História A Little Piece Of Us (Larry Stylinson - MPreg) - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Andrew "Andy" Biersack, Camila Cabello, Ed Sheeran, Fifth Harmony, Harry Styles, Liam Payne, Little Mix, Louis Tomlinson, Niall Horan, One Direction, Taylor Swift, The Wanted, Zayn Malik
Personagens Ally Brooke, Andrew "Andy" Biersack, Ashton Irwin, Calum Hood, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Ed Sheeran, Harry Styles, Jade Thirlwall, Jay Mcguiness, Jesy Nelson, Lauren Jauregui, Leigh-Anne Pinnock, Liam Payne, Louis Tomlinson, Luke Hemmings, Max George, Michael Clifford, Nathan Sykes, Niall Horan, Normani Hamilton, Perrie Edwards, Personagens Originais, Siva Kaneswaran, Taylor Swift, Tom Parker, Zayn Malik
Tags Abo, Boyxboy, Camren, Cashton, Jake Bass, Jonnor, Larry, Larry Stylinson, Mpreg, Muke, Ned, Stylinson, Tradley, Ziam
Visualizações 137
Palavras 1.969
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sim, eu sei que demorei uma eternidade para postar, e para sair o próximo, também vai demorar, pois eu estou atolada até o pescoço de coisas para fazer na escola e em casa, e agora que eu estou no último ano da escola, a pressão por causa do Enem e do vestibular tá enorme.

Espero que me perdoem.


Mas agora vamos ao que interessa... Espero que gostem do capítulo...

Capítulo 15 - 1.2 - CAPÍTULO DOZE: Instinto


Fanfic / Fanfiction A Little Piece Of Us (Larry Stylinson - MPreg) - Capítulo 15 - 1.2 - CAPÍTULO DOZE: Instinto

# 3° Pessoa POV #

Foi difícil para Harry puxar o namorado pelo meio da multidão que ocupava a boate, mas não totalmente impossível. Foram longos minutos até que os dois chegaram do lado de fora, sendo recepcionados por uma rajada de vento forte, que fez o cabelo de Harry balançar.

Como já estavam fora, o alfa tentou puxar o menor pela rua, mas vendo que Louis já estava gemendo e se contorcendo, Harry pegou-o no colo e correu para o carro.

- Harry - o menor geme o nome do namorado, envolvendo seu pescoço com força

- Calma Lou, a gente já tá chegando no carro - Harry diz, segurando o namorado com mais força, o fazendo gemer baixo

Quando eles finalmente chegaram no carro, o nível de sanidade de Louis estava quase no fim. Seu corpo implorava pelo corpo de seu alfa, o amando, o fudendo, duro e forte.

Harry apoiou Louis no chão e começou a procurar suas chaves desesperadamente em seus bolsos.

Sedento, o menor se aproximou do alfa e começou a distribuir beijos e chupões pelo pescoço e a área do peito descobertas, as mãos estavam confusas entres acariciar os braços do mais alto e apertar o membro de Harry por cima da calça.

- Louis, por favor - Harry solta um rosnado, que fez o namorado gemer ainda mais

- Eu preciso de você, meu amor - Louis sussurra no ouvido do maior, logo depois mordendo a orelha do mesmo

- Eu sei, eu sei! Eu também preciso de você! - ele diz achando as chaves e abrindo o carro - Vamos.

Colocando Louis no banco do passageiro, o cacheado vai para o outro lado do carro e entra no mesmo, logo arrancando para fora dali.

O Tomlinson se contorcia no banco enquanto Harry dirigia. Parecia que estava dirigindo pelo que parecia horas, até finalmente chegaram na casa do cacheado.

O alfa daí do carro e anda até o banco do passageiro, abrindo a porta e pegando o namorado no colo, logo em seguida, trancando o carro. Vai até a porta da casa e abre a porta, entrando e fechando a mesma com o pé.

- Harry - Louis geme novamente em seu ouvido, distribuindo beijos em sua bochecha e pescoço

- Calma amor - o alfa diz subindo as escadas e indo para seu próprio quarto - Meus pais estão em casa, então precisamos falar baixo!

- Uhum - o menor diz, gemendo ao ser jogado na cama

Harry avança sobre o menor, o beijando com  voracidade e desejo. Louis levou as mãos até seus ombros, tirando o blazer de seu corpo e o maior faz o mesmo com o menor. Em um ato de desespero, Louis pegou a camisa do namorado pela gola e a rasgou, deixando o peito do maior a mostra.

Mordendo os lábios do maior e acariciando seu peito desnudo, Louis empurra o maior até fazê-lo se levantar da cama e ficar ao pé da cama.

