História A Love for an heir - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Mpreg, Namjin, Vkook, Yoonminhope
Visualizações 31
Palavras 1.425
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente minha primeira fic peguem leve por favor.
Espero que vcs gostem.

Capítulo 1 - O começo


Fanfic / Fanfiction A Love for an heir - Capítulo 1 - O começo

Os amigos chegavam na boate atraindo vários olhares mais quem não olharia aqueles homens ricos, belos e ainda por cima, no meio dos dois alfas existia um alfa lúpus. Eles três eram bem conhecidos por serem herdeiros bilionários como também por manterem a fama de playboys libidinosos. 

Os dois alfas que foram escolher uma mesa com uma boa vista para aquela multidão de corpos suados na pista de dança se chamavam Min Yoongi herdeiro da Min Images e Kim Namjoon herdeiro das redes de hotéis Kim e o que voltava do bar era nada mais nada menos que Jeon Jungkook o alfa lúpus e herdeiro das empresas Jeon's. 

-Yoongi hyung soube que você conheceu mais um ômega esse será só mais um que irá passar por sua cama? - O mais novo do grupo disse depositando as bebidas em cima da mesa redonda da boate. 

-Acho que não ele tem algo que me atiça ainda mais nele, mais sinto como se tivesse faltando algo. - Respondeu o Min. 

-Hm queria muito saber o que você fumou respondendo desse jeito sem soltar nem um xingamento. -Disse o Kim. 

-Ahh quer saber vai se fizer eu aqui tentando passar a imagem de homem decente e tu vem pegar no meu pé Namjoon vai se lascar. -Yoongi respondeu mal humorado como sempre bebendo um pouco da vodca. 

-Hyungs nós saímos para beber e descansar do trabalho e não para vocês  dois começarem a brigar feito cão e gato. -falou Jungkook. 

O tempo foi passando e eles três foram bebendo mais, no outro dia Jungkook acordou na sua casa- corrigindo mansão- ao lado de uma mulher morena ela era uma bela ômega, porém ele já não conseguia mais sentir a atração que sentiu no dia anterior, sempre foi assim, ele se sentia atraído e ia ao ataque conseguia levar para a cama porém no outro dia ele sentia o seu lobo chorando como se tivesse traído o seu ômega mesmo ele não conhecendo. 

POV Jungkook 

Me levantei sem fazer suada para não acordar a Hirata que estava dormindo na minha cama, fui em direção do banheiro quando cheguei em frente do espelho pude ver o estrago que as unhas da mulher deitada na minha cama foram capazes de fazer, meus ombros largos estavam açunhados, minhas costas estavam quase que em carne viva. 

-Mas que mulher mais louca sei que quando eu faço sexo eu não pego leve com ninguém mais me deixar como se tivesse chegado de uma guerra agora é de mais. 

Fiz minha higiene bucal e fui em direção do box para me banhar. Depois de banho tomado fui escolher uma roupa para ir a empresa, já que o meu coroa se afastou e me deixou no comando, a omma reclamava muito dizendo que o appa dava mais atenção a empresa do que a ela. Depois de devidamente vestido saio do closet trajando uma roupa social preta e com o cabelo repartido de lado mais só na parte da frente para ficar mostrando um pouco da testa. 

Olho para cama e lá está ela dormindo, como eu sou bom vou acordar ela. 

Fui em direção da cama. 

-Ei garota acorda. 

Parece que dormi feito pedra. 

-Ei estou falando com Você. -Falei a sacudindo. 

-Uhm oppa eu achei que você ia me deixar dormir depois da noite que tivemos. -ELa falou se sentando na cama. 

-Como você mesmo disse passamos a noite e só, agora quero que você se levante da minha cama se ajeita e vá embora por favor sim? -Disse me levantando já que eu estava sentado na cama para falar com ela. 

-Vai ser assim? Depois da noite que tivemos você vai me tratar assim, como se eu não valesse nada? 

-Eu sinto muito se não estou te tratando como você merece, já que foi você que foi se deitar com o primeiro que você viu que tinha grana e que podia te sustentar. 

-Você não presta, só usa e joga fora. -ela estava saindo do quarto mais deu meia volta e me deu um tapa na cara, olhou no fundo dos meus olhos e foi embora. 

Esses tapas nem dói mais de tantos que eu levei. 

