que uma repórter faz. Pegou suas coisas e foi a caminho do elevador, logo tendo seu caminho interrompido por Chaeyoung. 


— Acho que será nosso primeiro trabalho juntas – disse a mais nova.


— Ah é, Jihyo pediu para vir comigo?


— Sim, ela disse para eu tirar foto do local e essas coisas.


— Tudo bem… E vamos de trabalho.


 E foram até o local do roubo, e ainda tinha uma viatura no local. Mina avisou para Chaeng que iria entrevistar eles e pediu para que ficasse onde estava.


— Olá, me chamo Myoui Mina, sou uma repórter da CATCO, e vim fazer algumas perguntas sobre o assalto.


 E ela fez, e até que as perguntas foram bem respondidas e daria uma ótima matéria, Jihyo irá gostar. 

 As meninas voltaram para a CATCO, e Mina foi logo começar a escrever a matéria e não demorou muito já que estava empolgada por ter informações muito boas, a matéria ficaria esplêndida.


 No segundo que ela olhou pra frente viu a mais nova completamente concentrada, e era linda, muito linda. Parecia que estava editando as fotos que foram tiradas, Mina não estava ligando para o que a outra fazia naquele computador, só conseguia olhar fixamente para a menina, que com aqueles cabelos loiros e curto que às vezes insistiam em cair nos olhos e a mesma o colocava para trás da orelha, ela era espetacular, os dedos deslizando pelo mouse e pelas teclas do computador, toques tão leves. Tudo naquela garota era perfeito, a garota era perfeita.


 Ficou longos minutos observando a outra e percebeu que tinha que terminar a matéria, continuou escrevendo mas de vez em quando olhava para a garota que no mesmo momento a olhou também e os olhares se encontraram e juntas abaixaram a cabeça e riram baixinho do que tinha acabado de acontecer. Parecia cena de filme mas Myoui gostou daquela cena foi engraçada e fofa poxa não era possível que tinha se apaixonado assim. A mais velha pensou que não chamaria aquilo de paixão, não assim de cara, chamaria talvez… "leve interesse pela menina linda do ponto de ônibus". Isso ficou comprido, mas dane-se, Mina estava pouco se lixando. 


 Acabando seu expediente, Mina passou na sala de sua chefe para entregar a matéria e a mesma elogiou dizendo: "Essa é obviamente uma de suas melhores matérias, de onde tirou tanta inspiração?" e ela óbvio que queria responder que era da loira que estava arrumando suas coisas para ir embora, mas é claro que ela não disse isso, então apenas disse "Foram as informações, elas ajudaram bastante para escrever". Park fez uma cara não muito agradável meio que sabia que aquilo era uma mentirinha do bem, mas ignorou e deixou Myoui ir embora.


 E mais um dia foi concluído. 


 Na manhã do dia seguinte, a morena estava vestida com uma blusa de manga comprida e calça jeans, com um rabo de cavalo que realçava seu rosto e olhos. E como todo dia de manhã seguiu seu caminho até o ponto dessa vez sem esbarrar em ninguém o que já era um sinal de que talvez seu dia seria bom. A morena chegou no ponto de ônibus como todo dia, mas não tinha visto a menina linda do ponto de ônibus, que por pura coincidência trabalhava com ela. 


 Até que sentiu um leve empurrãozinho, era a Chaeng, ela estava extremamente linda, sem exagero, quem era a tal de Afrodite perto de Son Chaeyoung, a loira estava com um vestido branco com alguns detalhes pretos o que deixava a pele da mais nova ainda mais realçada.


— Você está bonita hoje, Mina. – a loira disse enquanto envolvia a mais a velha em seus braços. Mina teve seu coração disparado depois dessa ação e acabou ficando em um mini choque, mas logo foi tirada de seus devaneios assim que ouviu uma buzina, era o ônibus que elas pegavam todo dia à caminho da CATCO.


 As duas acabaram por se sentar juntas, mas tinha o silêncio entre elas, silêncio ensurdecedor.


— Você também está muito bonita, Chaeyoung. – Mina tinha acabado de elogiar a sua crush e também foi elogiada por ela, aquele dia não podia ficar melhor.


 Durante o caminho as duas meninas muito encantadoras ficaram conversando, contando seus gostos, opiniões e Myoui percebeu que Chaeng não era tão diferente de si, o que poderia ser bom mas também ruim, no futuro elas saberiam. 


— E as fotos ficaram boas? A sr. Park gostou? Se bem que é impossível não gostar, você é muito talentosa e dedicada. – o que era pra ser só uma pergunta virou um elogio, por que a Myoui não conseguia dizer uma frase sem elogiar a loira?


— Bom… Eu já fiz melhor mas ficaram boas, culpa daqueles policiais que não deixaram eu tirar mais fotos. – a loira disse revirando os olhos.


 Desceram do transporte e foram caminhando em direção ao prédio da CATCO, e enquanto caminhavam a mais velha pensava em um jeito de chamar a outra para sair tinha um tremendo medo de ser rejeitada por conta de traumas anteriores, mas ignorou o medo e tentou.


— Err, Chaeyoung você gostaria de sair comigo depois do trabalho? – um tanto quanto sem graça em fazer este pedido mas continuou caminhando e respirando, e os pensamentos dela eram "Respira Mina respira, você não pode morrer aqui na frente de todo mundo".