Como um gatinho, o menor vai até o namorado, colocando as mãos no botão da calça. Começando a área pubiana, o ômega vai distribuindo beijos molhados pela barriga, peito, até chegar na clavícula e pescoço.

O cacheado leva suas mãos até os ombros do menor, também retirando seu blazer e em seguida sua camisa.

Apertando e massageando a bunda do menor, Harry foi o trazendo para mais perto, enquanto o mesmo o beijava avidamente.

# Harry POV #

Eu mordo o lábio inferior de Louis enquanto desabotoava sua calça e tentava a puxar para baixo.

- Deita - mando com a voz de alfa, fazendo o menor se afastar de mim e se deitar na cama, continuando a se contorcer e passar as mãos pelo seu próprio corpo

Observo o menor com fome, desabotoando minha calça e a tirando junto com a minha cueca, libertando o meu pênis dolorido. Me ajoelho na cama e seguro as laterais da calça de Louis, as puxando com força e as jogando para algum canto do quarto. Mordo meu lábio inferior enquanto subo a mão por sua barriga até chegar em seu pescoço, o segurando fraco, me abaixo e dou um beijo casto em seus lábios, abafando seus gemidos baixos.

Pego sua cintura e nos viro, fazendo o menor ficar sobre meu pau. Sua lubrificação natural saia em abundância e se misturava ao pré gozo do meu pênis, que se encontrava entre as bandas de sua bunda. Louis rebolava em seu colo e eu guiava seus movimentos com às mãos sobre suas nádegas. Estávamos sedentos e eu não iria aguentar por mais tempo.

- T-tá doendo - Louis diz entre gemidos, jogando a cabeça para trás, aumentando a velocidade das reboladas e se apoiando em meu peito

- Então vamos logo - digo o levantando e guiando meu membro para sua entrada molhada

O meu ômega desce devagar em meu membro, gemendo manhoso a cada centímetro. Assim que entro por completo nele, ficamos apenas parados por alguns segundos, segundos esses dos quais eu observo o meu menor. Seus cabelos estavam bagunçados, a cabeça jogada para trás, olhos fechados, bochechas coradas e a boca aberta em um grito silencioso. Gotículas de suor escorriam por seu peito e barriga até chegar a sua v line, seu membro rosado estava ereto e vazando pré gozo, suas cochas grossas estavam coladas em meus lados e suas mãos estavam em meu peito. O cheiro de sexo e lubrificante natural no quarto era forte, mas não tão forte quanto o cheiro natural de Louis. Eu tinha a ligeira impressão de que meu namorado ficava infinitamente mais bonito e gostoso, e eu amava isso.

- Você é muito lindo - digo acariciando seu rosto

- Cala a boca e me fode - ele diz, rebolando devagar em meu colo - Eu preciso de você.

Sem mais delongas, seguro sua cintura e o forço a se mexer, ora rebolando ora quicando rápido e forte.

Meu moreno cavalgava rapidamente sobre mim, revirando os olhos de prazer, gemendo e gritando alto todas as vezes em que eu atingia sua próstata, e as vezes repetindo o meu nome como mantra.

Seu interior quente apertava meu membro, mas não era eu quem estava reclamando. Mesmo com a lubrificação natural do menor, ele ainda era apertado o suficiente para me fazer gemer sem nenhum esforço.

- Uhn Harry… Eu quero mais - ele gemeu rebolando devagar, me provocando

Com brutalidade, eu nos viro, deitando o menor na cama e saindo de dentro dele, o fazendo gemer em reclamação. Nos beijamos com fome antes que eu o virasse de bruços na cama.

Antes de entrar nele novamente, o provoco, dando beijos e chupões em sua nuca e costas e passando as mãos pelas laterais de seu corpo até chegar a sua bunda, onde eu aperto com força e em reação a isso, Louis empina a bunda mais ainda, me fazendo sorrir malicioso.

- Você demora demais Harold - o ômega diz virando a cabeça para me olhar - Ande logo!

- Você está me dando ordem? - eu digo com a voz de alfa, o fazendo estremecer levemente - Oque você quer que eu faça?

- Quero que você me foda, forte e rápido - ele diz rebolando a bunda empinada em meu pau

- Assim? - pergunto entrando com força nele, o fazendo gritar e arquear as costas

O moreno agarrou os lençóis com força, quase os rasgando, enquanto eu metia cada vez mais rápido e mais forte.

- Isso - ele geme rebolando em meu membro enquanto eu o fodia com força

Eu sentia que Louis estava quase chegando em seu orgasmo, e por isso — e também lembrando do nosso plano original para este dia — eu saí de dentro do menor e o virei, logo entrando novamente e colocando uma de suas pernas em meu ombro, sem nunca perder o ritmo.

