História A loucura da Bryan - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 4
Palavras 741
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Drogas, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Está apenas começando


O barulho irritante do relogio se fazia presente naquele sala , até a garota decidir quebrar o silêncio.

_ Fiquei sabendo que chegou gente nova - Dianna falou com sua atenção concentrada no livro.

_ Sim -o homem , conhecido por ser o chefe do hospício , cujo nome Samuel olhava atentamente a sobrinha lendo o livro.

_ Qual motivo?

_ Ela tinha pequenos traço loucura,nada muito sério ,mas parece que ela tomou alguns remédios que faziam as coisas ficaram mais sérias ,ela estava na beira de ter alucinações - suspirou - mais um caso de alguém sendo internado injustamente.

_ E como sempre você não vai fazer nada ,certo?

_ quanto mais pessoas aqui dentro ,mais dinheiro , não importa se ela é louca ou não ,daqui ela não sai mais.

_ Ela é uma garota? - Dianna tirou sua atenção do livro.

_ Quer uma amiga? - sorriu debochado.

_ preciso de uma madrinha de casamento.

_ E por acaso o doutor Alex sabe que você tá casada com ele? 

_ Ainda não - riu e voltou ao livro.

Uma garota é?

§

Bryan de aproximava timidamente.

_ anda ,senta aqui com a gente -disse a garota que tinha a chamado agora a pouco.

Na mesa havia três pessoas: a que havia te chamado com cabelos curtos , bagunçados e mechas loiras , tinha também um menino alto ,meio gordinho e careca ,esse olhava para ela sem nenhuma expressão , também tinha uma outra menina alta também, muito magra e que mantia um sorriso tão grande no rosto que chegava a ser assustador.

_ Pra quê tanto medo? A gente não morde ..... Bom ,talvez aquela dali mordam - ela sussurrou a última parte apontando descretamente para a garota magra - prazer, Hui estou a três anos aqui dentro - entendeu a mão.

_ B-bryan - apertou a mão da outra.

_ o grandão ali é o Fill , aquela dali que parece uma psicopata é a Hannah , junto com a gente também tem os "gemeos de espada" só que eles estão no castigo - Hui continuava apertando e balançando de Bryan ,que parecia paralizada. A garota falava muito rápido ,era energetica e tinha uma voz um tanto irritante - Você já dei uma volta no hospital? Quem é o seu médico? Será que ele deixa eu te apresentar o resto? Você estudava? Quantos anos você tem?

_ Tá assustando a garota - uma voz fraca e falha falou ,era a Hannah - não que não seja divertido ver ela assustada…

_ Opss , desculpinha - ela finalmente solta a mão de Bryan e falar freneticamente - mas e então? Pot que ta aqui?

_ Eu não sei…

_ Como? Você não sabe?

_ eu não sei.

_ como assim você não sabe? Ninguém vem aqui por acaso , ninguém tá normal andando na rua e de repente … PÁ - Bryan se assusta - para dentro de um hospício.

_ Eu não sou louca ,não era para eu tá aqui dentro - Bryan permanecia falando baixo.

_ Aí minha querida eu já ouvi isso antes ,pobre Tey.

_ Pobre Tey - Hannah concordou e o Fill só acenou com a cabeça.

_ Quem é Tey? - Bryan tomou coragem de perguntar.

Porém , um sinal alto tocou assustando Bryan , alguns enfermeiros entraram no refeitório e começaram a levar alguns pacientes que tinham dificuldade de andar ,de cadeira de rodas e coisa do tipo.

_ Psiu.

Bryan sentiu um certo arrepio ao ouvir isso ,pensou que era Hui e se virou.

_ Hui? - Bryan percebeu que eles não estavam mais lá ,como eles poderiam ter saido assim de repente - cadê vocês… - a garota se virou novamente e se surpreendeu ao perceber que não havia mais ninguém ali ,estava tudo , simplesmente vazio.

Olhando mais detalhadamente , percebeu que não estava mais no mesmo lugar , o refeitório estava mais escuro e as paredes muito mais sujas do que antes , as luzes piscando ,ar ficou bem mais frio e o piso era de madeira.

_ Renata? - alguém chamou e Bryan procurou esse alguém , se deparando com um garoto de de roupa listrada e calça jeans , ele vinha se aproximando de Bryan e quando ele estava bem perto Bryan quase deu um pulo - está tudo bem ?

O garoto tinha orelhas e rabos de guaxinim , a garota deu um grito e caiu do banco que estava sentada ,sua cabeça girava ,no fundo ela conseguia ouvir vozes ,elas pareciam tão distantes. O que estava acontecendo? Onde estava?

Mal sabia Bryan que aquilo está apenas começando.


Notas Finais


Obrigada por lerem e desculpem os erros💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...