1. Spirit Fanfics >
  2. A Little Lights (YoonMin-Híbrido) >
  3. Capítulo Vinte e Nove;

História A Little Lights (YoonMin-Híbrido) - Capítulo 30


Escrita por: e YoongiPan


Notas do Autor


Boa leitura, amores

Capítulo 30 - Capítulo Vinte e Nove;


Fanfic / Fanfiction A Little Lights (YoonMin-Híbrido) - Capítulo 30 - Capítulo Vinte e Nove;

Kim continuava concentrado naquela péssima estrada, mas naquele momento era a melhor solução para eles, entretanto, bastou ele escutar gritos e barulho de outros carros se aproximando, para ter a certeza de que a localização deles foi descoberta.

— Nos encontraram, Yoongi. — Taehyung avisou, sentindo seu corpo todo ficar tenso. — Precisamos dar um jeito, eles não podem te pegar.

“Eles não podem pegar o Tae, eu tenho que certeza que a mim eles não vão matar, no entanto, Taehyung é completamente descartável” Yoongi pensou, mordendo o lábio inferior.

— Tae, tira o cinto de segurança agora. — disse rápido, fazendo o mesmo em seguida. — Vamos, destranca a sua porta. — Min continuou a falar, queria um plano melhor, porém, este era o melhor que tinha conseguido pensar em tão pouco tempo.

— O que faço agora, que dizer, o que vamos fazer? — Kim perguntou, ainda mais nervoso, não queria que o híbrido fosse pego por aqueles idiotas.

— Abre a sua porta. — XOC falou rápido, encarando o retrovisor para saber se os carros estavam muito perto. — Diz para o Jimin que eu amo ele, e que eu vou voltar de novo. — pediu com os olhos marejados, o outro olhou sem entender nada. — E que...eu vou cuidar bem.. — soluçou. — Não seja pego. — empurrou Taehyung com todas as suas forças, e assumiu o banco do motorista.

“Eu preciso ficar aqui, e levar eles para longe de vocês, eles querem a mim, vocês para eles não valem nada” Min pensou, esboçando um sorriso fraco em seus lábios, e as lágrimas começaram a cair.

— Me perdoa, meu amor. — Yoongi sussurrou, pisando fundo no acelerador.

Kim Taehyung bolou um pouco, ganhando alguns arranhões pelo corpo, mas nada muito grave, quando iria se levantar, viu os carros passando, e para que o esforço de Min não fosse em vão, resolveu se esconder. Sentou atrás de uma das árvores, seu corpo doía muito, entretanto, o que mais o machucava era imaginar que Yoongi seria pego novamente para fins como aquele ao qual submetiam ele antes. 

— Não seja pego, por favor. — Tae sussurrou de olhos fechados.

O jovem sentiu sua boca e nariz serem cobertos por um pano, e logo seu corpo começou a ficar fraco, quando abriu os olhos já não conseguia ver nitidamente, e tudo escureceu. Tudo que viu antes de apagar por completo, foi um rapaz trajando um uniforme preto, com máscara e tudo, era impossível saber quem era, sua única certeza era que podia ser alguém da clínica.

Min Yoongi continuou a ir o mais longe que podia, mas não demorou muito para que os carros cercassem o veículo que estava, e para que eles não atirassem contra ele, julgou melhor se entregar, desligou o carro e saiu do mesmo.

— Eu me rendo. — gritou. Não atirem. — pediu com os olhos marejados.

Os caras que antes o seguiam, se aproximaram um pouco desconfiados, já que XOC sempre foi muito sorrateiro, tanto que foi o primeiro e único a sair daquela “fortaleza” em que ele foi criado.

— Não quero lutar. — sussurrou assim que um rapaz se aproximou, antes que eles avisassem sobre isso tudo para o doutor Wang, Yoon assumiu sua forma felina.

“Não irei mais assumir minha forma humana, eles não iram me aplicar nada por causa da grávidez, então...o jeito mais seguro para mim...é ficar nessa forma” Min pensou, enquanto sentia seu corpo ser erguido do chão e levado para o carro deles.

— Toquem fogo nesse carro, e garantam que não achem rastro de nenhum de nós. — o alfa 3 gritou.

O carro em que Yoongi estava logo começou a se locomover, o coração do pequeno híbrido estava apertado, como se algo ruim estivesse acontecendo. Queria perguntar sobre Park Jimin, mas tinha tanto medo de ouvir o que eles iriam falar, eles poderiam mentir, ou talvez eles nem soubessem o real nome de Jimin, o melhor neste momento era ficar calado, quando pudesse ver Hoseok iria perguntar discretamente para ele.