Deito meu corpo sobre o de Louis e pego suas pernas, as colocando em minha cintura. O menor gemeu mais alto quanto voltei a estocar forte e mais rápido.

Nossos orgasmos se aproximavam rapidamente e eu sentia Louis arranhar minhas costas com força, me fazendo sentir a ardência dos arranhões e o prazer do que estávamos fazendo. Isso só me fazia grunhir e gemer com mais intensidade.

Minha mente estava uma completa bagunça, tudo oque eu conseguia pensar com clareza era em fazer o meu ômega sentir prazer e em marca-lo como meu.

Quando Louis finalmente chegou, tudo oque ele pode fazer foi gritar com todo o prazer que ele sentia. Mas eu ainda não havia terminado. Continuava entrando e saindo de Louis quase como um animal no cio — o que de fato, éramos. Ele se agarrou mais ao meu corpo enquanto seu membro ainda expelia seu orgasmo.

O interior quente do menor começou a se contrair ao redor de mim enquanto o mesmo tinha espasmos de prazer.

Não demorou muito mais para que eu finalmente gozasse dentro do menor, o fazendo gemer alto, sentindo meu gozo quente.

Assim que meu nó se formou, dou um gemido aliviado, nós dois estávamos ofegantes e extremamente cansados, mas ainda sim olhando um para o outro com o mesmo pensamento: ainda faltava um última coisa.

- Harry - ele sussurrou virando o rosto para o lado, deixando seu pescoço á mostra para mim - Você pode fazer isto!

# Autora POV #

O alfa encara o pescoço do menor com fome e selvageria nos olhos verdes — agora quase negros. Com esse olhar, o lobo anterior de Louis se remexeu, ansioso pelo que estava por vir.

- Você realmente quer isso? - Harry respira fundo, tentando se controlar

O menor não precisei responder com palavras, pois apenas levantou seu rosto e beijou os lábios avermelhados do alfa.

- Apenas faça - diz em um sussurro, deixando seu pescoço amostra para ele novamente, mas sem tirar seus olhos azuis dos olhos verdes quase negros do namorado

Os olhos do maior se dilataram mais que o normal com a ordem dada pelo namorado, fazendo com que seus caminhos crescessem ao aproximar sua boca do pescoço moreno do menor.

Louis então apenas fechou os olhos, engolindo em seco pela ansiedade de finalmente ser marcado pelo Styles. Os dedos de seus pés se contraíram e suas mãos estavam confusas entre tocar o maior ou apertar o lençol.

Sentou os dentes afiados encostarem em seu pescoço, raspando suavemente, o fazendo querer gemer e arquear as costas. Ele já começava a ficar excitado novamente, e o nó do maior ainda estava em seu interior.

E então aconteceu. Com uma só mordida, Harry rompeu a pele fina do pescoço bronzeado de Louis. Assim que o menor sentiu os dentes do maior o penetrarem, soltou um grito de dor e prazer, já começando a sentir a ligação se firmar.

Harry sentiu Louis se agarrar a si, arqueando as costas enquanto sentia suas almas se ligarem.

Demorou alguns segundos até que Harry finalmente tirasse seus dentes sujos de sangue do pescoço do menor.

O cacheado se sentia diferente. Seu pescoço formigava no local onde havia mordido Louis, mas ele sabia que isso era por conta da mordida recém feita, que o permitiria sentir as mesmas coisas que Louis e vice versa, só não imaginava que seria tão intenso dessa maneira.

Observou seu ômega, que também o olhava nos olhos e baixou seu rosto para beija-lo nos lábios.

- Lou - o alfa sussurrou, dando um beijo de eskimo no namorado - Como se sente?

- Melhor impossível - o ômega sussurra raspando seus lábios nos do maior - Eu amo você!

- Eu também amo você - Harry diz sentindo toda a intensidade daquelas palavras

Quando o nó de Harry diminuiu, saiu de dentro do menor e pegou uma toalha para limpar o sangue de seu pescoço, mas quando voltou para fazê-lo, já encontrou o namorado se contorcendo e gemendo na cama novamente, com dois dedos dentro de si.

A mordida fez com que Harry, instantemente perdesse todos os sentidos, fazendo com que seu alfa assumisse completamente suas ações, e partiu para cima de Louis, recomeçando tudo novamente.

Eles teriam a semana inteira para isso.


Notas Finais


Eu já disse que sou péssima com lemom?

Deixem suas opiniões e sugestões nos comentários...

Beijosss 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...