 A loira riu de como a outra ficou nervosinha em fazer aquele pedido.


— Primeiramente me chama de Chae, e sim podemos sair e não precisa ficar nervosa, bobinha. – ela apertou as bochechas fofinhas da Minari enquanto deixava um leve selo em rosto.


— Tudo bem então, Chae. – fez uma voz irritante quando disse "Chae" debochando da loira. 


 Parou pra observar mais detalhes da mais nova, os olhinhos grandinhos que brilhavam muito a qualquer momento não importa onde, eles brilhavam são adoráveis. A boca não era grande mas também não era pequena, era fofa, delicada, e a pintinha que ela tem logo abaixo dos lábios, dá todo um charme pra garota linda do ponto de ônibus. 


— Olha, Mina, conheço um lugar para onde podemos ir, é um bar, hoje tem a noite de karaokê, vou descobrir seu talento secreto. – riu com a própria piada, não sabia se a Myoui tinha dom pro canto, mas iria descobrir logo logo.


— Karaokê, gostos peculiares, Chae, mas eu topo vou mostrar minha grande habilidade nas cordas vocais. 


 Depois desse diálogo super importante pra sociedade, elas chegaram ao trabalho. Foi um dia normal, um dos mais calmos não tiveram muitas coisas que às deixassem ocupadas, o que fez o tempo passar muito devagar, mas passou e o horário de irem pro bar já estava se aproximando.


— Preparada para descobrir meu talento secreto, Son Chaeyoung? – Minari entrelaçou seus braços no pescoço de Chaeng abraçando e dando leves apertadinha.


— Claro que estou, Myoui Mina. Vamos ver se seu talento é é tão bom quanto o meu. – Riu colocando a mão sobre os labios.


 Mina e Chaeng foram andando, de mãos dadas, enquanto olhavam o sol que já estava se pondo. O céu estava rosado, bem propício para um encontro. A mais velha estava muito nervosa ao contrário da outra que parecia e estava muito relaxada.


 Não foi uma caminhada tão longa quanto esperavam, o que é bom, ai tinham bastante energia para cantar a noite toda.


— E chegamos… Quero ver seu talento. – A mais nova deu um beijinho na bochecha da Mina.


— Você vai ver sim, pequena.


 Adentraram no estabelecimento, e não estava muito cheio por surpresa das duas. Escolhem suas músicas e enquanto esperavam a vez, foram no bar para pegar uma bebida.


— O que você quer, eu que te chamei, eu que pago. 


— Mina não precisa pagar, pode deixar.


— Nada disso, querida, eu vou pagar sim e acabou a discussão. 


— Se você insiste né, estava fazendo a educada, quero uma vodka com soda.


— Quem diria que uma miniatura como você bebe bebidas alcoólicas. – Disse bagunçando os cabelos curtos e loiros da menor.


— Pois eu bebo, e não sou miniatura nada. – Arrumou brevemente seus cabelos.


— Duas vodkas com soda, por favor.


 Assim que o garçom entregou as bebidas, elas bebiam e conversavam sobre seus gostos e preferências. Até que chegou a vez delas no karaokê, e primeiro foi a Chaeyoung.


— Minha vez, minha vez, vou cantar Pretty Hurts da Beyoncé, o hino né.


— Ótima escolha, agora vai arrasa.


 E ela arrasou mesmo, foi ótima a pontuação de 94, Mina até se sentiu desafiada e colocou na sua cabeça que deveria fazer mais pontos.


— Você foi ótima, agora minha vez, escolhi Look What You Made Mee Do, da Taylor, outro hino.


— Agora sua vez, arrasa.


Mina deu tudo de si e mais um pouco, queria impressionar a crush, e ela foi sua inspiração, se saiu muito bem por conta da Son, pontuação de 98 cumpriu seu próprio desafio de fazer mais que que a outra.


— Você fez mais pontos que eu, 'tô brava, não fala comigo. – Fez cara emburrada.


— Não fica brava, pequena, você foi ótima, amei sua voz. Olha mais pessoas vão cantar vamos ver.


 Ficaram assistindo as pessoas que cantavam enquanto continuavam a beber, nenhuma delas ficou bêbada por um milagre. Chae cutucou a Mina e ficou olhando para seu rostinho lindo e suas pintinhas, a mais nova criou sim um sentimento nesses dias trabalhando juntas.


— O que foi pequenina? 


— Você é tão linda. – Disse acariciando o rostinho da outra.


— Você é mais.


 Se olharam fixamente se aproximando devagar uma da outra, até seus narizes se encostarem e logo depois seus lábios, Mina sentiu os lábios da menor nos seus, e parece que foi a melhor sensação da vida, parecia que estava em outro universo. E assim terminou a noite das Michaeng, karaokê, bebidas e beijos, a melhor noite para as duas. A rotina continuou a mesma, trabalhando juntas e saindo a noite, ficaram tão próximos e Mina contou seus sentimentos para a Chae e a mesma disse que era recíproco, a felicidade das duas era impossível de se  descrever, mas o final é o mais clichê e verdadeiro. "E viveram felizes para sempre."


Notas Finais


foi isso, uma bosta mas o importa é que foi de coração :(


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...