História A Little Bit Of Us - G!p - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Jennifer Morrison, Lana Parrilla, Once Upon a Time
Personagens Emma Swan, Henry Mills, Regina Mills (Rainha Malvada), Xerife Graham Humbert (Caçador), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Drama, Emma, Emma Swan, Lésbico, Lp_jm, Mills, Mills Swan, Ounce Upon A Time, Regina, Regina Mills, Swan, Swan Mills, Swan Queen, Swanqueen
Visualizações 230
Palavras 1.913
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, LGBT, Mistério, Orange, Romance e Novela, Suspense, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!

Quando postei esse cap pela primeira vez ele tinha algumas imagens, mas nao as encontrei, entao usem a imaginação. Vocês vão saber qual parte é.

Beijos!

Capítulo 5 - Viagem!


Fanfic / Fanfiction A Little Bit Of Us - G!p - Capítulo 5 - Viagem!


Pov's Emma

Duas semanas após aquela noite se passaram e eu e Regina combinamos de realmente tirarmos umas férias. Decidimos ir para o Brasil, em Arraial da Ajuda, Bahia.

Durante essas semanas conversei com alguns dos meus clientes, passei casos para advogados de confiança e conversei com Clara, a mãe de Ruby. Ela não quis trocar de advogado e disse que me esperaria. E em relação minha gravidez. Bem... Eu estou de um mês e os enjoos estão bem chatos, mas, eu não me importo muito. Regina tem cuidado de mim com o maior carinho. Daqui dois dias iremos para o Brasil. Hoje é quinta feira e eu tinha que resolver um assunto.
[...]

E lá estava eu. Em frente a mansão amadeirada, com a grama mais verde do bairro e suas inseparáveis macieiras verdes. Eu precisava conversar com Zelena. Desci do carro e fui até a porta, bati e ela logo foi aberta pelo Graham. Zelena já havia contado para toda a família sobre sua gravidez e eu estava feliz por ela. Sobre a minha gravidez, apenas eu e Regina sabemos.


- Boa tarde, Graham. _ Sorri para ele e o abracei. - A Zelena está?


- Olá loira. Entre aí. _ Deu espaço para que eu passasse. - Vou chama-la. Fique a vontade. Me sentei no sofá rústico, enquanto a esperava. Zelena apareceu na sala e me cumprimentou, sendo educada.


- O que faz aqui? _ perguntou calma.


- Eu preciso conversar com você e esclarecer algumas coisas._ Contei para Zelena sobre minha saúde. Não fiz ela sentir pena de mim, pois não é isso que eu queria, eu só queria fazer que ela entendesse que eu amo a Regina e o motivo deu não querer engravidar. Ela me pediu desculpas e eu aceitei, não faria caso. Eu só estava feliz, pois tinha minha cunhada como amiga, mais uma vez.


- Então até mais, loirinha. Mande um abraço para a Regina por mim.


- Mando sim, Zel. _ A dei um beijo na bochecha e saí.
[...]

Cheguei em casa lá para a 16h, encontrei Regina sentada no sofá vendo nosso álbum de fotos, quando namoravamos antes e depois do ensino médio.


- Oi, meu amor! _ Falei sentando-me ao lado dela e me apoiando ao seu ombro para ver junto com ela.


- Você se lembra desse dia?_ ela perguntou sorrindo.


- Kkkkkk, lembro, você tinha que pegar a roupa de um amigo emprestado e agir como ele. Kkkkk você ficou muito gostosa nesse meu shortinho. _ Falei a última frase sussurrando no ouvido dá minha Rainha. Ela se virou sorrindo e me deu um selinho e sussurrou.


- E você parecia até que era ativa da nossa relação! Mas as aparências enganam. Kkkkk _ Ela disse, riu e voltou a ver as fotos. Fiz cara de ofensa .


- Ah, então é assim?


- Claro que é!


- Você é a ativa aqui? _ Cruzei os braços.


- Olha amor, essa foto aqui, não é linda? _ Mudou de assunto apontando para a nosso foto deitadas na rede no rancho dá família dela. Levantei a sobrancelha e deixei pra lá.


- Eu me lembro, eu estava muito confortável aí. Kkk.


- Olha, olha... Apontou para a foto do acampamento. _ Sorri abertamente me lembrando daquele dia.