[•••]

Dtr. Wang foi direto para o quarto em que Yoongi estava, animado por ter novamente XOC em suas mãos, e ainda mais animado ao saber que ele estava esperando um filhote.

— Olá, olá, querido XOC. — Wang disse animado ao ver o pequeno híbrido deitado em uma cama, em sua forma felina. — Vamos, assuma sua forma humana, eu só te vi por fotos.

— Meow, meow… — miou apressado como se estivesse xingando o mais velho.

“Velho bandido, seu fim vai estar próximo…” Yoon pensou, olhando para o outro como um tanto faz.

— Ótimo, você tem muita sorte, porque está com algo precioso na sua barriga. — resmungou. — Porque se não fosse por isso, eu já teria o feito assumir a forma humana por mal. Aliás, se estar esperando aquele tal de Park Jimin vir te salvar, pode começar a desistir disso. — falou, ganhando a atenção de XOC. — Ele morreu, meus homens atiraram no carro, ele rolou uma ribanceira...e fez “bum”. — contou de um jeito divertido.

Min assumiu sua forma humana sem pensar duas vezes, seu coração estava batendo extremamente apertado, uma falta de ar terrível surgiu. As lágrimas começaram a cair de forma involuntária, o mais novo negou rapidamente.

— Você está mentindo, seu velho desgraçado. — gritou, quando escutou a risada vitoriosa do velho, seu corpo se moveu sozinho, começou a dar socos fortes na cara alheia, e só parou quando ele gritou os seguranças.

— Não estou mentindo, seu verme, mas acredite no que quiser. — respondeu simples, e saiu.

O híbrido ficou sozinho no quarto e começou a chorar sem parar, se sentia frágil, sem rumo, tocou sua destra sobre a barriga volumosa, ainda em prantos.

— Ele..morreu? — perguntou para si mesmo, sem conseguir parar de chorar. — Você prometeu que iriamos ter um encontro, Jimin, você prometeu pra mim, não quebre suas promessas, por favor? — pediu baixinho, assumiu sua forma felin

Enquanto isso, Kim estava a começar a acordar, seu corpo já não doía tanto, e agora tinha curativo em seus ferimentos, ficou ainda mais confuso, já que pensou que não iria viver mais.

— Alguém aí? — gritou, sentando sobre a cama que estava deitado.

— Ei, por favor, não se mexa tanto, os ferimentos ainda estão abertos. — Jeon sussurrou.

— Jungkook. — Tae praticamente gritou, saiu da cama e pulou nos braços alheios. — Eu...eu pensei que iria morrer.

— Mas você não vai. — Jeon disse nervoso. — Nunca...pelo menos não nas mãos de outras pessoas. — falou ofegante.

— Estávamos sendo perseguidos, e...Kook, você precisa me ajudar, vamos chamar a polícia. — segurou a mão dele. — Precisam de nós.

— Tae, eu trabalho para aquela clínica, foi o meu irmão que fundou ela. — sussurrou, neste momento Kim se afastou, agora assustado.

— Melhor que esteja brincando. — retrucou. — Você não pode fazer parte daquilo.

— Me perdoe, eu me aproximei de você apenas para poder capturar XOC, mas...me apaixonei por você, eu...não quero te perder.

Kim sentou na cama tentando assimilar toda aquela confusão, seu corpo parecia estar em estado de choque, era muita coisa acontecendo em um único dia. Ele não iria aguentar tantas informações assim.

— Eu fui designado a te matar, a partir do momento que você soube quem Min Yoongi era de verdade. — Jungkook continuou. — Mas não quero e não vou te matar, porque eu te amo. — sussurrou, abaixando a cabeça, estava pronto para receber todo o ódio vindo de Taehyung.

— Se me ama...então faça o que é certo, me ajude a salvar meus amigos, me ajude Jeon, me prove de qual lado você está. — Kim ressaltou.

— Eu não posso, Tae, Wang é minha única família, ele cuidou de mim desde o meu nascimento...ele..sempre foi o único a estar do meu lado. — sussurrou.

— Jungkook, não aja assim, por favor, tem chances de se redimir...entende?Tem a vida de um bebê nisso.

— Me perdoe. — sussurrou em resposta. 

— Não. Se não quiser ajudar, eu irei sozinho. — Taehyung falou em um tom sério.

— Você não vai sair daqui, Tae, porque se sair eles vão saber que você está vivo, e vão querer te matar. — falou rápido, ficando de pé.

— Você não pode me prender aqui, não seja idiota. — Kim bradou.

— Me perdoe, mas sua vida é a mais importante. — Jungkook respondeu e saiu do quarto.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...