1. Spirit Fanfics >
  2. A love beyond borders >
  3. Trabalho e esforço

História A love beyond borders - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Trabalho e esforço


Fanfic / Fanfiction A love beyond borders - Capítulo 2 - Trabalho e esforço

✧༺♥༻✧



"Para o trabalho que gostamos, levantamo-nos cedo e fazêmo-lo com alegria."
William Shakespeare

"Sua tarefa é descobrir o seu trabalho e, então, com todo o coração, dedicar-se a ele."
Buda

"O trabalho poupa-nos de três grandes males: tédio, vício e necessidade."
Voltaire

"A medicina é o remédio para todas as dores humanas, / apenas o amor é um mal que não tem cura."
Propércio



**

Após um sofrimento psicológico, decidi virar médico, cuidar de pessoas era algo que me fazia bem. Nem sempre minha vida foi mil maravilhas, porém, não tenho muito do que reclamar. Minha mãe sempre foi muito esquecida e em um dia, acabou dando tudo errado. 

°•Antigamente•°

- mamãe olha meu desenho! Eu desenhei vc! 

? : tirem esse garoto daqui agora, antes que eu dê um veneno pra ele! 

_o pai de Tae corre em direção ao mesmo, o pegando no colo_

- ela não me ama mais Appa? 

Pai:*sorri fraco* ama sim pequeno *abraça e logo desmancha o sorriso, sabendo que acabara de mentir para o mesmo*



**

°•Tempos atuais•°

- bom dia! 

Adentro o meu hospital, dando bom dia para o secretário, o local tinha cheiro de ervas doces, o cheiro que na minha opinião era ruim, mais nada impede minha narina de respirar bem! 

? : chefe? 

- sim bangchan? 

Bang: posso sair mais cedo hoje? *sorri com receio* é que eu.... 

- vai sair com o Félix? Tudo bem, tenha um bom dia *sorrio, indo até o elevador*

Bang: OBRIGADO!!! 

_Sorrio e logo, o elevador fecha_



** 

Ligo para bangchan para saber oque tenho de cirurgia hoje. A propósito, minha sala era toda branca, móveis, maca,porta, nesse, laptop, janelas, cortinas. Era um breu! 

Chan: *pelo telefone* sim chefe? 

- tenho cirurgia para hoje? 

Chan: não, apenas um homem vai vir aqui junto com uma mulher pra ver qual arnea vai querer

- Hummm.... , me ligue quando ele chegar



**

O garoto era muito.... A aqueles olhos, mesmo sem enxergar nada, parecia uma constelação dentro deles, a boca era fina, o cabelo preto destacava a pele que não era pálida, ele tinha um pouco de tudo. Um peitoral que nem deuses tinham, pernas mais definidas do que minha agenda, e.... Aquele rosto por completo.... A! 

Márcia: olá, bom dia! *sorri gentilmente*

- olá, sentem-se! 

*o moreno não abria a boca, estava com o braço apoiado no da mulher, cruzando-os, tipo um casal*

- qual o nome de vcs? 

Márcia: me chamo Márcia e esse é o Jeon

- hum ok! *anoto na folha*

Márcia: o Jeon veio ver algumas arneas, ele teve um distúrbio quando pequeno e ele acabou cego, ele está com medo... Pq.... Uma mulher de uma geração da família tbm ficou cega e... Na cirurgia acabou tendo que arrancar os olhos, ele tem medo de algo acontecer! 

- olha... Não posso garantir que tudo vai ocorrer perfeitamente, pq, os olhos dele podem não aceitar o laiser, mais, se os olhos obedecerem, tudo irá ocorrer perfeitamente. Só não quero afirmar tudo, pq nem sempre dará certo. 

Jeon permanecia em silêncio, e sério 

Márcia: bom tudo bem, vai dar tudo certo! Jeon quer ver qual arneas, vc po-

Jeon: eu não quero ver nada, eu sou azarado o suficiente pra ficar sem visão, não quero perder meus olhos, nem morrer por uma coisa besta. Vamos embora! *se levanta*

Márcia: Jeon, para! Vai dar tudo certo, nada vai acontecer! 

- vc.... Quer conversar? 

O mesmo faz uma expressão de dúvida

Olho para a mulher e ela logo sai da sala, em silêncio. 

- pq não quer fazer a cirurgia? 

Jeon: pq? É sério isso? *sorri debochado*

- olha, se depender dos seus olhos vai dar tudo certo

Jeon: e se der errado? E se eu ficar sem eles ou até mesmo morrer? 

- vc não vai, garanto! 

Jeon: não pode garantir algo que não tem certeza, eu vou embora e vou viver assim pro resto da vida. 

- viver sem ver a cor do mundo pelo menos uma vez? 

Jeon: sim, sem ver nada! Esse mundo já é sombrio demais, não preciso ver algo que meus olhos me permitem enxergar! 

- siga em frente então! Só me diga uma coisa.... Vc tbm sofre né? 

Jeon: oque vc quer dizer com isso? 

- eu estava caminhando pelo parque e vi um garoto igual vc ser cercado por um grupo de idiotas... Começaram a te empurrar mais vc logo pegou a sua bengala e meteu na cabeça deles. Aquela foi a coisa mais impressionante que eu já vi! 

Jeon: se for pra ficar me chavecando ou flertando comigo, já tem seu não *começa a bater a bengala pela sala (especializada para cegos) indo até a porta, a abrindo e saindo *

_sorrio_

- que garoto louco! 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...