Também tenho vinte e oito anos de dia sou um alfa empresário e de noite sou um alfa Playboy, já me relacionei com várias pessoas alfas, betas e ômegas e sempre no outro dia levava tapa na cara eu ficava puto depois da noite que tivemos, depois deu fazer elas gritarem para min ir mais forte e fundo levo tapa na cara. Agora nem me importo mais. 

Chegando no estacionamento da empresa desço do meu R8 prata e vou em direção do elevador quando já estou dentro aperto o botão do último andar o vigésimo quinto. 

As portas se abrem e eu saio, quando estava passando em frente da minha secretaria ela me chama: 

-Senhor Jeon. 

-Sim, senhorita Rose. -Rose é uma ômega muito bonita tem como alfa a secretária do Yoongi hyung, Lisa. 

-O seu pai me pediu que quando o senhor chega-se era para min lhe avisar que ele quer falar com o senhor. 

-Ok Rose, vou ligar pra ele agora, a e mais uma coisa somos amigos não precisa mais me chamar de senhor. 

-É o costume Kook mais vou tentar parar. 

-OK. 

Vou saindo em direção da minha sala, assim que eu chego depósito minha bolsa encima da mesa e pego o celular para ligar para o meu appa. 

- Alô appa, a Rose me disse que o senhor queria falar comigo. 

- Sim, mais na realidade quem quer falar contigo é seu omma e não por telefone e sim pessoalmente. 

- Não me diga que agora ele quer ter netinhos? 

- Hahahaha você pelo visto conhece muito bem o seu omma. 

- Era só o que faltava, mais depois a gente se fala tenho uma reunião agora, tchau appa. 

- Tchau meu filho tenha cuidado. 

Finalizei a chamada com o meu appa e comecei mais um dia na empresa. 

Em pensar que a omma vai cobrar casamento e netos chego até me arrepiar. Já até sei como ele vai chegar em min " filho você já vai fazer vinte e nove anos depois trinta e eu não tenho meus netinhos sabe que se fosse por min eu teria tido outros filhos mais como você mesmo sabe eu não posso mais ter filhos então querido EU QUERO MEUS NETINHOS AGORA ". 

Me arrepiou e não é brincadeira. 

Pensando bem eu posso comprar flores, ele gosta posso até amansar a fera. 

               HORAS DEPOIS 

Sete horas da noite horário esse que o futuro dono está saindo sem contar que a essa hora a omma deve está arrancando os cabelos pela minha demora era pra min esta lá seis horas e já são sete e dez ele vai mesmo é me matar. 

Enquanto dirigia tentava achar uma floricultura aberta, avistei uma, parei o carro na vaga de estacionamento e fui em direção da floricultura Kim, entrando no estabelecimento pude escutar um sininho quando abria a porta, quando eu entrei na floricultura achei maravilhosa o tipo de organização era diferente começava com umas fileiras de vários tipos de Rosas e depois vinha vários outros tipos de flores era magnífico, mais o que me chamou atenção  foi um cheiro diferente das flores era um cheiro de morangos bem forte muito bom, olhei para cima onde vinha o cheiro e pude ver um ômega loiro de pele acirrada lindo, ele vinha correndo nas escadas de cabeça quando ele olhou para cima pude ver olhos castanhos claros me encarando. 

Ahhhh sim nunca tinha sentido isso antes, meu lobo começou a ficar agitado, senti meus olhos queimando e minha presença ser sentida. 

Á agora que eu me lembrei meu cio era para o início dessa semana e hoje é segunda-feira. 

Sou burro com toda certeza. 

Mais ja tive cios antes e nenhum me fez sentir o que eu estou sentindo agora. 

Comecei a andar em direção do pequeno ômega que eu diria que não passava dos quinze anos, quando cheguei perto dele passei um dos meus braços e troce ele para perto de min em um puxão, comecei a passar meu nariz no pescoço dele mesmo ele não tendo o seu primeiro cio ele tinha um cheiro muito forte de morangos que estava me deixando louco, comecei a marcar aquele pescoço branquinho sem dó, ahh quando ele gemeu manhoso pude sentir meu membro pulsar dentro da calça social que estou usando. 

Vai ser uma longa noite pra min e o pequeno ômega. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Se estiver algum erro é por que eu estou fazendo pelo celular e é terrível.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...