- Estávamos fazendo um mês de namoro. _ Falei rindo e a dando um abraço.


- Kkkkk, olha essas duas, festa a fantasia na casa dá Belle, kkkkk.


- Sim, eu me lembro. Você estava tão sexy nesta roupa de Evil Queen. _ Falei chupando o lóbulo dela. Ela mordeu o lábio e virou o rosto me dando um breve beijo.


- Olha esta. Você dormiu na biblioteca kkkkk.


- Mentira kkkkk _ Brinquei rindo e abaixando a cabeça.


- Olha essa! Reveion! _ [Foto do cap]


- Ah sim, nossa noite foi louca e prazeroza. _ Falei maliciosa.


- Amor? Kkkkk


- Que foi? _ Gargalhei. - É verdade! Continuamos vendo as fotos até chegar a última foto do álbum.


- Foi quando você me pediu em casamento. _ Falei para minha Regina. - Eu estava tão feliz que eu levantei você e não ao contrário, kkk_ sorri ao me lembrar. - Foi Zelena que tirou essa foto né.


- Sim. _ Ela suspirou e encostou sua cabeça na minha. - Você estava fortinha aqui. _ Disse e fechou o álbum.


- Eu ainda sou!


- Sei. _ Ela disse levantando e me dando um beijo na bochecha.


- Humm, então é assim né?!


- Uhum... Ela disse me mandando um beijinho no ar e andando até a cozinha.


- Beleza.. _ fui atrás dela, a virei e peguei minha rainha no colo, a encostando na parede. Ela ofegou. - Eu disse. _ Afirmei e a dei um selinho e a soltei.


Ela gargalhou - Linda!


- Assim do nada? _ Perguntei sorrindo.


- Uhum. _ Me puxou pela cintura.


- Eu te amo, Regina.


- E eu amo você, Emma! _ Ela me deu um selinho e vários outros, sorri e ela passou a beijar todo meu rosto.
[...]

Eu e minha rainha estávamos cozinhando juntas. Literalmente juntas. Eu estava entre seu corpo e a bancada, ela estava segurando a minha mão direita, que segurava uma faca, me ajudando a cortar os bifes.


- Assim... _ Ela sussurrou no meu ouvido. Eu estava adorando aquele momento mulher e esposa ou esposa e marida ou mulher e mulher, vocês podem escolher. Como a panela já estava no fogo, eu apenas inclinei a tábua jogando os bifes, já temperados, nela. Lavamos as mãos e tiramos o avental. Me virei para ela e sorrir.


- Amor... Eu queria falar, na verdade conversar com você.


- Claro, sobre o quê?


- Filhos! _ Ela disse e eu comecei a ficar tensa.


- Regina, eu...


- Calma, Emma. _ Ela disse se aproximando e passando as mãos em meus braços em seguida fazendo um carinho em minha bochecha.


- E-está bem... _ Minha voz saiu quase em um sussurro.


- Você não está confortável, não é? _ Me perguntou vendo como eu estava reagindo. Neguei com a cabeça. - Tudo bem então. Deixa pra lá. _ Me deu um beijo na testa e se sentou na bancada me olhando. Me virei e olhei o bife e novamente me virei para ela. Regina me chamou com o indicador, sem usar malícia. Andei até ela e senti sua mão me puxar, fiquei entre suas pernas.


- Eu ia dizer para adotarmos, Emma! O que você acha?  _ Ela disse me olhando. Eu via nos olhos de Regina um ponto de esperança. Seus olhos estavam pidões e eu fiquei olhando para eles um bom tempo e me perdi naquela imensidão e esqueci de responde-la. Só voltei em mim quando senti suas mãos saindo de minha cintura e limpando uma lágrima que escorreu de seu olho esquerdo.


- Tudo bem! O bife vai queimar, eu olho! _ Ela se levantou e foi até a panela.


- Eu acho uma ótima ideia, meu amor! _ Falei a abraçando por trás.


- É sério? _ Ela disse se virando  e com aquele sorriso maravilhoso para mim. Mordi o lábio sorrindo e assenti. - Obrigada, meu Cisne!
______________________________________
Pov's Regina
[Arraial dá Ajuda / BA / BR]
{6h, no hotel dá Ilha}

Quando entramos na suíte, Emma se jogou na cama e fechou os olhos. Não ela não dormiu, só estava sentindo a "vibe" (lê se vaibi/tradução: vibração) do lugar. Nossas malas já estavam no quarto, tirei minhas botas de cano baixo e me juntei a minha esposa.


