História A Loba... - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Lobos, Nalu
Visualizações 143
Palavras 684
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Survival, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Depois de praticamente um bilhão de anos.

Olha quem voltou né?
Lena: Deixa de ser cínica menina
Eu? Cínica? Nunca nem vi. Que dia foi esse?

Parando com a brincadeira, eu pesso um Telefone Removido6382946352818494649363010364747 de desculpas, também né? Ficar praticamente 2 ou 3 meses sem postar é muito ;-;
Mas alguns devem saber que criei novas fanfics e elas já tem um final mais, como posso dizer... Bem feito? É assim mesmo.
Vamos parar de falar e ler :3

Lembrete: Eu estou pensando em fazer uma coisa que minha Autora favorita fazia ou ainda faz, não sei (acho que a conta dela foi banida denovo ;-; E olha que ela não faz nada). Era assim, se você estiver fazendo aniversário, você pode falar nos comentários e assim, nesse dia eu faço dois capítulos, postando os mesmos no mesmo dia. E aí? Gostaram?
Agora é deixando de enrolar mesmo, vamos ler :3 <3

Capítulo 5 - Quem é você?


Fanfic / Fanfiction A Loba... - Capítulo 5 - Quem é você?

No Último capítulo...

Quando chegou no final daquele barranco, suas roupas estavam todas rasgadas junto com suas costas que sangravam muito.

 Deixando a dor de lado, procurou algum ferimento na menor, se deu por aliviado quando não viu nada. Se entregando a dor começou a fechar os olhos, a última coisa que ouviu foi seu nome sendo chamado por Gray...

NATSUUUUUUUUUU!!!!!!!!!!

Atualmente...

Natsu on.

Eu estava numa cama, mas como eu fui parar ali? Tentei abrir os olhos, mas a claridade não ajudou muito. Quando consegui abrir mesmo os olhos vi que estava em um hospital.

No meu lado tinha uma poltrona, onde Gray estava sentado "pescando", até que percebeu que eu estava acordado. Ele se levantou rápido, nem parecia que estava quase dormindo agora a pouco.

Gray foi até a porta, onde a abriu e saiu correndo, possivelmenteatrás de um médico ou enfermeira. Nesse tempo, fiquei pensando, como eu cheguei aqui?

Em poucos minutos, o moreno voltou acompanhado por um médico e uma enfermeira. Os dois se aproximaram e começaram a me examinar.

O médico gesticulou para a garota tirar um tubo em minha boca. Eu nem tinha percebido ele ali! Depois de tirarem aquilo pude falar:

-O-Oque aconteceu? - Minha voz saiu fraca, mas o suficiente para todos escutarem.

-O Senhor escorregou e caiu num barranco, é um milagre estar vivo! - Disse o médico impressionado. 

-Certo, mas então, onde está a garota? - Perguntei me lebrando da menina que salvei.

-Que garota Natsu? Quando fomos te resgatar não tinha nenhuma garota, apenas o seu casaco no chão todo sujo de lama - Disse Gray pensando que o amigo estava louco.

-Mas eu salvei uma garota! - Eu tinha certeza disso - Ela era muito linda, cabelos loiros e um belo corpo, ela estava caída no chão, reclamando de dor e frio. Até que a ajudei e ela começou a melhorar - A cada palavra que eu falava, meu sorriso aumentava.

-Natsu, não havia nenhuma garota com você.

-Tem certeza?

-Tenho, e absoluta, se quiser eu chamo os policias que estavam comigo e eles falaram oque viram - Disse Gray já confirmando sua teoria que seu melhor amigo estava doido. 

-Não precisa... - Suspirei irritado.

-Ótimo - O moreno falou, depois olhou para o médico - Bom, quanto tempo ele tem que ficar aqui?

-No máximo uma ou duas semanas - Espera aí! Uma ou duas semanas?!? Isso é muito tempo! A Lobinha vai ficar preocupada.

-Não posso ficar todo esse tempo! - Falei tão alto que minha garganta doeu um pouco.

-E por que não? Se o Senhor não sabe mais você teve minis hemorragias, duas costelas quebradas e fraturou a perna. Não está em ótimo estado para ir para casa - Explicou.

-M-Mas---

-Mas nada Natsu! Você precisa descansar, se quiser eu vou na sua casa para alimentar sua "Lobinha", porém vai ter que aquietar a bunda num canto! - Esse Gray... Sempre querendo o meu bem.

-Tá certo, vou compreender.

-Aleluia! - Comemorou o médico - Vamos deixar ele sozinho por enquanto, como sabemos, ele precisa descansar.

-Sim Doutor Nicola - Confirmam Gray e a Enfermeira. 

-Ótimo! Vamos! - Então todos foram embora, me deixando sozinho.

Me entreguei ao cansaço, mas sempre pensando naquela linda garota que eu acredito que salvei...

~☆~☆~☆~☆~♡~☆~☆~☆~☆~

May on.

Em frente ao hospital, tinha uma garota loira, de olhos castanhos, roupas simples e cabelo preso. Ela olhava admirada para a grande construção em sua frente.

Já era de noite, tinha poucos médicos de plantão. Sem ninguém perceber, a loira entrou no hospital, passou pela recepção e foi para a ala dos quartos.

Ela não sabia onde ele estava, então seguia sua intuição. Até que chegou em frente a uma porta branca com o número 280. Logo gravou aquele número e entrou no quarto.

Na cama estava ele, dormindo calmamente, com alguns machucados pelo rosto. A garota sorriu, com lágrimas já formando em seus olhos castanhos.

Fechou a porta atrás de si e caminhou até a cama, se ajoelhou ao seu lado e encostou a cabeça em seu abdômen. Em pouco tempo dormiu.

Natsu acordou ao sentir o peso em cima de si. Olhou para a garota deitada em sua barriga e acariciou seu cabelo, pensava que era um sonho...

Mas era muito real...

Logo ele se perguntou:

 Quem é você?... 





Notas Finais


E aí? Mereço pedras ou chocolate?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...