- E então? Gostou do quarto? _ Ela se aconchegou em meu corpo e disse sim. - O bom que não vamos ter problemas com fuso horário. São 6h, quer dormir mais um pouco?


- Quero, mas eu quero dormir nua! _ Fala e eu engulo em seco a observando arrancar toda a roupa. - Tira a sua também, amor! _ Falou se pondo embaixo do edredom.


- Ah, mais é claro! _ falei ficando nua também e com algo duro só pra melhorar a situação. Me coloquei sob o edredom também e minha linda logo se aconchegou, mais uma vez, colocando sua perna encima de mim, com a coxa sobre meu pênis ereto. - Amor, só não esfrega a coxa, okay? _ Emma soltou uma risadinha e assentiu. Mas ela não cumpriu, fazendo movimentos circulares com a coxa.  - Emma... _ choraminguei.


- Tá bom, tá bom! _ Ela gargalhou e retirou sua coxa de cima do membro.


- Obrigada! _ Falei e senti a mão dela, firme, em meu pênis.


- E-Emma... _ Fechei os olhos, sentindo a mão dela massagear meu sexo.


-Shh... _ Ela disse levantando o tronco do corpo e me beijando devagar. Minha esposa começou a me masturbar com movimentos lentos e gostosos. Ela descia a mão até na barra e subia bem rápido e leve.


- Ahw... _ gemi em meio ao nosso beijo, levei uma de minhas mãos a nuca dela e a outra em sua intimidade, que estava molhada. Comecei a massagear o clitóris dela o prensando entre meus dois dedos. Emma, levou a mão até a glande de meu pênis e começou a acariciar só ali. Me contorci de prazer e empurrei meus dois dedos para a entrada dela, ameaçando penetra-la.


- Amor.... Humm... _ Ela gemeu começando a rebolar na minha mão.


- Senta no meu pau, linda. _ Falei e vi minha esposa jogando sua perna direita para o outro lado meu corpo. Segurou meu pênis e se sentou devagar. Senti meu pau escorregando, com facilidade, para dentro dela.


- AHW... _ Gememos em uníssono. Levei minhas mãos ao quadril de minha Cisne, a fazendo se movimentar. Emma começou a rebolar, mexendo a bunda para frente e para trás. Suas mãos estavam em meu abdômen  e ela me encarava com luxúria. Sentir as paredes vaginais de minha esposa, acariciando meu membro, era uma delícia. Ditei a ela acelerar seus movimentos e ela soltou um gemido manhoso.


- Isso, meu amor! _ Gemi fechando os olhos. Comecei a sentir Emma quicar. - Ahw... Vai, amor... Quica.


- Ohw... Regina... Humm _ Emma levantou os braços segurando os cabelos e quicando. Seus olhos estavam fechados e sua boca aberta , era a cena mais excitante que eu poderia ver. Minhas mãos se mantinham firmes em sua cintura a fazendo quicar cada vez mais rápido. Emma soltou os cabelos e girou na cama trocando nossas posições. Minha esposa enrolou as pernas em minha cintura, fazendo com que minhas estocadas fossem mais fundas. Comecei a sugar o pescoço de Emma e a dá leves mordidinhas. Ela gemia, manhosa, bem no pé de meu ouvido me deixando louca. Aumentei a velocidade das minhas estocadas, sentindo minha glande ser acariciada por sua carne, macia e quente. Emma prensava sua vagina em meu pênis me fazendo murmurar de prazer.


- Humm, Amor... Ahw... Continua..._ ela gemeu arranhando minhas costas. Continuei a estocando sentindo o roçar de nossos corpos. A beijei e puxei sua coxa, a segurando com firmeza. gemíamos entre os beijos, eu a estocava e ela rebolava por baixo. Senti seus espasmos e juntas chegamos ao ápice do prazer. Continuei a estocando sentindo os últimos segundos do prazer. Ela mantinha seus olhos fechados e as unhas cravadas e minha pele, a dei um selinho e sai de dentro dela. Emma me abraçou e me beijou o pescoço se aconchegando.


Notas Finais


Espero que tenham gostado e por favor comentem!

Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...